Fóruns Gráficos
Créditos
» Skin obtida de The Captain Knows Best criado por Neeve, códigos acrescentados por Weird e baseado no tema The Walking Dead Theme criado por Hardrock. Graças aos suportes e tutoriais de Hardrock, Glintz e Asistencia Foractivo.
» Versão Elysium adaptada por Nêmesis, Rossin e Persephone.
Narradores
Personagens Ativos
Últimos assuntos
» Capítulo 9
Hoje à(s) 3:01 pm por Kim Sun-Hee

» [OFF CHAT]
Ontem à(s) 10:39 pm por Starry Night

» Probabilidades
Ontem à(s) 9:40 pm por Jae-ki

» @moonjaesun
Ontem à(s) 12:23 pm por Moon Jae-Eun

» @han.cherry
Ontem à(s) 11:18 am por Han Somin

» Sayonara minato tsumugi no sato yo
Qui Jan 17, 2019 10:19 pm por Nadia DeWitt

» @ohmygyuri
Qui Jan 17, 2019 5:06 pm por Nam Gyuri

» @moonjaesun
Ter Jan 15, 2019 8:23 am por Moon Jae-Eun

» 08 de Outubro - The Day After
Seg Jan 14, 2019 6:59 pm por Moon Jae-Eun


O Enterro de Ji Hoon

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O Enterro de Ji Hoon

Mensagem por Starry Night em Sex Jan 11, 2019 1:31 am

O Adeus

Hospital de Seul. 9 de Outubro.



O Hospital de Seul estava com a segurança reforçada e tentando controlar a grande quantidade de fotógrafos e repórteres que se aglomeravam no saguão destinado aos velórios. O espaço alugado pelos familiares ficava num prédio anexo ao hospital em si para que eventuais situações como essa não atrapalhassem a emergência do hospital.

Naquele triste dia 09 de Outubro de 2018 não era apenas a família Yun que perdia, precocemente, um filho ilustre. Além dele, outras sete pessoas morreram no local do acidente e tinham suas respectivas salas reservadas para os próximos três dias - com exceção dos dois motoristas que causaram toda essa tragédia. Com sorte, ninguém mais partiria, mas do jeito que as coisas caminhavam, aquela cena tinha tudo para se repetir novamente nos próximos dias.

Quando as meninas do BubbleGum chegaram, os flashes começaram a disparar. Elas colocaram os óculos escuros, principalmente Yebin que costumava sofrer com as más línguas. Cho Ah a amparava, impedindo que seu rosto fosse exposto por muito tempo e elas andavam com a cabeça meio baixa e apressadas.

Muitos artistas já tinham passado por ali e deixado seu último adeus.

Não havia competição ou rixa entre grupos e empresas nesse momento. Naquela segunda-feira, todos tinham perdido e o mundo da música sofreu um grande abalo em sua estrutura.

O CEO da I.M Music estava particularmente despedaçado. Não apenas por conta dos meninos que ele cuidou como se fossem seus filhos, mas também porque tinha perdido a pessoa que mais amava na vida. A única que amou de verdade. O relacionamento dele com o produtor era um grande segredo e verdadeiro tabu para a sociedade, apenas os amigos realmente próximos como Joomie sabiam disso. Nem ao menos SajoLord desconfiava que os dois fossem, na verdade, um casal. E agora ele se via sem sua inspiração e não podia receber o consolo das pessoas, porque ninguém sabia.

No momento, ele estava numa área comum, onde as refeições eram servidas junto com o soju. Estava tomando um soju sozinho, tendo seu espaço respeitado, pelo menos num primeiro momento - as pessoas estavam focadas em fazer homenagens e dar o apoio às famílias, inconscientes de que ele também era a família de uma das vítimas.

Joomie indicou que as meninas fossem até a sala reservada para Ji Hoon e foi atrás de seu grande amigo.

Go Eun como líder, tomou a frente, mas suas mãos estavam frias e ela sentia um grande aperto no peito. Tão logo elas entrassem, elas precisariam parar por um momento enquanto o grupo que estava à frente fazia sua reverência. Numa infeliz coincidência, elas cruzaram com os oito meninos do SoN.

Não apenas alguns, como seria na gravação do dia anterior, mas com todos eles. Incluindo Henry. Yebin nem tinha forças para se manifestar ou virar a cara, o tempo todo manteve a cabeça abaixada, olhando para os próprios pés. Os meninos fizeram suas homenagens como manda a tradição - reverenciaram o caixão, a família e acenderam seus incensos. A foto de Ji Hoon sorrindo trazia um sabor agridoce à boca porque parecia simplesmente absurdo demais que ele estivesse logo atrás daquele paredão de flores, coroas de flores e incensos.

Para completar, o rito dele nem pôde ser do modo tradicional. Seu corpo foi muito danificado na explosão. Eles fizeram o melhor que puderam, mas estava irreconhecivel até mesmo para a família. Por isso parte do processo seria pulado e, no fim, no terceiro dia, ele seria cremado.

Os meninos do SoN viraram-se para trás e Henry finalmente viu Yebin. Além dele, todos os outros se encararam. Não havia espaço para provocações, ódios ou tons jocosos. Eles estavam visivelmente abalados e tristes. Jongsuk, o líder deles, foi o primeiro a reverenciar as meninas e iniciar a caminhada para afastar seu grupo por um momento.

Yebin não ergueu a cabeça e tão logo foi a vez delas, ela não conseguiu apenas se curvar. Ela basicamente desmoronou durante a reverência e chorou de um jeito comovente. Tão comovente que parou a caminhada dos meninos e atraiu a atenção da família de Ji Hoon composta por mãe, pai, uma irmã mais velha e um mais novo. Dava para perceber que não era cena, tampouco queria aparecer para ninguém. Era o mais profundo dos pesares de quem tinha muito o que dizer, mas não podia mais.

Yena, Go Eun e Cho Ah estavam tentando segurar as lágrimas sem muito sucesso. Taeha e Sookie já tinham se rendido e apenas queriam que a dor passasse logo.

[Eventualmente, todo mundo vai passar por aqui, mas cada um a seu tempo. Esperem as instruções em suas respectivas RPs.

Sobre funerais coreanos: Achei aqui

A linha do tempo será ajustada quando todas tiverem passado do dia 8 de Outubro.


avatar
Dorama
Localização :
Coréia do Sul

Mensagens :
111

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum