Fóruns Gráficos
3
Créditos
» Skin obtida de The Captain Knows Best criado por Neeve, códigos acrescentados por Weird e baseado no tema The Walking Dead Theme criado por Hardrock. Graças aos suportes e tutoriais de Hardrock, Glintz e Asistencia Foractivo.
» Versão Elysium adaptada por Hurricane, Rossin e Persephone.
Narradores
6
Personagens Ativos
40 Personagens Ativos
Últimos assuntos
» Capítulo 8
Ontem à(s) 11:17 pm por Kim Sun-Hee

» Episódio 1
Ontem à(s) 9:17 pm por Kasumi Sanada

» Sons of Neptune
Ontem à(s) 8:05 pm por Starry Night

» [DADOS] Onde estrelas nascem ou morrem
Ontem à(s) 6:12 pm por Starry Night

» Golden Boys
Ontem à(s) 1:47 pm por Starry Night

» @ohmygyuri
Ontem à(s) 10:54 am por Nam Gyuri

» @ommagyuri
Ontem à(s) 10:42 am por Nam Gyuri

» @moonjaesun
Ontem à(s) 8:52 am por Moon Jae-Eun

» @moonjaesun
Ontem à(s) 8:42 am por Moon Jae-Eun


Capitulo 7

Página 2 de 12 Anterior  1, 2, 3, ... 10, 11, 12  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Jae-ki em Qui Ago 23, 2018 11:55 am


Jae-ki não sabia se o baile ia dar bom, mas queria convidar Eun-bi para ir com ele. Isso se fosse acessível a ele. Fez uma careta quando Kang mencionou o "novo recurso". Não gostava de lembrar em como tinha sido trocado ontem pela patricinha. De qualquer forma, um dia iria provar para Bibi que ele estava certo sobre a garota.

Ele mencionou que pensava em sair de um clube, para ele mecânica era importante porque ensinava uma profissão, então sobrava arte e dança para escolher.

- Eoh. Tô pensando em sair de artes. Mecânica não vou sair porque me ensina um trabalho novo. Arte é o meu clube favorito, o único que entrei porque gosto mesmo, mas é só por diversão... Não posso ter essa regalia com várias coisas pra dar conta.

Ele continuou refletindo:

- Vou aguentar mais um mês em arte, ou deixar pra sair perto das provas. Se não adiantar sair só de um clube, aí dança vai ter rodar dos meus horários também... Só que sair de dança é complicado... Eu acabei odiando esse clube, você sabe que não sei ser budista...Mas é isso, se sabe né...

Mordeu a boca pensativo, o clube de dança era uma coisa complicada, mas se precisasse teria que pensar mais racionalmente.O mais importante era concluir seu objetivo e cuidar da família. Veria isso mais a frente. Jae-ki era um adolescente e pensar nisso o estressava, por isso não continuou a conversa. Finalmente Eun-bi chegou, Jae sorriu para ela. A bailarina ficava muito bonita de bochechas coradas. Seu coração já batia acelerado, estar apaixonado era incrível e uma droga ao mesmo tempo, porque se sentia fraco, deixava seu coração mole.

Entretanto sentiu um nervoso quando ela foi em sua direção, queria que ela visse logo sua supresa. Quando a bailarina se aproximou deles, Jae sentia vontade de contar, porém se segurou.


- E aí Bibi? Bora conversar no intervalo depois?

Ele não disse que era o abraço que ele queria cobrar, também pretendia contar algumas para ela.



Wangjo

— Ross
avatar
Dorama
Localização :
Songpa- gu

Data de nascimento :
07/05/2004

Mensagens :
253

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Won-Bin em Qui Ago 23, 2018 12:26 pm



Quando dois dragões concordavam era um sinal de que talvez fosse a verdade.

Won assentiu diante da fala de Jaeki que pareceu soar um pouco mais sensível a situação. De qualquer maneira os dois concordavam em ser melhor que a Ye Ji.

Ye Ji. Será que ela também se sentia como Ji Hyun? Talvez tivesse um jeito diferente de lidar com isso e por isso parecia tão interessada em ser sua amiga?

”Aish, quando que minha vida ficou complicada assim?”  

Alguém de fora poderia imaginar que seria muito legal ter mais de uma pessoa apaixonada por você, mas para Won eram complicações quando a pessoa que ele realmente gostava o odiava. Ou estava tão mal quanto ele mas fingia estar bem.

Não importava. Won sabia que tinha de seguir em frente mas esse era um território desconhecido para o dragão.

-Sim, uma coisa de cada vez. Marcha lenta...eu consigo, acho - disse em resposta.

-Valeu galera - disse agradecendo o apoio. A resposta deles foi mais positiva a Ji Hyun do que imaginava.

O momento de zoar com o Jae foi engraçado, uma boa distração pro dia cheio que iam ter pela frente.

Kang comentou sobre o novo “recurso” quanto a questão do baile.

-Eu ainda acho que é de graça Jaeki. Mas sim, a gente tem a possibilidade de perguntar pro “recurso”. Só vou fazer isso depois, quando eu fizer a parada - não podia cobrar o pagamento de um serviço que ainda não tinha começado.

Mandou aquela mensagem sem jeito e o deixou a tempo de ter aquela visão.

Bonita como sempre. Na verdade parecia ainda mais bonita, tinha feito algo no cabelo?

Também estava animada e confiante como sempre. Era essa a sua máscara ou seu jeito perfeito a condicionava a sempre parecer tão...bem o tempo todo. As palavras de Eunbi vinham e circulavam sua mente mas parecia tão conflitante com a verdade: as meninas pareciam animadas.

O peito batia mais forte mas fingiu estar bem com sua expressão neutra. Ele era só um desconhecido afinal, o colega fantasma.

Ela parecia ocupada em falar com todo mundo, eram os convites que a Eunbi comentou ontem? Será que ia ser ignorado ali na sala mesmo? Ela ia lhe dar o convite?

A ansiedade ia pras alturas enquanto Won mantinha uma expressão controlada.

-Bom dia - respondeu educado para Eunbi. Faria o mesmo se Misoo viesse e cumprimentasse também.

Se preparava mentalmente para o impacto de ser ignorado ou o impacto de ter de falar com Bomi pela primeira vez desde o sábado.

Nervouser in Wangjo

— Ross
avatar
Dorama
Localização :
Seoul

Mensagens :
206

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por The Crown RPG em Qui Ago 23, 2018 2:37 pm

11 DE JUNHO. PRIMEIRO ANDAR. 7:43 A.M.


O grupinho não resistiu à revelação de que Chaeyoung tinha ganhado flores no dia anterior e começaram a implicar - de modo saudável - com ela. A garota teve uma pequena crise de risos com as bochechas bem vermelhinhas.

- Ne! Eu ganhei um buquê muito bonito ontem, ele foi me visitar. - Encolheu-se quando recebeu os apertos na bochecha e riu de novo. - Hajima! - Pediu fazendo um beicinho, mas ela mesma estava muito feliz como as coisas terminaram positivas, apesar do que tinha acontecido.

Não restava muitas alternativas além de seguirem para suas respectivas salas. Stella ia ao lado de Sunny enquanto Hyewon acompanhava Lee Hi e Chaeyoung se adiantava alguns passos. Ela nem ao menos ouviu o comentário sobre o príncipe que tinha chegado porque estava com os olhos focados em Hyun Hee.

O grupo se desfez, formando duplas e Stella indicou que gostaria de ir até os armários para deixar alguns livros lá. Também chegou a acenar para as meninas, mas queria se livrar do peso. Durante o percurso, ainda chegaram a cruzar com o trio de Misoo. Não nutria nenhum tipo de antipatia por elas, longe disso, mas o modo meio frio que Eun Bi as cumprimentou remetia facilmente ao dia anterior.

Aparentemente, havia uma rusga ali por conta de Jae Ki. Stella escondeu os lábios, mas abaixou a cabeça para elas até chegar perto do armário. Queria perguntar como tinha sido a conversa, mas não achou muito bom fazer isso com a garota tão perto.

- Ahm? - Stella ficou confusa porque estava pensando em Jae Ki e também o achava protetor demais. Quando percebeu que ela falava de Hyun, fez um “ooh’ - Ung, ung...Eles são bem fofinhos juntos, né? São muito bonitos e as coisas seriam melhores se as pessoas fossem menos insuportáveis.

Abriu o próprio armário e suspirou.

- Mas o que você faria nessa situação? Quer dizer...Eu sei que não é do nosso feitio fazer mal para as pessoas, mas...Imagine que você é fiel a um garoto e, do dia para a noite, ele muda de comportamento e aparece namorando e gostando de outra pessoa...Não é triste?

Stella não era amiga de Moon Eun Joo ou coisa do tipo, mas todo mundo conhecia um pouco da história. Era praticamente impossível não saber do casal 20 que ela formava com Hyun Hee. O próprio retorno dele foi super comentado e esperado. Deve ter sido um banho d’água fria.

Porém, Stella nem podia imaginar que a situação hipotética realmente tinha acontecido com Sunny. E também com um Park! Parecia mesmo coisa de família.

- Vamos, já peguei minhas coisas.

Bateu o armário, mas no instante em que Sunny se virasse para sair dali, veria que uma certa pessoa estava parada ali, apoiada de lado nos armários. Os braços cruzados e a mochila pendurada num ombro só. Dessa vez havia uma distância segura entre Sunny e Taemin, motivo pelo qual não havia risco dela bater a cabeça no peitoral dele. Agora o perfume dele ficava mais evidente, antes parecia uma confusão de aromas por conta do corredor, mas ele se destacava. Mas o susto que ele dava por estar ali...Ah, esse sim seria divertido.

Stella mesmo deu um pulinho e levou a mão até o peito.

Taemin fazia uma expressão pensativa, olhando para a outra parede.


- Que pergunta difícil, Jun Eun Seok-ssi. - Murmurou. - Cada um reage de um modo, não é?

Ele mesmo tinha tacado os dois no lago, como se pudesse afogar suas frustrações e decepções desse modo. Tinha se arrependido de ter feito isso com ela - não com ele, um garoto mal educado que chegou gritando e xingando as meninas e meio mundo, como se tivesse alguma moral ali. Mas Choi Eun Bi...Foi mais difícil e ele se sentiu cego no momento.

- Miane, eu ouvi a conversa. - Ajeitou-se perdendo aquela expressão pensativa e adquirindo uma mais..típica dele.

- Er….Não foi por mal, Do Taemin-ssi...Só estava me indagando.

- Tudo bem, eu não sou fofoqueiro e nem saio espalhando coisas por aí sobre ninguém. Mesmo que eu tenha provas e razão. - Sorriu e encarou Sunny. - Ya. Por que você me olhou daquele jeito atrevido, Kim Sun Hee-ssi?


Como uma frente fria que aparece do nada - ou talvez uma pessoa bipolar-, Taemin perdeu totalmente a calmaria de antes e deu um passo na direção de Sunny. Seu olhar era intimidante, como um caçador que está diante de sua presa. Stella não entendeu nada porque eles estavam falando normalmente há menos de um segundo e agora ele avançava calmamente desse jeito.

Taemin mal piscava e parou com a ponta do pé quase encostando no pé de Sunny e a encarando de cima para baixo, com o corpo a cobrindo.

- Do Taemin-ssi? - Stella engoliu em seco.

Taemin a ignorou e sustentou o olhar sobre o de Sunny. Tinha pensado em ensinar a ela a fazer uma cara brava. Porque aquela tentativa de mais cedo foi muito fofinha para tentar dar medo em alguém. Quem sabe agora, meio acuada, ela não quisesse reagir de modo mais...convincente e enérgico?
(C) Ross
avatar
Dorama
Localização :
Coreia do Sul

Mensagens :
1244

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Kim Sun-Hee em Qui Ago 23, 2018 5:19 pm



A conversa ainda rendeu um tempinho enquanto elas pegavam e deixavam coisas nos armários. O tratamento de Eun Bi não afetou o humor dela. Na verdade, apesar de ter sim uma rusga ali no meio das duas, não era do tipo suficiente para Sunny guardar rancor da bailarina. E já tinha problemas demais... Era melhor evitar um novo, assim como também não queria criar inimizades - embora, talvez, seja um tanto tarde...

De repente, Stella surgia com uma questão inocente... e delicada.

Sunny ainda mexia nos pertences e, de propósito, demorou um pouco mais para evitar que Stella notasse o olhar quebrado e a feição mais séria. Ela respirou fundo antes de falar qualquer coisa... - Eu acho que essa é uma pergunta muito difícil, amiga...

Fugiu do assunto, não querendo reviver aquela experiência particular e tão dolorida.

- Mas concordo que seja realmente triste.

Triste?

Só... triste?


A mão livre tocou o peito e ela esfregou a área, como num TOC bem antigo. Porque sempre doía... Não menos ou mais do que antes, o tempo não funcionou em nada além de acostumá-la com a situação. Sunny tinha a incapacidade de abandonar as próprias angústias, e então, ao invés disso, dava um jeito de domesticá-las.

Até o dia que elas a devorariam.

Ela fechou o armário e encarava a porta sem de fato vê-la. Respirando fundo mais uma vez, se virou quando a amiga disse que estava pronta e... Stella não seria a única a levar um susto. Sunny travou os pés enquanto fitava Taemin com os olhos arregalados.

O que essa assombração queria agora?!?!?!

Não precisavam se esbarrar para que Taemin conseguisse paralisá-la, logo percebeu... A presença dominante cumpria perfeitamente a tarefa de bloquear a passagem dela, pois Sunny não tinha forças para ignorá-lo ou não responder as provocações. Isso foi um hábito que cresceu tão do nada... Não saberia especificar o momento em que ela e o loiro iniciaram aquela série infinita e cheia de trocas. Aquela necessidade da última palavra e que, até hoje, nenhum dos dois alcançou.

Para a surpresa de Sun-Hee, Taemin falava com Stella e deixava  claro que escutou a conversa delas. E... respondia uma pergunta que não foi direcionada a ele, mas era impossível não fazer a óbvia associação. O lago... JaeKi...

Eun Bi...

Franziu o cenho conforme a expressão do herdeiro também mudava.

Não disse nada, apenas acompanhava a interação, esperando...

Não foi por acaso, né? Ela tinha certeza.

A frase arrogante causou a típica revirada de olhos nela - Tsc... - porém, como imaginou, ela entrava na mira de Taemin e perdeu a compostura diante do curto questionamento. Jurava que ele ia cobrar os exercícios, mesmo que tenha falado que lhe daria uma folga por causa da maquete. Mas próxima das seguintes atitudes...

A pergunta perdeu a importância.

Sunny tomou um novo susto com toda aquela aproximação e que a obrigou a recuar um passo conforme Taemin avançava outro, entretanto o espaço terminou assim que as costas provocaram um ruído no instante que pressionaram a porta metálica. O instinto a fez puxar a apostila contra o corpo, usando-a como barreira. Se aproveitando da altura, Taemin a olhava de cima e forçava Sunny a inclinar o queixo para não atrapalhar o contato visual... - P-Por... Por que... está... tão... sério? - gaguejou nitidamente, e não era medo...


O coração acelerou e Taemin notaria os solavancos provocados pela respiração desregulada.

O cheiro se tornou mais... intenso.

Mas, ao contrário das outras vezes que enrugava o nariz pequenininho, repudiando imediatamente, ela... respirou aquele aroma forte e quente, e só a ação lhe aumentou a adrenalina, como se parte do ímpeto de Taemin tivesse passado para ela.

Como se Sunny precisasse...

Não pensou direito. Do Taemin possuía a ridícula mania de bagunçar seu raciocínio sempre alinhado.

Com a destra, Sunny segurou um punhado de tecido do blazer, amassando-o entre os dedos, meio que o empurrando, meio que o mantendo ali - Você...

Puxou o ar e as bochechas assumiam toda uma paleta de tons vermelhos.

- Você não respeita o espaço pessoal dos outros, Do Taemin? - abriu a mão, espalmando-a no local e a intenção era clara... - S.e.a.f.a.s.t.a.


A mão branca contrastaria contra o tecido escuro daquele pedaço do uniforme e diferente da maioria das meninas, Sunny não tinha esmalte nas unhas, mas eram bem cuidadas. Não usava anéis ou pulseiras, só o básico, como brincos discretos e uma presilha para prender a parte de trás do cabelo. Não havia nada para realçar a aparência.

- Ou vou pisar no seu pé!!!

Ameaçou e não brincava. Sun-Hee mordeu o lábio com força, irritada, antes de torcê-lo no cantinho.


E era ela quem tinha um olhar atrevido?!?!?!
   

WangJo

— Ross
avatar
Dorama
Localização :
Seul

Data de nascimento :
20/04/2002

Mensagens :
175

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por The Crown RPG em Qui Ago 23, 2018 8:20 pm

11 DE JUNHO. PRIMEIRO ANDAR. 7:45 A.M.


O sorriso de Chaeyoung aumentou um pouco mais por conta da coincidência de falas. As amigas se distanciavam para deixá-la à sós com o príncipe, mas o comportamento dela não mudava - manteria o sorriso e os olhos brilhando para ele, mesmo que tivessem uma grande plateia. Era simplesmente impossível esconder - ou conter - os sentimentos que tinha por ele.

Só foi mudando a expressão conforme a conversa seguiu. Queria saber o que Hyun Hee tinha em mente para o intervalo. Considerando o gênio difícil dele e os últimos acontecimentos, era bem provável que ele fosse atrás de problemas. Nem fazia ideia que ele já tomara uma atitude bastante drásticas e que placas tectônicas tinham se movido a ponto de uma tsunami começar a se formar no horizonte.

Ainda estava longe, é verdade, mas quando alcançasse a orla, seria devastador. Porque viria quando a guarda estivesse bem, bem baixa.

Chaeyoung não tinha noção e Hyun era iludido por seu humor mania, mas graças à presença da garota, estava um pouco contido agora.

- Amiguinho esquisito? - Repetiu enquanto pensava. - Kai-ssi? - Foi caminhando ao lado dele enquanto começavam a subir as escadas.

Sua mente bugou um pouco porque não podia se apoiar com a esquerda no corrimão, mas ela não tinha muita confiança para subir sem se segurar em nada. Ela travou logo no primeiro degrau, ficando um pouquinho nervosa e, sem o hábito de usar o lado direito, fez um movimento engraçado enquanto mudava de lado para se apoiar com aquele braço. Segurou sem muita firmeza, mas foi o suficiente para que ela conseguisse dar a partida.

- Ung… - Disse com cuidado. - Serei discreta para passar seu recado… - Mordeu o lábio internamente. - Mas tem que ser mesmo no terraço? Conversem num lugar que não esteja tão no alto...jebal.

Achava que um dos dois estaria estatelado no chão até o fim do intervalo. Mas cortou o clima dando uma risadinha nervosa. Tinha que confiar no discernimento de Hyun Hee - só não confiava muito na cabeça de Kai. Mesmo assim, daria o recado. Enquanto subiam, ele estava um pouco mais próximo do braço machucado dela - até por conta da mudança de lado que ela fez.

- Jinja?! Hoje?? Que bom! Fico feliz por ele. - Sorriu. - Eu ficarei quase três semanas com isso no braço, mas acho que consigo vir inteira para o baile. Mas agora estou mais ansiosa pelo passeio especial. Você vai me levar de moto, é? Eu nunca andei de moto… - Arregalou os olhos. - Você vai me falar com tanta antecedência que eu vou ter uma surpresa? O que eu faço com a ansiedade até lá??

Encheu as bochechas de ar e quis empurrá-lo de levinho, mas só ficou na vontade mesmo.

Começou a achar o discurso dele muito fofo até ouvir o termo que ele usou para chamar as garotas. Como estavam no intervalo de escadas, ela ficou na ponta dos pés para tapar a boca.

- Aigoo! Olha esses termos!! - Repreendeu e fez uma cara brava. - Não fale assim… - Recuou com a mão meio envergonhada e se apoiou no corrimão de novo para o último lance de escadas.

Ouviu com bastante atenção, porém um tanto mais séria o que ele dizia. Não era como se não confiasse nele, mas não achava saudável ver todos como potenciais inimigos. Sentia o coração apertando com todos os cuidados que deveria tomar para não ser pega. Era tão...sufocante. Queria andar sem incomodar as pessoas, não gostava da sensação de cuidarem dela como se fosse de cristal.

Porém, quando ele a comparou à Chapeuzinho Vermelho e disse que não queria ser expulso, ela o encarou de novo. Já tinham chegado ao topo da escada e o acesso para o 2º andar.

- Araso...Farei como você quer. Mas não arranje confusão também e não diga que será expulso por minha causa. Eu nunca pedi para que você fizesse esse tipo de coisa, hm? - Ajeitou-se e o olhou mais uma vez. - Prometo que não farei nada que o deixe preocupado, tá bom? E você...me prometa que não fará nada que me deixe preocupada também.

Mostrou o dedo mindinho e indicou o dele.

- Anda, tem que me prometer. - Mexeu o dedo, convidando o dele e caso ele não conhecesse o gesto, ela mesma cataria a mão dele e juntaria o mindinho ao dele. - Pronto, está prometido e se quebrar a promessa…

Ponderou.

- Vou ficar chateada com você.

Virou-se para continuar caminhando até a sua sala. Já havia certo movimento pelo corredor também, muitos alunos lá dentro - assim como nas turmas do 1º e 2º ano. Enquanto estivessem se despedindo na frente da sala, o grupo de Yerin passaria para seguir até a própria sala.

Chaeyoung desviou o olhar, observando a menina. O olhar dela pareceu iluminar, como se estivesse lembrando do que tinha prometido no dia anterior por mensagem. Esboçou um pequeno sorriso cumplice para ela.

Já do lado do grupo de Hyemin, aquela que mais olhava para o casal era Eun Na. Ela encarou o braço de Chaeyoung por um bom tempo e então a expressão do rosto dela direcionada para Hyemin antes de abaixar a cabeça - ela era incapaz de encará-lo diretamente quando se viam no colégio. Yerin passou apenas fazendo uma leve mesura, assim como Beom Su e Hayoung - esta, um pouco mais distraída.




Beom Su tinha ficado um pouco desanimado com a pergunta de Nana - não era como se esperasse que todo mundo aceitasse virar sua tela viva, mas realmente, aquilo tiraria o charme de um baile de máscaras. Contudo, a reação de Hyemin veio como um bálsamo para seu ego abalado. Ele a encarou com as esperanças renovadas e, pouco a pouco, um sorriso gentil surgiu em seus lábios.

- Tá falando sério?? Você aceita!! Aigooo Sorriu, comemorando de um jeito mais contido. - Eu vou fazer vários testes para vocês, todos bem fadas e princesas! Você vai ver, será a pintura mais linda que nenhuma máscara será capaz de concorrer!

Yerin tinha achado uma ideia legal, mas assim como Nana, considerava que a máscara era um charme necessário para um baile daqueles. Ja Yewon fazia a cara de sempre enquanto Hayoung ficava com vergonha de pedir para ser testada, mas sorria com a comemoração dele.

Era difícil não gostar de Beom Su. Ele era uma pessoa muito doce, apesar de ter um tom ácido e irônico, às vezes, principalmente quando queria alfinetar os looks alheios.

Quando o assunto mudou para o vestido, Nana ficou pensando em modelos. Lembrava-se que ela tinha mostrado fotos de vestidos de noiva para o desfile que fariam dali a algum tempo. Será que era isso? Não conseguia visualizar muito bem porque tinha um estilo diferente, mas ela adorava esse universo e gostava de pensar em possibilidades.

- Depois me manda um look ou vamos começar a caçá-lo nas lojas. - Piscou de modo cúmplice.

O assunto do baile continuava e logo veio o mistério e possíveis senhas. A saída de Yewon não pareceu abalar o grupo - eles ficaram um pouco reflexivos, mas logo já estavam falando de senhas de novo e mudavam o apelido para Red Velvet. Enquanto andavam falando sobre o grupo, Yerin caminhou de braços dados com Hyemin.

- Você pode ser a Irene. Ela sorri bastante e eu gosto mais de lilás, posso ser a Yeri. Até o nome é parecido.

- Eu sou a Seul Gi então- Beom Su já ergueu o braço. - Sou alto e a Nana é a Joy e a Hayoung, a Wendy.

- Eu gosto mesmo da Wendy. - Hayoung sorriu com a sugestão. - Queria saber cantar como ela…

- Verdade, a voz dela é linda. - Nana concordou.

A conversa seguia leve com os nicks decididos até que entraram no prédio principal. Enquanto seguiam até a escada, Hyemin poderia notar que Jung Mi estava parado perto da entrada do refeitório olhando fixamente para um ponto do corredor - o ângulo não permitiria que ela visse o que o amigo estava olhando. Até porque o grupo seguia, sem demonstrar interesse.

Outra coisa estava atiçando mais a curiosidade de Beom Su e Hayoung: os envelopes que algumas pessoas carregavam aqui e ali. Já Yerin e Nana olhavam apenas para a frente.

Quando alcançaram o segundo andar e o corredor da sala deles, Nana viu Hyun Hee e a namorada conversando em frente a sala do 2º ano. Ela nunca olhava para Hyun, mas ficou um tempo reparando na tipóia que usava até subir para seu rosto. De muitos modos, Chaeyoung parecia uma pessoa bem legal - como Hyemin havia dito - e tinha uma expressão bem sincera. Talvez realmente pudesse ajudá-la a alcançar a unnie que passava por problemas.

Chaeyoung também olhou na direção do grupinho, mas Hyemin sentia que o olhar era exclusivo dela. A unnie se lembrava do que ela tinha pedido e até mesmo sorriu, demonstrando que estaria à disposição para ajudá-la quando quisesse. Todo o grupo fez uma mesura suave para os dois mais velhos e Chae correspondeu do mesmo modo leve.




Taemin cerrou um pouco mais os olhos, franzindo as sobrancelhas quando Sunny gaguejou para conseguir formular uma pergunta. Podia sentir a ponta do tênis dela encostando em seu sapato e sua altura realmente era capaz de produzir uma grande sombra sobre ela. Contudo, ele não a tocava, nem fazia menção nisso.

O poder estava todo no olhar que lançava. Os olhos castanhos bem escuros pareciam capazes de atingi-la como nenhum outro antes fora.

- Por que será? - Murmurou com a voz grossa, como se estivesse contando um segredo para ela.

Apesar de não tirar os olhos do rosto dela, ele não era ignorante às reações de seu corpo. Podia sentir como a respiração dela estava mais desregulada, mas ouvir o coração eram outra coisa. Por algum motivo, ele tinha a impressão de ouvir os próprios batimentos cardíacos também.

Sunny tomou coragem para reagir ao invés de ficar tão acuada. Era instintivo para algumas pessoas: atacar ao invés de ficar chorando. Taemin quis sorrir quando viu que ela estava disposta a reagir ao invés de chorar. Era o esperado de alguém que queria aprender a se defender sozinho.

Desceu o olhar até aquela pequena mão agarrando seu uniforme e segurou todos os comentários implicantes que pensou num primeiro momento. Ao invés disso, pareceu ligeiramente mais aborrecido porque ela amassava sua roupa impecavelmente passada. Ele ainda assim não ousou erguer a mão para se defender nem nada. Voltou a encará-la, mas arqueou a sobrancelha quando a mão ficou espalmada em seu peito.

Era justamente na região que ela costumava bater.

- Está com saudades de tocar aí?

Ao dizer isso, ele não conseguiu manter a expressão de antes e começou a abrir um sorriso e uma risada leve, divertida e bem implicante.

- Aigoo, o que eu faço com você? - Tombou de leve a cabeça para o lado direito - Regra numero 1, pequena: não olhe daquele jeito para alguém mais forte e louco que você. Se quiser, eu posso te ensinar uma encarada mais...ameaçadora. Aquela foi muito bonitinha, até mesmo para você.

Deu um suave peteleco na testa dela.

- Regra numero 2: tem certeza que é sábio oferecer esse pulso branco e bonito para um lutador de judô? Você é mesmo inteligente, menina?

Segurou o pulso dela e o tirou de modo suave de seu blazer. Diferente de outros herdeiros que Sunny já tinha convivido - e que não faziam parte de seu grupo de amigos- , Taemin não parecia ter o mínimo de receio - ou talvez decência - e falava com ela de igual para igual. Parecia que ele nem notava os olhares que recebiam por conta daquela ceninha. Para a sorte de Sunny, o grupo de Hyemin tinha passado alguns segundos antes de Taemin voltar a falar e não ficaram para ver o que estava acontecendo ali.

Mas para o azar, outra pessoa estava bem atenta aos movimentos do herdeiro Do e não parecia gostar nada, nada do que via.

- Mas eu tenho uma coisa para te mostrar. - Recuou um passo, devolvendo o espaço pessoal dela de novo e tirou a mochila para puxar o ziper da frente. Retirou algo dali com a mão fechada e então… - Tcharam. - Segurou pelo tecido e a medalha de 1º lugar balançou como um pêndulo de um lado para o outro. - Ontem você sumiu durante o almoço e eu não pude te mostrar. Você tem o costume de me provocar e achar que não vai ter resposta. Hunf, babo (boba/idiota). Eu ganhei e queria ter te mostrado ontem, mas enfim, sua sorte é que ficou na minha mochila.

Apesar de Sunny praticamente não notar a presença de Stella, ela ainda estava ali. Tinha ficado tão nervosa durante a troca de olhares dos dois que foi incapaz de se mover - mas teria se metido na frente, se Taemin movesse aquele forte braço contra Sunny. A amiga se apoiou de leve no armário e tentava ser discreta no modo de respirar.

Foi o suficiente para atrair a atenção dele e Taemin pareceu lamentar por ser tão animal - ou escroto -  às vezes.

- Era só isso mesmo. Você...Ficou com medo? Você ficou, com certeza. - Falou a segunda parte para a mestiça. - Miane…
(C) Ross


11 DE JUNHO. SALA DE AULA. 7:45 A.M.

Misoo, Won e Jae Ki


Kang ouviu sobre o clube que Jaeki pensava sair e fez uma cara confusa.


- Ué, mas eu pensei que você saísse tarde por conta dos clubes de mecânica e dança. O que adianta sair do clube de artes se ainda tem aula depois? - Pensou, tentando achar alguma lógica. - É por conta do volume de exercícios que eles passam? Pensei que fosse mais tranquilo.

Comentou, mas também não tinha que se meter muito na vida de Jae Ki. O amigo devia saber o que era melhor para si, apesar de achar muito drástico abrir mão da única coisa que ele se permitia fazer por gosto. Parecia penitência demais para alguém tão jovem. Mas enfim, ouviu a segunda parte da reflexão e meneou positivamente.

- Sei, sei… - Deu uns tapinhas no braço dele. - Fique tranquilo. E aproveite esse mês, depois serão as férias mesmo e aí você decide em Agosto.

Quanto ao baile, Kang também achava que era de graça, mas Jaeki era meio paranóico nesse sentido. Apenas a chegada do trio das caçadoras foi capaz de mudar o teor da conversa deles.

Tanto Won quanto Jaeki tiveram seus motivos para criarem expectativas. Won observava os movimentos de Bomi pela sala e o modo como ela parecia gentil e amigável com todos os presentes. Estava falando com Dong Hee Kyung como se fossem amigos de infância - eles sempre se respeitaram, mas ela era mais ligada a Kim Joo Hyuk do que a Dong, por exemplo, mas por conta do clube de rádio também. Mesmo assim, ela dedicava bastante atenção e responderia a todas as perguntas dele.

Estava linda, o cabelo tinha um brilho particular e o deixava mais pretinho do que antes, contrastando com a pele branca e os lábios ligeiramente rosados. Se fosse uma princesa, com certeza seria a Branca de Neve - em aparência, pelo menos.

Já Jaeki ficava nervoso porque Eun Bi foi até a mesa dela, mas não viu a encomenda. Ao invés disso, ela simplesmente deixou a bolsa em seu lugar de sempre e caminhou até os meninos. Disse um “oi” geral, mas estava claro seu foco em Jaeki.

- Aish, só no intervalo? - Fez um bico e cruzou os braços. - Você vai me deixar curiosa até lá, é? Poxa…

Fez um beicinho.

Kang encarou Jae Ki, Won e olhou para Bibi.

- Por que você não olha direito na sua carteira?

- Mwo?

- Ka, ka! Vai lá olhar!

Bibi arregalou um pouco os olhos e encarou Jaeki, esperando uma confirmação dele antes de correr até lá para ver. Enquanto isso ela se retirava, Misoo tinha que lidar com o momentâneo climão.

O colégio estava cercado de confusões - ela mesma era protagonista de uma bomba que explodiria a qualquer momento, sendo apenas questão de tempo. Contudo, era um pouco difícil agir como Bomi, por exemplo, que tinha visto tudo no dia anterior, chorado o rio Han inteiro e, mesmo assim, agia como se nada tivesse acontecido. Também era estranho ver a expressão inocente de Won quando ele tinha enganado sua amiga nos últimos meses.

Sem contar Jaeki. Ela tinha sido injusta - mas não errada no que disse - com ele no dia anterior. Se ele já era difícil quando estava errado, imagina quando tinha razão em ficar chateado. Seria impossível, mas a consciência de Misoo não permitiria que ela agisse de modo diferente.

Pelo menos havia Kang. Ele ainda agia do modo de sempre - mas será que ele sabia dos deslizes de seus amigos? Era complicado, afinal, eram os amigos dele, mas ele seria capaz de mentir?

- Ooi! - Disse animado. - Estou bem sim e você? Tudo bem? - Suspirou com o comentário sobre a falta. - É, eu sei, mas foi necessário. Ontem fui ajudar um amigo meu que tava precisando de uma força. MAS...ainda bem que eu tenho você para me ajudar, né? Você vai me ajudar, né Misoo-ssi? - Uniu as mãos, implorando. - Eu não tenho coragem de pedir para a Eun Bi-ssi porque ela parece que vai me bater a qualquer momento, mas você, eu sei que tem bom coração. Além disso, você perdeu no último random play, me ensine que ficaremos quites!

Era muito cara de pau mesmo e conseguia dizer essas coisas estafurdias com a expressão mais fofinha e calma do mundo.

Antes que Misoo conseguisse responder, Eun Bi dava um gritinho de onde estava. Tinha acabado de ver o desenho e ler o conteúdo. Levou a folha com bastante cuidado até seu peito e olhou para trás, vendo a carinha sacana daquele menino que adorava. Começou a caminhar até ele de novo e parou diante da mesa.

- Komawooo...Eu adorei!!!- Olhou o desenho de novo e o encarou. - É assim que você me vê? É muito mais bonita do que a original. Eu adorei!!  Kang, saia daí.

- Mwo?!

- Ne! Vai sentar lá no meu lugar, perto da Misoo-ya. Hoje eu quero sentar aqui! KA!

- Está vendo o que eu acabei de dizer? Essa garota é bruta, ela não tem coração. Estava há meio segundo sendo fofa com o Jaeki e olha como me trata! Jaeki, você vai deixar sua namorada agir assim comigo? Pensei que você me amasse.

- Ommo!? - Eun Bi perguntou meio rindo e fingiu bater nele. - Troca de lugar logo! Sussu, você deixa, né? Eu sei que o Kang é chato, mas só por hoje! Olha o que eu ganhei!

Virou para mostrar o desenho que Jae Ki tinha feito dela. Kang esticou o pescoço para ver.

- Ah laaaa!! Eu falei que era um poema. - Olhou implicante para Jaeki. - Você é o clone, certeza. Ou o robô!

[Won, se quiser esperar o turno do Dong ou a próxima rodada, sem problemas. Também pode reagir de boas às insanidades dos seus amigos também. Você que sabe :3]
(C) Ross
avatar
Dorama
Localização :
Coreia do Sul

Mensagens :
1244

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Jae-ki em Qui Ago 23, 2018 10:25 pm


Sobre clube, Jae-ki ponderava suas escolhas. Seria mesmo mais proveitoso sair do de dança.

- Ani, é moleza fazer os trabalhos, é bem maneiro. Mas sem o clube, pelo menos sexta eu saio mais cedo. Tá que sair do de dança seria mais vantagem.. Mas...


Jae-ki esfregou a mão nos olhos, era uma escolha difícil. Tinha entrado para ensinar coisas legais a Soo-ji e tinha conseguido. A irmã já sabia umas coreografias. Mas o que queria mesmo que ela aprendesse era ballet, e isso ele não podia dar a ela. Também tinha a questão se conseguiria deixar Bibi perto do cretino sem estar por perto, o idiota podia tentar alguma coisa. Porém sabia que uma hora teria que pensar mais racionalmente, os riquinhos estavam com a vida ganha, mas ele não. Precisava focar no seu objetivo.

- Eoh, vou pensar melhor...

Quando Eun-bi se aproximou Jae-ki sorria apaixonado. Não queria estragar a surpresa, por isso quano ela fez beicinho, ele disse:


- Eoh, tem esperar.

Mas então Kang deu uma dica, Jae-ki arregalou os olhos para o amigo. Queria que ela tivesse descoberto por conta própria, mas agora era tarde. Jae-ki a acompanhou com o olhar enquanto ela procurava.


Ele riu quando a bailarina deu o gritinho, ficou muito animado quando ela disse que tinha adorado mesmo sendo algo simples.

- Ani! Eu acho que você é mais bonita do que o desenho, mas eu não sou nenhum profissional, aí não ficou tão perfeito... - Disse espontâneo.

Jae-ki ficou boquiaberto quando ouviu ela dizer que ia sentar do lado dele.

- Uwa! Jinja? Isso vai ser daebak!


Seu coração bateu acelerado, estava ainda com aquele olhar bobo e apaixonado, coçava o pescoço distraído pensando em como seria legal sentar com ela. Ia poder segurar a mão dela em baixo da mesa e trocar bilhetes.


Kang e ela começaram a se implicar. Kang até o questionava se ele o amava. Porém ele despertou ao ouvir Eun-bi perguntar para MiSoo se ela deixava. Isso era injusto, porque a amiga dela ainda tinha que deixar? Pior é que ele tinha que falar com MiSoo, mesmo que não quisesse teriam que conversar uma hora, era preciso.

- Bibi, não chama o Kang de chato
- Disse para a bailarina, mas com a voz calma.

Ele arregalou os olhos de novo ao ver que ela mostrava o desenho para a amiga. Jae-ki não queria que fosse mostrado assim, Kang ainda voltava a implicar.

- Ya... Não pode ler, é só para Bibi!

Balançou os braços para chamar atenção:

- Yeogi! Yeogi! Eu já sei!! Vamos fazer assim, Bibi fica comigo até o intervalo, aí eu e ela saímos juntos e passamos o intervalo só nós dois....

Deu um sorriso nessa parte e continuou:

- Pra eu te contar como foi ontem... Aí no resto da aula, depois do intervalo, pode voltar pra suas amigas e Kang volta pros dragões. Pode aguentar até lá, né Kang?

Perguntou ao amigo com aquele olhar que já esperava um sim, já tinha feito isso para amigo não ter que aguentar as amigas de Eun-bi o dia todo. Deveria ser um saco ouvir MiSoo ou ficar perto da Bo-mi. Em seguida falou algo que não o agradava muito, mas que não deixaria de fazer porque não queria MiSoo gritando com ele no café.

-E no almoço, eu tenho que resolver umas coisas com a MiSoo. Vai ser rápido isso, porque tenho dois clubes.



Wangjo

— Ross
avatar
Dorama
Localização :
Songpa- gu

Data de nascimento :
07/05/2004

Mensagens :
253

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Kim Sun-Hee em Qui Ago 23, 2018 11:45 pm



Não entendia mesmo o motivo de Taemin carregar uma expressão tão séria e aborrecida. Ah... Mas a encarada nem foi – muito – atravessada... Quando que ele ficou sensível assim? Sunny tremeu na pergunta, mas não por causa de medo, mas surpresa diante daquela reação repentina. Porém prontamente recuperou o ritmo e mostrava o lado arisco e afrontoso com o qual Taemin se acostumou.

Só que...

Ele tinha mesmo que encará-la desse jeito?


Aquilo a desconcentrava!

O olhar segurava o dela e Sunny foi capaz de identificar o marrom nas íris do garoto. Apegava-se aos detalhes e nem sequer percebia isso. Porque ele a prendia e lhe roubava toda a atenção, ao ponto de esquecer até mesmo que Stella encontrava-se logo ali – provavelmente desesperada.

A nova pergunta sussurrada a fez engolir em seco conforme perdia os freios sobre as batidas cardíacas, que gritavam feito tambores. Será que Taemin notou? Ou escutou? Esperava sinceramente que não! Pois ao ver de Sunny... Todo o colégio seria capaz de ouvi-las!

E ao contrário dele, preocupada com o próprio descompasso, não percebeu que ele passava por uma situação semelhante.

Sunny não pensou mais – se é que chegou a orientar alguma reação. Apenas seguiu os instintos e antes que desistisse, ela segurou a roupa de Taemin, desarrumando o traje, e de certo modo, era uma maneira de descontar o que o herdeiro estava fazendo com ela nesse exato minuto.

Desalinhando-a...

Idiota! Maldito! Irritante!

Sun-Hee quase sorriu diante da linha que apareceu entre as sobrancelhas, satisfeita por saber que – ao menos um pouquinho... – conseguia afetá-lo também. De propósito, apertou o tecido com mais força antes de abrir a mão... Coincidentemente na área que a testa costumava ocupar quando os dois se esbarravam por aí. Os olhos seguiram o movimento de Taemin e Sunny corou quando ele observou atentamente o toque nada sutil. Será que ultrapassou limites?

Não tanto quanto ele...


Entreabriu os lábios para rebater aquela... aquela... insanidade! Mas perdeu a voz.

Para o choque de Sunny, ele... riu. Num segundinho só, toda a pose brava desvanecia frente à bolsista, surpreendendo-a. E a enlouquecendo. Sim. Enlouquecendo. A vontade dela era de subir a mão até o pescoço grosso do garoto e apertá-lo. Porém, continuava sem fala e ação. Apenas o encarava com os olhos arregalados e os lábios separadinhos, deixando a respiração ainda meio entrecortada fugir, com lentidão.

P-Pequena?

ATÉ MESMO PARA VOCÊ???

O que ele queria dizer com isso, hein?!?!

O peteleco tirou Sunny do transe.

E em seguida, vinha outro aviso...

Mas Taemin conseguia uma façanha ali... Silenciá-la. A mente de Sun-Hee não produzia nenhuma réplica, só observava as atitudes dele e absorvia suas palavras. Então, de repente, Taemin segurava o frágil e fino punho – branco e bonito, como bem analisou -, tirando-o do blazer, mas a surpresa encontrava-se no jeito que ele executou a façanha, pois foi tão... delicado... Se quisesse, facilmente poderia quebrá-lo mesmo. Aquele... bruto... tinha a habilidade de ser... cuidadoso? Impressionante, no mínimo. Sunny quase não acompanhava o desenrolar... Aquilo estava, de fato, acontecendo? O impulso era de puxar o braço, no entanto ela encarou os dedos fechados ao redor do pulso. Como a figura larga a cobria completamente, e acuada contra o armário, Sunny não tinha como notar que chamavam atenções indesejadas. Sorte que nem ela e Taemin ligavam para isso.

Não havia espaço nas ocasiões em que eles se esbarravam – literalmente ou não.

Enfim... Taemin a soltou e a mão ainda ficou estendida por um tempinho antes de recolhê-la.

Medo? Será que foi medo?

Olhou para aquele sorriso cretino...

Não... Não era medo...

“Mas eu tenho uma coisa para te mostrar.”

Ela piscou as pálpebras repetidas vezes.

- Me... mostrar?

O recuo dele foi como se alguém tivesse soprado ar em seus pulmões... Respirava de novo.

Pena que o perfume permanecia também...

- O que é? – perguntou baixinho, se recuperando dos últimos minutos.

Quando Taemin expôs a medalha frente aos seus olhos, deixando-a dançar diante dos mesmos, Sunny os arregalou e automaticamente esticou a mão que o tocou antes para segurá-la – Taemin! É uma medalha de ouro! Você... Você ganhou o primeiro lugar! – Sunny admirava a peça enquanto Taemin explicava que a procurou no dia anterior – Eu tive um contratempo... – ela o encarou e mostrando-se tão bipolar quanto o Do, Sunny sorriu abertamente e era sincera na alegria.


- Komawo! Estou muito feliz por você! E... Oh, não... Não use sua vitória como motivo para ser mais insuportável do que o comum, por faaaaavor.

Mas logo sorria novamente.

- Bom garoto, bom garoto.

Sun-Hee parecia... orgulhosa.

A respiração quase inteiramente suspensa de Stella não atraiu somente Taemin. Sunny olhou a amiga com a consciência pesada conforme Taemin se adiantava e pedia desculpas por assustá-la. Culpada porque sempre vivia a colocando nessas enrascadas, Sun-Hee lançou um olharzinho manhoso, mas "castigou" Taemin, acertando um tapinha no braço dele. Até que ele veio com aquela pergunta.

Sunny riu.

- Medo? De você? Ora, Taemin... Não seja tão prepotente... Pensou o quê, huh? Que essa cara de cão brabo ia me assustar? HAHAHA! N-U-N-C-A! Eu tenho uma poodle minúscula em casa que me põe mais medo quando está faminta do que você num dos seus piores dias. E... E você não me machucaria... – esta última parte soou mais baixinha, desafiando-o a negar.

Porém, lembrou do que os Dragões disseram...

E aquilo trouxe a angústia.

- Até porque – acrescentou depressa – a ameaça de pisar no seu pé não foi esquecida. É o meu Às na manga, caso seja malvado.

Virou a cabeça, suspirando.

- Taemin...

E lá vem... Ele, naquela altura, já saberia reconhecer aquele timbrezinho...

Foi o mesmo que Sunny usou ontem durante a confusão quando pediu para ele não brigar mais com os meninos. E a carinha...


- Preciso falar algo importante com você. Podemos... conversar na hora do intervalo? Se não for um problema.

WangJo

— Ross


Última edição por Kim Sun-Hee em Sab Ago 25, 2018 9:16 am, editado 1 vez(es)
avatar
Dorama
Localização :
Seul

Data de nascimento :
20/04/2002

Mensagens :
175

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Seo Hyemin em Sex Ago 24, 2018 8:20 am



- Claro que siiim. Confio totalmente em você, Bombom! Obrigadinha. - deu um sorriso. Gostava do charme de máscaras, mas gostava mais ainda de novidades e a ideia de ser uma tela nas mãos dele era empolgante.


-  A gente sai pra comprar depois, fica tranquila - prometeu a Nana.

- Sério que posso ser a Irene? Obaaaaa - comemorou balançando os braços, embora achasse que a amiga fosse muito mais bonita que ela e coubesse melhor no papel.

Quando passaram por Jung Mi, a menina ficou curiosa, mas não entendeu para onde ele olhava. Achando-o distraído e solitário, quis animá-lo um pouquinho.

- JUNG MI! - esperou que ele olhasse e balançou a mão para cumprimentar seu grande amigo. -  Bom diia~ - deu um sorriso fofo para ele e seguiram para a sala de aula.

Assim que viram Chaeyoung, ela fez um biquinho assustado com a tipóia. Não fazia ideia que tinha sido TÃO grave. Era mais impressionante vê-la ao vivo.

- Unnie!! Uau… Bom dia. Está doendo muito? Aigo… Tenha um bom dia, tá? Se precisar de algo, me avisa. Tá bom? Não fica com vergonha. Er.. Oi oppa - curvou-se ao notar o olhar de Hyun, que era um tanto intimidador. - Bem, eu vou pra sala. Tchauzinho. - piscou para Chae, de forma cúmplice.

Respirou fundo, tentando ter coragem para chegar na sala de aula e dar de cara com Joo Hyuk, mas ele não estava por lá. Provavelmente estava com a melhor amiga. Fazer o quê?  Suspirou. Não era até melhor? Pelo menos não tinha que interagir.

Andou até seu lugar cativo, dando um aceno geral para as meninas, especialmente Eunbi, com quem tinha feito desabafo e considerava uma aliada, e Bomi, que viu que já estava entregando os convites para a super festa, mas era sempre educada com todos da sala pela manhã. Daria um tchauzinho para Uijin também, já que a área estava segura sem aquele menino. Acabou batendo o olho no grupinho de Jaeki e evitou encará-lo, mas viu os outros dois gangsters e acabou dando um sorrisinho de cupido, secreto e tímido, virando o rosto e se encaminhando para sua mesa. Estava feliz em poder ajudar, e, em troca, ter seus trabalhos feitos.

Wangjo |{LOOK: Laço no cabelo | Bolsa | Capinha | Pulseira da amizade }

— Ross
avatar
Dorama
Localização :
Terra do Marshmallow

Data de nascimento :
17/03/2002

Mensagens :
196

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Park Hyun Hee em Sex Ago 24, 2018 8:46 am



Nos armários notou que era observado pelas amigas de Chae, como Sunny. A menina tinha protagonizado uma cena que não era da conta dele no outro dia, mas isso até que era interessante, só não tinha intimidade para perguntar. Ele apenas a olhou de banda, respondeu ao cumprimento como fez com as outras, meneando para el a e voltando a atenção para a joaninha e a conversa avançou.

- Ele mesmo - verificou a preocupação no olhar dela e acabou dando uma risada. - Ninguém vai se machucar. Não é minha intenção. O que você acha que eu sou? - riu alto, mas foi ele mesmo quem disse que ela devia ter cuidado com ele, no hospital.

Ele contornou o lado dela também, apoiando as costas dela, de forma a impulsioná-la para cima, já que o braço imobilizado não poderia apoiar-se nele, ao menos estava auxiliando-a para que tivesse apoio.

- É para usar essa ansiedade para recuperar logo a mão. Quem sabe assim você fica espertinha - sorriu. Sabia que ela era muito estabanada, além do bullying das outras.

Olhou para cima e diminuiu os lábios, resmungando um inaudível “Miane” por chamar as meninas daquela forma.

A menina estava com o dedinho estendido esperando que ele não arrumasse confusão. Já era tarde. Sentiu culpa e um leve mal estar e nem queria estender o dedo, mas ela fez isso por conta própria.

Era um pouco irritante ouvir que estava fazendo um esforço a toa, porque ela nunca tinha pedido. As pessoas esqueciam que ao lidar com uma pessoa dedicada como ele, um verdadeiro escorpiano, estavam trazendo o pacote completo, como sua devoção. Mas a perdoava porque era boazinha e não tinha experiência ali dentro para saber das coisas.

- ...Vou tentar - deu um sorriso malandro e cobriu a mão dela com as duas dele, impedindo-a de virar e olhando-a de pertinho. - Mas ainda assim também prometi proteger a minha namorada - falou quase num sussurro e chegou mais perto, mas deu um sorriso e se afastou. Estavam na escola.

Ele a soltou e foram andando para a sala. Viu a aproximação de Hyemin e meteu as mãos no bolso, observando-a na defensiva, esperando o que viria. Ela parecia retribuir o gesto gentil de Chae no restaurante. Via nela o mesmo tipo de receio que Sunny tinha ao olhar para ele, e a cumprimentou também.

Nana entrava para esse clube, mas ela nitidamente ficava mais tímida. Ele se perguntava se ela seria a menina dos remédios. Isso explicaria suas mudanças. Ele a observou atentamente entrando na sala de aula. Será que ela é quem tinha desmaiado? A amiga dela era a segunda mais fofoqueira da sala, mas não falaria contra a amiga. Então, só faltava uma fofoqueira a quem perguntar. Se fosse isso, aí sim seria uma história interessante. Poderia colocar Jong In em cheque. Mas era esperar demais?

Por enquanto deu de ombros e continuou o caminho com Chae, fazendo questão de entrar na sala para acomodar o material e depois colocando uma mecha de cabelo dela para trás da orelha, despedindo-se com um sorriso, antes de virar encarando um por um daquele lugar como um cachorro rosnando e voltar para a sala, onde sentaria no fundo como sempre e ficaria quieto só esperando a aula.

Humor: mania/estável/--+++

— Ross

avatar
Dorama
Localização :
Queria estar nos EUA

Data de nascimento :
04/11/2002

Mensagens :
162

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Yeun Misoo em Sex Ago 24, 2018 9:53 am

 

Misoo deu um tchauzinho sem graça para Won, ainda sendo simpática e assentiu para Jaeki, ao lado. Já não estava com a consciência culpada em relação a Jaeki porque tinha Eunbi ali no meio para intermediar e porque eles conversariam uma hora. Não era alguém que ela precisava adorar. Era só dizer suas intenções. Também não esperava ouvir desculpas por ele julgá-la mal por ser rica. Era normal isso, ainda mais por causa dos últimos acontecimentos.

- Sempre ajudando, né? Eu entendo - deu um sorriso amistoso. - Euu?? - cobriu a boca - Talvez. Mentira, eu acho que ajudo sim. Mas isso nem é justo porque você não vai passar por metaaade daquela aula. Foi muito pesada. E a professora ficou bem brava com quem faltou. Só pode ter três hein. Toma cuidado! Oooii? Eu “perdi” e você quer que eu ensine???   - riu. - Carinha de pau. Tá bem, tá bem. Eu te mando um vídeo e a gente repassa antes de começar na próxima aula

Espiou a amiga e o desenho que ela tinha ganhado, deu uma olhadinha em Jaeki. Ele parecia outra pessoa com ela. Gostava dos dois assim. Quando a amiga estava sorrindo

- Uau, daebak! Ficou impressionante. - fez um “O” generoso. - Mas ele a fez sorrindo e adorável, que visão torta é essa? Huahuahuah

Olhou novamente na direção do menino.

- Claro, tudo bem. - olhou para a carteira logo atrás dela, que pertencia a Jung Mi. - Ai, na verdade, você não quer sentar aqui? -pediu, querendo que o falso ex não ficasse olhando para suas costas a aula inteira.  

- Ah, ufa… - suspirou. Indicaria os lados para os gêmeos depois.

Virou o corpo para ele e começou a conversar.

- Como estão as coisas? … Vocês vão na festa da Bomi?  - olhou em direção a Won. -  Ele vai também? Sabe, se ele levar a namorada nova, eu vou bater nele. Isso vai ser demais. Eu estou tentando não criar um clima ruim com vocês e gosto do Won, mas se ele for sem noção a esse ponto, pelo menos tente colocar um bom senso na cabeça dele, ta? Poxa, nem uma semana. Isso foi demais. Nem tem como defender… Tô falando isso porque nós temos que manter a harmonia do grupo pra preservar a felicidade dos nossos amigos..     - suspirou. -  Eu sei que ontem não foi legal e já vou resolver lá com o Jaeki até o fim do dia, por exemplo. Então se ficou chateado comigo, miane. Não ia gostar se fosse eu no seu lugar. Aigo. Nem tive tempo ontem, foi tão complicado...

~~

— Ross
avatar
Dorama
Localização :
Coreia do Sul

Data de nascimento :
21/12/2002

Mensagens :
132

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Dong Hee Kyung em Sex Ago 24, 2018 7:00 pm

Ele curva o queixo uma vez ou duas, de maneira positiva aos pedidos da jovem, especialmente por aquele da criação do grupo, o faria com satisfação. Gostava da forma como ela acertava os detalhes do trabalho, era diligente e honesta, revelando que estava atenta e devidamente interessada em tirar uma nota boa, outro detalhe que agradou muito Dong.
- Certo estamos combinados. Vou requisitar o link do site mais tarde!  - Retrucou um sorriso quando recebeu o dela e então a viu se despedir depois do momento que tiveram para conversa bem brevemente. Parecia simples para Hee Kyung confabular com o sexo feminino, ser gentil... ser simpático e até atencioso.

Ele olha de lado para os amigos, que pareciam não compartilhar e tais faculdades.. para completar o ato, a beldade para bem perto deles, a principio Hee Kyung quase ligou o celular, mesmo contra seus princípios, afim de chamar uma ambulância para Ui-Jin, mas talvez os primeiros socorros de Min Ho, estivessem em dia. - Anyeonn... A principio estranhou mas depois começou a recordar-se. Estendeu a mão pegando o convite designado a si, ele gelou. A mão quase transpirou mas tentou forçar uma tranquilidade. Até Dong tinha eu calcanhar de aquiles. Se ele fosse o Superman, uma pool party seria a kryptonita exata.

- Ohh que gentil, muito obrigado por ser lembrar de nós. - Falou até pelos amigos não sabia se Ui-Jin estava em condições de falar ou se Min Ho já iria dar uma cortada seca, quiça mau educada. - Espero poder ir!

Não disse isso de maneira arrogante como se esse evento fosse menos importante que as coisas que tinha para fazer, e sim... por realmente ter o que pensar e agendar. O que prometera ao diretor não era brincadeira, fora o bando de trabalhos que já teria para concluir.

Novamente abriu um sorriso só que mais regulado e educado, ela era mesmo linda ao ponto de poder tirar um suspiro discreto e involuntário, como pode Deus fazer pessoas assim? Se bem que estavam na Coreia do Sul...

O convite apesar de bacana, foi feito para praticamente todo mundo, então pelo menos eles não poderiam reclamar que eram excluidos de tudo. Acabou mexendo no papel enquanto os encarava. - Não me olhem desse jeito, ainda nem me pronunciei sobre o tema.

Já falou na defesiva antes dos colegas abrirem a boca.


11 DE JUNHO. SALA DE AULA. 7:45 A.M

— Ross
avatar
Dorama
Localização :
Seul, Coreia do Sul

Data de nascimento :
09/09/2003

Mensagens :
112

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por The Crown RPG em Sex Ago 24, 2018 10:28 pm

11 DE JUNHO. PRIMEIRO ANDAR. 7:45 A.M.


- Olha só!! Você é espertinha!! - Taemin continuou com as implicâncias. - Claro que ganhei. Eu disse que era bom. - Piscou bem convencido e, caso ela quisesse segurar a medalha para conferir se era de verdade, ele permitiria.

Recuou todos os passos que ela tinha pedido, mas ainda assim parecia próximo demais. Não era físico. Aquele simples gesto de compartilhar uma conquista tão particular já o aproximava mais do que qualquer passo.

Ficou um pouco mais sério quando ela comentou sobre o contratempo. Não perguntou o que poderia ser, mas pela expressão dela, deve ter sido algo irritante para ela. Não tinha interesse nesse tipo de assunto, tampouco intimidade para oferecer ajuda ou coisa do tipo. Preferia continuar com o assunto leve que a medalha trouxe. Deixou escapar uma risada com a história de ser mais convencido.

- Meu ego cresce um pouco mais a cada dia. Serei mais insuportável sim, assim como você continuará...bom, fazendo meus trabalhos depois de terminar a maquete.

Pegou novamente a medalha para guardar e observou a amiga dela. Stella estava com as bochechas extremamente coradas e com uma certa falta de ar. Estava com medo, mas aliviada por não ter acontecido nada demais. Taemin fez um bico no canto dos lábios e perguntou se elas estavam com medo. Sabia que estavam e, por isso, pediu desculpas logo em seguida.

Era seu jeitinho.

Arqueou uma das sobrancelhas com aqueles desaforos e deu uma risada.

- Você tem uma poodle? Minuscula? Hmm...Por que não estou surpreso? - Ponderou. - É bom ter, viu? Às vezes o cão não está alimentado e vem bem bravo.


Ficou sem palavras para aquela frase cheia de convicção. Piscou algumas vezes, mas não desmentiu tampouco concordou. Apenas ajeitou-se e revirou os olhos.

- E doeria tanto quanto uma folha caindo. Você é muito abusada para alguém não pequeno, sabia?

Estava pronto para começar a se despedir, mas travou com o chamado repentino. Ele voltou a se virar para ela. Tombou um pouco a cabeça e concordou sem nenhum problema.

- Eoh. Podemos. Me encontra lá fora depois de pegar seu lanche ou eu te encontro, sei lá. Mas primeiro eu pego meu lanche, esse corpinho não se sustenta sozinho.

Stella virou o rosto para o outro lado, umedecendo bem os lábios e tentando segurar o riso com aquele comentário. Que idiota! Mas Taemin deu uma risada sozinho porque nem ele sabia de onde tirava essas coisas.

- Boa aula, Kim Sun Hee-ssi. Preste atenção por nós dois, hm?


Acenou e começou a partir. Quando Sunny conseguisse sair de onde estava e seguir para a sala de aula, ela não veria ninguém parado no refeitório. Algumas pessoas comentavam aqui e ali, mas o caminho seria bastante tranquilo. Chegaria depois de Hyun Hee, mas antes de Jung Mi e do próprio Taemin.

Ainda não havia sinais de Kim.
(C) Ross


11 DE JUNHO. SEGUNDO ANDAR. Pt 1. 7:45 A.M.


Hyemin e Hyun Hee


Enquanto Hyemin caminhava com suas amigas, o olhar afiado dela foi capaz de detectar Jung Mi. O amigo estava imóvel, diante da porta dupla do refeitório e o olhar fixo para o corredor - na direção dos armários que ficavam para trás das escadas. Estava com a expressão bem fechada, sem conseguir controlar a máscara da neutralidade que geralmente tinha.

O grito dela o despertou. Piscou algumas vezes e olhou na direção de sua amiga de infância.


Demorou um pouco para reconhecer o ambiente, mas diante do sorrisinho fofo dela e do bom dia, ele esboçou um sorriso discreto na volta e acenou. Logo Ryu Ji e Gyu Sik se aproximaram dele. O irmão de Bomi também estava com uma espécie de sacola de compras de papel pardo, mas com um design refinado. Ela logo entenderia o que estava acontecendo ali porque nessa época do ano, os irmãos Yoon sempre fazia uma festa bem legal e chamavam o colégio inteiro. Bomi já tinha criado o “save the date”, mas tinha avisado que os convites demorariam um pouco para chegar.

Lá estavam eles!

Com certeza o dela seria entregue pela bela menina enquanto o irmão ficava com um pacote mais econômico.

O grupo continuou seguindo sem maiores problemas - o trio de Jung Mi foi até outra parte do primeiro andar para entregar mais convites, não subindo imediatamente. No segundo andar, Hyemin logo repararia em Chaeyoung e Hyun Hee conversando diante da sala do 2º ano. As meninas, num geral, apenas faziam mesuras respeitosas, mas guardavam os comentários para si enquanto a própria Chae ficava encarando Hyemin de volta. Hyun também o fazia, mas cada um tinha uma expressão oposta: enquanto ela atraía as pessoas, ele afastava com um olhar que dizia “perigo”.

- Bom dia! - Sorriu, sempre simpática. - Ani, estou medicada! E você? Está benzinha? - Não era uma pergunta à toa. - Espero que sim! Tenha um bom dia também! Fighting! Obrigada pelo suporte e apoio! Vejo a senhorita no intervalo!

Acenou com a mão boa e manteve o sorriso para os outros ainda que não falasse com eles. Voltou o olhar para Hyun Hee para que retomassem a conversa enquanto Hyemin seguia até a sala de aula.

[continua na sala de aula…]





Chae arqueou uma das sobrancelhas com aquela pergunta dele. As bochechas dela coraram, mas não resistiu à piada. Aproximou-se e sussurrou.


- Um tigrão feroz! - Deu uma risada alta como a dele e até chegou a tossir por conta da besteira que tinha dito.

Por sorte, já tinham chegado até o topo do andar e agora falavam de promessas. As risadas deram lugar a uma expressão bem mais séria do que antes. Diante do pedido dele, Chae fazia outro e até pegava seu dedo mindinho para que a promessa fosse séria. Era um acordo!

Suspirou quando viu as duas mãos cobrindo a sua e o encarou enquanto se aproximava. Não deu nenhum passo, apenas olhando para cima porque, novamente, ela usava um sapato baixo ao invés das típicas bocas de saltinho - o que a deixava bem mais baixinha que ele, visto que Hyun era um garoto demasiadamente alto. Sorriu ao ouvir que ele protegeria a namorada e entrelaçou os dedos antes que eles se afastassem.

- Kure. Mas você sabe que eu também vou te proteger, não é? Ou você acha que deixarei meu namorado se machucar? Não deixo! - Apertou a mão e o soltou porque estavam no colégio.

Mais especificamente no 2º andar e não no terraço. O que era uma pena.

Os dois seguiram até a sala de aula da turma da menina. Ela não esperava que ele fosse querer entrar porque nem sabia quem estava lá dentro - Hyewon e Lee Hi com certeza. Por isso parou por um instante e foi o tempo que Hyemin e seu grupo se aproximou. Como sempre, Chae falou sem nenhum tipo de receio com ela, mesmo que fossem de grupos diferentes. Nenhuma das duas tocou sobre a delicada noite de sexta-feira.

Já Eun Na olhou um tempo a mais para Chaeyoung até que abaixou a cabeça, como se estivesse fazendo uma mesura para se despedir. O comportamento dela já tinha mudado há meses, mas era verdade que tinha dias piores. Hoje, ela parecia bem. Já ontem, bom, não é como se Hyun Hee fosse o babá dela, não é?

Chae não percebeu o interesse dele na garota e acabaram entrando na sala. Ainda estava um pouco vazia - além das amigas de Chae, também tinham Han Sona e Ha Neul, na mesma disposição que ele viu no dia anterior. Logo, eles também sentavam perto de Chaeyoung. Algumas pessoas solos também estavam ali, mas a maioria ainda enrolava bastante.

Fato é que não havia nenhum “inimigo” ali dentro, mas não custava nada dar uma encarada malvada. Um grande contraste com a expressão de ternura que fez ao ajeitar o cabelo dela.

Sem mais delongas e sem a presença de Kai, Hyun Hee também seguiu para a sala de aula.

[continua na sala de aula…]
(C) Ross


11 DE JUNHO. SEGUNDO ANDAR. Pt. 2. 7:45 A.M.


Dong, Misoo, Won e Jae Ki / Hyemin e Hyun Hee


Após a confirmação de Hee Kyung, Sejeong se retirou com o mesmo sorriso simpático de antes. Ela era uma menina bastante séria na maior parte do tempo, quase como se fosse uma forma de se defender de qualquer má intenção contra ela. Porém, depois de um primeiro contato, ela parecia bem fácil de lidar. Além de ser uma pessoa bastante dedicada e proativa.

Seu ranking não tinha sido dos melhores - foi uma surpresa desagradável para ela, mas muitos alunos tinham falhado. Talvez tenha sido o primeiro impacto de uma maratona de provas de Wangjo ou...outra coisa.

Antes que Dong pudesse começar a refletir sobre essas coisas - e até mesmo antes de Ui Jin voltar a recuperar o fôlego - o trio de beldades se apresentou. Enquanto Eun Bi e Misoo eram mais sucintas e seguiam para o fundo, Bomi ficava para falar diretamente com os meninos e tinha um convite em mãos.


- Claro que eu me lembraria! - Bomi comentou com certa graça. - Não sou do tipo que esquece as pessoas. E faço questão da presença de vocês lá. Também chamarei o oppa do 2º ano. - Ha Neul. E ela o chamou assim por ser mais velho, não por ter carinho por ele. - Será divertido, eu garanto. - Reverenciou os três e seguiu até o outro lado para falar com as meninas.

Para grande espanto de Dong, Min Ho nada disse. Estava com o convite em mãos e logo começou a abrir, vendo como era bem decorado e informativo. Havia a pulseira de entrada e um cartão também - cartão de quarto do hotel onde seria o evento. Os convidados foram separados em quartetos para dividir um quarto e sem misturar meninos e meninas. Seria para descansarem ou trocaram de roupa de modo mais confortável. Obvio que o grupo de Dong estava com o mesmo número.

Também havia o local: era um hotel/spa muito famoso, pertencia ao Grupo Wang em parceria com outra grande família. Novamente, seria algo bem caprichado por parte dos herdeiros do Procurador Geral da Coreia do Sul.

Min Ho tinha outro motivo para não dizer não: ele disse no dia anterior que chamaria Bomi para o baile, se pudesse porque a achava simetricamente perfeita e uma das - ou a mais - bonita da turma. Além disso, ele também era do trio dela.

- Aposto que Ha Neul-hyeong vai. - Comentou. - Os motivos dele são escusos, todos nós sabemos que ele vai ficar feliz com pool party. - Parecia que só reclamaria do evento até que disse. - E eu também irei.


Ui Jin não estava mais aguentando aquele dia. Ele deu outra tossida engasgada com aquela revelação tão impactante.

- Mwo?!


- O que? Você tem convite também. Por que não vão?

- Porque é uma pool party...Não é óbvio?

- E daí? Eu não tenho coragem de usar os argumentos que Ha Neul-hyeong usará quando se deparar com isso, mas tenho plena certeza de que vocês estarão lá também. Enfim. O que você estava dizendo ontem?

Ui Jin tentou adivinhar quais argumentos Ha Neul usaria para eles, mas parou quando Min Ho fez a pergunta. Chegou a abrir a boca de novo, mas fechou porque uma das pessoas que citaria estava entrando na sala naquele instante. Ele disfarçou, colocando a bombinha na mochila de novo e abaixou a cabeça.

Yerin, Hyemin, Nana, Beom Su e Hayoung entraram na sala, nessa ordem. A rainha não olhava para os lados, focando em seu lugar. Nana estava com um olhar um pouco mais distante enquanto Beom Su não parava de ajeitar o cabelo. Hayoung olhou para o quadro como se houvesse algo escrito ali - não tinha nada, obviamente. Mas ela nem queria olhar na direção do primo.

O grupo seguiu até seu lugar marcado e começou a se organizar.

- Ah...deixa pra lá.

- Ani, fale logo!

- Aigo...Eu não consigo concluir meu raciocínio aqui! Depois eu falo.

Nesse meio tempo, Hyun Hee também entrou, mas ele apenas seguia para o fundão, em seu lugar colado na janela.




Kang não comentou mais sobre os clubes até porque a chegada de Eun Bi tirava o foco de Jae Ki. Assim como Won parecia entrar em outro mundo conforme observava o passo a passo de Bomi.


Pelo menos ele tinha se entendido com Misoo e achava que ela gostava de sua companhia. Não se sentia excluído, tampouco achava que formavam uma dupla de excluídos. Ele gostava de fazer amizades e ficou positivamente surpreso por descobrir tanta coisa em comum com ela. Tentava evitar pensar no que Won disse no fim de sábado: não era melhor do que Jung Mi e deveria respeitá-la por ser uma menina comprometida.

Mas eles podiam - e seriam! - amigos, né?

Depois de dar a dica para Eun Bi, ele focou a atenção em Misoo. A menina até chegou a cumprimentar Won, mas ele continuava bastante ausente até mesmo para responder ao gesto. Kang começou a falar sobre a possibilidade de uma aula de reposição.

- Sério? Ela estava com o humor pior do que o costume? Aigo… - Fez uma cara de defunto e riu. - Eu sei, mas só faltei essa vez, então, acho que dá para recuperar bem. Se você me ensinar direito, é claro. A não ser que você não tenha prestado atenção na aula. Tsc tsc tsc.

Tentou fazer uma cara mais implicante, mas logo riu de volta e abaixou um pouco a cabeça contra sua mesa. Eun Bi dava seu gritinho e se aproximava rapidamente com o desenho em mãos. Parecia ter adorado de verdade o presente que recebeu do namorado. Até mesmo fazia carinhas mais fofas do que o costume, demonstrando sua emoção.


- Awwwn… - Levou uma mão até a bochecha e girou um pouco o tronco de um lado para o outro com o comentário. - Mais bonita do que o desenho? Awn, você é muito fofinho… - Olhou novamente para o desenho, mas mandava Kang sair do lugar dele.

Na verdade, ela deveria ter pedido para Won, mas seria o passo seguinte. Para mandar para o lugar dela, deveria ser Kang porque ele não tinha climão com seu trio. Fazer isso com Won seria deveras insensível. Mas tão logo mandasse o outro, pediria a ele para trocar de lugar ou talvez colocasse Jae Ki no lugar de Taemin.

Vish...Também podiam sentar no lugar dos meninos atrás delas e…


- Vai, Kang-ssi! - Eram muitas variáveis, então era melhor seguir com o plano inicial mesmo.

Quando ouviu o comentário de Misoo sobre o desenho e a realidade, ela chegou a puxar o ar para responder meio brava, mas não fez isso porque Jae Ki vinha com uma boa solução. O bico foi sumindo e ela sorriu de novo. Chegou a corar ao pensar no intervalo que passariam juntos.

- Uhum, é verdade...Temos que falar sobre ontem. - Pigarreou e ajeitou o cabelo.

Kang cerrou os olhos e levantou-se, puxando a mochila pela alça. Ainda fez um drama a mais, como se fosse trocado, mas antes disso, apontou para Won.


- O Won Bin ainda está no meio do caminho! Mas já entendi, hunf! Vamos, Misoo-ssi, deixe os dois apaixonados para trás.

Virou a cabeça e Misoo o veria rindo. Olhou para o lugar que ela tinha apontado e ficou surpreso.

- Mas aqui não é onde o seu namorado senta? Aishh… - Começou a se sentar com medo e pigarreou algumas vezes, bastante desconfortável com a situação.

Eun Bi passou para pegar sua mochila também e caminhou até Won fazendo um beicinho.

- Won Bin-ssi...Troca de lugar comigo ou com o Jaeki, jebaal… - Fez um gesto bastante aegyo.



Ela sabia ser fofa quando queria.

Enquanto isso, Kang continuava ligeiramente aflito, mas Misoo o chamava para uma fofoca. Prontamente se curvou um pouco, ajustando seus ouvidos para o que estava por vir.


- Ahm...Está tudo bem, acho. E ela não nos chamou ainda, mas eu iria...Depois do trabalho, se eu conseguisse. Mas eu não sei se vai dar, se eu conseguir folga, eu vou. Por que? - Tinha alguma coisa que precisava saber? - O...que…? Namorada nova…? O que??

Não conseguiu acompanhar o resto do raciocínio porque entrou em tela azul com aquela informação. Como que ela sabia de namorada nova? Ela tinha visto alguma coisa? Won disse que Ji Hyun só tinha se declarado! O que mais eles fizeram? Ou será que ela estava falando de outra pessoa? Estava jogando um verde? Sua cara estava entregando maduro!!

Encostou as costas na cadeira e sentiu o peito acelerar ainda mais ao sentir a presença de Bomi ao seu lado.

- Kang-ssi? - Ela já o chamava pela segunda vez.

- AH!


- Aigo! - Recuou meio passo. - Você está bem?

- E...Eoh! Eoh!! E você? Tá bonita hoje, hein… - Tentou agir como sempre, mas o sorriso foi nervoso.

- Komawo! - Bomi fez um gracejo. - Aqui, este é o convite que tem a pulseirinha de entrada para a minha festa no sábado. Sei que é um pouco difícil por conta do trabalho, mas tente ir, por favor.


- Eu farei o meu melhor! - Prometeu.

Bomi sorriu de volta e, então, virou-se na direção do trio que estava ali atrás. O grupo de Hyemin entrou na sala nesse instante, mas Bomi olhou fixamente para o fundão sem se importar muito com a entrada. Ela se aproximou, tocando de leve no ombro de Eun Bi para pedir atenção.

A bailarina ainda estava tentando fazer um acordo pelo lugar além de ficar de risadinhas com Jae Ki - seria um inferno para Won. Mas agora, a imagem do paraíso ou do purgatório, dependendo do contexto, atrairia toda a atenção.

- Com licença.

- Uwa, Bomi-yah! Fale, fale… - Eun Bi deu espaço para a amiga e trocou um olhar com Won.

- Jae Ki-ssi… - Olhou para o namorado da amiga. - Aqui está o convite para a festa. Eu tinha pensado em acrescentar um convite para sua irmãzinha porque Eun Bi já me disse o quanto ela é importante para você. Mas eu não acho que será muito legal para ela porque só vai ter gente velha, para a perspectiva dela. - Sorriu, colocando uma mecha de cabelo atrás da orelha, um movimento quase calculado. - Desculpe por isso, mas espero que você possa ir, hm?

Entregou o convite para ele e então virou-se para Won Bin, mas sem encará-lo. Para ele, ela tirou dois envelopes grudados. Ele só veria o que tinha o nome dele.


- Hwang Won Bin-ssi. - Ela sabia...Ela sabia da conversa que ele teve com o irmão dela no dia anterior, na biblioteca. O olhar dela começou a ser erguido, do convite para o rosto dele e então estendeu os dois. Não havia um olhar de ódio, na verdade, ela estava com a expressão bem tranquila. - Aqui está seu convite. Ah, e eu também tive tempo de acrescentar um...Para sua namorada. - Piscou lentamente e cravou os olhos nos dele. - Infelizmente, também convidarei a Lim Ye Ji-ssi, então, fica a seu critério se levará sua namorada ou não. Longe de mim partir corações na festa, não é?


Eun Bi estava chocada com aquela revelação.

“NAMORADA?!”, a expressão dela gritava, mas era incapaz de dizer qualquer coisa naquele momento.




Hyemin e seu grupo entrou na sala no instante em que Bomi estava distribuindo os convites. O grupo de Dong e as meninas do canto já tinham seus convites. Ela se encaminhava para o fundão para entregar o convite aos meninos. Logo, logo seria a vez dela.

No momento, ela estava entregando para o namorado de Eun Bi, mas logo se virou para seu “ajudante”. Como elas sentavam mais para o fim e Bomi não falou tão baixo assim, ela poderia ouvir o teor completo ou parte da conversa.

A palavra “namorada” certamente se destacava, assim como o nome de “Lim Ye Ji”.

Se ela estava suspeitando de Bomi, a própria estava desfazendo o mal entendido. Ou talvez criando um ainda pior.

Já Hyun Hee seguiu rapidamente para o fundão, mas poderia reparar algo: Eun Na sentou no lugar em frente ao dele. Geralmente quem sentava ali era Miran, mas dessa vez, a garota o fez.

O celular dele vibrou com uma mensagem quando ele sentou. Nana tinha acabado de virar o seu para baixo e olhar na direção da janela.


NANA

Nana
Oppa. Eu preciso te contar uma coisa.
Não estava ignorando seu aviso, mas refletindo sobre a menina que você falou que pode ter algo em comum comigo.
Nana
Quero ajudá-la, mas não posso ir diretamente até ela. Por isso, sem dar nomes, pedi a ajuda de Hyemin. A Hyemin parece confiar na sua namorada a ponto de usá-la como ponte. Entrarei em contato com ela assim até que me sinta confortável para me revelar depois.

Desculpa por não pedir sua opinião sobre isso antes, mas estamos tentando fazer o certo. A sua namorada não vai sofrer nada, mas estou avisando a você mesmo assim.


(C) Ross
avatar
Dorama
Localização :
Coreia do Sul

Mensagens :
1244

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Won-Bin em Sex Ago 24, 2018 11:41 pm



Os amigos estavam tão distraídos em suas amizades ou no amor que pareciam viver num mundo paralelo. Era doloroso para Won se sentir tão próximo dela, já que seus amigos estavam tão inseridos no mesmo círculo de amizades que ela, e ao mesmo tempo sentir a grande barreira que os separava.

Ódio. Mágoa. Tristeza. Não importava as razões, ainda era angustiante.

Até a garota Hyemin parecia viver num mundo paralelo, dando um sorrisinho que ele respondeu com um educado assentir com a cabeça.
Na verdade Won sabia que era ele quem se isolava no mundo que era o abismo em que afundava seus sentimentos.

Bomi entregava seus convites, diplomática e educada como sempre. Era majestosa, feito uma verdadeira protagonista de filme. A mocinha pelo qual o herói lutava e protegia, mas que ao mesmo tempo era forte e confiante em si mesma.

Won nunca torceu tanto para um professor chegar mais cedo na sala e queria mergulhar em números, qualquer coisa que não fosse aquele momento.
Porque sabia que não ia acabar bem pra ele de qualquer maneira.

Kang era praticamente arrastado para sair dali e dar lugar para Eunbi. Won apenas sorriu, meio que entrando na brincadeira mas sem verdadeiramente estar ali de mente.

Eun Bi escreveu:- Won Bin-ssi...Troca de lugar comigo ou com o Jaeki, jebaal…

Won não queria fazer isso. Queria ficar no canto, escondido, torcendo para que aquele gosto amargo na boca passasse e ele sobrevivesse mais um dia sem ser incomodado.
Mas não seria assim e Won entendia que enquanto ele poderia nunca ser feliz em sua vida amorosa na Wangjo o amigo ainda tinha chance, afinal tinha todo o direito de querer sentar ao lado da namorada.

-Ok ok. Eu troco com o Jaeki - disse se levantando e fazendo a troca, pelo menos continuava no fundão. Pareceria normal e simpático como sempre mas os amigos mais próximos talvez percebessem como ele se sentia angustiado por dentro.

Cada vez mais perto, Bomi entregava o convite de Kang. E então de Jaeki.

Ela se virava e Won sentia a respiração ficar cada vez menor, como se prendesse o fôlego antes de saltar na água.
Se sentia pior ainda na forma como ela não olhava em seus olhos inicialmente. Era realmente o Fantasma que tinha declarado se tornar!?

Sentiu os pesos nas palavras dela ao usar o sobrenome. Ela com certeza sabia da briga com Gyu Sik e era muito estranho ouvi-la chama-lo assim. Um Hwang. Quanto ódio ela carregava ao dizer esse nome? Já estava completamente convertida ao ódio do pai, ao contrário do que EunBi disse?

E então ela entregou dois convites. Para ele e uma namorada.

Won podia ser ingênuo mas entendeu o que ela quis implicar: ela sabia de Ji Hyun!? Como isso era possível? Nem tinha se passado um dia inteiro desde que sequer soube que Ji Hyun gostava dele e agora ela implicava isso?

"Mas é claro. Ela viu. Eu sei lá o que ela viu mas ela..."

Won a encarou, entendendo a malícia que havia em sua fala e naqueles convites

-Hmmm, namorada? - Won sentia novamente, aquela fúria, aquela raiva que não se manifestava em irritação e sim na calmaria do olho de um furacão.

Tudo ao redor ia para os ares. Seu rosto ficou assustadoramente pleno.

-Ah desculpe Yoon Bomi, você deve ter ouvido errado. Eu tinha uma namorada, ou pelo menos achava que tinha, mas ela resolveu romper comigo este sábado por conta da família dela. Aish que coisa chata não é mesmo? - disse aceitando só um dos convites, entregou o segundo de volta.
-Obrigado pelo convite, acredito que vai ser uma festa e tanto. Eu irei, com certeza - respondeu com um sorriso tão natural que assustaria até Won.

O seu próprio ódio borbulhava no estômago, como numa caldeira, mas seu rosto era simpático.

Ela não tinha o direito de falar assim com ele, de acusa-lo de tal maneira que não só o deixava sem chance de se explicar como também o colocava contra a parede com todos os seus amigos e colegas de testemunha. Achava isso um golpe baixo e Won sentia como se a visão perfeita de Bomi começava a se rasgar ali. Se tivesse a foto do parque com ele a teria rasgado ali mesmo.

Won se controlou muito para não expressar mais nada, apenas educação e formalidade. Um colega.

Era tudo o que ia ser dela.

Pistola in Wangjo

— Ross
avatar
Dorama
Localização :
Seoul

Mensagens :
206

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Kim Sun-Hee em Sab Ago 25, 2018 11:53 am



Sunny tinha ficado realmente feliz pelo resultado positivo tanto que apenas riu enquanto revirava os olhos diante dos comentários metidos dele. Segurou sim a medalha, mas não para conferir se era verdadeira ou não... Imaginava que ele não era o tipo de pessoa que se vangloriava em cima de mentiras. Era orgulhoso demais... tsc. Ainda sorria, dividindo olhares entre ele e o lindo objeto, tão valioso quanto chamativo. E acabou notando que o olhar do herdeiro ficou mais sério quando Sun-Hee comentou a respeito do contratempo, mas ele não perguntou detalhes, para o seu alívio. A feição levemente abatida iluminou-se de novo e ela mudou de assunto, voltando a implicar sobre o ego do rapaz..

Entregou a medalha para Taemin e cruzou os braços, deixando a apostila no meio, contra o corpo, mas dessa vez não agia feito uma barreira. Sunny mostrou um bico - Aish... Você fala como se já não fosse insuportável. Não conte com isso para sempre... Nosso acordo tem prazo de validade, sabia???

Será que... depois que terminassem com a "troca de favores", eles parariam de falar um com o outro? Bem, foi o que disse aos meninos, né? Que certamente Taemin perderia o interesse de lhe atiçar o juízo. O bico aumentou um pouquinho mais conforme o loiro pedia desculpas. Só que antes... Perguntava se estavam com medo. Ela também encarou Stella e não restavam dúvidas que a cena assustou a menina. Assim como Taemin, Sunny sentiu culpa. Stella era uma excelente amiga... e um anjo. Porque só uma criatura celestial aguentaria aquele ritmo frenético de confusões.

Mas Sun-Hee não podava os impulsos e rebatia as palavras de Taemin, lóóóógico.

- Na verdade... - ergueu a mão, exibindo e mexendo os cinco dedos para enfatizar a quantidade - Eu tenho cinco cães. E... Espera aí! O que você quer dizer com isso?!

Estreitou os olhos.

- Oh... sério? Agora entendi o motivo de tanto estresse... Está com fome? Posso te oferecer os meus cookies.

Ela implicou, rindo e logo continuou.

A frase cheia de certeza sofreu uma breve vacilada, forçando-a a colocar aquele acréscimo. Sunny esperou alguma reação, mas Taemin parecia surpreso. E não comentou nada. Melhor assim, talvez.

- Pois podemos fazer um teste, se preferir. Vai, mostra o pé... Anda, anda. Vamos ver se você mantém esse pensamento, Sr. Eu Tenho a Razão - suspirou - Não preciso ser alta para lidar com você!

Por que todo mundo frisava a altura dela?! Que coisa injuuuusta!

Quando viu que ele estava se preparando para sair dali, Sunny aproveitou a oportunidade e o chamou de novo. A expressão tinha perdido o ar irritadiço e ficou mais suave e cuidadosa, mas também... insegura. Era impossível prever o gênio do herdeiro, afinal. Todavia, no instante em que ele aceitou tão facilmente, a bolsista sorriu e acenou.

- Eu já disse que você é impossível? Você é impossível... Aiiiiish... - revirou os olhos mais uma vez - A última coisa que desejo fazer na minha vida é deixá-lo com fome e aborrecido. Se bem que... Sua carinha emburrada é tão aegyo... - falou aquilo numa voz afetada, remendando-o - Ne, ne... A gente se encontra do lado de fora.

Até Stella segurou o riso, porém Sunny foi firme e encolheu os lábios.

Idiiiiiiotaaaa.

- Eu vou prestar atenção por minha cau... Do Taemin!!!

Mas ele já tinha partido.

- Não vou me aborrecer... Não... Não vou... - resmungava consigo mesma.


Então... encarou Stella.

- Oi... Hehe... Stellinha... Ainda bem que você foi testemunha de que não fiz naaaaada... Hihi...


Puxou a amiga pelo braço e a paparicou durante todo o caminho até a sala de aula. Não esbarraram com mais ninguém. Assim que chegaram no local, havia uma quantidade considerável de alunos. Quem era doido de correr o risco? Na entradinha, Sunny lançou um olhar geral e havia um pequeno tumulto no fundão, onde os Dragões encontravam-se. Caso olhassem, ela daria um tchauzinho educado. Por lá também estavam EunBi, MiSoo e Bomi. E, além deles... o grupinho adorável de Hyemin ocupava os próprios lugares, mas aparentemente havia uma mudança na distribuição. Entretanto, não foi isso que mais captou a atenção dela... Sunny encarou uma das carteiras vazias ao lado da sua, já que Stella quem costumava ocupar a outra.

Onde Joo Hyuk se meteu?

Estranhava aquele atraso... Sunny seguiu ao próprio assento e cumprimentou os garotos - Bom dia, meninos. Como estão? - sorriu para eles enquanto se sentava - Por acaso, vocês viram o Kim? Ele não é de perder a hora.

Independente das respostas, ela pegava o celular na mochila para mandar uma mensagem perguntando o que aconteceu e se Kim ia demorar muito.  

WangJo

— Ross
avatar
Dorama
Localização :
Seul

Data de nascimento :
20/04/2002

Mensagens :
175

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Jae-ki em Sab Ago 25, 2018 12:38 pm


Jae-ki era só sorrisos, principalmente quando ele ficou se balançando após seu elogio. Mas reclamou um pouquinho, embora ainda estivesse sorrindo de forma fofa:

- Ya... Não sou fofo, eu sou assustador, tipo um... Lobo ou um dragão.

Balançou a cabeça afirmando quando Eun-bi concordou que iriam conversar no intervalo, embora ele não quisesse "só" conversar. Jae-ki observava Eun-bi sendo tão gentil ao pedir que Won trocasse de lugar, nem parecia a menina que pisou no seu pé ontem. Mas Jae-ki estava perdido de amor justamente por essa bailarina.

Jae esperou Eun-bi trocar de lugar com Won, ele olhava para a bailarina com sorrisos apaixonados. Era tão bom ter ela por perto. " Matemática mais Bibi, daebak!"

- Valeu Won! Te devo essa.

Voltou a olhar somente para Eun-bi com seu sorriso bobo.

- Se quiser sentar no canto, Bibi, eu troco com você. - Disse todo derretido.

Mas então Bo-mi se aproximou com um convite. O semblante de Jae-ki fechou quase instantaneamente, olhou meio confuso para o envelope. Não esperava que ela fosse o convidar, achava que agora eram inimigos, esses ricos eram mesmo estranhos. Bo-mi ainda conseguia ser toda educada dando uma de boazinha que pensou em chamar a irmã. Ela provavelmente só o tinha chamado por causa de Eun-bi. Jae-ki a olhou desconfiado e pegou o convite.

Ele não iria se Won não fosse, claro que ela não iria convidar, já ia negar o convite quando a viu virar para Won.  Arregalou os olhos quando a ouviu dizer "namorada". Não esperava que ela fosse convidar seu amigo, isso não parecia que ia dar bom. Ele não acreditava nas palavras de Bo-mi, era decepcionante pensar que um dia achou ela legal, enquanto agora ela inventava mentiras do amigo. "Aishhh... Won tinha que me deixar falar com essa garota..." Pior era que Bo-mi era amiga de Bibi, se ele brigasse com ela sobraria pra ele como sobrou nas outras vezes. Parecia para Jae-ki que para a bailarina as amigas nunca estava erradas. Mas era tão difícil não se meter com as amigas dela.

Jae-ki olhou rapidamente para Won vendo o que o amigo iria responder. Sabia que era mentira da Bo-mi. Parecia até Hyemin agora inventando e aumentando as coisas. Só que Jae não entendeu nada ao ver o rosto de Won parecer assustadoramente calmo. Como ele conseguia ser tão controlado? Se perguntava Jae-ki.


Quando ouviu que Won aceitou ir, Jae-ki até tossiu. "Mwo?? Por que ele vai?" Queria perguntar, mas não faria isso na frente da Bo-mi. Talvez fosse mais um plano doido do seu amigo. Então não deveria recusar ainda também? Isso estava ficando confuso demais para Jae-ki. Tudo que ele queria era gritar umas verdades na cara de Bo-mi, chamá-la de mentirosa, contar como seu amigo fazia sucesso com as garotas que ela perdeu um ótimo cara... Enfim, passou muitas respostas na sua cabeça, mas também não esqueceu que Won não queria que ele se metesse.

Jae-ki respirou fundo e se virou para Eun-bi, enquanto ia abrindo o envelope do convite a perguntou ansioso antes mesmo de ler:

- Que tipo de festa vai ser essa? Eu vou trabalhar no fim de semana... Vai ter comida?

Para Jae-ki suas perguntas eram inocentes, ele só queria conhecer o terreno, saber onde estaria indo se fosse. Seria uma festa para dançar? Ou algo mais rico igual na TV com roupas formais e violino? Talvez entendesse o plano de Won se soubesse. E também se daria para ir. Sobre a pergunta da comida, quando é que Jae-ki não pensava em comer? Ele olharia para o convite enquanto Eun-bi o respondesse.

Wangjo

— Ross
avatar
Dorama
Localização :
Songpa- gu

Data de nascimento :
07/05/2004

Mensagens :
253

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Seo Hyemin em Sab Ago 25, 2018 3:07 pm


- Ai que bom, ufa. Comigo tudo ótimo, com certeza. Então combinado, até o intervalo

Hyemin piscou para Chae e saiu. Não queria atrapalhar seu tempo com o namorado.

Assim que sentaram em seus lugares na sala, seu radar da fofoca apitou.

- Uau, gente, gente
- cutucou os colegas de forma discreta e indicou o bafafá mais a frente. Era por isso que o lider da gangue estava querendo seu serviço de cupido?

- Ela acabou de falar que ele namora a Yeji? Não, pera, ele acabou de dizer que tinha outra namorada?? Que confusããão… Olha olha


Pelo menos tinha outras testemunhas que podiam ajudar a interpretar o caso. Se Won tivesse pedido, ela teria o ensinado a não ser grosseiro com uma herdeira. Mas isso custaria um trabalho. Deixaria que ele pedisse quando quisesse.

A menina estava entretida demais para notar a entrada de Sunny com atenção, apenas espiou rapidamente e viu que o outro não estava lá com ela, mas não pensou muito nisso por enquanto, porque a fofoca estava bombando e seu DDA só deixava prestar atenção em uma coisa de cada vez.

Wangjo |{LOOK: Laço no cabelo | Bolsa | Capinha | Pulseira da amizade }

— Ross
avatar
Dorama
Localização :
Terra do Marshmallow

Data de nascimento :
17/03/2002

Mensagens :
196

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Yeun Misoo em Sab Ago 25, 2018 3:28 pm



- Aigoooo! O que você acha que eu sou? Eu prestei atençao simm! De esporte eu gosto, tááá???
- riu

Misoo balançou a cabeça positivamente aprovando o comentário de Jaeki como se fosse mãe de Eunbi. Depois virou para falar com Kang.

Não tinha como colocá-lo no fogo cruzado das brigas, ela o veria como um agente extra, porque ele sempre tinha aquela aura positiva.

Ela o ouviu falar sobre o lugar e acabou franzindo a boca. Ah é. Ele achava que ela tinha namorado.

- Aigo… Como é que eu explico isso agora? - suspirou e aproximou mais, pra que ninguém ouvisse. - Ele não é meu namorado... - cochichou com a mao na boca e afastou meio sem graça
- É uma história longa e eu acabei com ela ontem e por isso queria MUITO que ele saísse das minhas costas, então… Deixa que eu explico depois, ta? - riu meio constrangida e alto, mexendo no cabelo.

- Ai vai sim, é um hotel enoooorme, com piscina, boias gigantes, comida!!! Tem um monte de gente chata do colegio, mas Bomi chama as legais também. É quase como um evento da propria Wangjo!! Garanto que vai ser legal… Ou vai me dizer que tem medo de água??? - fez uma carinha provocativa.

Ela estranhou o jeito como ele reagiu à mençao da namorada. Então nem eles sabiam?
Não conseguiu explicar. Bomi apareceu e ela sorriu para a amiga, confiante.

A garota ficou observando a amiga d eforma tensa indo até a mesa de Won e quase ficou sem respirar, fazendo expressoes de dor e sofrimento, até ficar bem surpresa com a resposta dele.

Aishhh. O que estava acontecendo???

- Código vermelho, Woo Jin-ssi. Vamos separá-los agora!!


Misoo levantou-se e foi direto em direção a amiga, tocando seus ombros. Jaeki por perto, Eunbi também… Aquilo tinha potencial para virar um mega desentendimento.

- Já convidou aquela fileira, Bomi? Acho que que pulou umas cadeiras
- jogou qualquer coisa para tentar acalmá-la e evitar que ela tivesse uma reação que causasse uma grande fofoca Wangjo.

~~

— Ross

avatar
Dorama
Localização :
Coreia do Sul

Data de nascimento :
21/12/2002

Mensagens :
132

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Park Hyun Hee em Sab Ago 25, 2018 4:35 pm



(postei do cel ii depois edito com Kakao)

Hyun achava fofo como Chaeyoung dizia qje poderis protege-lo. Isso, obviamente, era impossivel. Mas ela podia, é claro, recolher os cacos depois, se não a deixasse chateada demais no processo.

Sentiu-se bem em dar aquela encarada nos coleguinhas porque parecia que conseguia protege-la, alem de ser bom dar uma fama para que pensassem duas vezes antes de fazer algo contra a menina.

Assim, foi para sala, onde ficou ibservando seu discipulo crescendo. Era muito óbvio de quem ele gostava e como ficava transformado por isso. De repente reparou no celular e olhou a menina sombria a sua frente.

Sentiu um pouco de pena. Sera que ela tinha começado a se transformar um pouco nele e tomava remédios? Logo saberia quem tinha desmaiado, mas querendo ou não o primo lhe abriu o olhar para observar os outros.

Olhou a conversa do nome americano masculino que tinha em seu kakao para despistar rapidas olhadas, embora a foto a entregasse.

Então Hyemin agora sabia sobre a amiga de Chaeyoung também? Por que não estava surpreso que as noticias se espalhavam tanto? Ela o tratava com receio, avisando sobre a garota.

(Kakao)
Chaeyoung tem um imenso prazer em ajudar quem tem necessidade. Não importa de onde vem. Então na verdade acho que isso vai motivar aquela bobona.

Araso.
Espero que encontre o que está procurando.
Não sou mais só um observador, minha cara. Eu quero que seja feita justiça às vitimas daquelas pessoas. Por isso, reuna provas, e eu vou te ajudar.
Eu sou apenas um botão que você precisa acionar para explodir naquele grupo.

-

Continuou no celulr, afinal, precisava fingir que faava com outra pessoa e aquilo nao poderia ser dito em voz alta

Humor: mania/estável/--+++

— Ross

avatar
Dorama
Localização :
Queria estar nos EUA

Data de nascimento :
04/11/2002

Mensagens :
162

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Dong Hee Kyung em Dom Ago 26, 2018 1:11 pm



O olhar de Hee Kyung recaia sobre o calado amigo de feições rabugentas. Eles podiam checar como era bem feito aquele convite. - A estética é agradável. - Como a da pessoa que entregou o item. Parecia haver uma divisão de convidados para não haver bagunça mas na concepção dele, isso causaria mais algazarra ainda, porém não iria se aprofundar.

- Como esperado do grupo Wang, eles não vão poupar gastos, querem que seja memorável. - Agora sim é que ele pensou que deveria ir de fato, mas ainda existiam coisas que o incomodavam..

- Esse é o tipo de aposta que não precisa ser feita. - Era óbvio demais para eles, mas o que não era, seria o comentário a seguir... - Ora, ora, ora... - Kyung ergueu o braço livre para bater de leve nas costas de Ui-Jin, se esticando um pouco para isso, ao ouvi-lo engasgar.

- Min-Ho vai nos presentear com seu fisico escultural digno de uma action figure. Eu ainda estou pensando sobre isso, a ideia de uma pool party não me agrada tanto. Uma coisa é ser recluso na escola, outro em festas.

Ele se recordou de quem Min-Ho gostaria de levar ao baile... Coçou um pouco o queixo liso pensando no que iria fazer, até a pergunta chegar, reacendendo o interesse, um certo grupo de adoráveis, fofas e extremamente queridas, moças, acabava de entrar, deixando a expressão de Uin-Jin mais estranha.
- Mas que drama parece uma novela, o senhor esta nos enrolando é isto?

O jovem não ia dizer mesmo o que era, ao menos não na sala de aula e com certas figuras adentrando, talvez fosse melhor e prudente agir assim. Um assunto delicado no recinto poderia facilmente ser escutado e dali, é ladeira abaixo.
Dong também olhou para o quadro, mas não havia nada lá para ser visto.
- Está um começo de dia esquisito. - Arqueou uma das sobrancelhas por dentro da lente. - Estava  me questionando sobre a mesma coisa momentos atrás, Sunny. Achei que saberia a resposta. Será que ele parou para dar rage no caminho? - E logo após a menina mexe no celular dela mostrando certa preocupação. - Isso que é amizade, viram senhores? Duvido que me mandassem mensagens se eu faltasse. - Falou para os amigos do lado claro, mas a resposta era meio obvia. Como vão mandar se inferno de nerd  nunca falta?


11 DE JUNHO. SALA DE AULA. 7:45 A.M

— Ross
[/color]


Última edição por Dong Hee Kyung em Dom Ago 26, 2018 1:26 pm, editado 1 vez(es) (Razão : erros de html e falta de atenção ao ler interações diretas)
avatar
Dorama
Localização :
Seul, Coreia do Sul

Data de nascimento :
09/09/2003

Mensagens :
112

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por The Crown RPG em Seg Ago 27, 2018 3:00 am

11 DE JUNHO. SALA DE AULA. 7:45 - 8 A.M.


Woo Jin preferiu não dizer o que achava que Misoo fosse. Tinha um pouco de receio do que podia sair dali, por isso apenas riu, concordando que ela era boa com esportes sim. Quando olhou para o lugar que ela tinha apontado com certa ansiedade, ele se viu na obrigação de comentar que era o lugar do namorado dela.

Para sua enorme surpresa, Misoo confidenciou aquela história que apenas o núcleo próximo de amigos sabia.

- Mwo?! Ele não é…? - Foi diminuindo seu tom de voz enquanto arregalava os olhos e se sentava no lugar. - Ah..Ah...Kure…

Estava bastante confuso com a primeira revelação sobre namoro e quando achou que tinha entendido, Misoo começou a falar a namorada de Won. Era o mesmo tema e causava o mesmo nível de confusão e constrangimento nele. O que ela estava falando? Desde quando Won namorava?? Desde quando ela sabia?? Sua expressão provavelmente confirmou algo que era mentira - ou talvez ele não soubesse da história. Fato é que ele não conseguiu desmentir, pelo menos não à tempo.

Quando se deu conta, Bomi já estava perto demais e entregava o convite com aquela graciosidade única. Seu amigo tinha se apaixonado por um tipo bastante perigoso de menina. Ela era encantadora demais e sabia manter a atenção em sim com sorrisos gentis, uma voz doce e todo o conjunto que agradava aos olhos. Kang tentou agir de modo natural e prometeu que logo iria.

Observou por um segundo enquanto ela seguia até Jae Ki, mas logo voltou a atenção para Misoo.

- Nossa, tudo isso? Eu nunca fui numa festa assim, mas...Estou bastante preocupado agor...YA! - Fechou a mão, fazendo um bico quando ouviu a pergunta. - Eu sou limpinho, tá? E cheiroso! - Bem na frente de Misoo, ele cheirou o proprio uniforme, confirmando o que dizia. - Faz parte do meu bangbangbang, mas uma garota não entenderia.

Conseguiu ser um pouco mais parecido com o seu “eu-normal”, mas ainda precisava concluir seu raciocínio.

- Mas escute...Que namorada é essa que você tá falando?

Misoo não teve tempo de responder porque Bomi tinha chegado até Won Bin e as coisas pareciam bastante tensas agora. A afronta da Srta Yoon foi respondida com cinismo por Won Bin. Kang olhou para trás também ao ouvir sobre o código vermelho e se ergueu. Logo ele e Misoo se aproximaram para diminuir os danos causados ali.




Eun Bi ficou muito feliz por Won ter aceitado tão facilmente a troca de lugares. Por conta da postura mais reservada do garoto, ela não o tratava da mesma forma mandona que fazia com Kang - o outro menino permitia que ela agisse daquele jeito e a implicância simplesmente existia. Mas com Won, ela era um pouco mais respeitosa.

- Komawo!! - Disse e sentou-se no lugar dele, colocando sua mochila e ajeitando o desenho por baixo da mesa.

Nem Jae Ki ou Eun Bi tinham noção de como estavam incomodando Won ainda que não fosse a intenção deles. Mas de fato, era uma situação bastante complicada ter que ficar no mesmo grupo de Bomi, ainda que indiretamente. Além disso, também havia aquela pequena inveja que reclamava da sorte que alguns tinham. Infelizmente, ele não podia sentar ao lado da garota que gostava como Jae Ki fazia com sua namorada.

E nem por isso ele se sentia menos atraído por ela, afinal, ficou olhando pelo caminho que ela fez durante os minutos que esteve em sala de aula.

Primeiro parou em Kang enquanto Yerin e suas amigas chegavam, depois foi até Jae Ki - mais ou menos quando Hyun Hee entrou na sala de aula também - e agora, finalmente, o encarava. Won pouco se importava para as coisas que estavam ao seu redor porque não conseguia focar em outra coisa que não fosse a garota.

Inicialmente, ela não o encarou, mas quando o fez, o impacto foi inevitável. E as palavras vieram tão doces e amargas quanto o olhar que lançou para ele.

Depois que Bomi deixou claro que sabia sobre a namorada dele, Won sentiu algo acendendo ou ativando dentro de si. Era um lado que ainda não conhecia muito bem, mas vinha aparecendo com mais frequência do que ele imaginava ou talvez quisesse. Bomi também não perdeu a pose, mantendo os lábios bem fechadinhos e o olhar atento ao dele, como se estivesse disputando quem conseguiria parar de olhar primeiro.

Nisso, quando ele rejeitou o segundo convite, os dedos se encontraram por baixo do envelope. Um choque percorreu pelo corpo dela e um sorriso tão cínico e irônico quanto o dele surgiu.

- Família realmente é uma questão complicada. É bem chato mesmo, ainda mais quando alguém importante da família tem um histórico ruim...As pessoas fazem questão de usar isso achando que ainda podem machucar mais do que já dói. - Suspirou e tombou de leve a cabeça. - Mas eu entendo sua negativa. Prometo que não contarei a Lim Ye Ji. - Fechou os olhos, fazendo uma suave mesura com a cabeça. - Será divertid…

Misoo chegou, cortando o discurso de Bomi. Ela respirou novamente depois que a amiga chegou, como se estivesse saindo daquele modo tóxico. Engoliu em seco, olhando para a amiga e meneando positivamente. Eun Bi não tinha feito nada porque estava tão surpresa que ficou calada.

- Ne… - Ajeitou o cabelo. - Eu já vou…

Queria muito que sua amiga fosse junto, mas não queria usá-la como muletas. Bomi sabia sair de cabeça erguida de seus próprios embates, por isso a deixou confortável para permanecer ali, caso fosse sua vontade.

Kang também se aproximou, fazendo uma expressão apreensiva.

- Gwenchanah? - Perguntou se ele estava bem.




A reclamação de Jae Ki tinha sido respondida com um aperto na bochecha, demonstrando como aquele lobo-dragão era um filhote fofinho! Eun Bi preferiu não contestar porque estava de excelente humor e ficou ainda mais feliz por Won ceder o espaço tão tranquilamente.

Agradeceu de modo educado e sentou-se. Pendurou a mochila e guardou o desenho, ajeitando-se e o encarando com um sorriso que escapava a todo momento.

- Não, eu estou bem aqui. - Respondeu querendo dizer além do que disse. Continuou a encará-lo feito uma boba até que Bomi chegou.

Sem imaginar o tipo de coisa que o namorado estava visualizando, ela parecia animada e contente por ele receber o convite. Olhou com bastante expectativa para ele, mas reconheceu em seu olhar que havia algo de errado em relação a Bomi. De repente, lembrou-se o porquê. Era a relação dela com Won, né? Queria dizer que tinha conversado com Won e que tudo ficaria bem.

Até porque ela entregaria o convite a ele também! Não o deixaria de fora. Antes que a confusão começasse, ela respondeu de modo divertido.

- É uma festa na piscina!! E vai ter comida sim, muuita comida. E piscina! - Bateu palmas.

Bibi quase podia imaginar o dia perfeito de quase-verão, bem quente e com muita brincadeira na água, bebidas refrescantes, comida japonesa...Ani, comida não! Ela iria para se divertir, ficar com suas amigas e agora com seu namorado. Tentou evitar olhar para ele porque ficaria muito óbvio ler os pensamentos dela. Roupa de banho!!

Contudo, o que ela não conseguiu prever era o tempo fechado que viria com o convite para Won. Diferente do que podia esperar, o conteúdo das palavras de sua amiga era surpreendente e...decepcionante. Demorou para perceber que havia um plano atrás de suas palavras gentis. Arregalou os olhos ao ouvir sobre “namorada” e sua mente retornou até as vezes que Misoo tentou avisar que havia algo de errado.

O  que tinha acontecido?!

O pior era que Won demonstrava uma expressão poucas vezes vista - ela só viu ontem enquanto ele respondia Taemin. Eun Bi levou a mão até a boca e ficou chocada com a resposta da amiga.

- …. - Bem que quis se pronunciar, mas Misoo foi mais rápida em aparecer e Kang também estava por ali.

Bomi se retirava para entregar convites para outros grupos, mas Eun Bi lançou um olhar inquisidor para Won.

- Namorada? - Não aguentou e deixou escapar. - Que história é essa? Eu estou perdida…

Não perguntou por mal, mas talvez não fosse o melhor momento. Kang olhou para ela, mas voltou a atenção para Won.




O grupo de Hyemin mal teve tempo de se acomodar em seus lugares e a história começava a crescer um pouco. Não era como se Won e Bomi estivessem falando muito alto, mas eles estavam próximos o suficiente para ouvir tudo.

Beom Su até foi sentar ao lado de Eun Na para poder ouvir melhor. Hayoung também não era nem um pouco discreta. Até mesmo Yerin tinha se virado um pouco, com sua graça e leveza de uma rainha, observando a cena com cuidado. Era sempre bom compreender o que estava acontecendo ali.

A única que não prestava atenção era Eun Na porque estava no celular. E quando Hyun Hee chegou, ela abaixou a tela, olhando para a janela.

- Eu não estou entendendo naaada… - Beom Su disse de modo dramático, porém aos sussurros. - Ele namora quem, afinal? E por que a Bomi-ssi parece aborrecida com isso?

- Eu desconfiava que todas as meninas do trio estavam com os bolsistas. - Hayoung comentou no nível da fofoca também. - E meio que os casais se parecem, né?

- Como assim?

- Ué...Os barraqueiros. - Olhou para Eun Bi sentada ao lado de Jae Ki. - Os bonitos e populares. - Won e Bomi. - E os esquisitos, mas a Misoo namora o Jung Mi, por isso eles são só os bobos da corte.

- Menina, que lingua afiada hein… - Beom Su comentou meio rindo, meio preocupado.

- Fazia sentido na minha cabeça…

- Será que ele traiu a Bomi com a Yeji? Mas ela não namorava o Ryu Ji?

- Não sei, você que é próximo deles…

- Nana, me ajuda. Você não tinha visto os dois se beijando depois da apresentação?

Eun Na levou um susto porque estava com o celular em mãos. O aparelho quase caiu, mas ela segurou e os encarou.

- Que?

- Bomi e Ryu Ji...se beijando…

- E daí? Tem um tempão. Acho que não estão mais namorando.

- Que vida difícil ter que escolher entre dois oppas, né?- Hayoung suspirou, sentindo preguiça da dúvida de Bomi.

Yerin estava quietinha, mas percebeu que a mochila de Kang Woo Jin estava no lugar da cadeira de Jung Mi. Olhou por um instante para Hayoung e achou que a lógica dela tinha certo fundamento.

- Vocês são muito fofoqueiros. - Disse meio séria, mas deu um sorriso no canto dos lábios. - Quando filtrarem a fofoca e for a verdade, vocês me contam. Muitas teorias me lembra os fanáticos de Game of Thrones…

- Não é diferente daqui! Game of Wangjo! You ship or cry! - Beom Su respondeu na mesma hora e arrancou risadas de Hayoung e até mesmo de Yerin escondeu a boca.

Nana começou a tremer os ombros.

- Você é ridiculo. - Respondeu num riso meio nervoso porque estava respondendo mensagens.

O grupo podia não ser o mais discreto para ver as bagunças, mas eles fofocavam praticamente por lingua de sinais, o que deixava o momento mais divertido e íntimo entre si. Depois das risadas por conta da besteira de Beom Su, eles precisaram se controlar por conta da chegada de Bomi.

- Olá…Pessoal. Desculpa demorar um pouco para entregar, mas só os vi agora. - Reverenciou de leve. - Eu já tinha montado o evento antes, mas aqui tem a pulseirinha de entrada e o quarto para vocês descansarem ou se trocarem mais à vontade, enfim. Espero vê-los todos lá!

Sorriu, disfarçando a chateação por conta da briga com Won. Distribuiu os convites para todos eles.

- Komawo, Bomi-ssi. Estaremos lá. - Yerin garantiu por todos e a observou seguir até Hyun Hee.

O convite era bastante bonito e dava uma sensação de refrescância. Tinha nada a ver com Yerin que era branca como a neve e odiava sol, mas ela não desgostava de Bomi e achava que esses eventos eram importantes. Todos eles agradeceram, até mesmo Nana ainda que de modo mais contido.




Hyun Hee veria Eun Na se movimentando para pegar o celular de novo, lendo a resposta dele. Era discreta, mas ao mesmo tempo estava distraída. O grupo dela não parava de cochichar entre si e olhar na direção da conversa entre a gêmea Yoon e um dos amigos de seu discípulo.

Os dois eram bem cínicos um com o outro e aquele convite prometia causar seu impacto no aniversário.

De repente, Beom Su chamou por Nana, fazendo com que ela quase deixasse o celular cair. Deu um pulo na cadeira e o olhou espantada, mas conseguiu manter a tela escondida e o aparelho intacto. Respondeu qualquer coisa, deixando seus amigos voltarem a conversar.

Bomi logo se retirou de onde estava e se aproximou do grupo de Hyemin. O celular dele vibrou porque Nana conseguiu responder, finalmente.

NANA

Nana
Araso. Só achei melhor falar antes que você soubesse por outra pessoa e achasse ruim.
Nana
Tentarei ajudar a unnie, mas admito que tenho medo. Eu não quero me expor, muito menos expor a unnie. As coisas ficariam impossíveis se todo mundo soubesse, então, por favor, oppa, não faça nada que possa piorar as coisas…



- Park Hyun Hee-ssi? - A voz de Bomi chegou até ele.

Novamente ela estava na mesma fileira de Won, mas separada várias carteiras. Perto de Jae Ki, ele poderia ouvir o diálogo dela com seu hyeong. Reverenciou de modo respeitoso.

- Por favor, aceite meu convite para a festa de sábado. Tem uma pulseira de entrada e um quarto, mas ahm...Eu não sabia exatamente em qual grupo deixá-lo, por isso o coloquei com o Song Jae Ki… - Apontou o menino. - São 4 pessoas por quarto e dentre as opções, achei que fosse a melhor. Espero que não se sinta desconfortável…

Abaixou a cabeça.

- No clube de música chamarei a Chaeyoung-unnie. Ou antes, se encontrá-la. Espero que ela possa ir, apesar do incidente...Sinto muito.

Fez um biquinho lamentando de verdade.




- Eu corro todos os dias, se você quer saber. Meu físico é atlético, veja… - Mostrou o próprio braço.

Era mais forte do que todos eles juntos, mas isso não queria dizer que fosse um físico invejável, tampouco avantajado. Ui Jin foi da asma ao riso, precisando esconder o rosto com a mão enquantos os ombros tremiam.

- Veja! Toque aqui! - Indicou e foi formando o muque. - Isso não quer dizer que eu queira exibir meus dotes numa pool party. Existe roupa de banho e mergulho para isso. Acha um exagero ir com roupa de mergulho?

Um “pfff” escapou dos lábios de Ui Jin e ele deitou a cabeça na mesa. Soltava o ar pela boca, mas logo os ombros tremiam de novo, evidenciando a crise de risada histérica que estava tentando segurar. Quanta sandice!

Quando percebeu que Dong Hee Kyung nada faria, Min Ho trouxe o braço de volta e ajeitou-se. Se não queria falar dos trajes de banho, que falassem o que Ui Jin estava tentando dizer desde que chegaram ali. Porém, Ui Jin desistiu do assunto porque toda hora era interrompido - fosse pela chegada de belas damas, fosse pelas maluquices de Min Ho. Preferia ficar quieto e contar num lugar mais apropriado - no kakao durante o intervalo porque ninguém os leria.

Enquanto ficavam nesse papo, eles nem notaram muito a conversa ao fundo da sala. Eles ficavam mais ligados em quem entrava na sala de aula. Sunny e Stella logo roubaram a atenção deles.

Enquanto Sunny tinha uma carinha meio preocupada, Stella parecia um misto de cansaço, preguiça e nervosismo. O cabelo estava preso de qualquer jeito e a postura não estava perfeita, mas as bochechas estavam coradas. Alguma coisa tinha acontecido nesse meio tempo e acelerado as batidas cardíacas dela.

- Bom dia. - Disse para os três de modo geral e passou entre Ui Jin e Dong para sentar-se atrás de Ui Jin.

Soltou o cabelo para prendê-lo de novo e ouviu a pergunta de Sunny, notando que o lugar estava realmente vazio.

A resposta de Dong, fez Min Ho pensar.

- Por que ele daria rage no meio do caminho? Ele só faz isso em jogos. Será que ele tem óculos de VR? Poderia ser…

Stella não tinha achado graça da piada e aumentou o bico com o comentário dele. Tinha sido um “senhores” voltado para os meninos, mas ela respondeu mesmo assim.

- Claro que seria preocupante, Hee Kyung-ssi. - Franziu as sobrancelhas. - Justamente porque você nunca falta é que seria preocupante. Eu mandaria mensagem.

Resmungou a última parte. Ui Jin o olhou de banda, de modo cúmplice enquanto Min Ho ponderou novamente.

- É verdade. Pela primeira vez, eu concordo com ela.

- Aigoo…Que dia estranho...Min Ho está esquisito hoje. - Ui Jin murmurou para Dong. Veja como está a temperatura corporal dele e os batimentos cardíacos.




- Uwa...Cinco cães… - Taemin ponderou. - Como eles te aguentam? - Brincou, mas aumentou a risada com a história de estar com fome.

Até deu uma tossida de leve.

- Que prestativa! Eu aceito, compra pra mim no intervalo e leve consigo para nossa conversa, o que acha?

Piscou. Esse era o valentão que obrigava a jovem nerd a fazer seus exercícios e alimentá-lo.

- Quero o tradicional mesmo. Muito doce me enjoa um pouco - Ponderou e chegou a oferecer mesmo o pé porque duvidava da força daquela criatura. - Vai, tenta…

Provocou, mas recolheu antes que ela concluísse o movimento. Se ela pisasse, daria um pisão no chão mesmo e arrancaria outras risadas cretinas dele.

- Quanta força, hein, vai se machucar. Eu sou impossível mesmo. E aegyo quando quero...Você é aegyo até quando tenta fazer cara de séria. Impossível, você só é bicuda, mas passaria por uma aluna da 5ª serie. Cuidado para não parar lá sem querer, hm?

Últimas provocações feitas, ele se retirava e ainda falava para que ela prestasse atenção por ele também. Sunny tentou se recompor, mas quando se deu conta, percebeu que Stella estava ao seu lado o tempo todo.

Stella preferiu não falar nada quando Sunny veio com aquela série de desculpas. Apesar de muito assustada no início, ela percebeu como a amiga ficava...mais leve na presença dele. Nunca comentou isso, mas sempre reconheceu um olhar e sorriso muito triste em Sunny e essa característica mudava na presença de Taemin.

Percebia como ela perdia o controle sobre os próprios atos e agia sem pensar - mais do que o normal. Era um modo diferente porque aquilo não a prejudicava. Porque o perigoso Taemin não parecia disposto a oferecer qualquer tipo de ameaça a ela. Longe disso.

Por isso mesmo, Stella só revirou os olhos com aquela carinha besta que ela fez tentando se justificar. Ao invés de repreendê-la, ela deu um sorriso e abraçou o braço dela e continuou o caminho.

- Young, né? Uhum...Youn...min...Younmin...Taemin.  Agora faz sentido! - Disse brincando e se encolhendo de possíveis reações.

Estava citando o nome do garoto que Sunny gostaria que a chamasse para o baile e o transformou em Taemin. Era uma implicância inocente, porém bem real. Sunny podia negar o quanto quisesse, o sorriso de Stella se manteria o mesmo.

Quando chegou até a sala de aula, já havia bastante movimento, mas algumas cadeiras vazias. Dentre elas, a de Kim Joo Hyuk. A ausência de Kim preocupou bastante Sunny a ponto de perguntar para os meninos. Infelizmente, nenhum deles soube responder o que aconteceu e a mensagem para ele ganhou apenas um risquinho.

O que diabos?!




Enquanto todos se ajeitavam e continuavam suas conversas ou discussões, a sala ficava mais e mais cheia. Em poucos segundos, entraram: YeJi, Yesol e Hyo Shin, meio que juntos, mas o menino não falava com elas. Depois veio Jiran com Miran, Yewon, Taemin, Gyu e Ryu Ji.

Yewon sentou-se ao lado de Beom Su e Bomi aproveitou que entregou o convite de Hyun Hee para dar o dela também. Jiran seguiu para o fundão como sempre, sem criar muitos alardes. Era um valentão, mas era bem mais contido. Miran sentaria ao lado dele nesse dia, consequentemente ficando ao lado de Won. A garota achou isso curioso. Já Taemin, que tinha cedido seu lugar, apenas observou onde poderia sentar.

Gyu Sik e Ryu Ji também ficaram confusos por ver Kang sentado no lugar de Jung Mi e Eun Bi lá atrás. Gyu Sik sentou-se no lugar de Eun Bi e Ryu Ji sentou-se ao lado de Kang e atrás de Bomi.

- Facilitaram minhas escolhas… - Taemin resmungou e começou a caminhar. Passou entre Sunny e Stella, dando uma piscadinha para a bolsista. Sentaria-se ao lado de Kang, meio que um karma para o garoto. Mas Taemin nunca implicava diretamente com ele mesmo.

Os que estavam ao fundo perceberam a piscadinha dele para Sunny e ficaram curiosos com o gesto. O que era aquilo? Stella olhou nervosa para Sunny.

Mas nada tiraria mais o fôlego da bolsista do que a chegada de Jung Mi. O garoto entrou um pouco antes do professor e com sua típica postura perfeita. Perceber a mudança de lugares não pareceu abalá-lo. Na verdade, ele achou bastante interessante. Havia o lugar ao lado de Yeji e ao lado de Sunny que pertencia a Kim Joo Hyuk.

Ele parou ao lado entre as duas cadeiras e, de repente, Sunny sentiria o calor. Jung Mi sentou-se ao lado dela, parecendo bastante confortável com o lugar. Ajeitou sua mochila e então, no meio de toda aquela confusão de falatório, ele a encarou.

- Bom dia. Como vai, Kim Sun Hee-ssi?

Pela primeira vez depois de quase dois meses, a voz dele podia ser ouvida dita diretamente para ela. E Misoo não teria os olhos de Jung Mi em suas costas, na verdade, ela que teria que olhar para ele.

E ver como até mesmo para uma estranha, ele conseguia ser mais cavalheiro e preocupado do que era com ela. Ainda que fosse um simples bom dia, havia algo em seu olhar que demonstrava que ele não agia como um robô.

Ele quis dizer isso.

Como se não bastasse tudo isso, Bomi tinha finalmente voltado para seu lugar depois de entregar o convite para quem faltava do lado esquerdo. Agora só Sunny, Stella, Kim e Ryu Ji ainda estavam sem. Ela não teria tempo de falar com as meninas e faria isso quando fosse a hora.

Mas para Ryu Ji, Bomi virou-se em sua cadeira depois de se sentar e disse.

- Oppa…Aqui está o seu convite. Queria que tivesse sido pelo menos o terceiro porque as meninas seriam as primeiras, mas...aqui está. Desculpa por ter demorado tanto…

Ryu Ji estava surpreso como honorifico, mas pegou o convite, aproveitando para segurar na mão dela.

- Não tem problema...Eu esperaria o quanto fosse necessário. Komawo...Bomi-yah.

Os dois se encararam por um tempo que parecia uma eternidade. E foram interrompidos quando ouviram um BLAM-BLAM típico da matriz colidindo no quadro. O professor Chung estava ali, mostrando que tinha chegado. Apontou para o lugar vago.

- Opa, uma falta...  - Fez matriz empurrar de leve a porta.

Em câmera lenta a porta seguiu até o trinco. Eram os últimos segundos que Kim Joo Hyuk teria para chegar, mas a porta bateu...e não havia sinais dele.

- BOM dia. - Parecia de bom humor. - Creio que já estejam cientes daquela catástrofe que foi a prova de vocês, com exceção de alguns, né? Sr. Yoon… - Aplaudiu de leve, só duas palmas e continuou. - Os dez primeiros, no caso, mas eu não vou citar todo mundo. Quer dizer… - Olhou para Jae Ki como um gavião. - Song Jae Ki, aluno 100%. O que aconteceu que não gabaritou tudo dessa vez ? Tsc tsc tsc...Durma mais na aula mesmo. Durma bastaaante…- Meneou negativamente enquanto pegava o diário. - AH SEJEONG.

- Presente! - A garota até tremeu na mesa por conta do grito dele.

- Boa garota. BAE YESOL….

Sejeong colocou a mão no peito e abaixou a cabeça por conta do susto. Estava na hora da maldita chamada.

[Dei uma adiantada porque amanhã demoro a entrar.Assim vocês terão mais coisas para reagir também e damos continuidade. Todas as interações que envolvem a Bomi serão respondidas certinho na próxima rodada. Eu só adiantei pra não ficar dependendo sempre da minha resposta. Será apenas uma rodada na sala de aula e logo divido vocês nos núcleos pq temos muitas coisas pro intervalo e esse dia. O foco, acreditem, é à tarde =x.

Somente Sunny, Stella e Kim não tem convite, mas foi porque o querido Chung chegou (fale rapido isso =p). Dúvidas, me mande pelo wpp porque será mais fácil ler por lá do que pelo discord.]
(C) Ross
avatar
Dorama
Localização :
Coreia do Sul

Mensagens :
1244

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 7

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 12 Anterior  1, 2, 3, ... 10, 11, 12  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum