Fóruns Gráficos
Créditos
» Skin obtida de The Captain Knows Best criado por Neeve, códigos acrescentados por Weird e baseado no tema The Walking Dead Theme criado por Hardrock. Graças aos suportes e tutoriais de Hardrock, Glintz e Asistencia Foractivo.
» Versão Elysium adaptada por Nêmesis, Rossin e Persephone.
Narradores
Personagens Ativos
Últimos assuntos
» Capítulo 9
Hoje à(s) 12:27 am por Jae-ki

» @moonjaesun
Ontem à(s) 9:20 pm por Moon Jae-Eun

» We are Hope
Ontem à(s) 6:44 pm por Primula Rhododendron

» @ohmygyuri
Ontem à(s) 4:26 pm por Nam Gyuri

» @han.cherry
Ontem à(s) 3:34 pm por Han Somin

» 08 de Outubro - The BBG's Family
Ontem à(s) 3:14 pm por Tulipay Kay

» [PONTUAÇÕES]
Ontem à(s) 12:41 pm por Starry Night

» @taeyoon_gb
Seg Dez 17, 2018 10:43 pm por Tae Yoon

» - Capítulo 1 -
Seg Dez 17, 2018 10:40 pm por Lara Annete Darlington


08 de Outubro - Comeback To The Show

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

08 de Outubro - Comeback To The Show

Mensagem por Starry Night em Seg Nov 19, 2018 3:52 pm

90 Dias

Segunda-Feira, 08 de Outubro de 2018. 7:48 A.M.



O Oh My Venus foi uma testemunha ocular do grande vexame que a unnie do Seven Wonders passou no último domingo, ao vivo, em Inkigayo. O comeback poderoso do grupo que mudou completamente seu estilo para se adaptar a uma nova realidade sem a presença de Juny estava dando o que falar. O vídeo com o clipe que fora lançado na última quinta-feira estava com alto índice de visualização e mais de 95% de curtidas em comparação às negativas. Sempre haveria crítica, é verdade, mas 95% era um número deveras elevado para um grupo que não hesitou em mudar tudo ainda no primeiro ano de debut.

Diferente de alguns grupos femininos do passado, aquelas cinco meninas - e a sexta integrante oculta - descobriram que eram uma realidade e não mais uma promessa. As postagens de Nam Gyuri ganharam ainda mais visualizações após o comeback e sua popularidade era crescente.

Por isso mesmo, logo nos primeiros dias de comeback, elas foram convidadas como uma das atrações ao vivo de Inkigayo. Além delas, a KT também levou as veteranas do Seven Wonders que estavam com uma música bem marcante, porém, com outra conotação e que fora lançada uma semana antes de Get It - ainda em Setembro; e o Strike com a música Monster, um trabalho posterior ao sucesso de Beautiful, o qual Gyuri havia participado.

Infelizmente, os integrantes pouco se comunicaram por conta do tempo escasso. Eram muito educados uns com os outros, levantando-se e fazendo várias reverências quando cruzavam caminhos, mas não puderam conversar muito. Era em eventos assim que eles precisavam triplicar o cuidado em seus atos, pois sempre havia um fã filmando olhares que só existiam na cabeça dos shippadores - e às vezes eram bem reais mesmo.

Outros dois grupos também se apresentaram, ambos da B.G, mas o pessoal da KT não tinha o melhor dos relacionamentos com eles - não eram ofensivos, mas tinham linhas de trabalho muito diferentes e alguns idol dos dois lados trocavam pequenas farpas ou não desmentiam rumores criados pela imprensa sensacionalista.

Fato era que os grupos da KT foram os pontos altos daquela noite - tanto para o bem quanto para o mal. Oh My Venus abriu a noite com uma apresentação impecável e cheia de força/energia de Get It. Na sequência teve os grupos da BG e o Seven Wonders. As meninas do Oh My Venus foram extremamente elogiadas e já tinham imagens circulando online, apesar do show ser ao vivo. Já na apresentação do Seven Wonders, a pior coisa que um idol desejava aconteceu: uma queda ao vivo e da principal vocalista. Foi algo tão feio de se ver e sentir que os espectadores foram tomados pela dor de Tori. As meninas terminaram a apresentação e ela se ergueu depois de segundos demais no chão. Mas lá estava a marca que ninguém queria para si.

Os meninos do Strike chegaram para tentar elevar a noite de novo com Monster, mas também Beautiful para compensar a música extra que Seven Wonders deixou de apresentar.

A van que levou as meninas de volta para para sua residência estava bastante pensativa depois do que tinham visto. A unnie sempre foi gentil com elas - de modo geral, o Seven Wonders inteiro era - e elas não mereciam algo assim. Ficava aquela dúvida no ar: e se um dia fosse uma delas?

Era um pouco angustiante de pensar…

No dia seguinte, elas seguiram o cronograma previsto: acordaram mega cedo, tomaram café da manhã juntas diante de uma sonolenta Yojo enquanto Lena dava a lista de coisas que deveriam fazer.

- Temos um fan meeting das 10h às 11:30 A.M  no auditório da KT. Às 11:35 A.M temos uma reunião com a produtora Bae Jin Ri, ensaio na KT e ensaio de palco na  Mnet para o Countdown dessa quinta-feira agora. Ufa...Alguma dúvida?

- Quando vamos almoçar? - Yojo perguntou fazendo um bico e as outras acharam graça da pergunta.


- Não vamos, né? - Nagyung respondeu. - Gaja, coma o quanto puder porque não sabemos quando teremos pausa.


- Pois é a van chega às 8h…

E já eram 7:48 A.M….

Para mais informações do Inkigayo, leia o início do turno da Moon Jae Eun
Acompanhe os acontecimentos através da Linha Temporal
Pegue seu template >Aqui<]


avatar
Dorama
Localização :
Coréia do Sul

Mensagens :
87

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 08 de Outubro - Comeback To The Show

Mensagem por Nam Gyuri em Seg Nov 19, 2018 5:55 pm

8 de outubro
When people see shiny things they always want it

shining so bright yet the light's fading



Após anos de treinamento exaustivo, lapidando dança, canto, sem definição correta de qual poderia ser sua posição dentro de um grupo, finalmente ela tinha conseguido conquistar seu lugar. Mais do que isso, conquistou uma família para preencher um vazio que fazia a falta da sua verdadeira.

A saída súbita de Juny deixou um buraco no grupo, nos fãs, no seu coração, e uma incerteza no ar. Será que os fãs as aceitariam “de volta” seis meses após seu primeiro sucesso? Uma mudança drástica foi necessária, seguindo os padrões da KT, e as doces meninas de vestidinhos brancos cantando sobre amor se transformaram em femme fatales de olhares poderosos, jeans e bodies colados em tons escuros.

Tentava manter-se ativa nas redes sociais, como uma forma de contar tudo que estava acontecendo para seus pais, seu irmãozinho, amigos de escola, e para Juny também. Era sua forma de cumprir a promessa de continuar o grupo, de dançar e cantar por ela e viver aquele sonho do qual ela acabou privada.

Por esse motivo, ela nunca reclamava por ter que treinar de novo um passo, por refazer uma cena do clipe, ou trocar linhas de última hora. Se havia uma qualidade em Nam Gyuri era sua resiliência e perseverança, e a forma profissional que lidava com tudo aquilo.

No dia do lançamento do clipe, ela chamou as meninas para assistirem todas juntas e sentiu falta de sua pequenina para agarrar. Dessa vez, abraçou Yojo e quem estivesse mais emocionada, mas na verdade quem chorou mais foi ela. Especialmente porque os números estavam tão altos, as pessoas pareciam estar gostando tanto…

Todo o trabalho daqueles meses foi recompensado com aquela edição maravilhosa, de som, vídeo, tudo. Suas meninas brilhavam, e ela pediu consolo em Lena, abraçando e agradecendo sua líder por tê-las conduzido até ali.

Naquele e nos dias seguintes, seu coração parecia explodir de felicidade, mas nem seu mais otimista pensamento  podia imaginar que em menos de uma semana depois estariam se apresentando ao vivo, com aquela música, simplesmente no programa música mais incrível, ao lado de seus veteranos mais experientes e famosos. Foi um choque, e ela soltou um grito empolgado quando descobriu, e tratou de abraçar muitas vezes suas companheiras. Avisou a mãe, deu o horário da apresentação, pediu, por favor, para deixar seu irmãozinho assistir. Já que estavam longe, pelo menos podiam ver na TV, não é?

É claro que isso significa que teriam um tempo muito curto para treinar, e menor ainda para se empolgar com as curtidas do vídeo, mas elas queriam fazer bonito. Gyuri queria brilhar no palco, não queria decepcionar seus fãs… Tinha fãs!

Apesar de não ser a estreia delas, era o primeiro comeback, e o primeiro sem uma das integrantes. Era inspirador saber que não foram abandonadas pelos Lovely Venus, e que sa pessoas ainda queriam saber delas.

No dia do evento, Gyuri estava nervosa. Tinha uma postura natural de unnie, sua aparência enganava muitas pessoas, por parecer serena, madura e adulta, mas por dentro estava empolgada, quase uma fã da sua própria empresa.  Ela continha suas reações com sorrisos gentis, muitas reverências e acenos simpáticos, enquanto por dentro vibrava por ver de pertinho seus ídolos e colegas de trabalho. Era lindo, completamente um sonho.

No palco, ela esquecia de tudo ao redor. Era muito concentrada, e tratava as apresentações como uma extensão dos treinos, já que se dedicava de corpo e alma nas salas de treinamento também. Mas agora entravam suas melhores expressões, pela música ao vivo, pelas luzes distantes e vozes empolgadas.


Saiu extasiada, sem saber exatamente o que tinham feito, porque a apresentação parecia durar  segundos! Será que foram bem? Esperava uma confirmação da líder e parabenizava todas. Porém, naquela noite em especial, se tinha algo que elas não deviam se preocupar era com um fracasso, porque houve uma pequena tragédia no palco.

Gyuri escondeu os lábios com força, olhando com extrema pena para a pobre sunbae caindo no chão. Não desejava aquilo para ninguém! Seu coração doía só de observar. Tinha um carinho especial pelas garotas porque passou tempo o suficiente como trainee da empresa para conhecer um pouquinho de cada um, embora estivesse ocupada demais para tornar-se amiga de alguém.

Desviou o olhar, como se fosse possível dar menos vergonha para ela se apenas uma pessoa não observasse. Ao final, avisou a líder que se colocaria de pé, e sugeriu que ela incentivasse as outras meninas a fazerem o mesmo, para aplaudirem as veteranas com respeito e prestar seu apoio público. Não queria que ninguém as xingasse. Mas estava fora de seu poder protegê-las.

Em seguida foi a vez do Strike. Gyuri tinha um carinho especial pelos veteranos, por causa de sua participação de um clipe no grupo que mudou sua vida. Aquela, em especial, tinha tocado para tapar a música que foi deixada pelo Seven Wonders. Não era uma música qualquer, mas justamente aquela que tinha iluminado sua vida. Ela sorria sozinha assistindo àquela apresentação, porque era impossível de negar a importância daquela canção para ela. Até sabia os trechos, de tantas vezes que foram gravados. Acabava que lhe dava uma emoção diferente. Fazia com que refletisse seu caminho até ali. O quanto tinha crescido e o quanto tudo ainda parecia um sonho.

Apesar disso, quando voltaram para a vã, o grande assunto era a queda de Tori, e era doloroso como se fosse com uma delas. O que teriam feito? Era tão angustiante ver uma delas largada no chão e ter que continuar dançando…  Eram instruções expressas, mas quando Juny estava passando mal, era muito angustiante ter que entrar no palco assim mesmo. Acreditava que todas compartilhavam daquele tipo de pensamento, que chegava no ponto de: e se um dia acontecer comigo?

Não houve muito tempo para avaliar a noite que misturava sonho e pesadelo, como se fosse um aviso do futuro. O contraste do primeiro comeback e do auge do sucesso e o peso de cada um. Precisavam dormir, e estavam exaustas.

No dia seguinte, todas estavam ali, arrumadas mais ou menos à mesa do café da manhã para enfrentar a hora de maquiagem e cabelo, depois o encontro com os fãs. Apenas tentava organizar-se mentalmente com os horários, enquanto mastigava algo.

Não costumava reclamar dos compromissos, mas achava achava engraçado como Yojo representava um pouquinho do que todas estavam pensando às vezes. Apertou a bochecha durante o bico dela e deu um sorriso.

- Isso. Leve algo de emergência na bolsa para comer. E água. Água é o mais importante! - lembrou. Era função da staff, mas e se eles esquecessem? Não podiam ficar sem comer.

Pelo menos, era seu pensamento de menina que levava a marmita da mãe para as excursões de escola e sua bolsa tinha seus próprios remédios, já que tinha alergia a anti-inflamatórios e acabou tendo de Juny uma experiência de ser sua irmã mais velha. O fandom brincava que era a “omma” do grupo e espalhava imagens suas cuidado das garotas. Então tentava ser.  

Ao ouvir o horário, pacientemente levantou-se da mesa, já recolhendo seu próprio pratinho para colocar na pia e lavá-lo, assim como faria com o de outra que já tivesse terminado. Era bastante prática, e não costumava ir totalmente maquiada e montada para locais nos quais tinha a segurança de que teriam camarim. Por sorte, não precisava de muito retoque para parecer que estava arrumada, já que sua aparência chamativa já levantava até mesmo as roupas mais casuais.

-  Araso. Meninas, vamos torcer para que hoje dê tudo certo!  
avatar
Dorama
Localização :
Sokcho, Gangwon-do, Coreia do Sul

Data de nascimento :
20/10/1997

Mensagens :
66

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 08 de Outubro - Comeback To The Show

Mensagem por Starry Night em Qui Nov 22, 2018 10:33 pm

90 Dias

Segunda-Feira, 08 de Outubro de 2018. 8:45 A.M.



Yojo tinha uma carinha realmente fofa, principalmente quando praticava seu aegyo. Suas irmãs a conheciam o suficiente para saber que apesar de parecer dócil, era uma fera e tinha um temperamento bastante difícil com pessoas que não conhecia. Acabava que não era muito popular por isso - porque sua beleza intimidava graças às expressões de nojinho que ela constantemente fazia. Com as irmãs, por outro lado, ela era sempre muito querida.

Acabou rindo quando a noona apertou sua bochecha e mexeu um pouquinho o nariz. Agora que ouviu que não teriam tempo de almoçar, o seu humor já ficava um pouco abalado - significava que ficaria aborrecida em determinado momento do dia por conta do estômago vazio. Nagyung e Lena riram junto de Gyuri e nesse clima gostoso de um café da manhã após o sucesso - delas, pelo menos - Yuri apareceu. O nariz dela já estava um pouco vermelho e os constantes espirros daquela manhã já indicavam o motivo.

- Aigoo, os céus me ajudem. - Sentou-se fungando um pouco mais.

- Já tomou o seu remédio? - Lena perguntou, fazendo um afago em sua mão.

- Ung! E já tomei o para ficar acordada também.- Sorriu, apesar de nervosa. - Prometo que darei o meu melhor, meninas! Ainda bem que foi antes de começar o fanmeeting, se bem que eu já tomaria de todo jeito. - Coçou os olhos.

- Pelo menos não teremos nenhuma apresentação hoje, não é? Mas fique calma, se você se sentir ansiosa, vai piorar a crise.

- Ne…Aliás, bom dia, meninas. - Segurou a mão de Gyuri e fez uma carinha querida para a maknae. - Quanto tempo ainda temos?

- Cinco minutos contados. - Lena olhou para o celular.

- Ok. Vou acelerar, então.

- Gyuri-unnie disse para levarmos algo de emergência e muita água. Minha vontade é levar a mesa toda.

- Você é mesmo um poço sem fundo, né Yojo? - Lena sorriu para ela.- Vamos cuidar de você.



O grupo saiu às 8 A.M. em ponto, rumo à sede da K.T que ficava em Cheongdam-dong, o mesmo bairro delas. Não era longe de onde elas residiam, apenas ligeiramente contramão e não havia mesmo outra forma de levá-las até a sede. Precisavam, afinal, preservar a própria imagem e o bem-estar diante dos fãs que se aglomerariam tão logo vissem as cinco beldades reunidas.

Em menos de quinze minutos, elas chegaram até o destino final e já podiam ver a fila de fãs que se formava para pegar uma das limitadas senhas para o fanmeeting. Fazia um pouco de frio naquele dia - já era outono e o deste ano já começou um pouco mais pesado do que os anteriores, lembrando o inverno. E, mesmo assim, as pessoas estavam lá, encasacadas, cheias de banners, arcos e sacolas. Tinha o “OhMy!” desenhado nas bochechas e o último mini-album com poster em mãos para receberem as assinaturas.

Para aquelas meninas, esses momentos era que fazia tudo valer a pena. Um verdadeiro sonho de Cinderella poruqe elas deram, literalmente, o sangue e o suor desde cedo para conseguiram uma chance em um milhão.

Quando perceberam que aquela van era a de suas ídolas, as pessoas começaram a gritar e tentar correr atrás, mas a KT tinha toda uma logística de segurança para impedir que invasores entrassem ou qualquer dano aos seus integrantes. A van entrou no estacionamento e logo a staff que era secretária do agente delas começou a guiá-las até a estação de produção. Iam preparar maquiagem e figurino para estarem impecáveis no encontro com os fãs.

Mesmo que Gyuri não precisasse de muito retoque ou coisa do tipo, ela era cuidada como uma princesa. Sua maquiagem tinha uma base suave, mas eles capricharam um pouco no vermelho dos lábios - não muito nos olhos, apenas esfumando para desenhar uma linha que destacava o bonito contorno que ela tinha. O foco, contudo, eram os lábios contrastando com a pele perfeita e branquinha. Nagyung e Yuri demorariam mais  - a primeira porque tinha problemas de acne e ainda estava em tratamento. O “defeito” ficava mais visivel depois que a maquiadora limpava a cara dela apenas para refazer tudo. Já Yuri precisava melhorar a noite mal dormida e o nariz por conta da alergia.

Enquanto isso, o celular de Gyuri começou a ter movimento. Sua mãe mantinha contato diariamente com ela e logo começou com as mensagens.

Send
8:40 A.M.
Ommoni
Ommoni
Bom dia, minha princesa! Já começou sua rotina? Espero que você tenha um dia maravilhoso! Ontem vimos só a sua apresentação e, inclusive, gravamos
Não sei porque, se depois estará na internet, mas entenda seus pais corujas! Somos da geração anterior e estamos babando no talento que nossa princesa tem!!! hahaha Você estava magnífica!!
Seu pai precisou se acalmar por conta das roupas, mas ele está muito orgulhoso de você. Todos nós estamos!
Sinto sua falta, mas sei que você está batalhando por seu sonho. Continue focando em seus objetivos e lembre-se sempre que você tem nosso apoio e amor sempre que quiser!Saranghae! Fighting!


Enquanto as meninas estavam se arrumando, alguém deu uma batidinha na porta na porta antes de entrar com um lindo buquê contendo sakuras e lírios junto de cinco mini ursinhos “agarradinhos” ao buquê. Não dava para ver o rosto da figura que estava ali atrás e os trajes simples - uma calça comprida de marca e tênis branco - deixava difícil identificar se era um homem ou mulher. Porém, quem olhasse acima do buquê veria um tripé com a câmera e o desenho de uma raposa branca que identificava o usuário.


- Surpresa!!! - Juny colocou a cabeça para o lado, mostrando os seus olhos sorridente e uma máscara branca que precisava constantemente usar para evitar infecções e afins.

A estação de maquiagem virou um grito só e Juny ficou dando pulinhos no mesmo lugar enquanto esperava suas unnies se acalmarem para falar direito com elas. Especialmente com sua omma!!

[Para o início, estou colocando as fotos de algumas meninas na primeira vez que são citadas pra conseguir associar mais facilmente. Mais informações do OMV, você encontra >Aqui<

Acompanhe os acontecimentos através da Linha Temporal

Pegue seu template >Aqui<]


avatar
Dorama
Localização :
Coréia do Sul

Mensagens :
87

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 08 de Outubro - Comeback To The Show

Mensagem por Nam Gyuri em Sab Nov 24, 2018 11:27 am

8 de outubro
When people see shiny things they always want it

shining so bright yet the light's fading

- Bom dia! Não se esqueça: se alguém te der um bichinho proibido, é só brincar com ele perto de uma de nós e vamos recolhê-lo com discrição - avisou a “irmã” alérgica enquanto ela segurava sua mão. Gyuri constantemente salvava Yuri de momentos embaraçosos para não chatear fãs desavisados, geralmente com algum teatrinho.

- Ela está em fase de crescimento, a bebê - fez uma graça com a maknae antes de saírem.

No carro, Gyuri sacou o celular para tirar uma selfie rápida e pedir que os fãs na fila se cuidassem, como de praxe. Fazia mesmo frio e ela sempre ficava impressionada com a quantidade de pessoas esperando por elas. Ela mesma não era uma fã desse tipo quando morava em Sokcho, até porque era muito raro ter algum evento de idol ali perto. Era raro ter qualquer tipo de evento por perto, na verdade. Por mais que estivesse há dez anos em Seul, nunca deixava de se impressionar com a disposição das pessoas, as luzes e a energia delas, em qualquer estação do ano.

Acenou pelo vidro escuro, porque sempre tinha alguém que conseguiria enxergá-la e ficar feliz por ser notado. Era tão simples o gesto, mas ela ficava feliz em proporcionar essa alegria a alguém. Desceram do veículo, aumentando a ansiedade um pouco do grupo também.

Já não ia muito maquiada para esses lugares porque sabia que logo tirariam tudo, não porque não fosse vaidosa. Fazia seus cuidados diários com a pele e passava um CC cream para dar um pouquinho de vida, incrementando a autoestima. Mas o item de mais cuidado dela era seu cabelo. Esse sim sempre estava sedoso, brilhante e perfeito, mesmo que levasse tempo. Afinal, era praticamente sua assinatura desde criança, o que lhe deixava parecida com uma figura de época. Tanto que ela passou ilesa pela decisão radical de mudarem as cores para o comeback.

No momento de preparação, ela aproveitava para tentar relaxar, porque tinha aprendido que eram um dos raros momentos que podiam ficar tranquilas, longe das câmeras. Era quando aproveitava para olhar mais o celular.

Sua mãe tinha lhe respondido com muito carinho. Não havia nada de errado com isso, mas sempre que acontecia, sentia uma imensa saudade de casa. A mãe ainda a tratava como a garotinha que tinha saído de casa para viver um sonho e ajudar a família.
Tinha crescido muito, ouvido muitas críticas, se esforçado em dobro, mudado de escola bruscamente, perdido contato com todas as pessoas que eram importantes para ela, e assistido vários colegas serem dispensados de um dia para o outro, com o medo de acontecer o mesmo com ela, ano após ano.

Isso a fez deixar de ser aquela menina. Já era até “mãe”... Era até maior de idade. Quando parava para pensar nisso, lhe dava uma certa angústia, porque mal tinha debutado e já começava uma ampulheta contando os dias que ainda poderia se apresentar no palco sem parecer “velha”.

Esse sentimento ficava mais forte naquela época do ano. Porque, em breve, inclusive, faria aniversário. Mais especificamente no dia 20 de outubro. Mesmo não ficando mais velha nos padrões coreanos, ela sempre pensava no ano anterior.

Essa era a primeira vez que podia passar por aquela data sem a incerteza de quando finalmente poderia fazer parte de um grupo. Agora era Gyuri, do Oh My Venus. E não sabia o que viria pela frente, mas queria se esforçar.

Será que esse ano ganharia uma folga em seu aniversário para visitá-los? Nos primeiros anos, teve medo e não se atreveu nem a pedir, porque era novata, não podia exigir algo assim. Porém, com o tempo, ela ao menos tentou. Dessa vez, estava morrendo para vê-los também.  A diferença é que seria a primeira vez que pediria diante das promoções de comeback.

Pressionou os lábios vermelhos e segurou as lágrimas brotando nos olhos maquiados, lendo a mensagem mais uma vez, para respondê-la.

Send
8:45 A.M.
Ommoni
Ommoni
Sinto sua falta, mas sei que você está batalhando por seu sonho. Continue focando em seus objetivos e lembre-se sempre que você tem nosso apoio e amor sempre que quiser!Saranghae! Fighting!

Omma! Não acredito que gravaram!!!
Sério que appa ficou bravo com as roupas? Hahahaha. Eu juro que não as escolho. Por favor, diga isso a ele.
Dongie gostou? Ele está bem? Como estão todos?
Não se preocupem comigo, eu estou bem e feliz. Obrigada por sempre me apoiarem. Saudades, sempre. Amo muito muito vocês.


Engoliu em seco e observou o plano de fundo do celular, que era uma foto com seu irmãozinho. Em breve ele começaria a se tornar um homenzinho também, e ela tomava um susto toda vez que voltava para visitá-lo.

Quando estava pensando nisso, teve a atenção chamada por alguém batendo na porta, com um belo buquê. Quem seria? Olhou um pouco preocupada, mas levantou-se, em caso de precisar fazer uma reverência ou quem sabe o que seria aquilo. Seus olhos encontraram a raposa e um sorriso prontamente se formou em seu rosto e ela correu para dar um abraço apertado nela.


- AAaaaa sua bobonaaa - deu uma agarradinha nela e a ajudou com as mãos ocupadas, antes de abraçá-la novamente. - Ommo!! Que saudade!! O que está fazendo aqui?? Como é que você está??? Está se cuidando? Pequenina! Vou te apertar e te levar comigo
avatar
Dorama
Localização :
Sokcho, Gangwon-do, Coreia do Sul

Data de nascimento :
20/10/1997

Mensagens :
66

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 08 de Outubro - Comeback To The Show

Mensagem por Starry Night em Sab Nov 24, 2018 9:48 pm

90 Dias

Segunda-Feira, 08 de Outubro de 2018. 8:48 A.M.



- Awn, Komawo, unnie… - Yuri fez um beicinho para Gyuri. - Não gosto de ser indelicada com os fãs, mas eu realmente morro com os bichinhos normais. - Esfregou o nariz de novo só de pensar. - Bom, mas eu prometo que vou dar o meu melhor mesmo!

Quanto ao comentário sobre Yojo estar em fase de crescimento, todas receberam com uma risada divertida. A convivência do Oh My Venus era muito melhor do que podiam imaginar.

Sempre havia especulações e teorias conspiratórias sobre como os idols viviam. O jeito de Yojo levantava rumores de que poderiam ter muitas tretas internas e o fato de uma ex-integrante ter mais popularidade do que atuais também levantava algumas especulações. Porém, ali havia um nítido meme: expectativa x realidade. Quem não tinha mais o que fazer da vida além de criar fake news ou histórias sensacionalistas, imaginava uma briga de ego e vaidades, mas na verdade, todas vivam muito bem e se respeitavam mutuamente.

Gyuri era amada por ser preocupada e querida. Muitos até poderiam confundir sua alcunha de omma com líder, mas dentro de casa, elas se entendiam muito bem e Lena adorava poder compartilhar conselhos e opiniões com ela, apesar dela ser a dona das decisões mais pesadas.

Quando Juny precisou sair do grupo, elas imaginaram que podia ser o fim. As mais novas realmente ficaram desesperadas, mas Lena e Gyuri seguraram tudo e se ajudaram mutuamente para reerguer o grupo. A mudança total no estilo as deixou surpresas e até mesmo um pouco aflita, mas com o companheirismo e apoio, elas seguiram em frente. Houve muito contato com os fãs antes do comeback, mostrando making off e pequenas surpresinhas. Portanto, assim que o clipe saiu, ele teve muitas visualizações curiosas e desesperadas, além de um retorno extremamente positivo.

A K.T agradecia pelo comportamento dócil dessas meninas. Até quando duraria, era difícil saber, mas era muito mais fácil moldá-las ao seu gosto sendo assim do que ter que lidar com as veteranas que tinham mais consciência do verdadeiro mundo em que elas tinham se metido.

O grupo seguiu até a sede da agência, onde aconteceria o fanmeeting e outros compromissos. Gyuri sempre era muito atenciosa com seus fãs e acenava mesmo ciente de que a janela era escura e espelhada. De fato, sempre havia aquele mais atento a quaisquer detalhes - o tipo de pessoa que guardava com carinho até o papel do ingresso ou a pulseira de evento. Ela veria quando pessoas gritaram por ela, jurando que o “tchau” tinha sido para ele. Até podia ser, mas para essas pessoas, qualquer manifestação parecia feita diretamente para elas.

Durante a preparação para o encontro, Gyuri teve um momento de folga com o seu celular. A mensagem da mãe não pretendia causar tanta emoção nela, mas querendo ou não, sempre dava um aperto mesmo. Pelo menos agora ela sabia que os pais estavam orgulhosos dela - apesar do pai ficar revoltado com os trajes usados. O reconhecimento veio, ainda que cobrasse um preço muito caro - todos aqueles anos que ela passou construindo um nome cobraram o tempo que tivera com sua família. Pouco viu do crescimento do irmão, das pequenas alegrias que eles compartilhavam e até mesmo da vida normal de uma criança, adolescente e agora jovem adulta.

Como começou desde cedo, aquela era a única vida que ela conhecia de verdade.

E quando não tivesse mais idade para ser de um grupo? Sim, pois todos começavam sabendo que dariam disband em algum momento. O que seria dela? Era o tipo de angustia que substituiu o pensamento pessimista sobre a demora do debut. No fim, ela parecia sempre correndo uma maratona contra o tempo.

Os pensamentos tristes cessaram no instante em que uma pessoa entrou na estação de maquiagem. Escondida por um lindo buquê das únicas flores as quais Yuri não tinha muitos problemas e cheia de bichinhos fofos de plástico grudado numa espécie de “gamadinho/agarradinho’ ao buquê, Juny fez uma surpresa para suas meninas.

Gyuri já estava pronta e foi a primeira a se manifestar. Ela deu um grito enquanto largava tudo e corria até Juny. Lena e Yuri também começavam a se aproximar enquanto Yojo e Nagyung estavam se maquiando. Juny continuava com aquela expressão de alegria enquanto via sua amada omma se aproximando. Tão logo as mãos ficaram livres, elas se abraçaram forte.

- Eu também estava morrendo de saudades!! Queria ter vindo antes, mas não pude!! Hoje implorei para o meu oppa que me trouxesse com ele. Ele veio pegar o roteiro do próximo dorama...hihihih… - Disse orgulhosa e se afastou um pouco para encará-la. - Você está cada vez mais linda, unnie!!! Aiin, não importa o estilo, você e as meninas ficam maravilhosas.

Agarrou de novo.

- Só tenho motivos para me orgulhar de vocês! Vocês viram a fila lá fora?? - Arregalou os olhos, chocada. - Pedi para fazer o making off de hoje e deixaram. Acho que vão aproveitar a ideia para montar um diário do OMV! Espero que não fiquem bravas comigo.

- Brava com você?? Nunca! - Lena se aproximou um pouco mais e a abraçou. - E como tem passado? Está tudo bem?

- Neee...Estou tomando os remédios e os exames estão bons. Vou poder operar em breve, mas mesmo fazendo repouso, precisei vir ver minhas unnies! Vocês estavam lindas ontem!! E como foi reencontrar o Strike? Uwaaa, eles cantaram Beautiful!! Eu dei um gritinho em casa. Foi emocionante para você também?

Juny não tinha jeito. Apesar de ter um problema na garganta e ficar impossibilitada de cantar de novo, ela era muito tagarela e não conseguia evitar. Quando juntava com Yojo era terrível, mas extremamente divertido. Indicou o buquê com os bichinhos que estavam ali.

- O Panda Vermelho é seu,  óbvio! E tentei achar os bichinhos de vocês. Sabia que o seu está ficando popular, unnie? Você está lançando uma tendência. - Riu divertida.

[Mais informações do OMV, você encontra >Aqui<

Acompanhe os acontecimentos através da Linha Temporal

Pegue seu template >Aqui<]


avatar
Dorama
Localização :
Coréia do Sul

Mensagens :
87

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 08 de Outubro - Comeback To The Show

Mensagem por Nam Gyuri em Dom Nov 25, 2018 3:25 pm

8 de outubro
When people see shiny things they always want it

shining so bright yet the light's fading

O comportamento amável de Gyuri em relação às outras se devia aos anos de treinamento. Tinha visto muitas fraturas, lágrimas, desistências, demissões, doenças, desculpas, ausências e inseguranças para enxergar em todas aquelas meninas, de seu grupo ou não, pessoas como ela, que tinham medos e fraquezas. Por esse motivo, ela sempre se empenhou em apoiar as demais, mesmo quando isso significava guardar os próprios defeitos em uma caixinha no coração.

Quando havia um clima de desavença ou incerteza, Gyuri vestia a capa da diplomacia e tentava intervir. Encontrou em Lena uma aliada nesse sentido. No início, quando a possibilidade de formar o grupo já não era mais um sonho, até gostaria de se tornado a líder do grupo e isso a deixou insegura, mas a partir do momento que a aquela decisão foi firmada pelos donos, aceitou e neutralizou todo e qualquer sentimento de inveja, buscando na garota um apoio e fornecendo suas habilidades apaziguadoras para ajudá-la.

Esse era um resumo de sua personalidade: uma jovem que despriorizava seus desejos para poder manter o equilíbrio do grupo acima de tudo. Ela tinha que ser um exemplo. Se ela parecesse bem, então continuariam.

Foi assim quando mudaram de conceito: sentiu um calafrio na espinha de imaginar  o desafio de sensualizar no palco e o quanto aquilo poderia incomodar seu pais ou até que ponto elas teriam que ser sexy. Estava apavorada com a idea até a primeira aula da nova coreografia. Guardou toda aquela ansiedade para si, sem passar para as demais ou causaria um pânico. Não se arrependia disso: geralmente, suas preocupações não passavam de um susto passageiro. Exceto quando Juny saiu.

Nesse caso, ficou realmente abalada, e dedicava momentos secretos com a garota, para dar abraços fortes dela enquanto falava que ficaria tudo bem, mesmo acreditando que não ficaria. Quando ela foi embora, achou que o grupo acabaria. Viu no rosto de cada uma a tristeza daquilo. Tomava banhos mais demorados ou ficava minutos a mais na sala de treinamento para chorar sua ausência. Sempre tentando não transparecer demais. Daí sua máscara transmitida para o público: madura, tranquila, adulta… mãe.

Era difícil não ter uma omma para desabafar por perto durante tanto tempo de crescimento, e, no fundo, havia muitas partes nela que permaneciam mal desenvolvidas enquanto criança, adolescente e, agora, jovem adulta.

Enfim, às vezes isso ficava evidente, especialmente para pessoas mais íntimas, porque ela conservava algumas reações dóceis de uma pessoa mais nova, como foi quando reencontrou sua “filha”.

- Muito obrigada, pequenina    - abriu um sorriso largo quando foi elogiada.   - Você me parece bem, mais coradinha. Fico feliz. Seu oppa está cuidando bem de você? - fez um carinho no rosto dela, ao lado da máscara. - Sim! Eu não sei se um dia vou me acostumar com tanta gente! - Ela a abraçou de volta, e depois tentou ajudar com o buquê, o qual espiou com interesse, mas a menina falava de outros assuntos.

-Jinjja? Vai fazer nosso making off? Wa... Daebak!! Você com certeza nos ajudou muito com seus vídeos! Você viu quantas curtidas teve a nossa foto juntas??? Eles gostam muito de você.  

Ouviu atentamente ao relato da menina sobre seu estado de saúde. Sentia um aperto toda vez que ela falava daquela cirurgia, mas imaginava o quão pior deveria ser para ela falar sobre isso. Devia estar morrendo de ansiedade.

-  Vai dar tudo certo! Por favor, conta pra gente quando for fazer. Quero estar com você, e definitivamente vamos te visitar.   - sorriu.

A menção da noite anterior trouxe boas memórias. Ela balançou a cabeça positivamente, com as bochechas infladas. Levou a mão ao peito.

- Definitivamente! Eu senti como se estivesse gravando aquele clipe de novo. Me deu vontade de subir lá e fazer minha parte, mas acho que não teria coragem hoje - riu e colocou a mão na frente, corada.   - Aigo, algumas cenas foram tão embaraçosas…  

Na época, foi chamada tão de repente que ela compareceu de forma profissional e concentrada, mas, hoje, se soubesse como o clipe seria editado, provavelmente ficaria nervosa com isso.

- Mas sim, foi muito especial. Que bom que gostou da nossa apresentação também! Uwa..  Estávamos tão nervosas... Pena que a Tori-nim caiu… - fez uma expressão mais séria. - Eu senti em mim aquilo. Será que ela está bem?

Olhou para o buquê e pegou sua parte, distribuindo entre as demais garotas, ou deixando ao lado deles, conforme não estivessem prontas, depois voltou e girou a dela na frente do rosto.

- Waaa… Gwee yoo!! (“que fofo”/cute)  - deu risada após um sorriso largo. -  Verdade? Eles estão ficando famosos? Eu queria tanto ir ao zoológico… Por que não podemos filmar um making off lá? Nossa videomaker especial podia sugerir, e aproveitamos para passar um dia juntas…..  Quando você for liberada  - reforçou, fazendo uma cara de “omma” brava.
avatar
Dorama
Localização :
Sokcho, Gangwon-do, Coreia do Sul

Data de nascimento :
20/10/1997

Mensagens :
66

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 08 de Outubro - Comeback To The Show

Mensagem por Starry Night em Ter Nov 27, 2018 4:40 pm

90 Dias

Segunda-Feira, 08 de Outubro de 2018. 9:05 A.M.



- Ung! Meu oppa está cuidando muito bem de mim e também têm sido bom receber tanto apoio dos Lovelysz - Fez um coração com o polegar e indicador de uma das mãos. Fechou os olhos, numa expressão extremamente graciosa e grata pelo gesto de carinho ao receber o afago no rosto. Abriu os olhos novamente e riu do comentário sobre multidões. - Você nasceu para isso, unnie! Não duvide disso nem por um segundo.

O abraço foi verdadeiro e logo deixou que Gyuri segurasse o buquê ou mostrasse para as outras. Caso ela não mexesse, Lena ajudaria a tirar o buquê dos braços de Juny para que elas pudessem conversar melhor e, também, mostrar para as outras meninas.

- Jinjja! - Confirmou - Eu vi!! Fiquei impressionada! As pessoas gostam muito da gente, né? Não só de mim, unnie! Eles também te adoram! Você viu os shipps? - Levou a mão até a boca, rindo daquela história. - Aigoo, as pessoas têm cada ideia!!

Quanto à sua saúde, Juny optou por um discurso breve e leve, sem muitos detalhes. Sabia bem de sua condição e, ainda que as pessoas disfarçassem bem, ela também conseguia reconhecer o olhar mais temeroso aqui e ali. Por isso, ela sempre passava uma mensagem otimista e partia para o próximo assunto. Queria falar do sucesso de suas amigas, perguntar sobre as impressões da noite anterior! Focar em coisas boas e não levar tristeza para elas. Já passavam por pressão demais para ainda ficarem se preocupando com ela.

A pergunta sobre o reencontro com o Strike foi direcionada para sua unnie-omma e deu uma risadinha com a resposta.

- Eu imagino o susto! E você bem seria capaz de fazer isso, considerando que sabe a coreografia toda!

As outras meninas concordavam. Era uma das músicas que elas faziam cover e todas dançavam bem, apesar de Gyuri ser a que mais representava o single por conta de sua aparição no clipe. Só ficaram um pouco mais sérias quando ouviu sobre Tori. Juny meneou positivamente.

- Também fiquei triste com aquilo e você nem faz ideia das coisas que estão falando dela nas redes sociais. Vindo pra cá, eu vi que uma menina do Bubble Gum começou uma live a defendendo, mas não cheguei a ver tudo. Foi corajoso e mostra empatia, mesmo sendo de agências diferentes, né? Bom, eu não tenho o número dela, mas vou transmitir alguma mensagem depois...Ou talvez não, eu não sei. - Coçou a cabeça. - Porque eu não quero voltar ao assunto se ele acabar morrendo ao longo do dia…

Mas não ia, aquela história ainda criaria ecos pelo menos para Tori por um bom tempo. O assunto mudou de novo, indo para os pandas vermelhos. Graças ao gosto de Gyuri e sua popularidade, era possivel ver pelos mercados de Seul mais bichinhos daquele aparecendo. As pessoas geralmente pediam pokemon, pandas, gatinhos, unicornios, mas não tanto o panda vermelho. Agora, contudo, o bichinho ganhava espaço e os fãs de Gyuri agradeciam - ela ainda mais!

- Seria uma boa ideia, hein?? - Juny brincou. - Mas aqui, você já tá pronta ou tá meio sem tempo? Lena-unniiee… - Fez um beicinho. - Será que unnie e eu podemos dar uma volta pro making-off? Não vamos demorar, quinze minutinhos...jebal.

Lena olhou para o relógio e para Gyuri, vendo que ela já estava com a maquiagem, cabelo e figurino pronto - a roupa estava escondida por um robe comprido.

- Ung, tudo bem! Só não vá para muito longe, hm? Pode ser que nos mandem fazer alguma coisa...Tente volta antes das ahm...9:20, pode ser?

Juny foi balançando a cabeça cada vez mais rápido e puxando a amiga pelo braço. Não teria muito o que filmar ali, principalmente porque Nagyung morria de vergonha do próprio rosto sem maquiagem e Yuri também estava sofrendo com a alergia. Porém, com a credencial da agência, Juny podia passear um pouco pelas áreas permitidas e brincar com a melhor amiga.

Tão logo saíram, ela virou o visor da câmera - profissional, não do celular porque depois editaria o vídeo. As duas apareceram no visor lateral e puderam se ajeitar um pouquinho antes de começar a gravar.

Musiquinha para o tour acelerado pela KT:


As duas faziam gracinhas para a câmera, tendo Juny escondida pela máscara. Às vezes passavam por um modelo ou ator famoso, dando um jeito de filmar bem discretamente. Apontavam algumas salas da sede, mas apenas os espaços que eram permitidos mesmo. Como Lena deu um espaço ainda maior para que ficassem juntas, o tour não foi apenas pelos corredores próximos à estação de maquiagem. Claro que também não veriam o prédio todo, mas elas estavam rindo e brincando, bem vloggueirinha. Juny provavelmente encheria a conversa de efeitos, dando toques de humor nela.

- Você lembra como a gente tremia no dia que assinou o contrato? Eu estava em choque, minha assinatura saiu pior do que quando aprendi a escrever.

Juny riu do proprio desespero, esperando pela parte de Gyuri. Porém, os olhinhos dela foram até a janelinha, vendo três figuras que surgiam no fim do corredor. Arregalou um pouco os olhos por conta do porte que eles tinham e cutucou de leve Gyuri, principalmente se ela começasse a falar algo embaraçoso demais.

Três dos nove rapazes do Strike estavam se aproximando. Apenas os três mais bonitos e populares dele. Estavam usando sobretudo e óculos escuros, ainda se recompondo da chegada - tinham acabado de sair da friagem e se aproximavam de onde elas estavam por conta do elevador. Eram eles: o visual Sunwoo e sua aparência sempre impecável, o rapper líder Seyoon e suas covinhas fundas que surgiam até quando ele falava e a face do grupo, YooChan.

YooChan era o garoto mais sexy que aquelas meninas já tinham conhecido, mas somente quando estava no palco. Fora dele, ele tinha uma postura bem tímida e humilde, usando até mesmo seus óculos de grau - e isso o deixava ainda mais charmoso. Já Sunwoo era um rapaz vaidoso e extremamente consciente de sua própria beleza, às vezes um pouco arrogante por isso. Seyoon era um rapaz carismático, de sorriso fácil, muito agradável de se conviver, além de cheiroso - o perfume dele era marcante.

YooChan andava com a cabeça um pouco abaixada e um fone de ouvido pendurado na orelha.


Seyoon olhou para as meninas e deu um sorriso, atraindo a atenção de Sunwoo para ver quem eram.




[Mais informações do OMV, você encontra >Aqui<

Acompanhe os acontecimentos através da Linha Temporal

Pegue seu template >Aqui<]


avatar
Dorama
Localização :
Coréia do Sul

Mensagens :
87

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 08 de Outubro - Comeback To The Show

Mensagem por Nam Gyuri em Ter Nov 27, 2018 8:22 pm

8 de outubro
When people see shiny things they always want it

shining so bright yet the light's fading

Juny era sempre um frescor de otimismo. Talvez por isso tivessem se dado tão bem. Tinha perfeita ciência de que ela estava passando por momentos muito difíceis, mas ela continuava sorrindo e estimulando o crescimento das meninas. Era de partir o coração, mas queria ajudá-la a continuar tendo forças e não falar demais sobre sua doença.

- Aigo, eu vi!! - colocou a mão na frente da boca. - Eu demorei para entender, achei que era, sabe, nossa amizade, coisas assim… - riu.

Elas pularam o assunto desagradável sobre a delicadeza da saúde da ex-OMV e acabaram falando sobre a apresentação. Gyuri concordou com a cabeça e, por um momento, imaginou como seria se ela tivesse subido ao palco para apresentar Beautiful. Agora que também tinha debutado, não parecia uma ideia tão absurda, mas por isso mesmo ficava com mais vergonha do que antes.

Falando em vergonha, Gyuri já imaginava, mas não sabia que o tombo de Tori tinha tomado tantas proporções. Fez cara de surpresa ao saber que uma garota de outro grupo decidiu se manifestar. Provavelmente ela teria que enfrentar problemas internos.

- Vocês acham que devemos falar algo nas redes sociais? Somos da mesma empresa… Não sei se (o/a) PD-nim ficaria muito nervoso(a) com a gente por fazer isso, mas acho que vou escrever algo…  Se tanta gente de fora está mostrando seu apoio, penso que talvez não seja um problema se falarmos algo também… Mas com cuidado - comentou um tanto preocupada e pensando no que fazer.

Não era muito bom tomar muitos riscos como a garota do Bubblegum, mas gostava e respeitava mesmo seus sunbaes. Tanto que fez questão de aplaudi-las em pé mesmo após a queda. A empresa não dava muito espaço para atitudes daquela. Uma fala errada em uma rede social sendo uma novata causaria muito mais dano para ela do que para uma pessoa consagrada. Nessa horas gostaria de ser segura de si como sua aparência transmitia, mas tinha uma ideia do que fazer.

Tirou uma foto daquela flor fofinha e seu bichinho, e ponderou quão estranho seria fingir que a noite anterior não tinha acontecido e começasse a escrever sobre seu dia… Seria melhor se tivessem recebido ordens expressas. Ela funcionava melhor quando tinha que simplesmente segui-las.

- Obrigada, líder, eu não vou atrasar! 9h20, pode deixar - anunciou e saiu com a mais nova.

Tinha um clima de folga e nostálgico andar com Juny pelos corredores da KT. Diante da câmera da amiga ficava muito mais relaxada do que com equipes robustas. Ela parecia bem mais natural e alegre no vlog do que com seus olhares misteriosos ou meio distantes das filmagens profissionais.   Parte disso era a saudade e como a menina a fazia sentir-se mesmo com uma irmãzinha.

-  Eu assinei? Eu não sei se assinei. Eu estava completamente em outro mundo!! Dormi tão pouco que acho que pensei que era parte de um sonho!  - seu sorriso bobo deu lugar a uma boca surpresa, enquanto virava o rosto. Esqueceu completamente o que estava falando.


Podiam até ser consideradas “idols” no dia de hoje, mas Gyuri não conseguia se sentir nesse patamar. A aparência daqueles garotos era muito acima da média, parecia ser realmente de outro mundo. Não havia meninos assim em Sokcho, e ela não ficava saindo muito da empresa ou interagindo muito com os trainees para se acostumar. Ela sentia-se como uma mera fã.  Mesmo em relação a YooChan, que tirava a capa da sensualidade no campo, era como conhecer um segredo dele. Eles tinham alguma noção de que elas estavam olhando feito bobas para lá? Tinha certeza que sim, mas como fazer para não admirá-los, quando até o cheiro que deixavam no ar era agradável?

Um dos motivos para que tivesse aquela aura “adulta” e “misteriosa” era porque diante das celebridades, ou melhor, seus sunbaes e colegas de trabalho mais famosos, ela ficava bastante nervosa,  como uma colegial, mas não transparecia. Ela transformava essa ansiedade em uma expressão plácida de nobreza Joseon. Fazendo longas pausas de pura contemplação, enquanto pensava no que fazer e tentava se controlar. Seus olhos observaram bem cheios aquelas atenções, e sorriso lindo, na direção delas,  mas os lábios se juntaram em uma linha educada. Suas mãos se uniram na frente do corpo, e ela se curvou formalmente, deixando os cabelos fazerem o trabalho de cobrir o rosto.  

-  Joeun achimimnida (bom dia), sunbaenim - retornou aos poucos, portando um sorriso gentil e expressão controlada.

- Parabéns pelas apresentações de ontem. Vocês souberam como salvar a noite - falou bastante calma, embora quisesse dizer o quanto ficou empolgada com a música “dela”, que ficou chocada e emocionada, e que cantou o tempo todo.

Não, isso os veteranos não precisavam saber. Pelo menos, não com aquela intensidade toda. Seus sentimentos bobos e verdadeiros sobre as coisas eram uma exclusividade das pessoas mais próximas. No mais, ela era prezava pela discrição.
avatar
Dorama
Localização :
Sokcho, Gangwon-do, Coreia do Sul

Data de nascimento :
20/10/1997

Mensagens :
66

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 08 de Outubro - Comeback To The Show

Mensagem por Starry Night em Sex Nov 30, 2018 6:03 pm

90 Dias

Segunda-Feira, 08 de Outubro de 2018. 9:05 A.M.



Lena ponderou sobre a indagação de Gyuri a respeito de uma postagem apoiando Tori ou não. Suspirou, pensativa, batendo de levinho o dedo indicador em seu queixo.

- Eu realmente não sei. Na verdade, eu tenho um pouco de receio de postar nas redes sociais assuntos mais polêmicos. Por que na folga, não damos uma olhada para ver se algum sunbae se pronunciou? Acho que eles são nossa referência quando não nos dizem exatamente o que fazer. - Suspirou. - De todo modo, talvez algo neutro ou uma mensagem positiva sem deixar nomes possa ser o suficiente para entenderem nossa posição. Só tenhamos cautela, hm?

O receio da líder era fundado nas vezes em que algum trainee foi chamado a atenção. Nem mesmo elas foram imunes a isso uma vez, quando Yuri curtiu uma postagem teoricamente feminista no instagram que falava do padrão de beleza. A produtora mandou que descurtisse tão logo percebeu que ela tinha feito isso - ela seguia todas as meninas e tinha notificações sobre suas postagens e andanças pelas redes sociais. Por isso Lena não sabia como proceder no momento e não queria que as meninas acabassem sofrendo alguma punição ou chamada por se meterem num assunto tão sensível à empresa.

A cautela sempre era o aliado nessas horas.

Quanto à questão do horário, Lena não via problemas delas saírem um pouco, até porque Juny estava ali “à trabalho” para filmar algumas coisas dentro do making off. O problema era que as meninas tinham vergonha de serem vistas sem maquiagem e, como Gyuri já estava pronta, não teria problema de dar uma volta por aí.

O tour pela KT era recheado de boas - e dolorosas - lembranças para as duas. Juny apontava alguns pontos específicos confidenciando momentos que as duas choraram e riram juntas. O vídeo tinha um sabor doce amargo porque, no fundo, era um recordar pré-operatório da filhinha de Gyuri. Ela estava morrendo de medo, mas como sua unnie nunca deixava nada transparecer, ela também seguia esse caminho, cheia de resiliência e otimismo, demonstrando que sempre estava tudo bem.

Quando, na verdade, ela queria se esconder debaixo da cama/coberta ou no abraço de um amigo e chorar bastante por conta do medo que sentia.

Para deixar esses momentos sensíveis e tristes de lado, ela trazia histórias engraçadas, como o dia que assinaram o contrato para a line up do novo girl group da agência. Juny estava dando uma risada gostosinha por trás da máscara quando os três idols surgiram na telinha. Ela puxou o ar e cutucou Gyuri para que tomasse cuidado com o que fosse dizer.

Virou-se com sua unnie, mas agora não conseguia se segurar tanto quanto ela. Os olhos estavam brilhando e dava para ver que sorria, cheia de expectativa apesar da máscara esconder sua boca.

Os rapazes acabaram por notá-las, até porque seria muito difícil de fazê-lo, considerando a beleza extraordinária que Gyuri emanava e o carisma natural de Juny. Dos três meninos, Seyoon era o mais simpático e Sunwoo o mais antipático. YooChan era um pouco distraído, mas tão logo percebeu que os amigos reparavam em alguém, puxou o fone e olhou para a frente.

- Joeun achimimnida - Eles responderam quase que em uníssono também, fazendo uma leve reverência.

YooChan era mesmo tímido e a beleza de Gyuri com sua aparente altivez era algo difícil de lidar. Durante os clipes, ele precisou de muita concentração porque como era a face do grupo - e o ator também - ele foi o principal protagonista de Beautiful e tinha mais cenas com ela, apesar de todos os outros oito se sentirem hipnotizados por sua beleza. Ele foi extremamente respeitoso com ela, pedindo licença a cada cena mais romântica - até por ela ser mais nova e inexperiente, ele achava.

Não dava para dizer exatamente com quem ela teve mais química em cena, mas YooChan foi o que ela passou mais tempo. Ele manteve a cabeça erguida, encarando as duas, mas achou que Gyuri não estava à vontade e voltou o olhar para Juny.

- Vocês estão gravando, é? - Perguntou num tom quase divertido, mas ao mesmo tempo em que Gyuri fez a pergunta. Fez um “o” com a boca e pediu desculpas, permitindo que a pergunta dela fosse respondida primeiro.

- Komawo! - Seyoon tomou a vez. Ele tinha um astral naturalmente envolvente e o sorriso era da mesma categoria de Tae Yoon dos GB: era difícil não sorrir junto dele quando os olhos viravam duas “gaivotinhas”, não era nem meia lua, de tão riscadinho que ficava. E foi o que ele fez no momento em que recebeu o elogio. - Você e seu grupo também estavam ótimas ontem! Completamente diferente do debut. Eu estava bem curioso para ver como seria, mas depois do clipe, eu sabia que seriam um sucesso também. Parabéns!

YooChan concordava, meneando positivamente. Sunwoo era o único que se mantinha mais distante. Assim como Gyuri, ele tinha aquela beleza plácida de um príncipe, mas ele não estava  segurando nada. Era arrogante mesmo, por ser ciente de seu talento e de sua popularidade. Ele deu um sorrisinho que podia ser interpretado como pressa para ir embora ou simpatia - como eram incapazes de ler a mente dele, parecia só um sorrisinho de conversa agradável.

Com Sunwoo foi um pouco mais difícil de lidar nas gravações porque ele foi um pouco grosso com a staff e também reclamava da iluminação ou posicionamento da câmera. Contudo, ele era encantador mesmo e as pessoas acabavam cedendo aos seus caprichos, como se fosse de suma importância agradá-lo. Quando ela gravou com Seyoon, o difícil foi se concentrar...Ele sabia relaxar as pessoas, tinha um perfume gostoso, uma voz grossa agradável aos ouvidos e contava boas piadas para tirar a tensão. Pena que foram poucas cenas com ele - foram divertidas.

Juny suspirou, tombando a cabeça para o lado.

- Ne… - Murmurou e arregalou os olhos. - Nee, ne, nee, oppa… - Abaixou a cabeça. - Eu estou fazendo um making off do dia de hoje do OMV. Oppas...Gostariam de aparecer? Ou melhor, nos dariam a honra de aparecer…?

- Estamos com pr… - Sunwoo começou a falar, mas foi interrompido.

- Kure! Vamos dar um oi, pessoal. - Seyoon bateu no ombro de Sunwoo que respirou fundo e puxou YooChan para perto.

- Tira esses óculos pelo menos. - Sunwoo reclamou.

- Eu não vou enxergar nada. - YooChan tentou argumentar, mas o outro arrancou os óculos.

Quase que numa sindrome de Superman, YooChan virou outra pessoa. Não via um palmo à sua frente, mas fez uma cara confiante e tão logo Juny ligou a câmera de novo, ele deu um sorriso confiante e envolvente, bem típico da face do Strike.

[Mais informações do OMV, você encontra >Aqui<

Acompanhe os acontecimentos através da Linha Temporal

Pegue seu template >Aqui<]


avatar
Dorama
Localização :
Coréia do Sul

Mensagens :
87

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 08 de Outubro - Comeback To The Show

Mensagem por Nam Gyuri em Sab Dez 01, 2018 5:06 pm

8 de outubro
When people see shiny things they always want it

shining so bright yet the light's fading

Lena esclareceu bem o assunto para todas. Era melhor não serem fervorosas nas redes sociais. Gyuri sempre evitava qualquer tipo de problema com a CEO, sempre seguindo as regras e tentando não se tornar um estorvo. Não era a primeira vez que tinha acontecido uma queda da vocalista do Seven Wonders, mas era a primeira vez que elas também estavam lá. Por isso gerava a duvida generalizada no grupo.

- Ye! Pode deixar, Lena - prometeu com tranqulidade.

[...]

O passeio entre as duas amigas era bastante nostálgico.  Juny era tão presente na vida delas que, agora de pertinho, parecia até que ela faria parte do fanmeeting sentada à mesa com elas.
Porém, a máscara e a ausência de linhas e um figurino atual que ela associasse a nova música à menina a lembravam que ela não estava mais por ali. Ainda era um pouco estranho para ela, mas seu afastamento foi por uma decisão médica, não comportamental ou da empresa, então isso tornava as coisas mais fáceis de engolir, como se o simples fato de que ela estava fora do OMV fizesse com que ela já melhorasse um pouquinho automaticamente.

Começava a lembrar de histórias engraçadas, e outras agridoces, como a primeira vez que viu cada uma das meninas, em especial Juny, e momentos que passaram treinando juntas, antes de saber que seriam de um mesmo grupo e quantas de fato seriam aceitas. Deu um abracinho nela pelas costas ao avistar um canto com um banco externo, sem mencionar o que tinha acontecido para a câmera, mas lembrava-se que a menina já a tinha visto chorando também quando estava com medo de ficar mais um ano sem ser destinada a nenhum fim específico na empresa. Foi quando viu meninas novas aparecendo. Achou que seria mandada embora, descartada. Mas estava errada. Não só tinha debutado, como tinha recebido apoio da ‘rival’ novinha, Juny. Isso só elas sabiam, não precisava vazar para as câmeras. E, por isso, Gyuri mantinha a voz  e o assunto leve, bem animados para lá.  Um sonho. Era isso que viviam.

A viagem emocional teve uma pausa quando os veteranos chegaram, tirando-as dos eixos, de maneiras diferentes. Gyuri também tentava equilibrar a reação de Juny para reduzir de alguma forma o poder invisível que eles exerciam sobre elas. Eram tão maravilhosos que era difícil focar o olhar em um só, apesar de que Sunwoo parecia ter uma aura própria de mistério que repelia um pouquinho as intenções.

Era impossível não lembrar-se do momento da gravação, principalmente porque na noite anterior eles estavam dançando e cantando “sua” música.

Dos três, sentia-se mais à vontade com Yoo Chan, porque ele foi um cavalheiro muito respeitoso e fez com que se sentisse mais à vontade. Ela tinha aparecido para gravar com uma expressão séria e enigmática, toda tensa por dentro, mas tentando parecer profissional, apesar de ser a menos experiente ali.  Quando foi gravar com Yoo Chan, o jeito que ele a olhava a fez sentir-se menos insegura, porque ele não transparecia arrogância. Pelo contrário, ele lhe deu todos os subsídios para que conseguisse relaxar um pouco. Em retribuição, ela foi o mais educada e gentil possível, tentando ao máximo não atrapalhá-lo nas gravações. Começava a funcionar muito bem quando ele lhe pediu licença. Porque, de fato, era muito inexperiente, mas conseguia ficar no lugar sem tremer quando ele precisava se aproximar. Podia-se dizer que era o membro do Strike que a deixava mais tranquila, porque ela sabia que ele era gentil.

Deu um sorriso de “tudo bem” quando ele transpassou sua pergunta e balançou a mão num gesto leve. Admirava a educação dele, tornando-o uma pessoa em alta estima em sua vida. Achava que mais pessoas deveriam ser assim como ele e tentava ser assim também com as outras pessoas.

- Sim, é o vlog da Juny  -  foi breve só para não deixá-lo no vácuo, e olhou Seyoon.

Aquele homem tinha o sorriso mais lindo que ela conhecia. Piscou e o observou atenta, porque sabia que precisava de toda concentração para não sorrir com ele. Mesmo assim, formou um sorriso leve em resposta, enquanto seus olhos já estavam mais alegres e transparentes. Agia assim por causa das memórias que tinha com eles, e porque, agora, olhando para trás, pensava o quanto foi óbvia em suas reações na época, mesmo tentando se segurar, então ficava sem jeito.


Além do sorriso, que a deixava intrigada desenhando mentalmente suas “gaivotinhas”, ele tinha uma marca registrada: um perfume delicioso que tirava sua concentração nas cenas. Como não tinha o mesmo jeito extra-preocupado e cuidadoso de Yoo Chan, ela ficou muito mais tensa quando foi gravar com ele. Sem querer dava um passo para atrás ou recuava o corpo em algumas cenas que deveria parecer mais segura.  Mas é porque ele tinha aquele combo matador que mexia com todos os sentidos de uma vez. Provavelmente ele tinha percebido isso na época, porque eles fizeram uma pausa para piadas, e ele conseguiu arrancar dela o sorriso de menina leve, em vez da capa de profissionalismo ou de princesa Joseon. Depois daquilo, ela conseguiu gravar com ele como se a cena fosse uma brincadeira. E no fim, ficou até esperando por mais.

Era muito bom ouvir um elogio de um veterano. Dois. Era ótimo! O sorriso leve de seu rosto aumentou.

- De verdade? Kamsamnida!!  - fez uma reverência em agradecimento e ergueu-se animadinha e orgulhosa, passando a mão no cabelo para ajeitá-lo após o gesto. - Sim, nós estávamos muito preocupadas com todas as mudanças, mas o público tem respondido bem! E agora Juny é nossa youtuber especial então... Acho que deu tudo certo.

Ela também não cobrava uma reação de Sunwoo. Provavelmente era o que ela menos gostava do grupo, apesar de ser outra criatura linda. Porque ele era frio e fez com que se sentisse muito insegura no passado.

Apesar de ter aquela expressão misteriosa e séria, seus olhos expressivos não eram capazes de esconder, na época, o medo que ela tinha ao por os pés no estúdio e o quanto estava se esforçando para estar na frente de veteranos famosos e tão bonitos. Mesmo séria e querendo parecer compenetrada, ela era o tipo claro de trainee criada dentro da empresa que não tinha nenhuma experiência lá fora, privada de muitos momentos de "vida real". Era claro que ela estaria apavorada ali dentro. Cada um lidou com aquilo de uma maneira, que a fez sentir-se bem das diferentes formas que eles sabiam transmitir, fosse a segurança de que não seria assediada, e que seria protegida (YooChan) ou a retirada da capa de experiência para relaxar e dar boas risadas como a idade e personalidade que tinha  (Seyoon). Mas Sunwoo não foi assim. Pareceu não sair em nenhum momento de sua autoimportância, que era inegável que tinha mesmo: dava a impressão que ele era o melhor de todos e tão experiente que qualquer coisa que você fizesse estaria aquém do que ele merecia.

Ele reclamava da luz e indiretamente a fazia sentir-se um estorvo quando tinham que regravar algo. Detestava como ele tratava mal  as pessoas em volta, e podia sentir uma vergonha alheia pelos câmeras e membros da equipe. Foi a pessoa que mais exigiu seu esforço mental de concentração. Tanto que no vídeo, suas expressões com ele saíram misteriosas e sérias, quando na verdade ela só estava se fechando completamente para evitar desmontar e sair chorando de lá com receio de ser humilhada por um sunbae que já dava lucro para a casa. Foi ali mesmo que começou a ganhar sua fama de “madura”, “misteriosa”, porque Sunwoo era incrivelmente sedutor e ela tinha “bancado” aquilo como se fosse muito segura de si, mas ela apenas sabia que não podia se abrir com ele, de jeito nenhum, ou ele a devoraria.

Por isso mesmo, ela mantinha a educação e cordialidade com ele, daquela forma tão formal. Como se fossem dois membros da realeza que conhecem as regras.

Então Juny chamou as atenções para si, e seu jeitinho meigo a fez dar uma risada gostosa de admiração por sua filhotinha tão livre de espírito e cara de pau. Olhou surpresa para Seyoon, que reagia de forma expansiva aceitando aquele convite.  O jeito leve dele era bem engraçado, e, novamente, a fazia sentir-se mais à vontade também.

Ela ajeitou uma mecha do cabelo, fechou um pouco mais o roupão, e esfregou um lábio no outro como para ter certeza de que estava maquiada ainda, e deu espaço para que eles chegassem.

Era tããão estranho tê-los tão perto de novo. Fazia com que tivesse pequenos dejávus e seu coração acelerava, mas ela conseguia sentir-se menos nervosa por saber que YooChan e Seyoon eram gentis. O primeiro era extremamente educado e cavalheiresco, e o segundo, engraçado e tinha um ar leve. Era fácil baixar um pouco a guarda nesse sentido. Por isso mesmo não conseguiu segurar um risinho baixo levemente envergonhado quando YooChan tirou seus óculos e virou aquela criatura sedutora. Céus. Ela era mesmo um deles??? Olhou para a câmera e acenou para ela, começando o “show”.  

-  Annyeong Lovelys! Olha quem a gente encontrou no corredor da KT - fez corações com os dedos. - Strike-sunbaenim já estão aqui cedinho, mesmo depois de se apresentarem no Inkigayo! Sunbae, o que estão indo fazer primeiro? - perguntou olhando para o lado, para um deles, dessa vez com um tom mais natural, porque ficou curiosa mesmo.

avatar
Dorama
Localização :
Sokcho, Gangwon-do, Coreia do Sul

Data de nascimento :
20/10/1997

Mensagens :
66

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 08 de Outubro - Comeback To The Show

Mensagem por Starry Night em Seg Dez 03, 2018 8:32 pm

90 Dias

Segunda-Feira, 08 de Outubro de 2018. 9:07 A.M.



- Omo! Jinjja?! - Juny arregalou os lindos olhinhos quando eles aceitaram uma pequena participação nas gravações delas.

Antes que eles mudassem de ideia, ela abriu a câmera de novo e apertou um novo gravando. Eles tiveram alguns segundo para se prepararem - e ela cortaria isso também - e, no processo, YooChan ficou “cego” sem os óculos. Por forçar a expressão os olhos, a expressão dele tornou-se mais séria e sedutora, apesar dele ainda ter aquela aura gentil para quem estava perto dele. Seyoon ajeitou a touquinha e Sunwoo pigarreou, tomando um porte mais típico dele. Era lindo, um príncipe e, por isso mesmo, praticamente inalcançável.

Acabou que Sunwoo foi o que ficou mais perto de Gyuri, pois, afinal, a realeza se reconhecia. Podia não gostar da impressão que ela passava - sempre madura, dando a sensação de que nem mesmo eles eram capazes de alcançá-la. Não imaginava que foi ele quem criou aquela fama para ela, mas uma disputa mental era criada ali. Por que ela não ficava sem graça em sua presença? Era quase irritante isso e ele fazia sua parte para tirá-la dos eixos, ainda que ninguém percebesse ou soubesse disso...ainda.

Sunwoo ficou no meio e Yoo Chan na ponta. Entre Yoo Chan e Sunwoo, havia Gyuri e entre Sunwoo e Seyoon, Juny.

- Já está gravando! - Ela anunciou.

Puxaram o ar e Gyuri iniciou a conversa. Juny fazia uma cara engraçada para a câmera, quase como se não acreditasse que estava tão perto deles. Os meninos acenaram, Seyoon até fez um coração, mostrando o sorriso, covinha e gaivotinhas.


Yoo Chan só meneava positivamente porque ficava meio aflito sem saber para onde olhar. Sunwoo forçou um sorriso. Tão logo Gyuri olhou para trás, a primeira pessoa que ela viu foi o metido Sunwoo.


O oppa correspondeu a o olhar, olhando para ela de cima para baixo por conta da diferença de altura que acabava diminuindo graças ao salto alto. Quem respondeu foi Seyoon.

- Nós viemos para um fanmeeting! - Disse de um jeito natural e espontâneo, gerando risadas de Juny. Sunwoo o encarou com uma interrogação na cabeça e YooChan deu uma risada também.


- Podia ser verdade, mas viemos para uma pequena reunião secreta.

- Uuuuh, uma reunião secreta...Não pode contar, né?

- Se é secreta, não posso contar. - YooChan meneou positivamente, guardando o segredo.

- Arasooo...Mas já que podia ser verdade vocês virem para um certo fanmeeting, o que acharam do comeback do OMV?

- Muito bom!- YooChan respondeu.

- Superaram as expectativas. - Sunwoo concordou.

- Por que eu não estou no clipe? - Seyoon perguntou, no mesmo tom de sempre. - Eu acho mais do que justo, fica a dica, galera: que o próximo comeback tenha um clipe com oppa e eu seja o oppa principal.

- Mas você nem é ator...É sempre um sofrimento você atuar bem nos clipes.

- Para! Eu sou natural, só não consigo ficar sério por muito tempo. - E sorriu de novo. - Não consigo.

- Eu acho uma boa ideia! - Juny perguntou. - E que bom que gostaram de Get It. Vocês sabem a dança também?

- Ainda não aprendemos…- Sunwoo comentou.

- Unnie!! Por que não ensina o refrão para eles rapidinho??

- Aigo… - Sunwoo coçou a nuca.

- Aain, é rapidinho, jebaaal.

- Kure! - Seyoon se afastou um pouco. - Por favor, Gyuri-sunbae, nos ensine!

Juny deu um sorrisinho cúmplice para  a amiga e foi se afastando pé ante pé enquanto mudava o foco da câmera. Gyuri ficaria no centro, com os meninos ao redor, ela de roupão, pronta para o fanmeeting e eles naquelas roupas de frio de quem tinha acabado de chegar. Tudo isso no meio do corredor da agência, diante de um encontro casual.

Quando poderiam imaginar que teriam um relacionamento assim?

[Mais informações do OMV, você encontra >Aqui<

Acompanhe os acontecimentos através da Linha Temporal

Pegue seu template >Aqui<]


avatar
Dorama
Localização :
Coréia do Sul

Mensagens :
87

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 08 de Outubro - Comeback To The Show

Mensagem por Nam Gyuri em Ter Dez 04, 2018 7:16 pm

8 de outubro
When people see shiny things they always want it

shining so bright yet the light's fading

Gyuri manteve um sorriso para a câmera, segurando a emoção verdadeira de estar do lado daqueles meninos tão bonitos e que traziam tantas memórias para ela. Sabia muito bem das regras de conduta e tinha sido treinada habilmente na KT: com a câmera ligada não se deixava transparecer nenhum tipo de sentimento além do básico, ou isso geraria comentários, ships, hates…

Ser simpática era sempre a melhor saída, e nisso ela era boa. Pelo menos, era a estratégia que vinha observando durante aqueles anos. Virou-se para interagir com alguém da Strike, e, por um descuido, virou-se sem pensar muito para Sunwoo. Justamente aquele que lhe causava mais desconforto.

Por um breve segundo, o sorriso sumiu do rosto. Ela reparou que estava sendo julgada e subjugada, da cabeça aos pés, com aquele ar de desdém conhecido.  Engoliu em seco, congelando a expressão, levemente surpresa, para não simplesmente dizer o que pensava ali. Quantas vezes sentiu vontade, no estúdio, de perguntar por que diabos ele precisava falar com os outros daquele jeito? Quantas vezes quis perguntar se havia algo de errado em seu rosto para que ele a olhasse daquele jeito? Ou, ainda mais diretamente: qual é o seu problema, sunbae? Sua atitude a irritava, e enfrentava rispidamente a tentativa de Gyuri também de controlar a situação e manter sua imagem.


Naquele olhar aparentemente tão trivial, havia uma centelha de desafio. Como no dia da gravação, ela parecia esperar, sem medo, que ele revelasse a Fera para as câmeras, convidando-o a maltratá-la diante da gravação e munida da certeza de que ele não teria a coragem de fazer isso e arriscar arranhar sua própria reputação. Isso lhe trouxe o controle e o pedestal de volta.

Quando Seyoon falou, um sorriso suave voltou ao rosto, fabricado, mas tornou-se real, uma leve risada, quando o cérebro processou a piada do rapaz, que a tirou a tensão de seus ombros. Estava agradecida por isso.

- Bem-vindos, Sunbaenim! Mas acho que o coração das Lovely-(Fandom Strike)s não vai aguentar…

Deu espaço para ouvir a explicação verdadeira, balançando a cabeça, interessada, e fazendo um “o” com os lábios, diante do “segredo”. Curvou-se em agradecimento aos elogios dos veteranos. Conseguiu sorrir até para Sunwoo, embora uma pequena parte dela se perguntasse se as expectativas mencionadas tanto por Seyoon e Sunwoo eram “baixas”, e se, de alguma forma, eles criticavam entre si o primeiro debut delas.  Mas não ficaria remoendo isso, de forma alguma, afinal, Seyoon a fez ficar surpresa de verdade quando perguntou por que não estava no clipe.

Seu coração acelerou na hora. Aparecer em clipe, gravação de Beautiful… Tudo de novo! Para disfarçar, ela deu uma risada, com a mão na frente e parou de olhá-los, no plural: ele e suas gaivotinhas.

- Será? Vocês gostariam disso? Mandem e-mails para a KT - brincou olhando para a câmera, tentando disfarçar o rosto quente com aquele ar de irmã mais velha que levou aquilo na brincadeira.  

- Ah, sim, ensinar…..o refrão... - falou bem devagar, enquanto processava aquilo de forma lenta, a fim de controlar sua reação. Deu um sorriso somente com os lábios, do tamanho do “O QUÊ??” escrito neles, que só Juny poderia ler.

Continuou ali, plácida, com um sorriso, e pensando em como por sua filha peralta de castigo, sem televisão nos próximo 3 anos. Estava pronta para falar um “Claro”, mas Seyoon se meteu de novo com uma piada, e ela riu, abaixando um pouco o corpo, atuando uma humildade por ser chamada de “sunbae”.

- Está bem, está bem. Certo…. Vamos lá - olhou em volta, para o meio do corredor. Era bastante embaraçoso. Mas o que podia fazer?

Além do mais, estava de roupão. Não podia fazer certos passos da música. Então foi para o segundo trecho do primeiro refrão. Abaixou as mãos, agitando-as, como se estivesse se concentrando.


- Bem, vamos do refrão. Nós coordenamos os braços com as mãos, assim. nuga bwado chakan neol dalkomhage ... - começou a cantar baixinho, e então foi declamando a música e marcando os passos com as palavras. -  sok-sa-gyeo mang-cheo no-eu-llae! - olhou para o lado para ver se estava certinho. - kkamureochidorok Get it, hit it, kill it... Aí tem a arminha.   - fez uma arminha com a mão e desfilou no lugar apontando para frente, agora sim falando - neoreul modu naege matgyeo!


Tradução: ( Qualquer um pode ver como você é legal / Quero sussurrar docemente para você e te arruinar / Até você desmaiar,  pegue, bata, mate / Confie você todo a mim)

- Agora para valer... - voltou para o meio deles. Até que era uma atividade engraçada de se fazer, estava começando a se divertir de verdade com aquilo, soltando-se. -  5, 6, 7, 8!… - bateu palma no ritmo empolgada e foi dançar com os moços.
avatar
Dorama
Localização :
Sokcho, Gangwon-do, Coreia do Sul

Data de nascimento :
20/10/1997

Mensagens :
66

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 08 de Outubro - Comeback To The Show

Mensagem por Starry Night em Qua Dez 05, 2018 8:54 pm

90 Dias

Segunda-Feira, 08 de Outubro de 2018. 9:11 A.M.



Aqueles breves segundos onde os olhares de Sunwoo e Gyuri se cruzaram podiam sugerir algo trivial, mas foi um verdadeiro duelo. Por estarem tão próximos - não extremamente, porém mais do que o normal, considerando o foco da câmera - eles tiveram a oportunidade rara de mergulharem em dois distintos mundos de olhos quase negros. Até mesmo o modo como piscavam ou tentavam não fazer, indicava uma postura naquela luta particular que travavam ali.


Enquanto Gyuri queria saber qual era o problema dele, Sunwoo queria identificar o dela.

Por que ela se achava no direito de ser tão madura e responsável quando não passava de uma novata? Ele, assim como outros meninos do strike, também foram trainees com ela por um curto período de tempo. Eles já eram veteranos e estavam prestes a debutar, cinco anos atrás - apenas um depois das 7Wonders, apesar de alguns membros terem a mesma idade ou serem mais velhos. Naquela época, Gyuri ainda era muito nova, com apenas 16 anos, mas já estava na KT. Mesmo ali, ela já tinha aquela prepotência que...aborrecia muito Sunwoo.

Quando houve a gravação de Beautiful e ele soube quem seria a garota do clipe, ele fez questão de ser mais insuportável do que o normal. O impressionante era que acabou ajudando a imagem dela porque ela não mudou absolutamente nada. Só...ampliava seu poder. Quem ela achava que era?

Um sorriso suave surgiu nos lábios dela e Sunwoo não quis ver isso. Sabia que devia ser por Seyoon, mas não era como se devessem continuar com aquilo também. Aliás, quanto tempo tinha passado mesmo?

Menos de dois segundos.

O mini-show estava on e tanto Gyuri quanto Juny se revezavam para apresentar os convidados. Dos três, Seyoon era mesmo o mais despojado enquanto Sunwoo mantinha sua pose de nobreza e deixando que sua beleza ficasse em destaque na câmera. YooChan também conversava muito bem com a câmera e não dava para saber como era mais bonito: fora das telas, atrás dos óculos de grau, no palco...Ele era lindo de todo jeito, era a conclusão mais óbvia.

Seyoon brincava a respeito do fanmeeting e Gyuri trazia o nome do fandom deles: Perfect Match, em referência a uma partida perfeita onde só teve strike, mas também significava uma combinação perfeita, como se os idols e as fãs fossem feitos um para o outro. Elas eram, inclusive, muito ciumentas e possessivas. Só não eram piores que as Aurum, porque a fandom dos GB era mais próxima deles por conta da narrativa que eles tinham.

Tudo parecia bem tranquilo, apenas um “oi” que eles destinavam aos fãs do OMV, mas Juny teve a brilhante ideia de Gyuri ensinar o refrão para os meninos. A espertinha sabia o que estava fazendo e fez vários “hihihi” com as bochechas vermelhas enquanto mudava de posição.


Os garotos deixavam suas bolsas num banco e se ajeitavam um pouco. Todos pareciam empenhados para não fazerem feitos. Os três eram ótimos dançarinos, apesar de todos serem líderes e não principais. Eles prestaram bastante atenção nos movimentos de apenas 4 segundos do refrão. Eles cantarolavam mais ou menos com ela e logo pareciam ter pego. Juny fez um “ok” com uma das mãos.

Eles se posicionaram. Yoo Chan preferiu ficar um pouco mais atrás, mas ainda era visto enquanto Gyuri ficou entre Sunwoo e Seyoon. Quando ela deu as ordens, eles absorveram o carão e repetiram os movimentos com ela. A sincronia dos meninos era perfeita depois de tantos anos juntos e a memória corporal era quase invejável porque repetiram direitinho os passos dela.

No fim, Seyoon e YooChan deram uma boa risada, mas precisaram ir. E não apenas eles, visto que o horário de Gyuri também estava apertadíssimo e ela nem percebeu.

- Uwaaa, ficou muito bom! Kamsahamnida, sunbaenim. - Reverenciou os três.

- Por nada! Foi muito divertido. - Seyoon respondeu. - Agora também precisamos ir. Tenham um bom dia e fanmeeting. Fighting!

- Fighting! - YooChan e Sunwoo falaram juntos.

Mais reverências respeitosas e logo eles pegaram o corredor do elevador para partirem. Juny ficou com aquele olhar eufórico, quase dando pulinhos no mesmo lugar e completamente alheia ao horário que já tinham gasto naquele simples e intenso momento.


[Mais informações do OMV, você encontra >Aqui<

Acompanhe os acontecimentos através da Linha Temporal

Pegue seu template >Aqui<]


avatar
Dorama
Localização :
Coréia do Sul

Mensagens :
87

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 08 de Outubro - Comeback To The Show

Mensagem por Nam Gyuri em Sex Dez 07, 2018 3:09 pm

8 de outubro
When people see shiny things they always want it

shining so bright yet the light's fading


Gyuri caminhava no corredor da KT com uma expressão concentrada. Usava calças de treino e uma blusa larga que nem lembravam mais o lindo vestido de figurino para uma música que exaltava beleza. Tinha concluído as gravações mais tensas que jamais imaginara que teria.

Ela abriu a porta do pequeno quarto emprestado pela empresa, e observou sua cama simples, que abrigava um bicho de pelúcia, uma das poucas coisas que tinha trazido de Sokcho e que a faziam lembrar de casa.

Esfregou os lábios e sentou-se na cama, fazendo um carinho no bicho. Suspirou pesadamente e deitou-se na cama, deixando o bicho ao lado do travesseiro e erguendo o celular na altura dos olhos. Lá havia uma foto de sua família, seu irmãozinho.  Era por eles que estava fazendo isso.

Deixou uma lágrima escorrer até o travesseiro. Por mais que estivesse exausta e envergonhada, não permitiria que nenhum garoto metido a humilhasse. Porque era por eles que estava treinando.

Não podia contar a ninguém sobre as gravações do clipe secreto enquanto a própria empresa não o fizesse, e também não podia preocupar seus pais com um relato de um dia difícil. A foto era tudo que tinha para reconfortá-la.

Deixou as lágrimas escorrerem silenciosas e respirou fundo. Tudo aquilo passaria e um dia ela também debutaria, e também poderia manter a cabeça erguida de forma digna frente a  qualquer pessoa detestável como aquele Sunwoo, sem se abalar, sem se ofender, e sem chorar!

Uma pessoa como ele não merecia suas lágrimas. Tinha que lembrar que os outros foram legais com ela e isso tinha bastado! Com sorte, a edição seria boa e ela poderia ser esquecida em breve. Afinal, era só uma participação em um clipe, quem é que se lembraria do nome e do rosto daquela trainee?

Não era como se aquele clipe definisse sua imagem para sempre… Assim ela pensava.

- Uwa! Daebak!! - bateu palmas e sorriu para os veteranos após um resultado tão rápido.

Eles eram fantásticos, era verdade. E ela entendia perfeitamente por que eles eram veteranos e ela, uma novata.

- Kamsahamnida, sunbaenim!!  Foi muito divertido. - Gyuri curvou-se respeitosamente, com um sorriso no rosto e acenou amistosamente para o trio que ia embora. -  Fighting~ - repetiu, após Juny.


Assim que eles se retiraram, ela piscou e se virou para sua pequena peste, verificou se a câmera estava desligada e andou em sua direção.

- Eu vi o que a senhorita fez!!!   - agarrou a menina pela cintura e fez cócegas. - Aiiigoo. Você precisava fazer os três dançarem comigo no meio???Principalmente o Gaivotinha? E essa música?? E essa letra com eles cantando junto? A senhora é atrevida!  Você é uma pestinhaaa   - apertou as bochechas acima da máscara dela e, quando chegou mais perto, falou baixinho para ela.  - Komawo. Eu não saberia tornar tudo tão casual se não fosse você.. Você ainda consegue sentir esse perfume? Uwaa... Como são tão lindos?  - levou a mão ao peito e respirou fundo.

De repente, lembrou-se de algo importante e arregalou os olhos.

- Ommo! Que horas são? Eu preciso voltar agora! Lena pode ficar brava comigo. Gravou tudo que precisava?  Quer tirar uma foto ou algo assim? Então vamos, vamos.   - segurou o braço dela suavemente e apressou os passos de volta para a sala.
avatar
Dorama
Localização :
Sokcho, Gangwon-do, Coreia do Sul

Data de nascimento :
20/10/1997

Mensagens :
66

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 08 de Outubro - Comeback To The Show

Mensagem por Starry Night em Qua Dez 12, 2018 11:58 pm

90 Dias

Segunda-Feira, 08 de Outubro de 2018. 10 A.M.


Juny ficou em silêncio, fazendo várias reverências respeitosas para seus queridos sunbae - quem disse que ela não podia ser fã deles? Adorava o Strike, apesar de, pouco a pouco, os meninos do MARS ganharem seu coração também! Mexeu na câmera como quem não queria nada e a desligou, guardando o conteúdo que estava ali. Depois que os meninos se foram, ela lançou um olhar inocente e travesso na mesma medida para Gyuri. Piscou rapidamente os longos cílios e deu uma risada deliciosa enquanto a omma vinha.

- O que eu fiiiz? - Levou a mão até o peito, super dramática. - Ne, a unnie sabe a coreografia melhor do que eu! - Respondeu numa imensa cara de pau. - O que tem demais a letra? Pfff...hahahahahaha! - Juny não se aguentou mais e deu outra risada gostosa. - Aigo, era uma oportunidade rara, unnie!

Segurou as mãos dela com carinho.

- Eu sei que você tem um carinho especial por eles e que o gaivotinha te faz bem. Você já percebeu como sorri fácil perto dele? Ficaram fofos no vídeo, mas...Eu não conseguia desviar os olhos de você com o Sunwoo-oppa...

Confessou e ponderou por um instante.

- Ele te olha de um jeito que faz a gente shippar...Isso é perigoso, vou tentar editar, tá bem? - Olhou compreensiva para ela. - Mas mesmo assim, vai ser difícil porque não quero ser grosseira e tirá-lo do vídeo. Vocês se olharam muito! Ainda bem que tem YooChan-oppa para distrair a gente. Ele é tão fofo de óculos, mas viu como mudou rápido? Tirou os óculos e BAM! Aigo...arrepiei.- Mostrou o braço, mesmo usando mangas compridas e sorriu. - Não precisa me agradecer. Eu gostei de te ver com eles! E o Seyoon-oppa é mesmo muito cheiroso, né? Qual será o perfume que ele usa? Devo investigar?

Fez uma carinha terrível e Gyuri nem duvidava das coisas que aquela menina podia conseguir com seu jeitinho casual e despreocupado.

- Eu não sei que horas são, mas vamos! Vou gravar o fanmeeting, então não precisa se preocupar com mais fotos! Gaja! - Abraçou o braço dela e acelerou os passos com ela.

Get It Instrumental:

De fato, Lena já estava um pouco preocupada, olhando várias vezes para o relógio desde que o tempo passou um pouco. Porém, Gyuri e Juny chegaram pedindo várias desculpas e sem muito mais tempo para perder. Gyuri precisou apenas arrumar um pouco o cabelo e retocar o batom. As meninas também estavam prontas. O produtor do evento apareceu pouco depois de Gyuri - para a sorte dela - e deu as indicações.

Os fãs já estavam chegando. Elas fariam uma pequena apresentação de Get It logo de cara, depois cada uma pegaria uma cesta contendo os presentes para os fãs e seguiriam para a bancada. Haveria uma pequena entrevista de quinze minutos com perguntas previamente selecionadas. Gyuri e Lena responderiam às perguntas a menos que o fã direcionasse para outra. Depois disso, elas assinariam os posteres, ganhariam os presentes e tirariam as fotos.

Tinha cerca de cento e vinte pessoas esperando por elas. Conseguiram a senha à custa de muito suor e esforço, sendo também os líderes do fandom e patrocinadores mais ativos. Era o primeiro fanmeeting desde o comeback, portanto, era mais especial.

As meninas pararam no backstage, mas já podiam ouvir os cliques da câmera enquanto os fãs gritavam os nomes delas.


As meninas sorriram umas para as outras, desejando um “Fighting” amoroso. Ao receberem o “ok”, elas entraram ao som de muitos gritos até que se posicionaram no minipalco para a apresentação.


[Mais informações do OMV, você encontra >Aqui<

Acompanhe os acontecimentos através da Linha Temporal

Pegue seu template >Aqui<]


avatar
Dorama
Localização :
Coréia do Sul

Mensagens :
87

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 08 de Outubro - Comeback To The Show

Mensagem por Nam Gyuri em Qui Dez 13, 2018 5:42 pm

8 de outubro
When people see shiny things they always want it

shining so bright yet the light's fading

Gyuri apertou bem os lábios e ampliou os olhos, fazendo uma cara engraçada segurando o riso diante de sua filhinha bem carinha de pau, e lhe deu uma lição de cócegas. Parou assim que ela segurou suas mãos e a observou, também com carinho. Entendia suas intenções, mas entendia também qual era seu limite ali dentro.

Podia achá-los rapazes maravilhosos, podia sentir uma atração física especial por Seyoon, mas nunca poderia ficar perto deles, não se sentia essa estrela toda que os outros pintavam na internet. Na sua cabeça, ainda era uma menina de Sokcho e eles, antigos colegas de treino, mas que ganharam aquela fama astronômica. Como podia gostar de alguém assim? Além do mais, não era como se ela gostasse de Seyoon, da forma romantizada dos doramas, mas não podia negar a forte atração, como ele era lindo e que de vez em quando ela relembrava da cena do clipe e imaginava como seria ser abraçada por ele e se o perfume ficaria nela também.

Por que ele e não os demais? Por causa do sorriso gostoso e sincero, que parecia ser tão “gente como a gente”, mas trazer ainda um ar de mistério. Céus, que homem bonito! Gyuri engasgou na menção de que ela estava sorrindo ao lado dele.

- O quê? Ficou tão óbvio assim? Aigo.. - mexeu no cabelo, um pouco tensa. - É porque ele é engraçado… Eu me sinto acolhida

Não queria que um veterano e, ainda por cima, homem mais velho pudesse lê-la facilmente, mas a pior parte veio com seu segundo comentário. Respirou fundo e comprimiu os lábios, parecendo. Justo aquele rapaz? Como é que alguém conseguiria “shippar” aquele detestável mal humorado com ela? Talvez porque vivesse com a aura da “seriedade”, “maturidade”... Será que não entendiam que aquele olhar era de raiva profunda?

- Você acha? Por que alguém quereria me shippar com aquele grosso? - suspirou, consternada. - Eu não… Eu não olho muito para ele. Ele é que… - respirou fundo. Só lhe faltava isso. Ser odiada por causa dele. Ou pior: que quisessem fazer materiais com ambos. - Está bem, pode editar. Ele me tira do sério - confessou. Juny sabia, em partes, que ela tinha ficado um pouco irritada porque ele tratava mal a staff na gravação, só não sabia a profundidade de seus sentimentos. - Mas não precisa se preocupar. Não é possível que alguém ache que temos alguma coisa. Ele com certeza negaria na primeira oportunidade.

Só de pensar na prepotência de Sunwoo com um sorriso cínico e o prazer que ele teria em negar na primeira oportunidade que não tinha nada com uma “plebeia” como ela já esquentava seu sangue. O pior é que teria que sorrir e ser educada com a questão. Mas qual era a droga do problema dele com ela, afinal?

Juny começou a falar de YooChan, e Gyuri fez um carinho em seus cabelos.

- Acho que vocês ficam bem fofinhos juntos. Ele foi bem atencioso com você… Então você estava tentando chamar a atenção dele? - sorriu e piscou. - Pois tem a benção da sua omma, pequena. Peça para seu oppa para te indicar para o próximo dorama dele. E... Nnnnnn!!!! - fez um som estranho e contido, quando ela falou do perfume. - Para, pestinha! - riu.

Logo elas lembraram que tinham um compromisso para o qual voltar e chegaram a tempo na sala, antes de uma bronca. Ela também fez uma mesura de desculpas para sua líder e deixou que retocassem a maquiagem, enquanto também incorporava sua “máscara de estágio”. Removeu o roupão, revelando um vestido preto de botões que deixava os ombros de fora, bem diferente do conceito colegial de antes.

Tinham acabado as interações mais livres e de bastidores. Agora era um trabalho. Um trabalho com amor, para deixar pessoas felizes, mas era um trabalho. Havia um esforço para atuar em seu carisma e calcular seus movimentos.

O grito coordenado das fãs era como um tambor motivacional em seu peito. Era inspirador e não tinha como não sorrir diante dele. Entreolhou suas amigas e colegas de palco e sussurrou um “fighting!!”, fazendo o gesto, mais contida, porém gentil. Ela tentava sempre inspirar calma e confiança para as outras, para que ninguém se sentisse ansioso demais.


Acenou para os fãs no caminho, com um sorriso contido e gentil no rosto e se posicionou ao lado direito da líder, concentrando-se em sua coreografia.

avatar
Dorama
Localização :
Sokcho, Gangwon-do, Coreia do Sul

Data de nascimento :
20/10/1997

Mensagens :
66

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 08 de Outubro - Comeback To The Show

Mensagem por Starry Night em Dom Dez 16, 2018 7:13 pm

Gyuri

Segunda-Feira, 08 de Outubro de 2018. 10:15 A.M.


- Para ser sincera, pode ser que fique mais óbvio ainda para mim, porque eu te conheço, unnie. Então, eu sei quando uma pessoa consegue te deixar um pouco mais relaxada. Sou um exemplo disso!

Fez um gracejo com uma carinha fofa. Juny podia ser mais nova, mas ela era muito esperta, o apelido de Raposa não era à toa. De fato amava raposas brancas, mas além disso, havia a astúcia que ambas compartilhavam.

Quanto ao segundo elemento, a amiga precisou ponderar um pouco melhor suas próprias palavras. Por trás da máscara, ela escondia um pouco os lábios enquanto batia a pontinha do indicador em seu queixo.

- Tem gente doida para tudo, mas sim...Você tem razão. É porque eu consegui ver algumas coisas e bom, vocês dois são inegavelmente bonitos. Fique tranquila, hm? Ele provavelmente negaria por conta das fãs, não por desmerecer você. Já visualizou algum menino do Strike assumindo namoro? Aigoo, é sentença de morte.

Parecia um tanto quanto dramático, mas uma coisa eram os shipps de brincadeira que os fãs faziam. Outra bem diferente seria assumir algo do tipo. Quem não concordasse com aquilo seria capaz de coisas absurdas. Exemplos não faltavam. E as consequências também podiam vir da própria empresa. No contrato delas estava imposto que elas não podiam namorar sem a autorização da agência. Ou seja, a única forma de ter uma mínima chance seria se o casal fizesse vista aos olhos dos produtores e afins. De muitas formas, eles tinham assinado a vida naquele contrato, considerando que não podiam escolher nem ao menos o corte de cabelo que usavam, quiçá quem poderiam amar.

Ao ouvir sobre YooChan, ela deu uma risada.

- Ani, não é isso! Quem não acha o YooChan-oppa bonito, hã? Ani, eu só achei uma boa oportunidade para o vídeo mesmo. Vou editar hoje mesmo e subir até amanhã. Espero que goste!

Como Gyuri a deixou meio sem graça por conta da história do dorama, ela implicou falando do perfume de Seyoon. As duas se empurraram um pouco, mas logo começaram uma pequena corridinha de volta à estação de maquiagem. A correria não teve fim lá. Depois de alguns retoques e orientações da staff, as meninas do grupo se reuniram e saíram para prestigiar seus fãs, aos gritos do fanchart.

Pararam para acenarem e falarem o nome com o gesto do Oh My Venus, mas logo se posicionaram com seus microfones para uma pequena apresentação. Independente do tamanho do palco, elas sempre davam o seu melhor - ali talvez fosse ainda mais importante, considerando que aqueles fãs eram os mais assíduos do grupo, alguns líderes de comunidade e afins.

Foram aplaudidas por todos e logo retiraram o equipamento para se sentarem na grande mesa que havia ali e cinco cadeiras. A mesa tinha água e café também foi servido para que ela se aquecessem, caso sentisse necessidade. Havia uma caneta para cada uma e a cestinha com os brindes que dariam em ordem. Dois microfones estavam à disposição delas, mas como sabiam, Lena e Gyuri seriam as vozes - a menos que uma pergunta direta fosse feita para outras.

O microfone foi disponibilizado para a primeira fã - a dona do maior perfil do fandom do instagram.

- Annyeonghaseyo, jeoneun Park Haseul-ibnida, dona do perfil Love.V no instagram. É uma honra poder prestigiá-las pessoalmente hoje. Estou muito feliz pela oportunidade de vê-las nessa comeback.

A menina não devia ter mais de 17 anos e usava o uniforme de uma escola particular - provavelmente seguiria para lá na parte da tarde. Não parecia se importar de estar ali para ver suas ídolas, pois, afinal, deveria dar o exemplo e ser o seu suporte. As meninas sorriram para ela, reverenciando em agradecimento.

- Eu gostaria de saber como foi para vocês se adaptar em tão pouco tempo para esse novo conceito do grupo. Foi muito difícil sair do conceito colegial para esse mais adulto? Acham que agora o grupo pode ter essa identidade fixa ou a intenção é deixar ambíguo? Kamsahamnida.

Lena meneou positivamente e pegou o microfone para falar.

- Ahm...Kamsahamnida pela pergunta e por sua presença aqui hoje. Nós é que nos sentimos honradas de chegar aqui em plena segunda-feira e encontrar o auditório cheio de nossos amados Lovelyz. Vocês são incríveis, nós é que devemos agradecer a vocês. - Abaixou a cabeça, reverenciando a todos. - Acredito que ninguém estava preparado para o que aconteceu, mas a nossa vida é feita de constantes desafios e provações. Nós tivemos muito medo no início, afinal, já tinhamos uma marca antes, mas…- Olhou para as meninas. - Depois de respirar fundo, nós chegamos à conclusão de que estaríamos juntas independente de qualquer coisa e apenas aceitamos tudo o que estava por vir. Posso dizer com tranquilidade que estamos muito satisfeitas com o sucesso de Get It e que vocês podem esperar por um comeback ainda mais impactante no futuro, porque vamos nos esforçar muito para isso. Quanto ao conceito no futuro, digamos que gostamos de surpreender positivamente nossos fãs e estejam prontos para novos hits.

A menina a reverenciou de novo, agradecendo e uma outra jovem ganhou o microfone. Ela estava todo cheio de bottons de Gyuri, ficando óbvio quem era a bias dela. Ela levantou-se, fazendo uma longa reverência, escondendo o rosto com os longos cabelos.

- Aigo, estou tão nervosa. - Saiu no microfone. - Kure… - Pigarreou. - Annyeonghaseyo, jeoneun Kim Yeo Joo-ibnida, eu sou dona do perfil, Oh.myomma! E eu juro que tinha me preparado, mas estou muito nervosa por vê-la hoje. - Escondeu o rosto por um segundo, dando uns pulinhos. Parecia ainda mais nova que a primeira e também usava uniforme. - Aigo, eu te amo, Gyuri-ssi e sofri com você quando soube da questão da Juny-ssi porque sei como vocês se amam. E eu queria saber como foi seu preparo para lidar com tudo isso? Como você conseguiu manter o equilíbrio e ser uma viga de sustentação para as meninas? E também de qual conceito você gostou mais: colegial ou mais maduro? Kamsahamnidaaaa

[Mais informações do OMV, você encontra >Aqui<

Acompanhe os acontecimentos através da Linha Temporal

Pegue seu template >Aqui<]


avatar
Dorama
Localização :
Coréia do Sul

Mensagens :
87

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 08 de Outubro - Comeback To The Show

Mensagem por Nam Gyuri em Dom Dez 16, 2018 11:37 pm

8 de outubro
When people see shiny things they always want it

shining so bright yet the light's fading

Gyuri deu um sorriso para sua dongsaeng. Ela era mesmo um exemplo de pessoa que tinha conseguido fazê-la se abrir um pouco. Mesmo sendo mais nova, ou talvez até por causa disso, e seu carisma e doçura, Juny foi capaz de se aproximar dela de um jeito que seus colegas trainees não tinham feito. Precisou de um pouco de insistência, mas elas acabaram se ajudando mutuamente, e a menina captou momentos em que a unnie não estava tão forte e “poderosa” assim. Por isso agora conseguia entendê-la muito bem e até saber quem era a pessoa que a tinha feito sentir-se melhor no dia da gravação, sem ter ouvido um relato minucioso sobre aquilo.

Entendeu aquelas palavras como um tipo de aviso. Precisava maneirar no comportamento quando lidava com os sunbaes. Podia parecer um exagero agir daquela forma como se estivesse frequentemente com as câmeras ligadas em cima dela (exceto na presença de íntimos, como a própria), mas ela não queria perder algo que lutou tanto para conquistar. Além do mais, não queria ser inferior a nenhum deles e, se ela se portasse como uma profissional, seria considerada uma, por mais inseguranças que pudesse ter. Foi assim que sempre se portou.

Porém, não conseguia ser um robô completo. Pessoas muito gentis a faziam relaxar, enquanto pessoas prepotentes a faziam entrar em contato com sua própria sombra. Nos dois casos, era difícil de lidar, mas em geral conseguia enganar muito bem. Tinha uma fama em seu favor.

- Ora, ora. Certa novamente. Não consigo mentir para você - sorriu, amistosa. - E fico feliz por isso

Gyuri considerava a base da amizade quando alguém conseguia essa magia de fazê-la sentir-se segura para se manifestar livremente, e a menina era esse tipo de pessoinha que já sabia tudo antes que ela falasse. Era fundamental não ter que falar.

Olhou bem concentrada para Juny enquanto ela respondia sobre “o outro”. Isso porque queria esconder a ansiedade da análise dela sobre o que poderiam ser “as coisas” que ela viu e se mais alguém teria essas ideias. Já não bastava as conclusões que tiraram do clipe quando ela só estava se esforçando para não xingá-lo? Deu um suspiro, tranquilizada pela amiga.

- Visual e visual… - supôs o motivo. - Você não abriu um site de fanfiction nem nada assim além do vlog, não é? Você me parece entendida - deu um sorrisinho para ela.
- Bem, sim… Mas brincadeiras à parte, não só eles. Eu não acho que qualquer um de nós possa sonhar com um relacionamento. Eu sei que alguns fazem isso… - referia-se a colega delas. - Mas é arriscado. Isso é um trabalho, o verdadeiro sonho, acima de tudo. E abrimos mão dessas bobagens ao assinar um contrato… Você, por outro lado… - abriu um sorriso brincalhão e comentou sobre YooChan.

Gyuri pensou se o coraçãozinho de sua filhota estava interessado em alguém. Como não teve esse tipo de oportunidade na idade dela, e achava que de fato não teria além das brincadeiras de corredor, ela estava disposta a apoiar o jovem coração de sua amiga a seguir para onde quisesse, principalmente agora que era um pouco livre. Apoiaria de diversas formas, mesmo que tivesse que fazer contatos com a pessoa para fazer isso acontecer. Achava que conseguia. Principalmente se fosse YooChan. Ele era lindíssimo, mas inspirava muita confiança. Era um príncipe e ela sabia que ele seria receptivo e gentil.

Balançou a cabeça positivamente quando ela lançou a retórica sobre a aparência dele, mas ficou um pouco decepcionada por ver que ela não tinha interesse. Não tinha sido dessa vez.

- Sim! Me deixe bem “Beautiful” - falou com um forte sotaque o título da música da qual tinha feito parte e então lembraram que precisavam correr para a sala de volta.

Fazia tempo desde que não tinha uma conversa tão franca. Não que Juny não fosse presente, mas Gyuri tinha se tornado mais burocrática dentro da casa das meninas. Não era próxima assim com mais ninguém, somente Lena, mas ela não compartilhava todas as coisas com a líder por motivos próprios.

Juny fazia falta acima de tudo porque a fazia sentir-se mais como a menina de Sokcho, a irmã mais velha. Fazia lembrar de seu irmãozinho, tão exemplo do que tem de bom no mundo, e também permitia que ela fraquejasse às vezes.

Sem ela, restavam as outras meninas, que também eram boazinhas, mas com nenhuma delas tinha dividido metade do que tinha com a outra menina. Era gentil, irmã mais velha, “omma”, mas não era completamente sincera. Havia uma partezinha dela que era resguardada, para ter exatamente aquela imagem solícita, de exemplo, força e até beleza.

- Annyeonghaseyo, jeoneun Nam Gyuri-ibnida~ Obrigada por virem, espero que divirtam-se e sintam nosso amor - fez um coraçãozinho com os dedos.

Em seguida, foi a vez de esquecer de tudo aquilo e fazer os sacrifícios valerem a pena. Quando dançava, realmente esquecia do restante. Era mesm obstinada o bastante para ver nas apresentações uma recompensa tal qual algumas pessoas enxergavam em uma folga.

Ajeitaram-se na mesinha. Da primeira vez que pediram que ela participasse com Lena nas respostas, Gyuri ficou com um pouco de receio para ver se a líder ficaria incomodada ou competiria com ela, por esse motivo, ela sempre tentava mostrar que não estava tentando roubar o lugar dela, até porque nunca a cortava ou exigia aquele papel. Isso apenas acabava sendo dado para ela porque era a “face” do grupo. Nunca era algo que pedia, mas era verdade que sentia-se bem naquela posição.

Sorriu para a estudante, um tanto tocada por estar influenciando uma garota que poderia ser ela anos atrás… Mas não podia deixar de lembrar que a menina poderia estar na escola. Fez uma reverência e olhou Lena, ouvindo com atenção sua resposta - e deu uma risadinha quando a líder mencionou o “plena segunda-feira”, fez um gesto com o indicador, como se desse uma bronca de mentirinha na menina - e outros de uniforme na plateia. No mais, balançou a cabeça concordando com ela, e até tocando em seu braço quando ela comentou de união.

Era nessas horas que sabia por que não era a líder do Oh My Venus. Lena tinha uma retórica excelente, e falava como uma administradora do grupo, enquanto ela pensava só na parte fraterna da coisa. Gyuri sentia-se mesmo uma omma de coração grande, não uma líder.

Observou então a próxima menina e fez um “o” observando seu rosto espalhado em bottons pela roupa dela. Abriu um sorriso e apontou para si mesma, levando a mão ao coração e dando um sorriso calmo de omma para ela. Ainda não acostumava com isso. Ficava genuinamente feliz.

Aguardou pacientemente, fazendo uma pequena anotação, sobre o nome da garota, para usar depois, e a observou, achando a menina muito fofinha. O sorriso só sumiu quando ela mencionou a questão de Juny, mas ainda assim, ela manteve uma expressão plácida. É claro que ficava triste com a questão, mas não podia demonstrar tanto assim.

Pegou o microfone finalmente quando ela terminou de falar.

- Hm… Primeiro, obrigada de todo o coração. É muito lindo sentir o amor de vocês. Me faz muito bem. Muito obrigada pelo carinho, Kim.. Yeo-Joo-ssi. - sorriu, após espiar o papelzinho. Soltou um pequeno suspiro. - Eu… É claro que foi muito difícil quando a Juny teve que sair tão de repente. Acho que nenhuma de nós estava preparada para isso… - olhou suas companheiras. - A Juny faz muita falta, é verdade, mas eu fico feliz que ela encontrou uma forma de estar por perto. É como vocês aqui hoje. Acho que é exatamente essa vontade de estar junto que nos traz força. Kamsahamnida. - fez uma reverência. - Hmmm… A outra pergunta … - espiou o papel novamente. - Acho que…

O maduro. Sem dúvidas, era a resposta que tinha mais facilmente na cabeça e que gostaria de falar sem rodeios, mas não podia, precisava ficar um pouco em cima do muro, caso a conceito voltasse a ser o de colégio.

- Roupas colegiais me fazem sentir nostálgica e foi um início doce para o Oh My Venus. Mas agora estou gostando de experimentar coisas novas. Get It foi uma oportunidade de mostrar um outro lado - sorriu. - Obrigada por nos acompanhar em nossas mudanças. - fez uma nova reverência.


avatar
Dorama
Localização :
Sokcho, Gangwon-do, Coreia do Sul

Data de nascimento :
20/10/1997

Mensagens :
66

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 08 de Outubro - Comeback To The Show

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum