Fóruns Gráficos
3
Créditos
» Skin obtida de The Captain Knows Best criado por Neeve, códigos acrescentados por Weird e baseado no tema The Walking Dead Theme criado por Hardrock. Graças aos suportes e tutoriais de Hardrock, Glintz e Asistencia Foractivo.
» Versão Elysium adaptada por Hurricane, Rossin e Persephone.
Narradores
6
Personagens Ativos
40 Personagens Ativos
Últimos assuntos
» Capítulo 8
Ontem à(s) 11:17 pm por Kim Sun-Hee

» Episódio 1
Ontem à(s) 9:17 pm por Kasumi Sanada

» Sons of Neptune
Ontem à(s) 8:05 pm por Starry Night

» [DADOS] Onde estrelas nascem ou morrem
Ontem à(s) 6:12 pm por Starry Night

» Golden Boys
Ontem à(s) 1:47 pm por Starry Night

» @ohmygyuri
Ontem à(s) 10:54 am por Nam Gyuri

» @ommagyuri
Ontem à(s) 10:42 am por Nam Gyuri

» @moonjaesun
Ontem à(s) 8:52 am por Moon Jae-Eun

» @moonjaesun
Ontem à(s) 8:42 am por Moon Jae-Eun


Capitulo 7

Página 1 de 12 1, 2, 3 ... 10, 11, 12  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Capitulo 7

Mensagem por The Crown RPG em Ter Ago 21, 2018 3:17 am

NO CAPÍTULO ANTEIROR DE THE CROWN....




- Eu não acredito nas suas boas intenções. Você quer ser o neto favorito, eu tentei facilitar o seu caminho, focando no que EU queria, mas agora o que eu realmente quero é que você e aquela sua amiguinha de sangue imundo percam o rostinho de bom moço. Tô cansada de ouvir como Jun Eun Seok faz bem a você, como vocês estudam juntos, mas quer saber o que mais eu soube?


- Que o vovô a acha muito inteligente para uma mestiça. Nem ele ignora o fato dela não ser pura.



Acho que não precisa de acompanhante obrigatório, mas se fosse o caso, você deveria ter alguém em mente não é...


Eu ia te chamar, mas já que você vai ir com as meninas, não quero atrapalhar suas coisas..




- Qual é o nome do aplicativo, afinal? Eu não encontrei nos documentos…


The Crown, a coroa, algo que me deixa confortável em comparar a um colégio de dinastias.







- RI-RIN!!! OLHA. OLHA.(....) Uwa… que linda….(...) - Tenho um admirador secreto!!! Hahaha~



A verdade é que…  Minha vida pode parecer perfeita, mas… Minha mãe me abandonou. Não foi um divórcio, ou algo normal assim, e ela nem é estilista na França, ou mora no exterior. Eu nem sei onde ela está…  Ela só… Não gostava de mim e foi embora quando eu era criança.




...Mentiroso...  Você é a pessoa mais horrorosa que eu já conheci… Você… você é um nojo, Kim Joo Hyuk. Você é o pior. O pior de todos! O psicopata aqui é você


Você chora de mentira, você ri de mentira. Você dá flores de mentira. Você faz uma coisa sentindo outra, só para enganar. Sim. Pode deixar. Eu não preciso fingir que você não existe. Você nunca existiu pra mim! E mesmo que você prometesse, eu nunca ia esperar por você. Porque você que é o passado, Kim Joo Hyuk. Você é podre e você enxerga as coisas de forma feia porque é assim que você é!






- E por acaso ele faz alguma coisa com você? Algumas pessoas podem se aproveitar dessa sua bondade…

- Então é problema da pessoa, não meu…Não acho que eu deva mudar só porque tem gente ruim no mundo. É o contrário, quem precisa mudar são eles.




-..Chae...youn…O que aconteceu? Como ela está?


- Aconteceu o que eu já imaginava. Aquelas suas amigas deram um jeito de machucá-la.



- A aluna é da sua turma. Uma menina, não um menino.Durante o almoço, a bibliotecária encontrou uma aluna desmaiada no chão e eu ajudei a levá-la até a enfermaria. Gostaria que você ficasse atento a qualquer coisa esquisita que ocorra até sexta-feira. Só isso, por enquanto. A pessoa ainda não aceita ajuda, mas talvez num futuro próximo, ela mude de ideia.







- Escuta aqui. Você é doido? Não pode guardar a briga para outro lugar? Não vou deixar que você fique tratando a minha amiga assim não. Impedi-la de sair, ficando no meio do caminho dela, insistindo assim. Você tem problema? Eu vi que ela admitiu pra todo mundo que namora você. Já não está bom? O que mais você quer dela? Não é a primeira vez que você fica perseguindo e oprimindo a Eunbi. Acha que eu não sei que você não deixa que ela veja o Taemin? Ela é amiga dele. Vê se cresce e entende isso. Você acha legal ficar fazendo showzinho na frente de todo mundo? Essa escola já é horrível, você quer que ela fique com problemas por causa da fofoca dos outros? Já pensou se a dona Rainha dos infernos resolve botar um alvo na cabeça dela porque você foi lá mexer com a amiga mimadinha? Eu sei BEM como a vida fica horrorosa aqui dentro por causa de um “A”. Será que dá pra você deixar de ser egoísta e pensar nela um pouco? Será que você pelo menos GOSTA dela? Chega disso, que droga!!! É todo dia, toda hora, toda semana. Será que não conseguem ficar um dia sem brigar???? Eu estou furiosa com você e estou cansada de ter que ficar costurando todo o estrago emocional que você faz com ela.  Chega, tá legal? Dá próxima, EU MESMA vou garantir que essa palhaçada acabe, tá entendendo?



- Se estivermos entendidos e de acordo, você pode começar amanhã mesmo.



- Vocês e a maioria enxergam nele a imagem de um demônio desprezível, e não tiro suas razões, não sou tonta e nem cega. Ela tem um péssimo comportamento e é malvado. Mas... Esse demônio me salvou de algo bem ruim e poderia ter se machucado por causa de uma garota que ele nem sabe quem é direito. E não há como simplesmente fingir que não o vejo. Eu não posso…







- Jung Mi…. Eu….Eu não quero. Eu quero ficar sozinha. Eu… Não quero ter mais essas dúvidas. Eu sinto muito. Eu não quero mais fingir que namoro você. Eu…. Acabou. É. Eu … Eu preciso


- ...Araso…Deve ter sido difícil para você também.




- Você tem a mesma expressão que tinha quando nos conhecemos, oito anos atrás.(...) Claro que você cresceu, que você emagreceu, mas...Ainda agora quando olho para seu rosto, eu lembro o que senti naquele dia. Eu não fui totalmente sincero com você nos últimos anos, Misoo e não posso dizer que fui seu amigo.(...) Eu não gostava de você como amiga...eu...eu te amava. Eu sempre gostei de você e o fato de ser “ogra” não era um defeito, era uma qualidade. O que mais me frustrou naquele dia era que...eu sentia que estava pronto para me declarar para você, principalmente depois daquele domingo. E o Jung Mi sabia disso.




- Então....Essa é a sensação...de ser verdadeiramente traído…







- Quando te tirei do chão, isso caiu do seu blazer. A srta Shin pegou, sem saber o que era, mas eu posso garantir que tenho experiências o suficiente para saber o que é isso. Não espero explicações muito profundas, até porque, logo a Srta No Eul voltará. Ela é pontual em seus horários. Mas...você ao menos tem prescrição para tomar isso? E na dosagem que é?”



-Hmmm. Você realmente quer saber por que a gente não gosta do Taemin, Sunny? (...)-Isso aqui foi ele. Na verdade, quatro capangas dele


-Taemin agrediu Eunbi no começo do ano, jogando ela no lago. Você deve ter visto a cena, ou ouvido falar, do Jae-ki levando Eunbi nos braços pra enfermaria(...)-Acontece que o Jae queria tirar as coisas a limpo com ele. Eles marcaram uma briga. Foi tolo, eu sei, e eu fui pra garantir que ia ser uma luta justa pelo menos. Não foi... Ele gritou e surgiram quatro capangas dele pra cima de mim. Talvez se eu não estivesse lá, o Taemin os mandaria contra o Jaeki sozinho e ele nem estaria aqui pra contar a história



- Neol…Não queria voltar para casa...Vim estudar aqui. E...Depois te levo pra casa...Tá? Avise...ao hyeong que eu….te levo.


Leia esse aqui, distraía sua mente... Você só precisa aguentar algumas horinhas..E então, te emprestarei meu ombro, sem perguntar o que houve ou quem te magoou...






-Ye Ji...quem você acha que eu sou?


- Hmm… Quem eu acho que você é? Acho que...Você é o cara que está tentando agradar todo mundo, mas não está feliz. Você não é muito diferente de alguns meninos daqui. Talvez a maior diferença entre você e os jovens nerds de nossa turma seja o físico. Você impõe presença mesmo tentando ser discreto.(...)Um good guy, talvez? Agora...É isso que você quer que as pessoas achem de você? O que você queria ser?




“-Eu consegui um "acordo" com a Hyemin. Eu vou ajudar ela com uns trabalhos que ela não consegue fazer da escola e ela vai nos recompensar com 5 "ajudas". O Kang disse que era pra ser uma cupido. Mas ela vai ajudar a gente com informação. Tenho certeza que vai ser útil no futuro, quando tentarem aprontar com a gente, já que a Hyemin fala bastante de tudo”




- Ung! Eu...Eu adoraria tomar um sorvete com você, Hwang Won Bin-ssi…Podemos ir na marcha que você quiser até porque eu, eu não entendo muito disso e não esperava que...você fosse dizer isso.





CAPÍTULO 7

Depois de uma segunda-feira intensa, a “Terça-Feira do Terror” chegou para o desespero da maioria dos alunos. Até mesmo aqueles que gostavam muito de matérias envolvendo exatas, se sentiam exaustos por conta da maratona de números que veriam diante de si naquele dia.

O portão principal do colégio abriu no horário de sempre - cerca de 1 hora e 20 minutos antes do início das aulas. Alunos que tinham um pouco mais de dificuldade para transporte - geralmente os bolsistas - acabavam chegando mais cedo. Uma vez que estavam um pouco mais enturmados e habituados com os herdeiros, eles sempre tinham a possibilidade de ficar pelo pátio para esperar por seus amigos.

Já os herdeiros tinham que enfrentar um pequeno engarrafamento, principalmente se chegassem muito em cima no horário.

Meia hora antes das aulas começarem, o movimento já era bem razoável. Amigos se encontravam e pareciam felizes por se verem, mesmo que tivessem passado boa parte do dia juntos graças ao puxado horário que o colégio tinha. Aqueles que estivessem mais atentos, rapidamente encontrariam seus amigos enquanto os que estavam com a cabeça mais avoada, demorariam um pouco para raciocinar.

Chaeyoung chegou bem cedinho naquele dia. Não queria chamar a atenção por conta do braço machucado, mas não foi surpresa encontrar tanto Lee Hi quanto Hyewon logo na entrada do pátio do ensino médio. Fez um beicinho manhoso quando viu as caras preocupadas dela, mas sorriu, frisando que estava bem, apesar da tipoia azul marinho que usava - graças a isso, ela não estava usando o blazer do colégio e sim apenas a blusa de manga curta, perfeitamente abotoada e por dentro da saia. Os acessórios, contudo, continuavam uma bagunça pelo pulso dela, fora os anéis.

Hyewon se ofereceria para pegar a bolsa dela e as três ficaram conversando perto da entrada lateral - a que geralmente usavam quando voltavam da educação física.

Dong Hee Kyung não tinha mais a carona de sua prima há um tempo e começou a ter uma espécie de revezamento entre Ha Neul e Ui Jin para buscá-lo. Min Ho nunca se oferecia, porque continuava mantendo sua família longe dos amigos. Nenhum dos três entendiam porque Dong fazia isso, mas também não reclamavam. O trajeto ficava mais divertido quando se estava entre amigos.

Graças a ele, Ha Neul sempre chegava no horário certo - quando não estavam juntos, ele chegava no laço para entrar. Enquanto entrava no prédio, Dong não teve imagem de sua prima, tampouco de Stella. Ui Jin já estaria na sala, sentado, conversando baixo com Min Ho.

Outra pessoa que estava sempre aproveitando das caronas amigáveis era Misoo! Agora que tinha voltado às boas com os gêmeos, os três podiam andar no carro do promotor sem problemas. Diferente do que a amiga podia esperar, Bomi parecia radiante naquele dia. Seu rosto estava perfeito e não havia nenhum resquício ou inchaço que indicasse o choro compulsivo do dia anterior . O assunto do caminho todo foi destinado ao sábado deles. Misoo teve a honra de ser a primeira a receber o convite em mãos - além da mochila, Bomi estava levando uma bonita bolsa com todos os convites separados por turma e nomeados na ordem alfabética.

Quando chegassem no colégio, encontrariam com Eun Bi chegando quase que no mesmo horário que eles. A bailarina estava com uma cara de sono, mas era bonita até assim.

Jae Ki fazia parte do grupo de pessoas que também chegava cedo. Enquanto esperava pelos amigos e pela namorada, ele veria a garota de Hyun Hee chegando com a tipoia. Eles não tinham intimidade para conversar, mas ela seguiu até as amigas e ficou conversando. De modo geral, ela parecia bem.

Kang logo chegou para fazê-lo companhia e Won também não tardaria em chegar. Won tinha muito o que pensar e, principalmente, contar aos amigos. Os dragões chegaram antes de Misoo e seu grupo, podendo ter a visão completa da cena.

Hyun Hee também precisava se esforçar um pouco mais para chegar no horário certo, mas nesse dia, Chang Wook fez questão de levá-lo - ele daria aula logo no primeiro tempo. Caso fosse muito desconfortável ao primo entrar com ele, Hyun seria deixado na esquina do colégio para completar o caminho à pé. Mas se quisesse, poderia seguir até o estacionamento dos professores com Chang Wook.

Sunny estava com o horário apertado, como sempre, mas não encontrou problemas para chegar. Lee Hi já tinha informado onde estava e com quem estavam. Stella disse que estava à caminho. Enquanto caminhasse, ela veria Do Taemin saindo de seu carro de família. Como sempre, ele trazia um palmo de bico e uma expressão irritada. Revirou os olhos enquanto a irmã dele saía do carro e bagunçava sua franja.

O grupo de Hyemin também começava a se formar.  Beom Su fazia manha no ombro de Eun Na que parecia bem mais disposta hoje do que no dia anterior. Yerin estava sentada, com os olhos fechados como se fizesse meditação ou simplesmente tirasse um cochilo por uma noite mal dormida. Yewon e Hayoung também estavam por perto, comentando sobre a cor do dia.

[Esse início foi bem mais visual mesmo, considerando que vocês têm os turnos de encerramento para refletir, caso queiram. Como sempre fazemos em inicios assim, indiquem se vão para a sala ou se vão ficar pelo pátio/escadas, ok? Espero que gostem desse formato, tentei deixar como se fosse um “dorama lido” =p . E não se preocupem, não vou ficar para sempre aí de bobeira. É só para a gente se organizar mesmo, ok?]

[Não botei uma ordem de chegada fixa, apenas uma sugestão e que seria: Jae Ki, Dong, Won, Hyun, Misoo, Sunny e Hyemin. Mas se quiserem adaptar, fiquem à vontade.]

[Estamos no dia 11 de Junho de 2019 e são 7:30 A.M. +-]
(C) Ross
avatar
Dorama
Localização :
Coreia do Sul

Mensagens :
1244

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Seo Hyemin em Ter Ago 21, 2018 9:53 am



Hyemin não conseguiu dormir muito bem. Acabou madrugando assistindo a um melodrama na TV do quarto, podendo sofrer com a mocinha, em vez de pensar nos próprios problemas. Leu a mensagem do noivo e da tia, antes de dormir.

Mandou uma risadinha escrita para o noivo e parou, porque já achava que estava incomodando demais. Ficou um pouco sentida por aquela frase, que sabia que não tinha sido dito por mal, mas deixava claro como “a idade” dela não era atraente mesmo.  Suspirou. Tinha visualizado tantos encontros com ele, mas agora isso parecia uma invenção de sua cabeça. Ao menos, ele era gentil e compreensível, como na ligação que fez para ela pedindo desculpas. Ele entendia as expectativas dela, aparentemente, como um verdadeiro Oppa, mas talvez ela devesse abaixar um pouco mais as suas e ser mais adulta. Era bom para ela, era também o que o pai esperava dela, que crescesse.

Enquanto isso, a mensagem da tia a deixou pensando na madrugada toda. ? Já podia falar com ela assim? Ficou indecisa. Tinha aula de Tênis no dia seguinte. Conseguiriam resolver em um almoço? Talvez fosse melhor mesmo conversarem com tempo, à noite, depois de todos os compromissos.

Como já era tarde, acabou deixando para o dia seguinte. Hyemin dormiu sem passar tônico no rosto e acordou mais tarde que o normal, já na terceira música de Red Velvet. Acordou com dificuldade, mas, ao ver o horário, acabou que nem tomou café da manhã, somente um suco rápido.

Era dia do azul, então colocou um grande laço atrás das madeixas e isso resolveria sua falta de capricho para se arrumar. A maquiagem estava em dia, básica, com um leve brilhinho. A bolsa era azul, com um ursinho grande pendurado. Carregava também a bolsa extra de Tênis. Era dia também de combinar capinha de celular do Frozen com Yerin.

Look:






No carro, notou o quanto aquela angústia não tinha diminuído e decidiu marcar um almoço mesmo. De repente ligava para desmarcar a aula particular de inglês? Não podia fazer isso com tanta frequência quanto estava fazendo ou levaria bronca. Mas, afinal, do que tinha medo? Seria rápido, não é?

 
Titia

Hyemin
Bom dia, titia! Vamos almoçar?
Hyemin
Qualquer coisa, se tiver algum problema aqui na escola, eu aviso para adiarmos. Beeeeeijo



Já tinha vontade de desmarcar. Estava arrependida de marcar almoço, porque a angústia pareceu aumentar. Não sabia nem o que perguntar para ela. Estava um tanto murcha.

Se pudesse escolher, nem iria naquele dia em aula nenhuma. Chegou na escola mais quietinha que o normal, mas correu para encontrar as amigas. Ao bater o olho nelas, lembrou-se também dos outros problemas, de cada uma. Dos problemas de Yerin em casa, e do resto. Do que tinha revelado e ouviu de Nana. Lançou um olhar para ela, analisando-a e curvou-se. Viu Hayoung, e lembrou como ficaram estressadas no dia anterior. Escondeu os lábios uma vez. Suspirou.

-  Anyeong...  -  foi educada e leve. - Como estão?  - estava bem contida naquele dia.  

Ficou olhando Hayoung, lembrando da besteira que ela quase fez e adiantou:

-  Miane. Você já conseguiu recuperar seu celular? Pensei em comprar um “celular do castigo” para nós revezarmos quando tivermos algum problema como esse e deixo no armário para quem quiser pegar. Faço isso mais tarde. Tá bom? - fez um coração com os dedos.

Então aproximou-se de Yerin, encostando o rosto no ombro dela, para fazer uma gracinha, abraçando-a de levinho.

-  Oi… Tudo bem? - sussurrou. Era um segredo mesmo. Deu um sorriso para ela, forçando todo o bom humor que poderia, mas a energia simplesmente não vinha.

Ela procurou sentar-se, quieta, e torceu para que alguém começasse algum assunto bom. Definitivamente não queria pensar no seu dia. Aulas terríveis, conversa com a tia, aula de inglês, depois disposição para Tênis. E tudo isso tinha que se arrastar ao máximo porque na quarta… Ah, na quarta ela o veria de novo.  Mas tentava não se desesperar, porque UiJin balancearia tudo.
Wangjo |{LOOK: Laço no cabelo | Bolsa | Capinha | Pulseira da amizade }

— Ross
avatar
Dorama
Localização :
Terra do Marshmallow

Data de nascimento :
17/03/2002

Mensagens :
196

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Park Hyun Hee em Ter Ago 21, 2018 11:09 am

 

Hyun Hee deu risada quando o primo lhe sugeriu, logo para ele, que ficasse atento a qualquer coisa estranha até sexta-feira, enquanto ele mesmo era a coisa estranha que acontecia, mas combinou aquilo com um aperto de mão.

Ficou mais surpreso ainda quando descobriu que se tratava de uma menina. Tinha para ele que as moças eram mais cautelosas em relação a isso. Logo pensava nas mais atiradas, que viviam circulando no próprio grupo, mas era estranho porque nunca soube de um descontrole por causa daquilo. Pelo menos ele lhe deixava claro que a menina estava em sua sala. Ou seja: era mais assustador ainda que não fosse nenhum de seus casos. Era uma novinha mesmo.

Trocou um sorriso de leve com ele, fazendo um acordo silencioso, confirmado por “Araso, araso”. Não ficaria comentando sobre os motivos que o levaram a tomar os remédios. Era intimidade demais. Porém, deixava que ele concluísse a história sozinho. Ele tinha material para isso.

O jantar foi normal, apesar de brincar que tomaria soju (e na verdade não estava tão brincando assim, mas claro que aceitou o refrigerante). Ali dentro, não sentia que era paciente de clínica. Tinha ares de despedida. Agradeceu pelo colar e tentou pagar por ele, mas aceitaria não fazê-lo, para também não ofender. Estavam em família, afinal. Guardaria para uma ocasião especial, que ele ainda estava pensando. Era mais perfeito que esperava.

Aquela família lhe inspirava a se cuidar, tomar os remédios direitinho e ele conseguiu ter uma noite de sono tranquila.

No dia seguinte, não tentou ser rebelde, seguiu com Chang Wook até o estacionamento dos professores mesmo, porque, apesar de poderem se encontrar para conversar, sentia que estava se despedindo.

Dentro do carro, agora que tinha uma missão, precisava falar um pouco com ele sobre o assunto que lhe foi revelado na noite anterior.

- Tem certeza de que não quer dizer quem é? Se eu for atrás, vou acabar descobrindo da mesma forma, mas vou levantar suspeitas… E sabe como pode ser um mal entendido como esse…    - tentou uma última vez. - De qualquer forma. Vou ficar de olho, como prometido, mas o que exatamente espera que eu faça? Você quer que eu a salve? - deu uma risada contida. - As pessoas não gostam de admitir esse tipo de fraqueza, hyeong. Ninguém gosta de não ter força de caráter o bastante para ser incapaz de lidar com a própria cabeça. Se você conseguiu descobrir, então é provavelmente a única pessoa que vai conseguir acessá-la. Eu sei do que estou falando. Enfim, tenha um bom dia - acenou e partiu.

Estava um tanto apreensivo naquele dia, porque os efeitos da mensagem estariam ali, esperando para explodir. No entanto, não pretendia mais andar com seu “melhor amigo”. Ele provavelmente já teria todas as armas para destrui-lo publicamente.

Sentia-se mais forte e confiante naquele dia. Estava controlado, sim, mas as emoções fortes do dia anterior o faziam tender a um estado de mania. Era tão sutil que ele não conseguia perceber, mas os anéis tinham voltado para os dedos e o cabelo estava um pouco mais desarrumado do que o normal. Era sua forma de enfrentar a guerra que estava prestes a começar, ou talvez um gosto pelo Clube de Atletismo, pedindo para gastar energia no dia.

Caminhou com confiança pelo colégio, acenando para Jaeki, num gesto de “até depois”, se o visse de passagem. Tinham aula de Mecânica naquele dia e também tinha sido convidado para almoçar com os meninos, mas tinha outras coisas para conversar com outra pessoa naquele dia.  Poderia deixar para falar com o menino mais tarde.

Também buscou sua joaninha no trajeto, mas acabou mandando uma mensagem. Não queria ficar muito tempo exposto aos coleguinhas. Preferia ir direto para a sala, caso o encontro não acontecesse. Outra pessoa que também lhe interessava encontrar era Kai.

 
Joaninha

Hyun
Já estou por aqui. Quero ajudar a levar seu material para a sala. Me encontre nos armários.


Humor: mania/estável/--+++

— Ross
avatar
Dorama
Localização :
Queria estar nos EUA

Data de nascimento :
04/11/2002

Mensagens :
162

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Won-Bin em Ter Ago 21, 2018 11:17 am



Won podia não corresponder àqueles sentimentos diretamente pois ainda sentia a dor de ter acabado com Bomi, mas a última coisa que queria era magoar alguém tão corajosa a ponto de não deixar a pessoa que gosta escapar, numa última atitude desesperada de salvar um amor.

Mesmo assim Won também sentia uma carência que ele não sabia como preencher. Ou pior, sabia como mas entendia que a decisão de Bomi de dar as costas para ele era definitiva: ele só podia lidar com a dor até que pudesse vê-la na escola sem a vontade de se jogar num abismo.

No fim Won estava confuso, incapaz de responder com um sim ou não aquela palavra tão forte que era amor.

Ela pedia desculpas tantas vezes…

Com gentileza passou o dedo indicador por baixo de seu olho, limpando a lágrima que ela tinha deixado cair.
-Ei, chega de desculpas, ok? - respondeu com um sorriso gentil.

-Hmmm, está ficando meio tarde pra você voltar pra casa. A gente pode deixar o sorvete pra amanhã, ou no dia que estiver de folga, pode ser? - disse, andando com ela para a saída do condomínio.

Won mal imaginava que tinha feito algo que o faria odiar a si mesmo: havia magoado Bomi. No momento entretanto ele só se concentrava em uma tarefa por vez e esta era andar ao lado de Ji Hyun até a saída.

Cada dia com seu problema. Won queria tentar terminar este com algo positivo pelo menos.




Won não conseguiu dormir direito. Passou boa parte da noite revivendo tudo o que aconteceu no dia enquanto encarava o teto do quarto.
Revivia as palavras de Eun Bi sobre Bomi estar sofrendo e ainda gostar dele, enquanto também revivia as palavras de Ji Hyun.

Queria conversar com alguém a respeito. O pai ou estava trabalhando ou só chegaria bem tarde em casa e sem energia pra muita coisa além de apagar por umas horas. Kang e Jae-ki ele poderia conversar na escola, mas até lá seriam algumas horas.

”Aish eu vou ficar pedindo a opinião das pessoas pra tudo?” agora eram as palavras de Ye Ji que ele revivia. Ele tinha que decidir seu destino, não os outros ou seguir o que os outros pensavam.

Ainda tinha aquele papo de EunBi sobre o aniversário, pra deixar tudo ainda mais complexo.

No fim acabou acordando cansado e sem tanta energia para ir pra escola.

Pegou suas coisas e saiu com os fones de ouvido tocando algo no aleatório. A fiel bicicleta se movia praticamente sozinha enquanto Won ainda tinha a cabeça nos problemas.


E ainda era a terça infernal. Won não estava otimista hoje.

Mesmo não sendo um otimista Won ainda tentaria algo: pegou o celular e mandou um breve Bom dia com algum emoji para Ji Hyun. Não fazia ideia do que queria conversar com ela por mensagem, na verdade não fazia ideia do que estava fazendo ultimamente no geral.




-Yo Jaeki, Kang - cumprimentou os amigos na forma natural de sempre. Teriam algum tempinho antes do início da aula então iria aproveitar pra contar sobre o que houve ontem, mas primeiro ia ouvi-los.

-Eae Jae, tá pronto pra começar hoje no Café? Ha, você vai se amarrar quando aprender a fazer umas bebidas mais complexas - disse tentando deixar aquele assunto positivo no caso dele estar nervoso.
Quando tivesse a oportunidade ia contar:

-Eu falei com a Ji Hyun ontem, a colega do Café - disse olhando pra Jae que poderia não reconhecer o nome.
-Ela meio...err...ah que esquisito falar disso assim. Ela disse que gosta de mim - deixou o choque inicial vir. Ia segurar Kang se ele começasse a gritar alto
-Fiquei em choque. Eu nunca..imaginei

Queria ouvir a resposta dos amigos, principalmente de Kang que conhecia ela.

61% de chance de hoje dar ruim em Wangjo

— Ross
avatar
Dorama
Localização :
Seoul

Mensagens :
206

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Kim Sun-Hee em Ter Ago 21, 2018 12:03 pm



Quando Sunny finalmente deitou na cama e relaxou a cabeça sobre o travesseiro, toda a tensão daquele dia infinito despencou de uma única vez.  Ela precisou esfregar a testa para afastar aquela maldita - e sempre presente - dor enquanto os episódios eram revividos por meio de flashbacks frenéticos e descontrolados. Tanta coisa aconteceu... Tanta... Que era como se tivesse passado um mês ao invés de meras 24 horas. Podia selecionar os piores momentos, mas diante das opções...

Primeiro, seria necessário lidar com Eun Na. Sunny já previa a quantidade de veneno que precisaria engolir para não correr o risco de prejudicar Stella e nem Kang – o Dragão, coitado, não tinha culpa dos problemas que existiam entre as garotas. Porém, realmente, não estava disposta a se tornar uma escrava da herdeira amiguinha da Gremlin insuportável. Agora... Como faria isso? Fica aí o questionamento, pois Eun Na deixou bastante claro que queria uma mínima participação no processo do trabalho.

Não sendo suficiente, no segundo round, recebeu a notícia do que aconteceu com Chae – o que desencadeou as situações seguintes. Sunny se assustou com o próprio descontrole emocional e acabou abusando de uma medida que vinha se mostrando frequente demais. Não imaginou que as consequências resultariam num dos piores quadros possíveis. O professor Lee foi direto em suas colocações e a única garantia que Sunny conseguiu tratava-se de... tempo, embora os dois tivessem noções diferentes do que fazer com tal. Enquanto ele queria que Sun-Hee buscasse ajuda, ela desejava provar que não tinha razões para procurá-la. Estava bem e insistiria nisso. Se ela se convenceu... Por que os outros não podiam apenas acreditar e lhe poupar novos aborrecimentos? Essa sim seria uma ótima maneira de ajudar.

Suspirou conforme lembrava do terceiro acontecimento do dia... a conversa com os meninos. Acreditava neles e não lhes tirava o direito de ficarem chateados com Taemin, e de até o abominarem, mas sabia que acabou os frustrando. Talvez esperassem que ela compreendesse como o garoto era cruel e tóxico, e se afastasse dele. Seria o correto, né? Mas... Sunny não queria. Não queria fingir que Do Taemin não existia ou tratá-lo com repúdio ou medo porque não sentia nada disso em relação ao herdeiro. Ele a irritava – e irritava muito! – porém... Havia mais a ser visto. Não era arrogante em pensar que mudaria a personalidade de Taemin... Na verdade, nem era o objetivo. Ao menos, se ela pudesse trazer as coisas boas que “achava” estarem escondidas sob toda aquela marra e deboche...

Quem sabe não fosse o verdadeiro jeito de recompensá-lo?

Mas estava brava... e triste. O que Taemin fez foi muito grave. E nem tinha como questioná-lo porque prometeu que não envolveria os nomes de JaeKi, Won e Kang. No entanto, tinha algo que precisava descobrir. E o faria amanhã, sem falta.

Por fim...

Joo Hyuk.

Durante o caminho até a sua casa, Sunny cumpriu com a promessa e permitiu que Kim usasse seu ombro como bem quisesse, e ao sentir a umidade das lágrimas... Sun-Hee controlou-se para não ceder ao choro também e nem perguntar o que tinha acontecido. Ela se limitou em dar suaves tapinhas na cabeça dele, como quem fica ninando um bebê. Sabia que Kim não gostava de suas músicas, o que era um tema recorrente nas implicâncias entre os dois, mas aproveitando a proximidade, a bolsista ficou murmurando uma canção qualquer, tão baixo que não era sequer possível entender a letra, mas tinha uma melodia doce o suficiente em trazer um pouco de paz... Tanto para Kim quanto para a própria Sunny. Assim que chegaram na casa da menina, tentou de todas as maneiras distraí-lo, mas sem invadir o espaço do amigo.

Entretanto, mesmos nos instantes que Kim sorria ou conversava... Aquela expressão triste não desaparecia.

Como se já estivesse ali há muito tempo e ela nunca reparou.

[...]

Sun-Hee acordou alguns minutos mais cedo para não atropelar etapas. Tomou um banho quentinho que quase a empurrou de volta para a cama, mas não cedeu ao cansaço de estimação. Secou o longo cabelo, o que demorou alguns boooons minutos e – tentou - o arrumou num dos raros penteados que ela sabiiiiiiia fazer, até porque, lidar com aquela quantidade de fios só não era mais cansativo que as aulas de educação física. Diante da trabalheira, Sunny desistiu, montando uma dupla de tranças e as prendeu para trás. Prontoooo, estava ótimo. No café da manhã, ela tratou de se alimentar de modo decente para não receber novas broncas e enfiou um pacote de cookies na mochila.

Dentro do ônibus, organizava mentalmente suas tarefas. Até planejou terminar alguns exercícios ontem, mas não teve tempo e – menos ainda – disposição.

Na entrada do colégio, onde o movimento já estava fluído, Sunny parou para checar as mensagens no grupo que informavam o lugar que as amigas se encontravam. Porém, antes de seguir até o pátio, Sunny interrompeu a caminhada quando acompanhou o instante em que Taemin saía do carro junto da irmã. Não era uma surpresa testemunhar aquele bico projetado e nem a cara emburrada, mas tinha alguma coisa de diferente ali... Hm. Pendeu o rosto para o lado, como se um novo ângulo permitisse enxergar melhor o que era, porém desistiu, com receio de ser pega e ele pensar que estava o cercando.

Os Do eram... bonitos. Ao lado de Jimin isso ficava mais evidente.

Que... esquisito.

De propósito, e bufando, ela adiantou os passos conforme apertava as alças da mochila e literalmente invadiu o espaço de visão dele, fazendo questão que Taemin a visse, apesar de não olhar na direção do loiro. Todavia, no meio do caminho, Sunny não resistiu e o fitou por cima do ombro, sem parar de andar, e tinha um olhar... contrário aos habituais - de birra ou provocação.



Ela apertou os passos porque queria encontrar as amigas antes do sinal bater e passou avoada entre as pessoas até chegar ao pátio.

- Bom dia, meninas! – exibiu um sorriso simpático... que diminuiu quando encarou o braço imobilizado de Chaeyoung – Como você está? Dói muito? – com cuidado, ela a abraçou de ladinho, evitando encostar no local machucado.    

WangJo

— Ross


Última edição por Kim Sun-Hee em Qui Ago 23, 2018 9:41 am, editado 1 vez(es)
avatar
Dorama
Localização :
Seul

Data de nascimento :
20/04/2002

Mensagens :
175

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Jae-ki em Ter Ago 21, 2018 12:05 pm


Naquela noite, apesar do pai estar em casa, Jae-ki se sentia leve. Quando assistia televisão com Soo-ji, percebeu que ela começou a ficar com sono, quase dormindo no sofá. Nessa mesma hora, recebeu a resposta de Eun-bi e sorriu com o que ela tinha escrito.

Jae-ki não acreditava que fosse possível ela ficar feia. Imaginou que ela devia estar com um coque de bailarina, mas mechas de cabelo soltas caindo pelo pescoço, gotículas de suor na pele delicada, parecia uma visão atraente. Pensar nisso só o fazia sentir mais saudades e também o faziam ficar com um pouco de calor. Mas o que gostou mesmo foi ler o "saranghae". Ele a respondeu.

 
Jaeki

Jae-ki
Bibi, você não consegue ficar feia nem se quisesse. E se eu contar não seria surpresa, espere para amanhã. Eu também estou querendo muito te ver... Mas se você dormir cedo, passa rápido.
Jae-ki
Abraço? Tá, eu amo seus abraços, cuidado que posso não querer soltar... Mas eu fiquei tão cansado hoje...  Ao menos um beijinho rápido... 30 segundos? 10 segundos? Ok... Tá bom... Amanhã você decide...Cuidado onde anda, hein.

Saranghae, Bibi.


Depois desligou a televisão e carregou a irmã no colo até o quarto, onde a cobriu e deu um beijo na testa dela. Antes de dormir, fez um desenho para Eun-bi se ainda não tivesse feito.

No dia seguinte, Jae-ki acordou bem mais animado que o normal. Tinha tido uma ótima noite de sono. Colocou o desenho na mochila e seguiu para Wangjo. No caminho entretanto, passou perto de uma carpintaria, do seu bairro mesmo. Como eles costumavam jogar pedaços pequenos de sobra de madeira, Jae-ki pegou um pedaço, quase um quadrado de uns 7cm e colocou na mochila. Mas não estava carregando nenhum rato, infelizmente. Não ainda.

Em Wangjo ele foi o primeiro a chegar em relação aos seus amigos e namorada. Ele já tinha planos para o que fazer quando entrassem para a sala. Notou que a garota do Hyun esta com uma tipóia. Isso era revoltante e o fez se lembrar de Sunny. Tinha que pensar em uma maneira de resolver isso.


Quando avistou os amigos, Jae-ki correu até eles:

- E aí dragões? Tudo de boas? Sim, tô preparado - Respondeu ao Won - Quero tentar ser o melhor funcionário para não ser mandado embora né.

Para Jae-ki que estava acostumado a fazer o trabalho de três, talvez não fosse tão penoso no café, a parte difícil seria controlar bem sua boca. Ele ouviu o que Won tinha a dizer da garota do café e ficou surpreso:

-Uwa! Ela gosta de você? Tá fazendo sucesso hein! Que sortudo, não é Kang? - Deu um tapinha nas costas do Won - Mas e você, gosta dela?  Se quiser eu posso te ajudar agora que eu trabalho lá... Vamos falar andando, quero chegar na sala antes da Bibi.

Jae-ki achava boa coisa Won ter uma nova admiradora, e não sendo uma riquinha, ainda seria melhor para ele. Porém sabia que não era fácil desgostar de alguém. Ele veria Hyun acenando e reatribuiria o gesto, queria conversar com o hyeon, mas agora só queria ir apressado para a sala de aula, na mesa da Eun-bi ele deixaria um papel dobrado com cuidado, na parte debaixo da mesa onde se coloca os cadernos e livros. Na parte superior do papel estava escrito "Para Bibi". Dentro estaria um desenho dela feito por Jae-ki, no rodapé seu nome e uma frase:
Spoiler:

" Quando eu te vi pela primeira vez, achei que você fosse um anjo. Para mim, Bibi, você é a garota mais bonita do mundo, saranghae"

Spoiler:



Essa paixão toda estava revelando um lado romântico que Jae-ki não sabia que tinha, ele era criativo, mas também não era nenhum poeta. Sentou no seu lugar de sempre com os dragões. Se eles comentassem algo do papel que deixou na mesa da Eun-bi, Jae-ki sorriria meio arisco:

- Ya.. é coisa minha... Nada demais...

Ele esperava que ela visse logo a pequena surpresa, apesar de achar que não era nada demais. Jae-ki queria mesmo era poder comprar alguma coisa para ela.

- Eu vou falar com a Bibi hoje - Avisou aos dragões animado.

Se Hyun chegasse, Jae-ki o cumprimentaria também, mas prestaria a atenção se Eun-bi chegasse. Sorria para ela assim que ela entrasse e não desgrudaria os olhos dela para poder ver a reação que ela teria e também se ela ia encontrar o que tinha deixado.  


Wangjo

— Ross


Última edição por Jae-ki em Ter Ago 21, 2018 1:56 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Dorama
Localização :
Songpa- gu

Data de nascimento :
07/05/2004

Mensagens :
253

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Yeun Misoo em Ter Ago 21, 2018 1:30 pm

 

A noite da segunda-feira não poderia ser mais tensa para as amigas. Parece que tinha tudo sido uma conspiração para que fizesse as pazes com as meninas para que pudesse aconselhá-las naqueles momentos difíceis. E como eram difíceis!  Misoo se ofereceu para dormir lá com ela naquele dia e a levou para casa, quando as últimas lágrimas caíram. Deu um abraço apertado nela e pediu que fosse dormir.

Parece que as caçadoras de dragões iam mesmo matar alguns ali daquele grupo uma hora. Suspirou  e lamentou estar tão errada sobre Won. Ainda assim, não o odiava, porque ele sempre tinha sido legal com elas, mas lamentou como homens eram volúveis e estúpidos quando mexiam com o ego deles. Como Gyu Sik, que gostava dela, mas, magoado, passou a tratá-la daquela maneira. Ou Jung Mi, que, ofendido, a tratou com frieza. Ou Jaeki, que fazia aquelas coisas estúpidas com ciúme de EunBi. Tinha para ela que homens eram problemáticos e agradecia por nunca ter se apaixonado de verdade. Não um amor como o de Bomi, pelo menos.

Agora, só podia oferecer seu ombro e cuidar para que o menino não fizesse nenhuma besteira diretamente. Aí sim ela se intrometeria.

No dia seguinte, regou os vasinhos ainda vazios e desceu para tomar um iogurte escondido, como no dia anterior. Terça-feira era Dia de Clube de Tênis!

Ela saiu animada, mas receosa, não queria desrespeitar a amiga, mas ficou chocada quando a viu daquele jeito. De certo geminianos eram imprevisíveis. Ficou feliz por vê-la bem e logo pulou em seu pescoço, agradecendo em voz alta pelo convite.  

- Que honra! Que honra - sorriu.

Quando no colégio, precisava tomar cuidado para não ficarem esbarrando nos meninos. Seu radar os caçou, enquanto iam em direção a Bibi. Ela fez uma cara de alarme e olhou para Bomi, porque queria avisar que “algo” tinha acontecido. Para que ela tomasse um cuidado com o que dizia.  Mas ainda não conseguia fazer a fofoca completa.

- Bom dia. Aigooo… Hoje é o pior dia das aulas. Já estou com preguiça. Podemos pular para a tarde? Ah, sim, adivinha quem foi a primeira convidada de honra da festa?     - brincou e mostrou o convite. - Vocês já querem subir?   - perguntou olhando bastante para Bomi. Ela já queria contar o que houve? - Vamos achar a Mia e dar o convite dela?

Estava com preguiça de encontrar com Jaeki e ter que fazer uma D.R., mas isso não tirava seu bom humor do dia.

~~

— Ross
avatar
Dorama
Localização :
Coreia do Sul

Data de nascimento :
21/12/2002

Mensagens :
132

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Dong Hee Kyung em Qua Ago 22, 2018 12:08 pm



Dong não precisava de caronas, nem da sua prima e nem dos amigos, fato que certamente faz eles questionarem uma razão. Se eles nessa altura do campeonato se questionam sobre isso, é melhor nem saberem. Se pudesse viria de bicicleta, mas nesse caso é outra historia...

Por mais que sentisse a falta de sua prima, ela também não dava o braço a torcer e agia como uma pseudo-antagonista de uma novela, e talvez, Hee Kyung não estivesse longe dessa comparação também. Como pode pessoas que crescem juntas, que se apoiam mudarem do dia para noite? Castelo de Cartas, um relacionamento, uma amizade é isso? Quando uma carta cai todo o castelo vem abaixo? Não, sentimentos são complexos, pensamentos complicados, e influencias... são delicadas. O mundo está cercado de influenciadores, digitais ou reais... e Kyung ainda achava que Hayoung ainda estava mal influenciada. Mas no fundo, ele saberia o que é uma boa influencia?

A distancia com a garota mexeu com ele, seus pais poderiam notar isso, e para seus amigos também já era obvio, mesmo que não comentassem já que são discretos. Seu andar pelo prédio parecia calmo, a expressão do rosto ornado do oculos era serena, não condizendo com a torrente de pensamentos que pareciam o conteudo de uma batedeira, dentro da sua cabeça. Na sala de aula, cumprimentou seus amigos cochichantes -  Senhores, bom dia - Apesar da vitoria que tiveram na apresentação anteriormente, ele não estava radiante, pelo contrário, o olhar estava fixo em alguns pontos.

Sentou-se finalmente e não se interessou muito em olhar a tela do aparelho móvel, para Dong, isso tirava muito o seu foco numa sala de aula. - Como vão os trabalhos em grupo? Já pensaram no desfecho? - Perguntou curioso um pouco despreocupado, mesmo ele também tendo o proprio para ajeitar.

Class Room Stage

— Ross
avatar
Dorama
Localização :
Seul, Coreia do Sul

Data de nascimento :
09/09/2003

Mensagens :
112

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por The Crown RPG em Qua Ago 22, 2018 4:09 pm

11 DE JUNHO. SALA DE AULA. 7:35 A.M.


Won, Jae Ki e Dong


Jae Ki tinha sido o primeiro dos dragões a chegar a WangJo, mas antes que o fluxo de alunos ficasse maior, ele veria Kang chegando com sua bicicleta. O garoto magrelo logo deixou a bicicleta travada e caminhou até Jae Ki com uma expressão tranquila e serena. Estava bem porque achou que sua missão estava concluída.

- E aí? - Cumprimentou. - Você parece bem! Está animado com hoje?

Won Bin logo chegou e parecia bem também. Natural. Kang o cumprimentou com mais um dos toquinhos de mãos.

- Não será! Fique tranquilo. Eu trouxe outra blusa, como prometi. - Fez um “v” com os dedos. - Hoje não vamos juntos porque eu só tenho clube de música e vou correndo pra lá, mas qualquer coisa, estarei do outro lado, viu?

Sorriu.

- E tu? Que cara é essa? - Olhou para Won. - Foi tudo bem na conversa de ontem?

Tinha deixado Won em segurança diante do condomínio para conversar com Ji Hyun. Estava preocupado com a possibilidade dele cruzar com alguém, mas pela expressão, parecia tudo bem.

- Mwo?! - Ficou surpreso. - Ela gosta de você? Uau...E se declarou assim?

A pergunta de Jae Ki era meio boba, mas entendeu. Todo mundo sabia que ele gostava de outra pessoa, por isso, Kang fez outro tipo de questionamento.

- Como você se sente em relação a isso? Acha que...É uma boa arriscar?

Won podia responder enquanto subiam até a sala de aula. Quando chegassem lá, só teriam algumas pessoas que sempre sentavam na frente: as meninas Da Naeyeon e Ah Sejeong; e Lee Ui Jin e Bing Min Ho. Todos os quatro foram educados em dar bom dia - até mesmo Sejeong que tinha sido uma grossa por conta da brincadeirinha boba de Kang no primeiro dia de aula.

Kang seguiu com Won até o fundão, ainda esperando pela resposta dele. Estranhou quando Jae Ki foi até a mesa que Eun Bi geralmente sentava e colocou um papel por ali. Piscou para Won, mostrando que brincaria com ele.

- O que é isso? Cartinha? - Deu um sorrisinho idiota. - Nada, é? “Bibi, saranghae” - Implicou. - Quem diria que o “thug life” era romântico... Sério, Won, substituíram o Jae Ki! Ele nos deu razão ontem e tá fazendo coisa fofa! Ou é coisa pervertida?- Arregalou os olhos. - Uwaa...Não acredito!

Claro que falava apenas entre amigos, sem criar alardes para os outros ouvirem. Até porque, os outros eram bem discretos e não se metiam na conversa alheia.

Dong Hee Kyung entrou na sala nesse meio tempo e Kang trocou um breve olhar com os dragões. Tinha mesmo que falar algo com o herdeiro, talvez fosse um bom momento.

No celular de Won, uma mensagem de Ji Hyun.

Ji Hyun

Ji Hyun
Bom dia =)
Ji Hyun
Você está bem? Tenha uma boa aula





Era um pouco estranho não ser o segundo a chegar na sala de aula, mas pelo menos foi um número par, o 8º - Ainda que fosse o primeiro, ele teria esperado alguém entrar antes porque seu toc com número ímpar era um problema sério. Ele realmente não gostava, mas o 8 era um número perfeito, o infinito.

Provavelmente seria um dia bom. Ou pelo menos parecia que sim.

Os amigos o encararam.

- Bom dia. - Responderam com um pouco de sono.

Além dos amigos, Da Naeyeon e Ah Sejeong também estavam por ali - Sejeong era companheira de trabalho dele. Ao fundo, Jae Ki, Won e Kang pareciam numa conversa animada enquanto implicavam com Jae Ki. Caso Dong olhasse para eles, Kang Woo Jin acenaria de volta.

- Sim. Eu fiquei com os levantamentos de dados e os outros dois vão botar a mão na massa. - Min Ho comentou. - Mas meu trio é bem organizado. Confio no discernimento deles para retratar Seul.

- Não comecei… - Ui Jin falou. - E tem uma coisa estranha acontecendo. Porque ontem…

A voz foi sumindo porque ele viu uma menina se aproximando. Se Jeong chegou de modo firme, porém educado.

- Bom dia, meninos. - Olhou para Dong. - Tudo bem, Dong Hee Kyung-ssi? Eu sei que pode ser um pouco cedo, mas eu já encaminhei minhas pesquisas e comecei a fazer uns testes de modelagem para a maquete, para ver quanto de isopor precisaremos para sustentar o peso do material que usaremos. Eu tenho algumas fotos, mas ainda não criamos o grupo. Posso enviar para você diretamente ou seria um pouco constrangedor?

Min Ho ajeitou os óculos dele e olhou para Dong. Ui Jin espirrou um pouco de bombinha para conseguir respirar direito.

Enquanto eles conversavam, as pessoas provavelmente entrariam na sala de aula. Hayoung e Stella com certeza ficariam curiosas com a chegada. Outra coisa que também começaria a apitar em sua mente, era a ausência de Kim Joo Hyuk. Ele sempre chegava cedo, mas não havia sinais dele hoje.

Ui Jin também notaria isso, mas talvez soubesse um pouco melhor do porquê.
(C) Ross


11 DE JUNHO. PRIMEIRO ANDAR. 7:40 A.M.

Misoo, Sunny, Hyun e Hyemin


Eun Bi chegou quase que na mesma hora que as amigas e as encarou de modo divertido com a coincidência. Ficou paradinha esperando e fez uma expressão cheia de dúvidas enquanto Misoo tentava falar por lingua de sinais.

- Olaa - Abraçou uma de cada vez e então viu o convite de Misoo. - Ommo?! Ommo!?!? Que isso? Preferência?? Bomi-yah!

- Você não veio de carona, ela ganhou primeiro.

- Porque eu estava do outro lado de gangnam, sua ingrata!! Aiiish…

- Se continuar, eu não dou hein.

- Misoo, essa menina não tem coração. - O queixo tremeu de modo bem dramático, mas logo riu e abraçou. - Agora me dá meu convite!

Bomi entregou o bonito envelope que continha um convite bem colorido para uma festa de “pré-verão”. Os tons eram suaves, mas dava muita vontade de colocar uma roupa de banho e correr para a piscina. Enquanto olhava o convite, ouvia o que Misoo dizia.

- Eu já estou pulando para tarde na minha mente. - Eun Bi riu.

- Sim, eu odeio essas aulas. - Bomi fez um beicinho. - Mas hoje tem clube de música. Estou animada.

- Ah, está? - Eun Bi a encarou e encarou Misoo e encarou Bomi de novo. - Araso…

Bomi olhou para Misoo também e logo respondeu às duvidas dela.

- Eu vou seguir o conselho de vocês e convidar o Hwang Won Bin-ssi. - Comentou. - Mas depois. Vamos entregar o da unnie primeiro. Meu oppa ficou responsável por entregar dos amigos dele e o pessoal do clube dele. Ou seja, eu tenho mais convites para entregar.

Riu, coçando a nuca.

- Kure! Onde ela está?

- Hm...deixa perguntar. - Bomi pegou o celular, ligando para Mia. - Ya! Unnie, onde você está? Hm...Refeitório. Tá bem, estamos indo. Nee!! Meu irmão é um estraga prazeres, mas o seu está comigo! Até daqui a pouquinho. - Desligou o celular e encarou as amigas. - Está no refeitório e o meu irmão já deu alguns convites. Vamos?

As meninas seguiram até lá e veriam que o lugar estava com um pouco de movimento. Gyu Sik estava falando de modo respeitoso com alguns garotos do 3º ano que faziam parte do clube de política-  dentre eles, Wang Myung Hee. Começou pelos mais velhos, por puro respeito mesmo.

Mas além deles, ainda havia Eun Joo acompanhada de Jong In, Ro Young e Hyejeong. Os três conversavam numa mesa enquanto tomavam um café logo pela manhã. Mia estava na companhia de Lee Siyeon e Kim So Jung - duas meninas do 2º ano que também estavam no clube de atletismo. So Jung era uma bolsista e a única menina do clube de mecânica também. Siyeon era a capitã do clube de botânica e tinha um rosto bem carismático.

- Unnie! - Bomi se aproximou dela, reverenciando as presentes antes de dar um abraço. - Que bom encontrá-la com mais meninas. Eu já tinha criado o evento do aniversário, mas aqui está o convite com a pulseira de entrada.

Entregou para Mia primeiro, mas virou-se paras as outras duas.

- Por favor, aceitem o convite também, unnies. Meu irmão e eu ficaríamos honrados com a presença de vocês. - Entregou um convite personalizado para cada uma, mostrando que não tinha esquecido de ninguém.

Eun Bi também ficou exibindo o dela para Mia e riu.

- Oláá! - Mia acenou para as duas.

As unnies também responderam de modo tímido.

- Eu vou aproveitar e ir até a mesa de Moon Eun Joo, tá? - Bomi indicou e pediu um tempo para as amigas.

Enquanto conversavam, Jimin chegou ao refeitório e também seguiu para a mesa da amiga. As duas se encararam como sempre, mas Mia bateu no braço de Misoo e Siyeon quando viu Jong In segurando a mão de Eun Joo e entrelaçando os dedos - estavam de costas para elas, então elas veriam bem.

- Que babado… - Siyeon murmurou. - O que será que mudou de ontem pra hoje? - Murmurava.

Eun Bi franziu um pouco as sobrancelhas e quando olhou para trás, viu Taemin chegando e logo em depois, Jung Mi e Ryu Ji.

- Err… - Bibi pigarreou.

Taemin parou quando Gyu Sik falou com ele, mas não demorou para que a dupla virasse um quarteto por conta dos outros dois. Gyu entregou o convite em mãos para Jung Mi, mas o de Ryu Ji, ele apontou para Bomi, como se o convite dele estivesse com ela. O fato de Jung Mi ser convidado daquele jeito depois de tudo, era um pouco irritante. E Taemin também iria, o que era preocupante por si só.

O que podiam esperar desse aniversário?

Bomi voltou para perto delas.

- Pronto...Vamos subir?




Taemin tinha uma cara invocada a qualquer hora do dia, mas de manhã parecia ainda pior. O garoto estava com a sobrancelha bem arqueada e não parecia num humor muito bom. Observou a irmã saindo sem tirar os olhos dela. Os Do eram realmente bonitos e, apesar do cabelo ser visivelmente tingindo, eles ficavam muito bem com a tonalidade. Combinava com a pele e os olhos castanhos deles.

Jimin também era uma garota muito bonita - alta, com medidas perfeitas e sabendo valorizar seus dotes nos pontos certos. Os dois eram um exemplo do físico de pessoas ativas. Eles estavam em quatro clubes de esporte ou atividade física - atletismo, tênis, natação e dança (os dois faziam juntos as últimas citadas). Enquanto ele tinha um físico invejável para um menino, o mesmo podia se dizer dela.

Ao sair do carro, ela fez uma baguncinha na franja do irmão e ele revirou os olhos bem lentamentes antes de bater a porta do carro como quem bate a porta de uma geladeira. Jimin achou certa graça e se adiantou, procurando por suas amigas - não cruzaria o caminho com Hyun Hee até porque, estavam seguindo de lados opostos. Taemin ficou um pouco mais atrás por conta disso e enquanto ajeitava a franja, via Sunny entrando em seu campo de visão.

Ele parou quando percebeu a encarada dela, mas ao invés de fazer uma cara mais irritada, ele acabou rindo.

O que era aquilo? Uma tentativa de ser intimidadora?

Talvez ela precisasse de algumas aulinhas.

A ideia o divertiu, mas ele simplesmente permitiu que ela fosse na frente e tentasse fugir de seu campo de visão. De fato, Sunny logo se esqueceu do episódio e acelerou pelo pátio, ficando alheia a todos até encontrar suas amigas. Não foi difícil, afinal.

As três até estavam sorrindo quando Sunny chegou daquele jeito.

- Oooi - Chae respondeu cheia de energia.

- Bom dia… - Hyewon e Lee Hi foram um pouquinhos mais contidas.

- Ung, eu estou ótima! - Chae respondeu. - Ommo? - Fez uma carinha de dúvida com a pergunta sobre seu braço e logo um biquinho fofo se formou. Abraçou Sunny de ladinho. - Gwaenchanha (estou bem!). Não se preocupe, logo logo me livro disso.

Estava segurando o celular com o braço bom e as duas sentiram quando ele vibrou com uma mensagem. Sunny veria que Chae tentou impedir que ela visse o apelido engraçado da tela, mas havia um emoji de tigrinho antes do novo. A menina chegou para o lado e sorriu com a mensagem. Chegou a olhar para trás, mas não tinha um bom ângulo para ver onde ele estava.

Ao invés disso, Stella entrou no campo de visão. Ela coçava os olhos, mas sorriu para as meninas.

- Bom dia! - Bocejou. - Nhooo unnie…Você está bem??

- Sim! Eu estou ótima, é sério, chingu… - Suspirou olhando para elas. - Se vocês ficarem me olhando assim, vou me sentir uma aleijada. E não é o caso, hm? Agora...Hyewon-ah, alguém disse que gostaria de levar minha mochila para a sala e bom..ahm…

- Ora, ora, você acabou de dizer que não era uma aleijada. - Lee Hi implicou.

- Isso não quer dizer que eu não possa me aproveitar um pouquiiinho - Fez um gesto de pouquinho. - das regalias, hm? Ainda mais se tem quase 1.80m e leva floores pra mim.

- Uwaaaa que garota sortuda!! - Hyewon quis sacudi-la, mas não pôde.

Stella levou as duas mãos até as bochechas e Lee Hi fez um bico forçado.

- Ne...ne!! Perdemos, meninas. Vamos logo antes que esse açúcar nos deixe enjoadas.

Fez sinal para que voltassem para os corredores e deixassem Chaeyoung se encontrar com o garoto problema. As cinco formaram um pequeno grupinho pelos corredores, mas quando avistaram as escadas, também puderam ver Hyun Hee falando com dois alunos mais velhos. Chae acenou para eles.

Do lado do refeitório já tinha algum movimento e algumas pessoas saíam com um envelope claro e médio em mãos.




Chang Wook desligou o carro e puxou o freio de mão antes de responder às indagações do primo. Virou a cabeça em sua direção e o encarou por alguns segundos.

- Eu prometi que daria um tempo e não contaria o segredo. Não posso dizer quem é, mas sim, eu já disse o suficiente para que você descubra sozinho. SE quiser. - Esperou que ele absorvesse isso. - O que eu pedi é um favor, não uma ordem ou imposição. E você só fará caso queira.

Bem diferente do que os outros tentaram fazer ao longo da vida dele. Havia a opção dele simplesmente ignorar que havia uma pessoa com problemas semelhantes - de certo modo - ao dele ou tentar se importar. Chaeyoung certamente já estaria correndo atrás das pistas, por exemplo, mas isso porque ela tinha o ímpeto de ajudar as pessoas, até mesmo aquelas que faziam mal a ela. Já Hyun tinha um viés de sobrevivente e demorava um pouco para concluir sobre o que era certo ou errado para fazer. Ou o quanto aquilo o prejudicaria.

Talvez ele ainda não tivesse percebido, mas o primo tinha lançado uma proposta para que ele se ajudasse também. Era, além de tudo, um educador.

- Existe muitas formas de salvar uma pessoa. Eu só pediria para que você ficasse de olho e me contasse se alguma coisa estranha, mas realmente estranha ocorrer. Uma pessoa calma tendo um acesso de raiva, esse tipo de coisa. Ela, como todas as pessoas dependentes, se negam que são viciados e eu não duvido nada que eu tenha jogado fora o último frasco dela, dado o nervosismo que ela sentiu e como implorou por um prazo. A abstinência virá e aí...Talvez ela entenda que precisa de ajuda. - Suspirou. - Claro que isso é só uma suposição, de todo modo, até sexta muito pode acontecer.

Saiu do carro junto do primo e desejou que ele tivesse um bom dia também.

Basicamente, Chang Wook queria que o primo olhasse as pessoas. Talvez assim ele encontrasse muito mais do que uma menina em abstinência. Todos tinham suas fraquezas, mas alguns escondiam melhor do que os outros. Para ele talvez fosse uma surpresa as conclusões que poderia tirar. Ele sempre julgou aquela turma uma espécie de creche a qual ele não pertencia, mas seria apenas isso mesmo?

Depois que se despediu de seu primo, ele teve todo um caminho para percorrer - ou seria enfrentar? As mensagens para Joonie ainda não demonstraram nenhuma consequência, mas seu estado de defesa tinha certeza de que teria alguma coisa. Não tinha como passar batido, ainda mais considerando os sentimentos que Joonie tinha por ele.

Felizmente, ele não encontrou ninguém do grupo dele nem do dela. Durante o trajeto, apenas viu Jae Ki já com seu grupo de amigos e seguindo para a sala de aula. Chaeyoung estava de costas, falando com as amigas e Kim Sun Hee se aproximava delas. Para não falar que não encontrou ninguém, havia Yuha trocando o material e tendo a companhia inseparável de seu namorado - de todas as amigas de Joonie, essa talvez fosse a única que prestasse. E considerando o recente comportamento dela, talvez Yuha nem devesse andar com a srta Moon. Não parecia combinar.

Ela o encarou por um instante, como se estivesse avaliando a expressão dele. Não era o olhar de quem o acusava por trair sua amiga. Depois que enviou a mensagem, ele perceberia que a menina se aproximou com o namorado.

- Anyeong, Hyun Hee-ssi… - Disse de modo contido, abraçando seu fichário. - Ahm...Eu percebi sua ausência ontem no Clube de Culinária e já imagino os motivos. Eu sinto muito e espero que esteja tudo bem com...ela… - Engoliu em seco. - Ontem a professora nos informou que vamos cobrir uma das noites do evento do fim do mês e eu pedi para que cada fizesse uma lista de possíveis pratos para me enviar. Você gostaria de fazer parte do grupo do kakao ou será muito incômodo?

Yuha não gostava de brigas e não sabia como lidar com aquilo. Ela era a capitã e tinha que pensar no melhor da equipe, mas com o conflito que existia entre Joonie, Hyun e Chaeyoung, ficava difícil achar um denominador comum.  Pelo menos ela estava tentando um diálogo e falou diretamente com ele, antes mesmo de falar com sua amiga. Nesse caso, sabia quem era o errado ali e estava dando uma “vantagem de decisão” para quem estava mais prejudicado.

Enquanto ele falava com Yuha, o grupo de Chae começava a se deslocar na direção das escadas e do armário, no caso dela. A quinta menina tinha chegado - Stella - e andava um pouco mais atrás.

Quando estivesse no campo de visão dele, Chaeyoung sorriria e acenaria com a mão direita enquanto segurava o celular.




O sempre discreto motorista de Hyemin não fez nenhum comentário por conta da carinha murcha que ela trazia nesse dia. Também não comentou sobre o que viu na tarde anterior porque isso parecia um tanto quanto incômodo e ainda que fosse bem mais velho e experiente que ela, só deveria falar, caso sua opinião fosse pedida. Mesmo assim, ele colocou uma música ambiente, com uma playlist mais calma e agradável para sua queria patroa.

Já no colégio, o pátio tinha um certo movimento com os alunos que ainda enrolavam um pouco para subir. O grupo de Hyemin geralmente subia cedo, mas ninguém fazia muita questão de pegar um bom lugar para a “terça-feira do terror”.

Beom Su ainda fazia certa manha, arrancando um sorriso discreto de Nana. Ela deu uns tapinhas carinhosos na cabeça dele, numa espécie de “tap tap” e Yerin abriu um dos olhos com a aproximação de Hyemin. Yewon indicava o coelhinho de roupa azul que estava na mochila de Hayoung e parecia de bom humor - por incrível que pudesse parecer. Os cinco viraram-se um pouco para encará-la.

- Anyeong… - Beom Su e Hayoung disseram. Nana acenou com um tímido sorriso, Yerin deu dois tchauzinhos suspirantes e Yewon mexeu de leve a cabeça, num “anyeong” sem som, como se estivesse dublando. - Cansado só de pensar no dia de hoje. - Beom Su comentou. - Quero ir para casaaa

- Para de graça!

Hayoung observou a interação de Nana com Beom Su, mas a encarada de Hyemin chamou sua atenção. Voltou a encará-la, tombando um pouco a cabeça. Ficou surpresa com o pedido de desculpas, chegando a arregalar de leve os olhos. Aquilo a pegou de surpresa mesmo. As bochechas coraram, sem entender muito bem e ela colocou uma mecha de cabelo atrás da orelha.

- Ani...Parece que ficarei um tempo sem. - Suspirou.

E quando a ideia veio, todos ficaram surpresos.

- Uwaaa...É uma ideia muito útil!! Que sacada genial, estamos salvos! - Beom Su estava francamente surpreso e animado.

- Ne...Como nunca pensamos nisso antes? - Yewon suspirou, coçando de leve a cabeça.

- Komawo… - Hayoung disse num tom mais baixo e fez uma leve mesura para Hyemin. Estava, de fato, agradecida pelo gesto dela.

Yerin chegou um pouco para o lado, dando espaço para que Hyemin se sentasse. Encostou a bochecha na cabeça dela e fez um carinho também.

- Ung. Só estou um pouco cansada. Fiquei até tarde fazendo esboços da maquete e adiantando dever. Preciso das férias logo. - Franziu um pouco o nariz e a encarou.  - E você? Parece cansada.

Falou mais baixo e a encarou. Meneou negativamente, mudando de ideia. Estavam perto demais e não queria que o comentário levantasse suspeitas. Umedeceu os lábios e olhou para os presentes.

- Falando em eventos...Vocês já começaram a pensar em roupas e máscaras? - Fez um ar misterioso, mas até que parecia se divertir com o assunto. Era mais pelo show porque ela gostava do artista que iria.

- Nossa, eu nem tinha parado para pensar nisso. - Nana comentou.

- Mwo? Logo você? - Yewon a encarou. - Você é sempre uma das primeiras a pensar na roupa. O que deu dessa vez?

- Ahm...É que eu não sei se venho nesse baile. Não estou muito animada.

- Nana…- Beom Su arregalou os olhos. - Mas você sempre quis ir nessa festa.

- É verdade, né? Mas não sei, acho que perdi a vontade. - Deixou o olhar um pouco distante. - Mas posso ajudá-los a escolher as roupas, se quiserem. Vocês já pensaram em algo?

- Eu gostaria de um vestido claro… - Hayoung comentou. - Mas não sei exatamente qual tom. E vocês? - Olhou, principalmente, para Yerin e Hyemin.

- Yerin com certeza vem de preto.  -Yewon comentou de um jeito irônico. - Vai ser bem fácil reconhecer.

- Será? - Yerin arqueou uma das sobrancelhas. - É um baile de máscaras, a ideia é fazer mistério. Eu posso até vir de menino, já pensou?

Deixou que eles ficassem espantados com a imagem mental. Hayoung escondeu a boca com as mãos, Nana arregalou os olhos, Beom Su levou a mão até o peito e Yewon fez a cara de nojo de sempre. Beom Su e Nana, pouco a pouco deixaram aquela expressão de lado, como se estivessem visualizando o look completo.

- Uwa… - Beom Su olhou para Nana.

- Você daria um oppazão. - Nana concluiu.

Yerin, de repente, fez algo que raramente fazia, ainda mais em público: deu uma risada. Foi bem contida, mas os ombros dela tremiam com gosto e ela escondia a boca, mas os olhinhos estavam mínimos.

- Vocês são tão bobinhos.

- Agora eu realmente estou preocupada de acabar dançando com você. - Yewon continuou fazendo pouco caso.

- Pois não fique, de vestido ou de calça, eu não dançaria com você. - Yerin jogou o cabelo pro lado, de leve, do lado oposto ao que Hyemin estava.

Nana e Beom Su ainda estavam rindo, mas conseguiram se recompor e esperaram pela resposta de Hyemin.

Anuario 1º ano
Anuário 2º e 3º ano
(C) Ross
avatar
Dorama
Localização :
Coreia do Sul

Mensagens :
1244

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Won-Bin em Qua Ago 22, 2018 5:05 pm



Era a terça infernal mas pelo menos seu início era pacífico. Conversava com os amigos e assentiu com a cabeça diante da fala de Jae-ki sobre ser o melhor funcionário.
Só precisava se esforçar que a Chefinha ia reconhecer, mas ele realmente precisava se controlar pra dar tudo certo ali.

Kang já tinha sacado que havia acontecido algo então deu sua notícia aos amigos, sobre Ji Hyun. Jae Ki respondia fazendo uma pergunta muito complexa pra ser respondida com um sim ou não.

”Aish, sorte? Não é como se eu tivesse achado dinheiro na rua” eram os sentimentos de uma garota afinal, queria que o amigo não encarasse assim então apenas respirou fundo mas não se irritou.

A pergunta em seguida de Kang revertia um pouco esse sentimento. A questão não era gostar, era muito óbvio que ele ainda gostava de Bomi e tudo em seu ser dizia que ela era quem queria estar junto mas...arriscar. Ainda não tinha decidido isso.

-Eu...não sei pra ser honesto. Se eu pudesse só girar a chave e pá, não gostar mais da...da outra eu não teria esse problema todo só em dizer o nome dela - comentou com os dois - A Ji Hyun é alguém muito doce, eu odiaria magoar ela porque eu simplesmente não consigo esquecer da outra. Isso é complexo, eu não quero mais me sentir assim mas eu também não quero usar a Ji Hyun como muleta pra eu me sentir melhor.

Tentava expressar em palavras sua confusão mas não sabia se estava sendo claro.

[b]-Decidi ir na marcha lenta, eu vou tentar conhecer mais ela e...ver o que vai dar. Talvez eu pense diferente daqui um tempo, não sei


Na sala já haviam algumas pessoas. Won fez um esforço para ser um pouco mais social e cumprimentou as pessoas ali de forma educada.
Viu Jae indo para a mesa da Eunbi. Já começava a rir só na piscadela (bang bang) de Kang.

-O Jae-clone é até um poeta, imagine que belos versos ele deixou para ela - disse se juntando a brincadeira - Só espero que estejam alimentando bem o Jae original na dimensão que ele foi levado - era meio difícil segurar a risada alta diante das outras pessoas na sala mas se controlou.

Mais gente chegava, como Dong que Kang cumprimentou com um aceno. O K-Dragon parecia ligeiramente mais interessado naquele cumprimento, o que será que houve? Tinha de falar algo com ele?

De qualquer maneira se distraiu ao ver a mensagem no celular.

Won de repente se viu com um certo problema...ele sabia muito pouco dela pra começar uma conversa.

Como ele ia fazer isso agora que sabia o que ela pensava dele? Que confuso…

-Estou bem, torça pela minha sobrevivência na aula de matemática que vem aí pale - mandou um emoji engraçadinho.

”Caramba eu sou horrível nisso”

-Tenha uma boa aula também


Won guardava o celular, querendo estar pronto pelo que viria nessa sala mais tarde.

80 anos de Wangjo e eu ainda não consegui arrumar meu template do kakao

— Ross
avatar
Dorama
Localização :
Seoul

Mensagens :
206

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Jae-ki em Qua Ago 22, 2018 7:15 pm


Jae-ki agradeceu Kang por ele trazer a blusa extra:

- Valeu cara! Araso.

Won surgiu com uma novidade inesperada. Era muita sorte ter uma garota gostando de você, porém não era tanto assim se seu coração ainda estava em outra. Só que era notável que Won chamava mesmo atenção, Yeji e agora essa garota. Kang fez uma pergunta melhor e enquanto Jae-ki os arrastava para subir logo, Won respondeu.

- Tô sacando cara - Disse para o amigo - É eu sei meio como é difícil esquecer. Se apaixonar é uma merda ás vezes. Eu acho que você vai ter sempre que mandar a real para ela, diz sempre o que você sente. Aí não vai tá iludindo ela se quiser tentar... Eu acho maneiro você tentar, mas só se você quiser mesmo...

Jae-ki coçou a cabeça enquanto andava:

- Se fosse eu, acho que eu não iria querer saber de ninguém por um tempo. É muito complicado essas coisas... Só que se for pra tentar, acho ela melhor do que a Yeji. Quer dizer, não conheço ela, mas sei-la... É cara, vai devagar se você acha que o melhor.

Na sala, Jae-ki voltou a sentar com os amigos depois de colocar o papel dobrado na mesa da Eun-bi. Kang o provocou e Jae-ki reclamou, porém com aquele sorriso no rosto de quem tinha aprontado.


- Ya... Parem com isso... Poeta? Nada ver cara, odeio poesia... E não sou romântico, eu odeio filme de romance... Não foi nada demais já disse...

Quando Dong entrou, Jae-ki lançou um olhar para Kang, esperava que o amigo fosse pesquisar para ele sobre Sunny. Abriu o caderno de matemática enquanto continuava a falar com os amigos:

- A gente tem que saber sobre o baile, vou perguntar pro hyeong Hyun se ele sabe se é grátis. Eu tô pensando em sair de um clube, acho que tá muito pesado, acho que tirar notas melhores é mais importante, e também tô sem tempo até para ficar com a Soo-ji. 

Jae-ki tinha planos para o clube de arte e de mecânica. Estava animado para a matéria de matemática, pena que o professor era muito chato. Se não tivesse risco de ser expulso, já teria aprontado muito com ele.

Wangjo

— Ross
avatar
Dorama
Localização :
Songpa- gu

Data de nascimento :
07/05/2004

Mensagens :
253

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Seo Hyemin em Qua Ago 22, 2018 10:17 pm



- Combinado então! Eu compro um da próxima vez que passar no shopping. Sei bem como sofri sem meu bebê da última vez e não quero que ninguém aqui passe por isso - fez um biquinho.

Hyemin olhou meio sem graça para Yerin e até desviou o olhar por um momento. Ah, se ela soubesse quem foi… Seria difícil explicar que foi ela mesma.

- Fiquei vendo dorama novo… me empolguei - colocou uma mecha atrás da orelha e dei um sorrisinho. A amiga não quis expô-la, o que foi ótimo, porque mudaram de assunto. Mas o assunto também não era muito bom.

Seu noivo obviamente não queria vir ao baile, embora ela queria muito acreditar que viria, mas ele tinha dito que era coisa de criança, em outras palavras. E ela estava sentindo-se boba até por querer muito ir à festa.

- Ah, é mesmo… - comentou por alto e olhou Nana, que parecia tão desanimada quanto ela. Sentiu-se triste pela amiga. Porque conhecia seus motivos, e não queria que ela parasse de ter toda a diversão do mundo por causa daquilo. - Vai com a gente, por favor… - fez um biquinho para Nana. - Ninguém aqui vai com par, não é? Então precisamos ficar juntos para fazer selfies lindas - sorriu, já revelando que também estava sozinha.

Ficou pensando nas amigas em vestidos, já imaginando o que sugerir, mas aí Yewon veio com aquelas piadas desagradáveis e Hyemin ficou bem quieta, sentindo-se constrangida, mas Yerin conseguiu disparar várias trocas. Cobriu a boca, visualizando.

- Uwa…. Oppa! Ye-oppa - abraçou a amiga, rindo junto com ela.

Escondeu um riso sobre o comentário final dela contra Yewon e a soltou. Suspirou. Não podia ficar o dia todo infeliz tão obviamente, não é? Pensar em vestido a faria se distrair.

- Eu quero algo bem princesa… Rosa ou branco. Será que existe máscara de unicórnio? Hahah. Bem, eu pensei em um tule na saia, talvez algo com rosas. Bem romântico. Vamos comprar juntas? Hm…Se bem que quero que só vejam na hora mesmo. Bem Cinderela. Tchaaan. Hihihi. Mas vamos fazer surpresa uma para a outra também? - botou a mão na cintura. - Imagina se a gente confunde de grupo? Aigo, vou de menino também




Wangjo |{LOOK: Laço no cabelo | Bolsa | Capinha | Pulseira da amizade }

— Ross
avatar
Dorama
Localização :
Terra do Marshmallow

Data de nascimento :
17/03/2002

Mensagens :
196

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Yeun Misoo em Qua Ago 22, 2018 10:35 pm



- Está? - perguntou sobre o clube de Música. Será que ela pensava em dar o troco? Olhou Eunbi, sinalizando que tinha coisa ali SIM.

- VAI CONVIDAR? .. Digo… - olhou meio chocada para a amiga. Que sangue frio era esse? Seu conselho só estava valendo antes porque até então era a família que não gostava dele, mas a partir do momento que ele tinha abraçado outra menina no escurinho da noite… - Araso… - foi sua vez de trocar um olhar com Eunbi. Ela logo entenderia, achava.

Misoo seguiu as amigas alegremente ali para dentro, atrás de Mia. Bomi vestiu sua máscara da sociabilidade e estava radiante com unnies e oppas em volta. Enquanto isso, a tenista apenas acenava e sorria de forma simpática, até que Mia se aproximou, e ela pôde ser mais enfática. Curvou-se para as unnies.

Olhou brevemente para a mesa dos garotos de segundo ano. Não entendia direito as relações entre os herdeiros ali, mas parecia alguma fofoca boa. Antes que pudesse perguntar a respeito, Jung Mi surgiu com os amigos, e ela rapidamente virou o corpo para as amigas, fingindo que não tinha visto. Era constrangedor demais.

- Essa festa vai ser tão legal, não é? Os gêmeos são muito populares e dedicados. Vai dar muito certo. Ela pensou tudo com muito carinho. Por favor, apareçam - comentou com as unnies. - Você com certeza - piscou para Mia.

Bomi apareceu ali no meio e ela não demorou um segundo a mais para assentir e sair com elas para o armário, guardar sua bolsa de Tênis, e depois para a sala de aula.

- O que estava acontecendo naquela mesa que as unnies comentavam?

~~

— Ross

avatar
Dorama
Localização :
Coreia do Sul

Data de nascimento :
21/12/2002

Mensagens :
132

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Park Hyun Hee em Qua Ago 22, 2018 11:00 pm


Hyun Hee levou aquilo com tranquilidade porque não era uma ordem, só um pedido. Será que veriam alguma crise na sala de aula? Isso seria um show e tanto que nem ele mesmo protagonizou para muitos ali dentro.

Achou nobre que o primo se preocupasse tanto com uma aluna. Era um bom professor pensando tão longe assim sobre uma única pessoa. Algumas pessoas apenas gostavam de fazer sua função de forma dedicada, como era o caso de Chae, e descobria ser de Chang Wook também.

Enquanto a ele, não conseguia se importar mesmo com alguém ali dentro, mas talvez a menina viciada tivesse algo a ver com os casos que realmente queria desvendar? Talvez tivesse que ser mais direto na pesquisa. O melhor era descobrir quem era primeiro e depois ver se valia a pena ser mais direto. De qualquer forma, informação nunca era demais.

Foi até os armários após a mensagem. Seria um guarda-costas da namorada naquele dia. Talvez essa fosse a intenção subliminar. Estranhou que a escola estivesse tão calma, mas na verdade isso o preocupava mais na paranoia, porque parecia que todos tramavam secretamente, como a menina capitã do clube de Culinária. Ele a ouviu até o final e ponderou a respeito. Havia um motivo bem específico para estar naquele clube agora.

- Na medida do possível, está sim. Parece que nenhum aviso meu adiantou. Que pena… Talvez eu tenha que tomar outras medidas - comentou por alto, mas não era agressivo com ela, até porque estava com o namorado. - Hm. Sobre o clube, eu participo no fim do mês, sim, mas gostaria que não contasse tanto assim comigo no futuro. Eu não sei se vou continuar no clube até o final, mas enquanto estiver, eu farei qualquer tarefa. Pense em mim como mão de obra extra. Acredito que assim seria melhor para a harmonia do clube, mas também não posso largar fogão e facas perto da sua amiga e a minha namorada... Acho que entende. - olhou brevemente para o namorado dela. Seria como deixar Yuha com Yerin no mesmo espaço de uma exposição de aranhas. - Vou contribuir não entrando no grupo e não causando problemas. Está bom assim pra você? Bom dia

Foi educado com eles, encerrando aquilo quando viu Chaeyoung. Olhou seu bracinho imobilizado e se aproximou dela e das amigas, já tomando iniciativa de pegar sua bolsa, mimando-a como um príncipe.

- Veio bastante acompanhada. É bom que seja sempre assim. - olhou as garotas, dessa vez pensando um pouco mais sobre aquelas de sua sala, mas não era o foco agora. - Sabem onde me encontrar se algo acontecer… Obrigado por ontem. Hm.O que mais precisa levar hoje? - ficou esperando para carregar. - Você quer fazer o intervalo com elas hoje? Tem alguém na sua sala com quem eu gostaria de conversar também. - falou mais baixo.

Humor: mania/estável/--+++

— Ross
avatar
Dorama
Localização :
Queria estar nos EUA

Data de nascimento :
04/11/2002

Mensagens :
162

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Dong Hee Kyung em Qua Ago 22, 2018 11:45 pm

Para aplacar o seu toc, Hee Kyung seria o oitavo a chegar na sala, coisa que para muitos era besteira, e realmente se você olhar por um angulo comum tanto faz a ordem que entra ou sai de um lugar. Isso só é considerado quando não se tem uma certeza desordem na psicologica que te faz querer por ordem ao seu redor. Por sorte não era algo tão complicado, pelo menos ainda.

Quando Kang acenou, recebeu um gesto de positivo com o polegar. Pareciam até amigos, fato que pode ter causado alguma estranheza para Won, Jae e também, os seus próprios amigos intelectuais.

A explicação de Min-Ho só deixava o virgo mais empolgado com esse trabalho, Dong quase se vê nas palavras do amigo e se sentiu na obrigação de relatar a semelhança. -  Igualmente estou a levantar uma base dados e acabei parando para fiscalizar todo o censo. Os números são fantásticos mas acho que preciso tomar cuidado para não encher o trabalho de conjunturas e.... como é? - Quando Ui-Jin fala aquilo, arregalou um pouco os olhos. - Como assim não começou? Que historia é essa...

Questionou intrigado mas invés de ganhar uma resposta, veria a voz do amigo gordinho sumindo... era o Sentido Garota apitando. Era Se Jeong - Bom dia, estou em paz e você dormiste bem minha nobre confreira? - Olhou ela, piscando os olhos algumas vezes, enquanto ouvia seu relato - Constrangedor é ter feito o dobro ou o triplo do que fiz. Estou admirado e revigorado com seu talento, me envie sim, por gentileza. Fora um relapso de minha pessoa não ter consolidado a nossa afluência ainda, as vezes penso que as deixarei entediadas ficar mandando toda hora mensagens sobre o progresso. - Ergueu o dedo indicador e apontou de leve para ela. - Ahhh e fiquei de ver aqueles trabalhos de modelagem que tinha mencionado, lembra? Não me esqueci.

Tentou refrescar a memoria dela. Depois de falarem, encarou Jin que estava com uma de suas crises. - Esta tudo bem ai?

Perguntou depois de ouvir a bombinha mais de tres vezes seguidas... os amigos perceberiam que Dong olhava para os lados de leve, as vezes coçando o queixo. - Hummm...

Não disse nada mas parece que Kim o futuro locutor da summoners rift não estava lá ainda.

11 DE JUNHO. SALA DE AULA. 7:35 A.M

— Ross
avatar
Dorama
Localização :
Seul, Coreia do Sul

Data de nascimento :
09/09/2003

Mensagens :
112

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por The Crown RPG em Qui Ago 23, 2018 1:03 am

11 DE JUNHO. PRIMEIRO ANDAR. 7:43 A.M.


Yuha abaixou um pouco o olhar por conta dos avisos de Hyun Hee. Gostaria de ter alguma palavra que pudesse suavizar a situação ou mudar a impressão que as pessoas estavam criando de Joonie, mas, no momento, não tinha o que dizer.

- Ani, não faça isso, Hyun Hee-ssi… - Foi o que conseguiu dizer.- Quanto mais revidar, pior será. Você, melhor do que ninguém, sabe como a mente de algumas pessoas daqui funciona. Acha mesmo que vale a pena entrar numa guerra onde todos sairão feridos? Aish...Eu falei demais, miane.

Fez uma leve mesura.

- Vou focar no clube de culinária. - Suspirou. - É uma pena que você não fique para o próximo semestre, mas eu compreendo.

Kyung Soo meneou positivamente para o mais novo também e estava atento ao modo que Hyun falava com sua namorada também. Querendo ou não, ele era alguém de respeito e mais velho, servia como um escudo para a garota - que realmente não estava exigindo nada demais. Apenas tentava lidar com a situação como uma capitã.

- Tudo bem...Obrigada, Hyun Hee-ssi. Tenha um bom dia…

Suspirou, ajeitando o fichário em seu braço e virou-se para o namorado. Os dois tomariam o caminho das escadas para seguirem até a sala de aula.

Chaeyoung se aproximou mais um pouco, tomando um pequeno espaço de suas amigas. Hyewon andava em dupla com Lee Hi enquanto Sunny ia atrás delas com Stella. As mais velhas deram uma risadinha contida enquanto viam o garoto se aproximando e pegando a mochila dela. Não precisou dizer nada para que as meninas seguissem seu rumo.

Stella puxou Sunny para outro corredor de armários, mais próximos das escadas e de onde a menina tinha desmaiado no dia anterior. Já Hyewon e Lee Hi seguiam para a sala de aula. Todas tinham entendido bem o recado sobre Chae querer aproveitar um pouquinho de suas regalias. Antes de partirem, as mais velhas confirmaram que sabiam onde encontrá-lo e faziam gestos de que ele não precisava agradecer por nada. Já Chae, o encarou com bastante atenção.

- Ne...E você está muito sozinho. Wae?- Cerrou um pouquinho os olhos, mas logo esboçou um sorriso. - Não mais. Estou aqui. E antes que pergunte, estou bem! - Era melhor falar antes que ouvisse aquela pergunta de novo. - É só essa mochila mesmo. Nem trouxe estojo e fichário porque não tenho como anotar.

Mexeu de leve o ombro bom e arqueou uma das sobrancelhas com o tom que ele usava para falar de seus planos.

- Pode ser… - Disse meio confusa. - Mas com quem você quer falar? Eu devo ficar preocupada com a possibilidade de você arranjar problemas para si mesmo? - Fez um palmo de bico que era bem fofinho, mas também um pouco sério.




Foi com bastante tranquilidade que Bomi confirmou que convidaria Won. E o desespero transcrito na cara de Misoo, deixou Eun Bi um tanto quanto alarmada com o que estava por vir.

Não teve muito tempo de perguntar para a amiga o que tinha acontecido, mas a bailarina tinha a sensação de que descobriria a qualquer momento de todo modo. Já no refeitório, Bomi foi rapidamente até a mesa da rainha do 2º ano, sem se sentir minimamente intimidada enquanto Mia e as outras meninas ficavam surpresas com algo que viram.

Tudo parecia tranquilo até que Misoo viu Jung Mi chegando no refeitório e se virou daquele modo. Mia reparou que havia algo estranho - das três amigas, era a única que ainda não sabia do término. E a verdade era que ninguém da escola sabia ainda, Jung Mi não fez alardes e nenhuma das amigas contou algo tão pessoal. Porém, aquela viradinha fez Mia encará-la de modo mais profundo e Eun Bi escondeu os lábios enquanto ajeitava sua franja.

Misoo foi rápida e começou a falar sobre o evento.

- Sim, por favor, unnies…

- Ah, eu com certeza vou! - Siyeon disse de modo gentil. - Gosto muito das festas que a Bomi-ssi realiza. Você vai ver, So Jung-ssi, vai ser bem divertido.

- Sou um pouco traumatizada com aniversários de Wangjo, mas ela parece ser legal.

- Ah, ela é! - Mia defendeu. - Não se preocupe, não haverá ovadas nem nojeiras dessa vez.

Siyeon meneou positivamente, apesar de compreender o receio dela. So Jung não era uma das bolsistas mais populares - até porque tinha gostos bem específicos, era um tanto bruta para uma menina tão baixinha, além de fazer parte de um clube majoritariamente masculino. Tinha sido uma das vitimas das ovadas e, mesmo assim, não se aliou às bolsistas porque, de modo geral, não levava jeito para falar com meninas. Mia e Siyeon foram amizades que fez graças ao clube de atletismo - ainda que Siyeon fosse extremamente meiga e pertencesse ao grupo de Milly e Minah - capitãs de música e dança, respectivamente.

- Sim, unnie, fique tranquila. A última coisa que queremos é confusão nesse aniversário. - Eun Bi tentou garantir, apesar de ter certeza de que encontrariam muitos problemas por lá.

Bomi retornou, anunciando que podiam ir. O trio saiu do refeitório mais ou menos no mesmo instante em que o grupo de Chaeyoung se aproximou de Hyun Hee. Elas seguiram até o armário para que Misoo deixasse sua bolsa lá e apenas ela tinha material extra naquele dia. Foi tão rápido que elas já estavam de saída quando Sunny e Stella chegaram - o armário delas também ficava para o outro corredor, como se fosse “atrás da escadas” e não no corredor que ficava quase que de frente para o refeitório.

Como estavam em movimento e Bomi estava ocupada falando com suas amigas, deixaria para entregar os convites de Sunny e Stella na sala, mas cumprimentou as duas com um sorrisinho. Eun Bi também deu um “oi” um pouco mais seco, mas queria ouvir o que Bomi tinha a dizer.

- O que aconteceu aonde? Com a Moon Eun Joo-unnie? - Falou mais baixinho.

- Sim. Min Jong In-oppa segurou a mão dela...As unnies ficaram surpresas.- Bibi comentou.

- Eu não sei ao certo, mas eles estavam bem próximos mesmo. - Bomi foi sincera. - Vai ver...estão se conhecendo melhor.

- Tipo namorando?

- Talvez…

- Hmm...Bafão mesmo. O melhor amigo namorando a ex namorada do amigo, que confusão.

Bibi riu, coçando de leve a cabeça enquanto seguiam até a sala de aula.

[continua na sala de aula]




Yerin não comentou nada sobre o tal dorama novo que tinha empolgado Hyemin, mas ainda a deixava tão cabisbaixa. Sabia melhor do que ninguém que não devia ficar insistindo nesses assuntos. Ao perceber que sua pergunta tinha se excedido um pouco, ela mesma resolveu mudar para o tema do baile.

Não era como se estivesse animada para o evento, mas usou o assunto porque imaginou que fosse animar Hyemin.

Nana fez uma caretinha, mas quando viu o biquinho de Hyemin e o pedido tão sincero, ela espalmou suas mãos nas bochechinhas dela e pressionou um pouco, aumentando o bico que tinha ali.

- Tudo bem, tudo bem...Eu vou sim, mas só se você, você me ajudar dessa vez. Uma troca pela outra vez, que tal? - Sorriu e ajeitou o cabelo dela.

Apesar de parecer uma troca e um ato de confiança, Eun Na só fez o pedido porque não se sentia apta a escolher um vestido digno para o baile. Queria que alguém com uma visão completamente diferente de sua “antiga eu” escolhesse algo apropriado para a nova. Provavelmente se sentiria mais confortável assim.

Antes que começassem a questionar porque Hyemin escolheria, Yerin tomou conta da conversa e lançou aquela brincadeira de que poderia ir de menino. O Ye-oppa fez todo mundo rir também, até mesmo Hayoung enquanto Yewon mantinha a cara de nojo. Era uma brincadeira, mas a menina era tão preconceituosa que até isso a enojou. Talvez ela estivesse com a mente muito suja, afinal ,até as meninas do Twice se vestiram de meninos em um de seus clipes.

Yerin fez um afago em Hyemin durante o abraço. E quando perdeu sua paciência de ser minimamente divertida, lançou logo um comentário para atingir o ego da garota. Nem se fosse menino sentiria-se atraída por alguém como ela.

- Máscara de Unicórnio? Deve, mas o que você acha de fazer seu rosto uma tela? - As ideias estavam aflorando na mente de Beom Su. - É! eu podia fazer uma maquiagem bem..ahm..Seria bem pesada, mas a máscara seria dispensável com os toques que eu daria. Pode parecer meio abstrato agora, mas vou testar algumas coisas e mandar para vocês

- Aquelas maquiagens artísticas? Eu acho bonita, mas não perderia um pouco do charme do baile? - Nana indagou.

- Seria diferente, mas compreendo a dúvida. - Fez um bico pensativo.

Pararam de discutir sobre a maquiagem para visualizar o vestido que ela descreveria.

- Um tule na saia? Com rosas bordadas ou aplicadas? - Nana tentava ver como uma modista.

Mas Hyemin queria fazer surpresa e logo comentou que iria de menino também. Os amigos deram mais uma risada.

- Vamos usar um código, então. - Hayoung comentou.

- Sim, uma pergunta e você tem que responder a senha. - Beom Su brincou.

- Mas eu quero que você escolha meu vestido! - Nana insistiu. - Você guarda segredo?

A simples pergunta fez Yewon segurar uma risada.

- Hyemin guardando segredos...Pfff… - Escondeu os lábios. - Vocês estão complicando uma coisa tão simples, que preguiça. Vou me adiantando, tenho coisas para resolver. Bye.

Acenou, mas ninguém respondeu muito bem. A pergunta que Beom Su queria fazer, mas não conseguia era: Por que essa menina ainda fazia parte do grupo? Ela sempre era tão ignorante e azeda. Até mesmo Eun Na que um dia já foi muito colada dela, hoje em dia ficava cansada só de olhá-la.

Hayoung fez um biquinho discreto no canto dos lábios.

- Qual seria a senha?

- Ddu du ddu du - Beom Su associou ao nome do grupo e até fez o gesto da arminha.

- Ahm? - Hayoung não entendeu.

- Deixa, deixa.

- Red Velvet. - Yerin decidiu. - Cinco membros, está decidido. Vamos caminhando?

Indicou o caminho do prédio. Elas ficaram tanto tempo enrolando que, provavelmente, seriam uma das últimas a chegarem na sala. Felizmente, ainda tinham bastante tempo para isso.

[Se, por acaso, turnar antes da Sunny, não chegue até a sala - porque, eu não sei se a Sunny vai direto pra sala, mas vocês estão em “tempos” diferentes. Hyemin e seu grupo está enrolando um pouco mais pra subir. É opção dela não subir também, mas só porque ela está uma rodada atrás, preciso deixar que ela indique primeiro, ok? Pode turnar primeiro, se quiser, mas não suba ~]
(C) Ross


11 DE JUNHO. SALA DE AULA. 7:45 A.M.




Min Ho ouvia com atenção os comentários de Dong porque os dois falavam a mesma língua. Porém, quando Ui Jin revelou que não tinha começado ainda, os dois o olharam meio surpreso. Não era esperado que isso acontecesse, ainda mais de alguém tão responsável como o garoto!

Antes que Ui Jin conseguisse se explicar, a voz dele foi diminuindo a ponto de ficar completamente mudo. Sejeong não estava olhando diretamente para ele, mas percebeu que havia algo de errado com o garoto. Cumprimentou com bastante educação, apesar de ter uma postura firme e decidiu falar apenas com Dong.

- Dormi o suficiente para a maratona que enfrentarei hoje. - Disse confiante e explicou o porquê de ter ido até ali.

Esperou pela reação dele e ajeitou o cabelo, meneando negativamente.

- Não foi um grande trabalho, foram mais testes porque estava preocupada com o material. Seria muito ruim descobrir em cima da hora que precisaríamos mudar a estrutura toda. Não foi o trabalho intelectual ainda, apenas o braçal. - Tentou tranquilizá-lo. - Eu gosto de falar sobre trabalho porque gosto de terminar minhas tarefas com certa antecedência. Não vai ser um incômodo, crie o grupo, por favor.

Pediu com humildade, visto que ele seria o capitão.

- Mandarei as fotos para você. E não esqueci de seu pedido, eu vou linkar o site de minha família para que veja os trabalhos. Só não trouxe uma peça hoje porque poderia danificar na pesada mochila. Mas amanhã, como será mais leve, eu trago sem problemas.

Deu um sorriso para ele. Ficou feliz por perceber que ele não tinha esquecido - dava a ideia de que ele não disse da boca para fora. Não é que Dong não demonstrasse confiança, mas ele podia ter dito anteriormente apenas para ser gentil.

Reverenciou e começou a se afastar da mesa. Ui Jin já aspirando pela 3ª vez e meneou positivamente. Não reparou na encarada que Dong deu na carteira vazia, mas já podia ouvir vozes se aproximando no corredor.

Em três passos, Misoo, Eun Bi e Bomi entraram na sala de aula. Elas pararam de falar sobre o suposto namoro entre Eun Joo e Jong In quando viram a turma tão cheia. Ui Jin estava prestes a guardar a bombinha, mas preferiu deixar em cima da mesa.

Tanto Eun Bi quanto Bomi parariam ao ver os presentes na sala. O sorriso de Bibi aumentou um pouco mais ao ver Jae Ki enquanto Bomi hesitou apenas por um instante, mas manteve a expressão tranquila.  A bailarina deu um bom dia rápido, mas quis se adiantar até sua carteira e olhar para Jae Ki por um bom tempo. Bomi ficou.


- Anyeong, meninos! - Acenou. - Eu não sei se vocês lembram do convite online que fiz para o meu aniversário e de meu irmão, mas os convites estão prontos. Um pouco em cima da hora, eu sei, mas consegui entregar à tempo.

Retirou três envelopes dali com os nomes de Dong, Min Ho e Ui Jin escritos. Bomi sempre convidava todo mundo para seus aniversários e eram festas bem democráticas e legais. Como Gyu Sik era mais nerd e quieto, sempre havia um espaço mais tranquilo, com jogos e longe de toda a confusão. Não seria diferente dessa vez, mas dava para entender que tratava-se de uma pool-party que ocorreria das 10 A.M. às 5 P.M.

- Espero que vocês possam ir. Seria um prazer vê-los por lá.

Além de linda, ela ainda era carismática. Era um combo difícil de resistir numa menina. Reverenciou os meninos e fez o mesmo com Sejeong e a tímida Da Nayeon. Ela não excluía ninguém de sua lista.




Kang mantinha um tom sério para falar daquele complicado assunto. Ouviu com atenção a explicação dele e meneou positivamente. Jaeki também dava uma opinião coerente, apesar de seu tom ser mais informal e papum. Won tinha muito mais jeito e calma para falar dessas coisas.

- Também acho… - Iniciou antes de explicar. - Que além dela parecer melhor que a Ye Ji, que seria uma boa ir na marcha lenta. Agir por impulso nunca é uma boa ideia e não seria justo você se jogar só para esquecer a B...a outra. - Revirou os olhos. - Quero dizer que você tem que resolver um problema de cada vez. Mas por que não conhecê-la melhor ao longo disso?

Meneou positivamente.

- Eu super aprovo e estou contigo. - Fez  outro cumprimento de soquinho e sorriu.

Jae Ki tinha se afastado um pouco para colocar um envelope embaixo da mesa de Eun Bi. A relação dele com Dong já era de amizade, apesar de não serem melhores amigos. Como não ia gostar de um cara tão legal como ele? Jamais esqueceria o presente que ele deu para seu irmão - muito menos da carinha que o irmão fez ao se deparar com um computador gamer.

Claro que gostava dele e era grato! E queria sim, um dia, ser tão amigo dele quanto era dos dragões, mas também não se sentia no mesmo nível. Sabia que havia uma grande diferença ali.

Parou de reparar em Dong quando Jae Ki voltou. Começou com uma implicância bem de leve e Won acompanhou a brincadeira, falando do clone. Jae Ki ficou tão sem jeito que nem ameaçou bater em Kang - o que era bom e fofo ao mesmo tempo. Depois de parar com as implicâncias, ouviu sobre o baile.

- Nós também temos nosso novo recurso. - Não diria Hyemin, mas olhou na direção da mesa onde o grupo dela geralmente sentava. - Esse baile vai dar bom. E sério? Qual clube você está pensando em sair?

Enquanto isso, Won Bin se dedicava a mandar umas mensagens sem jeito para Ji Hyun. Tão logo Kang fez sua pergunta e Won deixou o celular de lado, o trio de caçadoras de dragões chegou à sala de aula.Elas pareciam animadas com alguma coisa, mas pararam o que estavam falando ao ver que a sala já tinha algum movimento.

A expressão de Bibi ficou mais iluminada ao ver Jae Ki no fundão. As bochechas dela coraram e ela não demorou a se movimentar até aquela região, puxando Misoo consigo. Primeiro deixou suas coisas em sua carteira e, distraída como sempre, não perceberia que havia algo ali para ela. Ao invés disso, ela caminhou mais alguns passos até os meninos. Juntou as mãos atrás das costas e sorriu.

- Oie...bom dia.

Já Bomi, ficou para trás. Quando chegou na sala, o sorriso dela hesitou por um momento, mas ela manteve a expressão plena - estava particularmente bonita naquele dia, com os cabelos mais sedosos do que o costume. Voltou suas atenções para Dong e seus amigos e depois de falar com eles, ainda iria falar com as meninas tímidas.

Kang acompanhava a movimentação, mas logo procurou por Misoo com o olhar e sorriu para ela, dando um tchauzinho típico dele, chamando para mais perto.

[Avancei o horário aqui porque, no turno anterior, dei um tempo estimado, mas agora está “exato”.]
(C) Ross
avatar
Dorama
Localização :
Coreia do Sul

Mensagens :
1244

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Seo Hyemin em Qui Ago 23, 2018 8:00 am



Hyemin fez rosto de peixinho conforme a amiga a apertava. Acabou sorrindo para ela.

- Sim. Pode deixar, a gente escolhe um vestido bonito para você~

Sem decotes, sem vermelho. Mas ainda assim como ela pudesse se sentir bem. Devia isso a ela. A energia começava a ser recarregada com aqueles mimos dos amigos.A ideia de Beom Su foi sensacional e única. Logo se empolgou, fazendo um “o”.

- Mas que ideia mais liiiiiiiiiinda. Só você poderia fazer algo assim. Eu ameiii. Me mostra uma referência do que você pensou depois, por favor. Adoraria ser sua tela

Estava ansiosa para o tipo de arte que ele poderia fazer em seu rosto. O amigo era um mago da maquiagem. Não se importaria de não usar máscara de verdade, porque não estava lá para paquerar ninguém. Já tinha descoberto que seu “príncipe” do hibisco não passava de um macaco, enquanto o noivo nem iria. Com a máscara poderia ficar mais original mesmo e aproveitar a festa pelo aspecto da moda. Mas tudo dependeria das sugestões que ele mostraria.

- Pensei em aplicadas. Andei vendo uns vestidos assim nas passarelas do ano passado e parece que finalmente chegaram para as lojas - ponderou.

Adorou a ideia das senhas e estava tudo bem em escolher o vestido de Eun Na.

- Guardo segredo s-- - fez um bico quando Yewon falou daquele jeito e olhou para baixo.

O clima sempre ficava ruim quando ela abria a boca. Trocou olhares com o grupo quando ela se foi. Que chata, nunca gostava de brincar! Ela se sentiria mal no passado, mas agora todos gostavam de brincar com ela, inclusive Nana. Sorriu para Hayoung por ela continuar o assunto.

Hyemin brincou com as arminhas na mão. Gostava de como eram o Blackpink. Mas com Hayoung precisavam ser as garotas do Red Velvet. Adorava elas, mas não sabia encaixá-las. Só sabia que sua favorita era Irene, e que esta era Yerin, que decidia que assim seriam.

- Ahn. É, “Peekabooooo” - cantou e fez o gesto no olho, marcando o código e saiu andando com o grupo. - Quem seria cada um de nós? Eu queria ser a Irene. Mas eu deixo você, Rin~~. - agarrou o braço dela e continuou a brincadeira.

Wangjo |{LOOK: Laço no cabelo | Bolsa | Capinha | Pulseira da amizade }

— Ross

avatar
Dorama
Localização :
Terra do Marshmallow

Data de nascimento :
17/03/2002

Mensagens :
196

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Yeun Misoo em Qui Ago 23, 2018 8:39 am

 

Misoo fez uma careta engraçada quando Eunbi disse que a “última coisa que queriam era confusão”, porque já tinha a principal antes mesmo da festa, que era o caso de Won. Ela não comentou com Mia sobre Jung Mi, porque preferia deixar daquele jeito. Já tinha gente demais falando sobre ela durante o namoro e não queria um escândalo. Aquela situação só a fazia ter mais certeza que não queria namorar nunca naquele colégio.

 - Sim, fica tranquila. A Bomi é legal. Nós somos legais, unnie - defendeu e fez “v” nas duas mãos.

Pelo menos achava que os bolsistas estavam a salvo naquela festa. Era uma minoria que desgostava deles e de fato fazia algo contra. Terminou as formalidades de cumprimentos aos mais velhos que viam pelo caminho e foram para a sala.

- Nossa… Fico tonta só de pensar nessa confusão. Como podem? Ainda bem que pelo menos nessa nós não estamos envolvidas, certo? - deu um sorriso nervoso. Definitivamente aquelas relações não eram nada saudáveis para sua ansiedade. Era bom que tivesse voltado a coisas normais, como brigas com os namorados das amigas.

Na sala, sorriu para os meninos nerds e quem mais a amiga convidava, mas acabou sendo chamada pelo Dragão naquele triozinho. Se não fosse pelo fato de que Eunbi ainda era um elo ali por Jaeki, talvez não achasse tão natural chegar ali no meio. Olhou para o lado, meio que avaliando se era seguro, mas Eunbi a arrastou com ela.

- Oieee - acenou de volta, mas foi nítido como ela olhou rapidamente para Jaeki, mas ainda mais breve para Won, virando o rosto constrangida em seguida, encontrando Kang, que parecia farejar fofoca.

Ela aproximou-se dele, deixando Eunbi entretida com seu namorado e deu o toquinho secreto deles.

- Oi! Tudo bem? - fez um gesto para que ele se aproximasse então. - Você faltou na aula. Vai perder o próximo Random Play. -brincou e lançou um olhar para Won, depois para Woo Jin, morrendo de vontade de falar algo.  

Ah, o climão...
~~

— Ross
avatar
Dorama
Localização :
Coreia do Sul

Data de nascimento :
21/12/2002

Mensagens :
132

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Park Hyun Hee em Qui Ago 23, 2018 9:09 am



- Eu até queria parar a guerra, mas preciso aceitar esse tipo de ataque a inocentes? Você sabe que por acaso foi só a mão, mas ela faria muito pior se pudesse. - retrucou mas foi educado, apesar de amargo. Não queria uma discussão ali com o hyeong do lado.

Deixou que o assunto voltasse para a culinária. Apesar de se divertir cozinhando, era só isso. No clube, ele via que as pessoas levavam muito mais a sério e queria se dedicar ao avô e o que quer que ele tivesse para ensiná-lo para recuperar a família. Devia esse esforço a ele. Só não abria mão da Mecânica, porque de fato gostava de montar coisas, como sua moto. Até o Atletismo estava na linha de corte possível, mas ele praticava para compor um quadro saudável para sua condição.

Gostou que ela o entendeu naquele ponto, mesmo sem saber os motivos. Assentiu e deixou que partisse. Era por essas coisas que estava sempre irritado ali dentro. As pessoas só o procuravam para problemas, ainda que esse fosse bem menor. A chegada de Chaeyoung foi muito bem recebida.

- Não estou mais - respondeu simplesmente, junto com ela, e deu um pequeno sorriso pela coincidência de falas, segurando o ímpeto de lhe tocar o rosto na frente dos outros. - Claro que não. Quero agradecer o seu amiguinho esquisito. Por ter cuidado de você. - Segurou a mochila dela e saiu acompanhando-a até a sala. - Diga a ele para me encontrar na escada para o terraço. Só quero entender umas coisas. Não é nada demais. Seja discreta também quando falar com ele, por favor.

Olhou o bracinho dela, sentindo uma tristeza por ter permitido aquilo, mas pigarreou.

- Mas vamos falar algo bom. Hoje vovô terá alta. Depois chegará sua vez de tirar este enfeite do braço e… Quando isso acontecer, quero te levar para um passeio especial. Você vai precisar das duas mãos para se segurar em mim… E lá, vai ter uma surpresa - olhou admirando-a. Era tão linda e ele logo imaginava a alegria dela no meio da natureza, em um piquenique e ganhando um colar fofo como aquele. - Vou considerar como uma comemoração, para que lembre que precisa ficar saudável pra mim. E me avisar quando aquelas putas fizerem algo pra você. - fechou a cara. - Eu sei que não acredita em mim, mas meus amigos não prestam. Seu coração bom provavelmente não enxerga isso, mas eu quero que tome cuidado redobrado, não ande sozinha, cole naquelas suas amigas que gostam tanto de você e evite aqueles desgraçados da sala. Você é como a chapeuzinho vermelho e eu estou tentando não ser expulso… - jogou essa segunda parte porque, quem sabe, ela se cuidasse mais se achasse que fosse por causa dele. - Pode prometer desconfiar mais das pessoas? Pelo menos por enquanto… É só ter cuidado. Não precisa ser eu. Só… pense duas vezes, ok?

Tinha medo que ela sofresse represálias porque ele tinha feito aquele movimento brusco de jogar a lenha na fogueira.
Humor: mania/estável/--+++

— Ross
avatar
Dorama
Localização :
Queria estar nos EUA

Data de nascimento :
04/11/2002

Mensagens :
162

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Kim Sun-Hee em Qui Ago 23, 2018 11:53 am



Conforme voltava a atenção para frente e assim seguir com o percurso, Sunny só teve um vislumbre do sorriso de Taemin que restou após a risada. Isso foi suficiente para fazê-la prender a respiração e espelhar um bico semelhante ao dele, no entanto, a mente trabalhou em novas questões quando finalmente avistou o seu grupinho de amigas. Cumprimentou todas, mas logo mostrou uma carinha preocupada diante do braço de Chaeyoung. Não queria ficar trazendo o assunto de volta, porém não tinha como não se preocupar com ela, mesmo que a menina negasse qualquer dor. Sunny encostou a testa no ombro da amiga e murmurou um "tááá boooom" manhoso, e se afastou um pouco para não sufocá-la. Por estar mais próxima, Sunny conseguiu visualizar o apelido quando Chaeyoung destravou a tela do aparelho para responder a mensagem. Não olhou de modo intencional. Ela virou a cabeça, disfarçando, mas um sorriso se formou no cantinho dos lábios.

Tigrão, é? Com direito a emoji?

Achou muito, muito fofinho.

Porém nada comentou. Desviou o olhar para Stella, que parecia carregar a cama nas costas. Sun-Hee sorriu, acenando de um jeitinho meigo. Todo o resquício do dia anterior simplesmente desapareceu. Sentia-se ótima e renovada.  

- Bom diiia!

Novamente Chae respondia que estava bem e imaginou que aquela seria a frase mais repetida durante o restante da terça-feira pela amiga. Riu da conversa entre ela e Lee-Hi. Entretanto, assim que mencionou as flores, Sunny juntou as mãos e entreabriu a boca de maneira exagerada e teatral  - Awwwwnt, que gesto mais doce! Você é sortuda mesmo, Srta. Park! - apertou de levinho a bochecha dela. O comentário de Lee-Hi provocou outro riso e Sunny fingiu concordar, cruzando os braços - Não é uma luta justa, aliás. Flores??? Poxa vida, hein. Humpf...

O quinteto não demorou a seguir ao corredor e lá o movimento encontrava-se mais afunilado. Acabou notando também que algumas pessoas seguravam uns envelopes bastante bonitos e delicados. Mas a atenção desviou-se até Chaeyoung e da amiga para Hyun-Hee, foco do cumprimento animado.

- O príncipe chegou... - murmurou, implicante.

E no instante que viu Chae, Hyun se aproximou. Sunny o encarou discretamente... Ele era um garoto diferente. Não por causa da idade, mas Hyun-Hee tinha uma aura estranha e meio intimidante. De primeira, teve uma péssima impressão do irmão mais velho de Jung-Mi. Porém, na medida que o tempo foi passando, Sunny esqueceu o episódio. Até porque, agora ele era namorado de Chaeyoung e imaginava que a amiga não ficaria ao lado de uma pessoa má. Ainda sentia uma discreta vergonha também. Como Kim e Chae, Hyun-Hee a pegou numa situação de fraqueza, algo que Sunny detestava. E, coincidentemente, por culpa de quem?

Pois é...

Quando ele olhasse, balançaria a cabeça num rápido cumprimento, mas não ficaria encarando a interação dos dois, lhes dando certa privacidade, apesar do lugar tão cheio. No entanto, Hyun-Hee falava com Hyewon e Lee-Hi e as agradecia pela ajuda de ontem.

O quinteto se dividiu. Sunny se despediu de Chaeyoung, e lançou uma nova olhada à Hyun, repetindo o gesto anterior. As meninas, então, recomeçaram o caminho, formando duplas. Stella e Sunny mantinham-se mais atrás porque iriam em direções distintas. Ela acenou para Lee-Hi e Hyewon e desejou uma boa aula. Assim que restou ela e Stella, Sunny sorriu - Ele parece ser bem protetor, né? E a Chae gosta muito dele... Aish... Seria perfeito se essas meninas não fossem tão ridículas... - comentou enquanto se posicionavam na frente dos respectivos armários.

Quase como se tivessem combinado, MiSoo, Bomi e... Eun Bi passaram. Sunny evitou a bailarina, mas respondeu o sorriso de Bomi com um igualmente simpático. Ela era legal. O "oi" seco de Eun Bi recebeu um tratamento idêntico e não sabia se tinha sido só para Stella, mas falou mesmo assim. Após a passagem delas, Sunny se concentrou em pegar o material que seria necessário para os três primeiros tempos de matemática.

- Vamos, amiga?

Aguardaria Stella catar as coisas também para finalmente se encaminharem até a sala.    

WangJo

— Ross
avatar
Dorama
Localização :
Seul

Data de nascimento :
20/04/2002

Mensagens :
175

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 12 1, 2, 3 ... 10, 11, 12  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum