Fóruns Gráficos
3
Créditos
» Skin obtida de The Captain Knows Best criado por Neeve, códigos acrescentados por Weird e baseado no tema The Walking Dead Theme criado por Hardrock. Graças aos suportes e tutoriais de Hardrock, Glintz e Asistencia Foractivo.
» Versão Elysium adaptada por Hurricane, Rossin e Persephone.
Narradores
3
Personagens Ativos
30
Últimos assuntos
» Capítulo 1
Hoje à(s) 12:06 pm por Akira Tachibana

» Nova Proposta: Starry Night
Hoje à(s) 9:25 am por Persephone

» Modelo de Ficha e Explicações.
Ontem à(s) 4:05 pm por Persephone

» A Sorte e o Azar
Ontem à(s) 4:00 pm por Persephone

» Mural de avisos e F.A.Q
Sex Set 14, 2018 6:10 pm por Akagetsu Sentai

» Modelos de postagem
Seg Ago 27, 2018 11:39 am por Akagetsu Sentai

» Rolagens de dados
Dom Ago 26, 2018 2:10 pm por Akagetsu Sentai

» [Ficha] Sasui Oda
Dom Ago 26, 2018 1:55 pm por Akagetsu Sentai

» [Ficha] Kasumi Sanada
Qui Ago 23, 2018 5:40 pm por Akagetsu Sentai


Capítulo 1

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Capítulo 1

Mensagem por Sasui Oda em Sab Set 08, 2018 3:54 pm



Sanada Kasumi era um nome que Sasui não esqueceria mais, além de educada a colegial também tinha uma beleza distinta, não que o monge ficasse parado parar reparar muito...

Em seguida, a jovem determinada e suspirante se aproximou dele, um monge jovem já era estranho nos dias de hoje, mas um monge com dor era ainda pior. Ele gesticula com indicador apontando para a cabeça, a mão ainda estava na altura da têmpora.

- Co-omo não está ouvindo? Parece que tem alguém com uma britadeira aqui dentro... foram esses objetos...tem algo errado aqui.

Acompanhado, andou devagar quase tropeçando com o tamanco de madeira. O alto rapaz procuraria algum banco para se sentar mas se Kasumi não o ajudasse, iria cair no chão antes disso.

- Acho que comi um pão de mel dormido hoje cedo. Estou acostumado a passar longos períodos sem comida... não se preocupe. Vocês são muito gentis.

"Mais gentis que o pessoal do templo seriam."

Levantou o rosto para ela mas um dos olhos, já que o outro parecia estar semi fechado, revelando o lado da cabeça que doia ao ponto de afetar sua face. - Não quero deixar o professor preocupado, pode voltar a sua turma, vocês estão num tipo de excursão certo? - Eles tinham horário, Sasui não.

Ele junta as mãos fazendo um gesto de agradecimento budista. No final acabaria atraindo mais atenção do que queria, se os alunos antes estavam rindo, agora então que poderiam debochar a vontade, e se ninguém escutava esse barulho estridente... não adiantaria nada explicar para os outros, só iria parecer com um doido varrido e tirar a credibilidade do templo.


AKAGETSU SENTAI
(C) Ross
avatar
Dorama
Mensagens :
7

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1

Mensagem por Akagetsu Sentai em Dom Set 09, 2018 4:51 pm





AKIRA


Ayumi tinha ficado um pouco paranóica depois do acidente, algumas pessoas diriam. Porém, somente quem recebe olhares tortos ou curiosos frequentes entendia a sensação de que outras pessoas estavam o tempo todo falando dela. E não havia quem a convencesse do contrário.

Entendendo o sentimento, Akira rosnou de volta para as alunas da Mochizuki Gakkou, que, aí sim, o olharam estranho, e parar de rir.

- Aff, por que ele disse isso? - Minako estranhou, ofendida.
- Não sei, que ridiculo
- Bakayarou.. - resmungou a outra.
- Não liga pra esse desempregado… - atacou a outra.

Já a menina na cadeira de rodas tornou a erguer o rosto e parecia menos incomodada. Parecia até que poderia sorrir a qualquer momento.

- O que está acontecendo?    - quis saber, sobre o garoto.

O monitor mais próximo, ou alguém que parecia com isso, era um rapaz de jaleco, que tinha tudo a ver com a pinta de cientista e todo estereótipo em volta disso. Se não trabalhava ali, pelo menos pareceu interessado quando ele mencionou a pessoa que estava passando mal e ergueu o corpo, que até então estava inclinado em direção a uma das pedras. O jovem adulto virou o rosto para observar a cena de Sasui e uma pequena ruga apareceu em sua testa. Ele não disse nada, mas saiu andando em direção ao grupinho que se formava ali em volta. Parecendo pronto a ajudar.

- ...Que mal educado

A porta automática para a próxima sala abriu diante deles, que foram os primeiros a notar um tipo de poeira de efeitos especiais entrando por ali.

- Uau… O que é isso? É glitter? Que tipo de….. efeito é… - a voz de Ayumi foi ficando mais lenta e ele viu o momento que ela piscou com peso.




KASUMI


As amigas de Kasumi ficaram igualmente ofendidas, trocando olhares entre si diante daquela provocação de Akira, mas a garota teve a atenção roubada por um instante por seu belíssimo vizinho, que lhe dava mais uma pequena informação de sua vida para ela, sem saber.

Se olhasse mais um pouco, teria visto Akira aproximar-se dele para pedir uma informação, mas disposta a cuidar de todo o seu grupo, o sofrimento de Sasui não lhe passou despercebido. Kasumi estava preparada para atender os colegas enfermos, e o seu mais novo irmãozinho não era uma exceção.

Suas amigas é que não estavam nada educadas com isso, porque olhavam descaradamente e cochichavam entre si sobre o quão estranho o menino era de passar mal ali. Minako parecia apavorada.

- Que meeedo, ele tá ouvindo fantasma. Ele é um monge. SÓ PODE SER um fantasma!!

Ela conseguiu ampará-lo, para tentarem sair de lá e buscar um lugar calmo para se sentarem, mas o menino passou mal ao dar os primeiros passos. Kasumi teria que ampará-lo para que não fosse ao chão.




SASUI


O professor tinha por volta de 40 anos, então o tratou com bastante respeito, até mesmo sorrindo e fazendo uma mesura respeitosa. Mesmo sendo um menino, ele pareceu compreender sua posição. Ainda havia algum respeito naquela cidade.

- Oh, é mesmo? Aceitarei de bom grado. Será realmente muito interessante e valoroso para nossos estudantes essa experiência. - o sensei pareceu ter uma ideia naquele momento, e o observou com orgulho chegar até a representante de sala.

Como esperado, ela foi receptiva, e ele poderia confiar o monge a ela, enquanto lidava com o grupinho mais preguiçoso procrastinando na entrada.

Sasui acompanhou os alunos, que o olhavam com curiosidade, mas pareciam respeitar Kasumi o bastante para não ficar apontando para ele nem nada assim (pelo menos, não na frente dele), apesar de que seus calçados faziam barulhos que chamavam a atenção dos jovens e seu jeito atraía comentários. A menina que mais o olhava descaradamente enchia a bochecha com um sorriso de covinhas e depois desviava o olhar o tempo todo em que tinham algum contato. Poderia ler parte do nome dela no uniforme (Minako). Ela fazia parte do grupinho de patricinhas. Logo menos ela estaria rindo e levando uma invertida verbal do rapaz que acompanhava a menina de cadeira de rodas, mas ele não teria tempo de ver isso.

A tarefa da purificação pareceu simples, até desproposital quando ele encontrou aquela exposição tão inocente e obviamente montada para turistas, até o momento em que entrou naquela sala. Além daquele ruído que somente ele conseguia escutar, os burburinhos e olhares do grupo de alunas pareciam aumentar a sensação paranoica de ser vigiado. Dor de cabeça e vertigem seriam um sinal de contato com energia maligna? Mayu parecia estar prevendo aquela situação quando o preveniu de ir ao local, ou será que tinha jogado praga mesmo?

A voz de Kasumi pareceu salvá-lo por um momento, ecoando em sua mente e impedindo que ele se perdesse. Foi uma distração importante para que não desmaiasse. A menina o amparou, para tentar conduzi-lo para algum assento, fora dali, mas eles não foram muito longe, porque ele se sentiu tonto nos primeiros passos e cairia no chão se ela não segurasse.

Akagetsu Tentai Kanzoku


Kasumi poderia sentir o coração parar por um momento, porque, de repente, uma leve brisa passou por ela e o rapaz de jaleco surgiu em pé a seu lado, observando o estado do jovem monge, que tinha acabado de erguer o rosto contorcido pela dor.

Sasui encontrou o cientista de jaleco, que pareceu assustado com sua condição física. Quando seus olhos se encontraram, foi como se a cabeça piscasse em uma dor maior ainda. Não podia olhar para ele, doía muito.


- Você o conhece?...Quem é esse garoto?  - perguntou o cientista para Kasumi, olhando-a diretamente pela primeira vez na vida, mas da forma menos romântica que ela poderia ter planejado.  

Um baque gradual foi ouvido atrás deles. O movimento foi visto com muito privilégio por Akira.
Primeiro, a cabeça de Ayumi pendeu para o lado, depois, foi a vez do grupo de patricinhas se pendurarem umas nas outras e de repente estavam no chão. Uma a uma daquelas pessoas na sala estava desmaiando.

Kasumi sentiu a mão do cientista em seu ombro, mas de repente, a visão deles escureceu, e o barulho finalmente parou na mente de Sasui.

Não havia nada. Era tudo escuro. Eles sentiam que estavam sozinhos em uma imensidão negra. E nem ao menos podiam se ver. Cada um só podia sentir a si mesmo. Era como estar em um sonho.


Akagetsu Sentai
(C) Ross
avatar
Dorama
Mensagens :
25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1

Mensagem por Kasumi Sanada em Seg Set 10, 2018 4:38 pm





Era estranho a forma como o monge passava mal, Kasumi não entendia como ele podia ouvir algo diferente. O comentário de Minako a assustou um pouco, embora não demonstrasse, mas não deveria ser isso, não é? Ela o ajudou a se sentar e franziu as sobrancelhas quando ouviu que ele só tinha comido pão de mel dormido.

- Hummm... - Fez um bico - Você não pode comer só isso.

Parou para pensar quando ele falou sobre estarem em uma excursão:

- Sim, mas... Já melhorou?

Kasumi tentava entender o que acontecia ao Sasui, porém era difícil, nunca tinha ouvido sobre alguém que sentia isso. Seria algum problema na audição? Antes que pudesse tomar alguma atitude, Kasumi ouviu a bela voz do cientista. Olhou para o lado onde ele estava surpresa e com os olhos arregalados. "Ohhh, É ele...  " Não estava preparada pra algo assim, para Kasumi esses segundos passaram muito devagar, sentiu seu coração bater acelerado e as bochechas ficaram rosadas.

- Atashi... - Tentou responder.

Por que estava falhando? Por que estava tão nervosa agora? Talvez porque ele era mais bonito ainda de perto? Porém antes que pudesse completar a resposta algo aconteceu, um baque estranho. Kasumi olhou ao redor apavorada na medida que via as pessoas caindo e desmaiando. Sentiu suas mãos ficarem geladas, quando também sentiu a mão do cientista no seu ombro.

Kasumi se encolheu com esse toque, já não sabia se seu coração batia de medo ou de paixão. De repente tudo ficou escuro, o que estaria acontecendo? Será que era algo mesmo de fantasma?

- Não consigo ver nada... - Disse preocupada e com medo - Monge? O que você está fazendo? Se isso for um truque não tem a menor graça!

Kasumi se seguraria no assento onde estava o monge para ter algo a que se apoiar:

- O que está acontecendo?!!

Ela não ousaria dizer o que estava pensando. Não podiam ser fantasmas, tinha que ser só um truque, um truque de muito mal gosto.



AKAGETSU SENTAI
(C) Ross
avatar
Dorama
Mensagens :
7

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1

Mensagem por Akira Tachibana em Seg Set 10, 2018 6:01 pm

Akira Tachibana escreveu:




Akira entendia muito bem aquele sentimento de estar sendo observado, julgado como um coitado ou como um monstro. Era horrível de qualquer maneira e não só o fato de estar rolando com Ayumi lhe fazia ficar bem venenoso nas palavras, mas também o fato de que ele odiava esse tipo de coisa.

Mas a atitude rude calou as garotas, o resultado foi satisfatório. Ayumi até parecia menos incomodada com a situação, quase podia ver um sorrisinho naquele olhar compenetrado dela nas pedras

O monitor, ou cara engomado o suficiente pra ser um monitor, ouviu a pergunta sobre o garoto passando mal e saiu sem dizer uma única palavra. Até Ayumi achou mal educado.
-Hmpf, esqueceu de pentear uma parte cabelo e saiu correndo é? - comentou só para ele e ela ouvirem.

Esse passeio já era bizarro antes daquilo...

A porta se abriu e uma poeira preenchia o ambiente. Glitter? Parecia na verdade algo meio como diamante.

-Que efeito estranho. O que ach-Ayumi! Ayumi! - notou que ela falava mais lento e desmaiou. Não podia ser outra crise de dor, ela nunca desmaiou assim numa crise!
E mais bizarro ainda outros começavam a desmaiar e cair um a um. Colocou a mão no ombro de Ayumi para começar a tentar acorda-la.

Mas o mundo era escuridão agora.

Akira odiava aquilo. A escuridão era ruim mas a sensação de estar só era pior.

-AH QUE MERDA É ESSA? ACENDAM A LUZ C&*#$@! - esbravejou. Balançava os braços, tentando encontrar algo para encostar.
-É melhor alguém explicar o que tá acontecendo. AGORA!

A preocupação maior era com Ayumi. Cadê ela!?


Akagetsu Sentai
(C) Ross
avatar
Dorama
Mensagens :
7

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1

Mensagem por Sasui Oda em Sex Set 14, 2018 5:43 am



- Ahhr... minha cabeça esta estranha... - Sasui massageia a tempora, entreabrindo a boca chegando a mexer o maxilar de leve como se toda a região do rosto começasse a ser afetada pela dor. Havia um tipo de cientista ali, com jaleco e tudo, falando com Kasumi e um baque ocorre de maneira repentina...

- O que é isso... será que a energia negativa é tão poderosa a esse nível? - Murmurou para si mesmo enquanto sente o corpo bem estranho, sorvendo essa imensidão negra. - Kasumi-san eu não fiz nada!

A preocupação no tom da voz era bem obvia, o jovem monge percebe que algo muito ruim estava prestes a acontecer com todos ali presentes.

Logo quando disse que iria pagar a gentileza do professor...

Sasui começa a respirar profundamente, seria fácil perder a cabeça e ficar agitado no meio desse ambiente... mas o rapaz tenta se acalmar.

Os olhos dele também se fecham, mas talvez isso não fizesse diferença diante daquele ambiente que se propaga.

Buscava na concentração a resposta... precisava achar uma resposta, já que seu peito doia fortemente, como se a dor da cabeça tivesse escorregado até ali.

Afinal, a sensação de estar sozinho, era algo que lhe incomodava.


AKAGETSU SENTAI
(C) Ross
avatar
Dorama
Mensagens :
7

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1

Mensagem por Akagetsu Sentai Ontem à(s) 10:57 am





O trio estava sozinho, mal podia imaginar que bem perto deles outra pessoa passava pela mesma experiência. Ainda não.  A escuridão incomodava alguns, mas solidão era o pior para outros.

Diante de si, cada um deles pôde ver um foco de luz se acendendo no meio do da sala, que de repente não possuía mais nenhum objeto do museu. Parecia que estavam em outro lugar. Como um sonho, mas conscientes de tudo.

Para o talvez alívio, perceberam que debaixo do foco de luz havia uma pessoa ali, alguém de costas. Alguém que eles acharam imediatamente familiar.

AKIRA


Akira reconheceu de longe a cor alaranjada do uniforme do qual faria parte. A pessoa virou-se para ele de uma vez, segurando uma bola de futebol no braço direito. Tinha um sorriso no rosto e muita confiança.

-  Yo! - acenou. - Há quanto tempo… Are? Por que não está de uniforme? - piscou, inclinando o rosto para frente, mas não se aproximou. - Vamos, você tem que treinar! Estamos na final do campeonato. O próximo passo são as Olimpíadas! - olhou para o céu e ergueu o punho. - Vamos? - fez um gesto para que Akira se aproximasse, mas suas pernas não se moviam.

- Are… O que houve com as suas pernas? Você não pode se machucar, ou vai perder o contrato. Anda. Não consegue? Por quê? AH. O QUE É ISSO?

Akira poderia ver a perna de sua cópia em carne-viva, como se tivesse acabado de queimá-la no asfalto quente. Sua cópia urrou de dor e a bola escorregou de sua mão, rolando até os pés de Akira.

- O QUE VOCÊ FEZ????   - Da perna do jovem  saía até fumaça, e ele estava sentado no chão, com a mão no ferimento. - VOCÊ É UM LIXO. SEU VERME. VOCÊ ESTRAGOU TUDO. TUDO!!!

A cópia se arrastou no chão, com sons guturais de ódio em sua direção e agarrou as pernas imóveis do rapaz. Akira tinha a si mesmo preso em sua panturrilha e pôde sentir a mesma dor do acidente naquele instante, as memórias eram muito vivas.




KASUMI


Kasumi viu uma menina de cabelos compridos e lisos, usando o uniforme de sua escola. Seu coração poderia apertar pensando que era um tipo de fantasma daqueles filmes clássico, mas quando ela se virou, foi como se olhar no espelho. Talvez isso fosse mais assustador, porque seu reflexo chorava, em pé sobre cacos de vidro.

- Por quê? Por que você fez isso comigo? - esfregou o rosto na manga da roupa, sem nenhum cuidado e chorava abertamente. - Dói tanto… Tanto… Eu não aguento… Eu não sou você… Eu não sou tão forte... Eu só queria chorar. Por que é tão cruel? Essa dor…   - bateu no próprio peito com a mão fechada e caiu de joelhos sobre os cacos, provocando cortes da cópia.

O choro da falsa Kasumi ecoou no lugar. Seus cabelos cobriam a face derrotada e ela murmurava sozinha

- Eu tenho medo… Não quero que os outros vejam como eu sou de verdade.. Eu não sou forte, eu não sou perfeita… A minha vida… É tudo uma mentira!   - ergueu o rosto e a encarou. - Você não acha que já chega? Eu não aguento mais… Ter que ser sempre perfeita… Isso não existe!  Eu… Só quero que alguém goste de mim pelo que eu sou! Eu só quero… Poder cair.   - fez uma pausa e a olhou profundamente, parecia desesperada, tão frágil e de certa forma patética. NInguém poderia vê-la daquela forma. - Você não pode parar? Por favor, desista disso. Apenas… aceite que você não consegue…




SASUI


Um dos benefícios daquela escuridão tinha sido o alívio mental instantâneo do jovem monge. Quando a luz apareceu, ele viu outro jovem, em vestes de monge, como ele. Seu cabelo, seus trajes… Foi a si mesmo que viu quando o jovem se virou e sorriu. Ficou ali parado, amistoso, confuso, tanto quanto ele.


- Você me criou.   -a figura falou, simpática. - Obrigado.    - curvou-se, educado. - Eu sou você? Não era assim que eu me lembrava… - balançou a cabeça e agarrou as vestes. - O que é isto? Fizeram você usar? Que bobagem… Acha que ganhar uma fantasia de monge vai te transformar em um?  - sorriu largamente e abriu a parte da frente do quimono de forma brusca. Ele usava uma roupa branca.   - Veja só… Você me criou assim.  Patético. Inferior. Era isso mesmo que você queria? Você teve medo - grunhiu a última palavra. - MEDO. E agora… nós estamos presos! Limitados, controlados, infelizes! O meu potencial… Por que você o escondeu??? Eu poderia fazer tanta coisa… Eu poderia ser tão grande! Mas você… Você escolheu ser essa criatura fraca… - levou a mão ao rosto e começou a apertá-la.

Os dedos da cópia começaram a fazer força, como se estivesse tentando arrancar uma máscara, mas grunhiu de raiva, desistindo da ideia. Arfou, impotente, e ergueu o olhar para ele.

- Droga… Eu não posso.

A cópia o observou com fixação… Então começou a andar em sua direção.

- É isso… Que sorte a nossa. Juntos nós podemos conseguir. É só você. Só você pode quebrar essa máscara. Vamos. Você consegue. Estique a sua mão. Arranque a minha máscara e vai descobrir quem é. Vai. Anda.   - Inclinou-se em sua direção, ofereceu o rosto. - Eu sei que você quer saber a verdade!



Akagetsu Sentai
(C) Ross
avatar
Dorama
Mensagens :
25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1

Mensagem por Kasumi Sanada Hoje à(s) 10:27 am





Kasumi cada vez ficava com mais medo, estava sozinha até que percebeu que havia outra garota lá que parecia ser de sua escola. Porém isso era ainda mais assustador, como aqueles filmes de terror. Kasumi sentiu as mão tremerem e quando viu o rosto na garota acabou soltando um grito e caindo para trás.

- Ahhhhhh!

Ela percebeu que a garota era idêntica a si mesma, e a pergunta de sua cópia a deixou sem palavras. Era estranho ver a si mesma chorando daquele jeito, na verdade lhe deixava muito agoniada. Era ainda mais assustador como o joelho dela ficava se machucando naqueles cortes.

"Eu não sou assim... Eu não sou...." -Repetia a si mesma em pensamento.

Kasumi olhou ao redor instintivamente, não gostaria que a vissem assim nunca, porém estava tudo escuro. Ainda estava parada em choque enquanto sua cópia continuava se lamentando e falando aquelas coisas que Kasumi não queria aceitar serem verdades.

- Para! Para com isso! - Gritou - Isso não é verdade...

Algumas lágrimas escorreram no rosto de Kasumi, estava assustada e confusa. Além disso ainda se sentia constrangida por se ver nesse estado tão deplorável. Será que estava sendo castigada por ter mentido esse tempo todo? Será que era verdade essas coisas que ela dizia? Mas Kasumi não queria ser fraca assim, lutava todos os dias para não ser assim! Tudo bem que ás vezes queria poder ter uma amiga... Mas não! Não era assim! Repetia a si mesma em pensamento.

Agoniada por ver a si mesma chorando, Kasumi tomou coragem, secou as lágrimas e se levantou:

- Para de chorar! Essa cena é ridícula! - Gritou com a voz trêmula.

Foi até sua cópia esticando a mão para tocar nela. Embora tentasse encostar na sua cópia, sua mão tremia.


AKAGETSU SENTAI
(C) Ross
avatar
Dorama
Mensagens :
7

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1

Mensagem por Akira Tachibana Hoje à(s) 12:06 pm





Akira sentia raiva da situação, mas no fundo talvez a solidão daquela escuridão que o deixasse mais incomodado. Parecia que alguém estava pregando uma peça e ele com certeza ia achar o responsável e faze-lo pagar.

O foco de luz era quase cegante depois daquela escuridão. Akira correria até a figura familiar e o viraria de forma agressiva se ele não tivesse se virado antes. Aquele era...o uniforme vermelho do time!?

E por que de repente Akira não conseguia se mover?

- Yo! - acenou. - Há quanto tempo… Are? Por que não está de uniforme? - piscou, inclinando o rosto para frente, mas não se aproximou. - Vamos, você tem que treinar! Estamos na final do campeonato. O próximo passo são as Olimpíadas! - olhou para o céu e ergueu o punho. - Vamos? - fez um gesto para que Akira se aproximasse, mas suas pernas não se moviam.

"Que merda é essa? É um sonho?" pensou e fez menção de mover as pernas. Mas ele não iria a lugar nenhum.

Akira arregalou os olhos quando viu a cópia com as pernas em carne viva. Teria corrido até ele se conseguisse. Era uma droga de um pesadelo!? Esse parecia diferente dos outros, parecia...real demais.

- O QUE VOCÊ FEZ???? - Da perna do jovem saía até fumaça, e ele estava sentado no chão, com a mão no ferimento. - VOCÊ É UM LIXO. SEU VERME. VOCÊ ESTRAGOU TUDO. TUDO!!!

As memórias de Akira da semana do acidente vinham a mente e o Orange Heart não conseguiu segurar as lágrimas de cair diante daquela visão da sua cópia agarrado em suas pernas imóveis.

Sim...eu estraguei - disse e com esforço tentaria se curvar pra ficar mais próximo da cópia.

-Me larga - disse com o rosto ainda vermelho mas com uma determinação diferente - Eu cansei de ficar chorando por conta daquela merda de dia. ME. LARGA

Esbravejou. Se a figura cópia não o soltasse ele o socaria ali mesmo.


Akagetsu Sentai
(C) Ross
avatar
Dorama
Mensagens :
7

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum