Elysium Fields

O Elysium Fields foi fundado em Fevereiro de 2018, com o intuito de ser um jogo entre amigos, mas cresceu para se tornar não um único jogo RPG, mas vários. Desta forma, pode encontrar um jogo para jogar, ou narrar o seu próprio jogo, com as suas regras. A maioria dos nossos jogos são guiados por um narrador, que começa a história, desenvolve, e dá um fim à mesma. Os jogadores são os seus personagens principais.
Joo Ri
Hae Shin
Ji Yeon

Moderação

Últimos assuntos
» You’ve been dreaming of a monster
por Raron Hoje à(s) 7:53 am

» Outros
por The Village Ontem à(s) 9:10 pm

» Lojas Locais
por The Village Ontem à(s) 8:18 pm

» Capítulo 3 - Festival de Primavera
por Joseon RPG Ontem à(s) 7:26 pm

» 02. Date Night
por Kwon Young Jae Ontem à(s) 1:58 pm

» Jun Sun e Tulipay: Awaken
por Nang Eun Kyung Ontem à(s) 1:17 pm

» Mortal Genesis
por Kye Jin Sang Ontem à(s) 4:48 am

» Gyuri: 04. A Princess is Born
por Nam Gyuri Ter Set 17, 2019 10:00 pm

» 02. Yes or Yes
por Shin Jaejin Ter Set 17, 2019 3:30 pm

» Ong: 03. Picture in my head
por Ong Joo Heon Ter Set 17, 2019 1:28 am

» Luna: 03. PaintMe
por Luna Minn Seg Set 16, 2019 11:34 pm

» Jeon Nayoung's Song
por Starry Night Seg Set 16, 2019 7:44 pm

» Klaham Chaiyasan's Song
por Starry Night Seg Set 16, 2019 7:43 pm

» Song Hyemi
por The Village Seg Set 16, 2019 4:03 pm

» Kang Ujin
por The Village Seg Set 16, 2019 3:53 pm

» Ok Beom Seok
por The Village Seg Set 16, 2019 1:22 pm

» Myeong Bokgu
por The Village Seg Set 16, 2019 12:14 pm

» Ahn Yura
por The Village Seg Set 16, 2019 11:49 am

» Hong Seo Ri
por The Village Seg Set 16, 2019 11:33 am

» Kim Hyomin
por The Village Dom Set 15, 2019 11:23 pm

» Soo Kyung Suk
por The Village Dom Set 15, 2019 10:45 pm

» PLANTÃO SN: Salto temporal, desafio da Nari e muito mais...
por Klaham Chaiyasan Dom Set 15, 2019 6:00 pm

» Teste de TPTs
por Klaham Chaiyasan Dom Set 15, 2019 5:47 pm

» 02. Clap Your Hands
por The Crown RPG Dom Set 15, 2019 4:41 pm

» All sink or swim
por Ayleen G Dom Set 15, 2019 10:00 am

» Nari e Suwon: 03. Gossip
por Park Nari Sab Set 14, 2019 9:21 pm

» Cena Coletiva 01: Into The Deep Blue
por Kang Seung Hee Sab Set 14, 2019 5:10 pm

» @chae.kim
por Kim Chaeyeong Sab Set 14, 2019 12:59 am

» 02. Don't Mess Up My Tempo
por Son Ilgook Sex Set 13, 2019 11:34 pm

» Shin Woo Hyun
por The Village Qui Set 12, 2019 9:57 pm

» O Registro
por Ok Beom Seok Qui Set 12, 2019 2:37 pm

» Off-Chat
por Hae Shin Qui Set 12, 2019 1:36 pm

» INSCRIÇÕES
por Lee Su-ji Qui Set 12, 2019 1:26 pm

» Somin: 03. Interlude
por Starry Night Qui Set 12, 2019 2:49 am

» Tori: 03. Me Fisrt
por Starry Night Qui Set 12, 2019 2:32 am

» Game of Survival
por Ayleen G Qua Set 11, 2019 10:08 am

» [DADOS] Onde estrelas nascem ou morrem
por Jeon Nayoung Qua Set 11, 2019 12:50 am

» Capítulo 2 - Velhos conhecidos
por Jeong Sae Rin Ter Set 10, 2019 11:51 pm

» Capítulo 2 - Noivado
por Joseon RPG Ter Set 10, 2019 5:35 pm

» Capítulo 2 - A família real
por Joseon RPG Ter Set 10, 2019 5:19 pm

» The Heirs: Primeiras impressões
por The Crown RPG Ter Set 10, 2019 1:37 am

» Doce Setembro: O Adeus do Crown.
por The Crown RPG Ter Set 10, 2019 12:41 am

» @itswowls
por Shin Jaejin Seg Set 09, 2019 7:59 pm

» @mustlovepetz
por Kwon Soo Jin Seg Set 09, 2019 4:56 pm

» NPCs
por Joseon RPG Dom Set 08, 2019 12:17 pm

» Park Nari's Song
por Park Nari Sab Set 07, 2019 11:10 pm

» Gong Suwon's Song
por Gong Suwon Sab Set 07, 2019 9:22 pm

» Bares e Restaurantes
por The Village Sab Set 07, 2019 7:54 pm

» Park Jun Sun's Song
por Park Jun Sun Sab Set 07, 2019 5:58 pm

» DISTRIBUIÇÃO E GASTO DE XP
por Luna Minn Sab Set 07, 2019 10:04 am

Conectar-se

Esqueci minha senha

Recursos Gráficos

Parceiros

Créditos

A skin foi totalmente criada pela Ross (Ji Yeon), para uso exclusivo no Elysium Fields. A designer agradece à Persephone (Hae Shin) e à Luxi (Joo Ri) pela paciência para a aturar, a Flerex pelos códigos de cores e campos de perfil que tornaram tudo mais fácil e a FontAwesome pelos ícones. Os gráficos para imagens foram obtidas do Google e editadas pela Ross. As tramas são criações originais e de responsabilidade de seus respectivos narradores. O blog Dorama Resenhas é nosso parceiro-irmão e todo seu conteúdo é feito por suas escritoras através de uma pesquisa séria de fontes confiáveis, além da exposição de opiniões próprias. Plágio é crime. Não copie dos nossos conteúdos originais. Se for tomar inspiração, por favor mencione.
Moderação
One Piece
Starry Night
SKIE
The Crown
Joseon RPG
Sokcho's Tale
The Village
Convidados

Capítulo 1 - Comemorações

Ir em baixo

Capítulo 1

Mês da Cobra - Dia 1

Capítulo 1 - Comemorações Prevvvv

Apesar de ser primavera e o tempo lá fora estar perfeito, Jeong Sae Rin havia sido praticamente obrigada a permanecer em casa. Ela sabia que o festival da primavera estava se aproximando, no vilarejo esses festivais eram muito divertidos, fora as músicas tocadas que eram lindas.

Sua omoni estava andando de um lado para o outro dando ordens aos funcionários para verificarem se tudo estava perfeito. Acontece que teriam a visita de Choi Yi-Kyeom, irmão da Rainha e ministro do Estado principal. Ele combinou de ir comemorar os últimos sucessos administrativos com o pai de Sae Rin e com sua família. Para Sae Rin, isso poderia ser muito tedioso, e sua omoni já alertava:

Capítulo 1 - Comemorações D81f7c0bd61d13d2c0709956160b7b95

- Cuidado com o que vão falar, ele é o irmão da Rainha In-Gyeon! É uma honra, não poderia ter acontecido algo melhor! Nossa família já sofreu muito, tudo precisa ser perfeito.- Repetia pela décima vez.

Sae Rin já estava arrumada, e sua família esperava pela visita que chegaria logo. Seu aboji não parecia desesperado como sua omoni, mas estava preocupado, não era apenas uma comemoração, mas Choi Yi-Kyeom tinha uma filha, e se um de seus filhos casasse com ela, seria ótimo para os Jeong. Principalmente porque não havia dado certo com Sae Rin...

Capítulo 1 - Comemorações 9b8d4e74ecf45e8c7590731e0ee46cae


- Lee Sun, não esqueça de recitar alguns ensinamentos de Confúcio, espero que tenha estudado bem. Precisa mostrar que é um dos melhores alunos de Seongkyunkwan. O ministro do Estado Principal não admite erros e detesta que esqueçam de o cumprimentar. Assim que ele chegar, façam a reverência e concordem com tudo que ele disser.

Capítulo 1 - Comemorações 94ba049ec809036dd4dc8fe30ddcc1ef

- Não se preocupe aboji - Disse Lee Sun - Vou salvar a família, sou o melhor aluno de Seongkyunkwan, vou me casar ou passar no Dae Gwa (exame final para ser um oficial do governo).

Ele olhou para Sae Rin com aquele sorriso implicante, e deu uma sugestão aos pais:

- Omoni, tem certeza que a Sae-Rin deveria participar dessa visita? Não seria melhor fingir que ela está doente?

Os pais se entreolharam, a omoni ficou surpresa e irritada, mas o aboji parecia pensativo. A mãe logo respondeu ainda mais preocupada:

-Vão começar de novo? É uma visita importante, toda família precisa estar presente. - Olhou ao redor preocupada - Onde está o Rae Dong? Ele ainda não acordou?

Joseon RPG
Capa perfil : Capítulo 1 - Comemorações DIowPZd
Frase : "Só o destino dirá quem será o próximo Rei"
Idade : 28
Gif : Capítulo 1 - Comemorações 5f88af7a2528453bf006d1b12670eab5
Apelido : Joseon RPG
Jogo : The Name of King
Mensagens : 105
Avatar perfil : Capítulo 1 - Comemorações 3b2832df45698cfb356efc3756abce6e
Cabeçalho posts : https://i.imgur.com/uOdsc1t.png
Ver perfil do usuário
Joseon's Chronicles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sae Rin

Primeiro Dia
A manhã começou extremamente acelerada, não acompanhando o ritmo de Sae Rin. Não era do tipo que gostava de viver enclausurada entre as belas paredes da residência Jeong, mas naquele dia, em particular e sem maiores motivos aparentes, ela poderia tranquilamente atravessá-lo dentro do aposento, aproveitando a própria companhia ou, no caso, admirando a linda paisagem florida e cheia de cores de sua janela. Mas não... Não foi permitido. Porque haveria visita – uma importantíssima visita, como a omma não cansava de repetir. Não sentia-se disposta e isso piorava um humor já deveras complicado.

Os longos fios negros receberam cuidados especiais e um maior capricho por parte da dama que a servia; a pintura valorizava as partes mais bonitas do rosto, mas não perdia a naturalidade. Na verdade, Sae Rin não precisava de muitos detalhes para chamar a atenção. Pena que era tão carrancuda e a expressão constantemente ousada não se mostrasse digna aos demais. Mulheres deveriam mostrar comportamento submisso e personalidade doce, porém para a família Jeong, uma das preocupações mais presentes era a de que Sae Rin mantivesse a linda boquinha fechada para não envergonhar ninguém. Bonita, educada e feminina. Nesse quesito, de fato, cumpria perfeitamente o papel.

O hanbok, traje típico, possuía cores vibrantes e era como carregar um pedaço da primavera nas vestes – o que fugia do gosto dela, pois a primogênita dos Jeong preferia uma paleta sóbria, embora amasse cada tom da nova estação. Contudo, era um pontinho obscuro no espaço... Não participava deste, apenas funcionava como uma mera telespectadora.

Capítulo 1 - Comemorações Korean-hanbok-wedding-dress-cosplay-performance

Antes de sair do quarto, Sae Rin ensaiou um último suspiro.

Não era tola.

Havia mais do que um reencontro entre velhos amigos escondido por trás da presença do ministro. A política – seja qual for - nunca ficava submersa... Sempre existia a tal “possibilidade” esperando o momento adequado de surgir.

Diferente das outras ocasiões em que a ansiedade e a irritação apareceriam para perturbá-la, dessa vez, as mesmas permaneciam afastadas.

Não demorou a juntar-se a família e quase entortava o pescoço para acompanhar as idas e vindas da mãe que, ao contrário do pai, não disfarçava o nervosismo. Contudo, entendia a frustração da mulher... a frustração de todos.

Sae Rin era a frustração.

Embora os assuntos da casa não lhe despertassem qualquer interesse – aplicava os gostos em áreas mais distantes de sua realidade –, ela admirava a figura materna. Era dona de uma saúde bastante debilitada, porém assumia uma personalidade firme... Além disso, a omma tinha um coração tão generoso que o corpo frágil não conseguia suportar...  

- Ne, omoni... – respondia a simples frase para cada repetição da mãe.

Mas não era suficiente. Como uma boa menina, seguia mais pela tangente do ambiente, de mãos entrelaçadas diante do corpo. Todavia, mesmo quando sinceramente tentava, ela não adotava uma postura retraída, pois fugia de sua natureza. Tão fácil quanto o ato de respirar, o queixo permanecia erguido, recusando-se a abaixar a cabeça – um péssimo hábito, para não dizer traço inviolável.

Nada nas ordens parecia alcançar Sae Rin... Até que...

“Nossa família já sofreu muito...”

Ela foi gentil em usar o passado para algo que definitivamente perdurava ainda entre os Jeong.

Logo era a vez do aboji citar uma série de recomendações destinas a Lee Sun. Sae Rin estalou a língua dentro da boca para mascarar o desagrado. Contudo, conforme o irmão enchia o peito e respondia, garantindo sucesso, a garota não controlou o breve revirar dos olhos – um gesto nada elegante, ainda mais vindo de uma donzela.

Sae Rin quase suspirou, mas não havia necessidade de emitir ruídos para evidenciar o quanto queria estar em outro lugar e não ali, tendo que concordar com todas as coisas que o Ministro diria. E se ele falasse que ia chover quando, obviamente, seria uma mentira?

Ani, não vai chover.

O céu está azul e lindo...

E, por sua culpa, Senhor Ministro, estou presa aqui!

Os lábios voltaram a se curvar nas comissuras com a resposta de Lee Sun, principalmente no instante em que ganhou o olhar cheio de pura provocação. Ah... Então já começamos? Perfeito. Lee Sun fez uma sugestão que ironicamente melhorou a feição da Jeong, inspirando um sorriso falsamente comedido. Mas tão rápido quanto surgiu a inocente ideia, ela foi descartada pela omma.

Fitou o appa e percebeu que ele avaliava a possibilidade. Entretanto, a atenção retornou até a matriarca assim que ela questionou a ausência de Rae Dong. Sae Rin rapidamente saiu em defesa do caçulinha – Estou certa de que ele não deseja fazer feio diante do Ministro e por isso o atraso... Logo Rae Dong aparecerá, omoni.

Ela defendia o menino e não disfarçava a preferência. Enquanto ela e Rae Dong tinham uma relação estreita, afetuosa e dotada de companheirismo, o mesmo não podia ser apontado entre Sae Rin e Lee Sun – a diferença era que o rapaz mostrava o veneno de uma forma menos evidente e infinitas vezes mais sonsa... A primogênita, de tantas coisas absorvidas, não aprendeu a controlar o gênio e nas ocasiões em que a língua não emitia as opiniões acentuadas, as caras e bocas cumpriam a função de tal.

Chegou a se adiantar para um novo acréscimo, mas conteve-se, enfim.

Os pais não mereciam escutar que duvidava que o Ministro fosse gostar de dividir o espaço com alguém como ela.

Quem é que gostaria...?

- Oh... Lee Sun, obrigada pela preocupação, mas... ani... Eu quero participar. Desde quando sou uma pessoa de fingir doença para escapar das responsabilidades, huh? Que sugestão incoerente. Quase me ofende... Se eu não soubesse que você apenas deseja o bem de sua irmã mais velha.

Sorriu.

- Omoni, aboji... Será um prazer receber o Ministro. Não irei envergonhá-los.
Jeong Sae Rin
Capa perfil : Capítulo 1 - Comemorações Lua-de-sangue
Frase : I'm a soldier to my own emptiness...
Estado Civil : Solteiro (a)
Idade : 24
Gif : Capítulo 1 - Comemorações Tumblr_otaoa1aEPA1r1fzv0o2_250
Apelido : Karol
Jogo : Joseon's Chronicles
Mensagens : 17
Avatar perfil : Capítulo 1 - Comemorações GG9OstH
Cabeçalho posts : https://i2.wp.com/hdwallpaper20.com/wp-content/uploads/2016/05/grey-wallpaper-miscellaneous_dark_loneliness_grey.jpg
Ver perfil do usuário
Joseon's Chronicles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 1

Mês da Cobra - Dia 1
Infelizmente, mesmo com um belo dia lá fora, Sae Rin estava intimida a ficar em casa, e não só isso, ficaria ouvindo aquelas conversas superficiais nas quais nem podia dar sua opinião.

Mas para seus pais, era uma oportunidade de melhorar a imagem da família e ainda conseguir um bom casamento para o filho. Enquanto Lee Sun alfinetava a irmã já de manhã cedo, a omoni estava preocupada pelo atraso do irmão caçula.

Sae Rin logo defendia o irmão, mas será que ele apareceria mesmo? Lee Sun sorriu diante da resposta da irmã, daquele jeito implicante. A omoni no entanto pareceu aliviada com a resposta de Sae Rin e a respondeu carinhosamente:

- Assim você me dará orgulho, Sae Rin.


Lee Sun no entanto se aproximou para responder do seu jeito bem falso:

- Claro que eu só desejo o seu bem, noona -
Em seguida acrescentou - Eu só não sei se ela vai conseguir segurar sua língua.

Antes que algo pudesse ser feito, um funcionário chegou apressado avisando que o ministro havia chegado! A omoni arregalou os olhos nervosa e rapidamente passou a mão sobre hanbok, ajeitando qualquer amassado. O pai se levantou para receber o convidado, que assim que entrou pela porta, foi recebido por reverências do aboji, da omoni e de Lee Sun. A omoni olhou para a filha esperando que ela também fizesse a reverência.

O ministro estava com a filha e a esposa, este tomou seu lugar na sala em frente a mesinha principal, todos os móveis eram baixos como de costume, mas muito luxuosos. Os funcionários tratavam de trazer as bebidas.

- É uma honra recebê-los, esses são meus filhos, Yoo Sae Rin, e Yoo Lee Sun - Disse o pai de Sae Rin.

O ministro sorriu educado, mas em seu semblante era possível notar aquele olhar de poder. Como irmão da rainha, ele era muito influente. Sua filha era Chung-Jo, parecia muito educada em cada gesto que dava.

Capítulo 1 - Comemorações 87ca1da6ee843c69de58a0fa554f0f73

- Essa é minha filha, Choi Chung-Jo e minha esposa Chung-Hwan - Disse o ministro.  


Capítulo 1 - Comemorações 69c198d4a99eca206c57a52cc1ff0608

- Prazer em conhecê-los - Disse a jovem.

A jovem sorriu simpática, e a esposa do ministro também, mas de alguma forma elas lançavam olhares sorrateiros para Sae Rin.

- É uma honra comemorar com o ministro da Justiça - Disse o aboji de Sae-Rin - Kamsahamnida por ter escolhido nossa família. A administração tem tido tantos sucessos, é honra comemorá-los neste dia de primavera. Esse tempo bom deve ser um bom sinal. Também estou muito grato por meu filho Lee-Sun estar com notas excelente em Seongkyunkwan!

- Ye, mas eu apenas sigo tudo que ensinam, - Confirmou Lee Sun tentando mostrar uma falsa humildade, em seguida começou a recitar uma das frases de Confúcio - "Transportai um punhado de terra todos os dias....

-E fareis uma montanha. - Completou o ministro com um riso amigável - Muito bem, mas um conselho, temos que estudar para ser sábios e não apenas para passar em exames.

O aboji também riu junto com o ministro, assim como Lee Sun, todos tentavam manter boas aparências. Mas o ministro mostrava que não se deixava enganar facilmente. A omoni ainda estava preocupada com a sumida do caçula, olhava para a porta várias vezes quando o ministro notou:

- Havia um filho mais novo, não? Onde ele está? Está tudo bem com o rapaz?

@Jeong Sae Rin

Joseon RPG
Capa perfil : Capítulo 1 - Comemorações DIowPZd
Frase : "Só o destino dirá quem será o próximo Rei"
Idade : 28
Gif : Capítulo 1 - Comemorações 5f88af7a2528453bf006d1b12670eab5
Apelido : Joseon RPG
Jogo : The Name of King
Mensagens : 105
Avatar perfil : Capítulo 1 - Comemorações 3b2832df45698cfb356efc3756abce6e
Cabeçalho posts : https://i.imgur.com/uOdsc1t.png
Ver perfil do usuário
Joseon's Chronicles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sae Rin

Primeiro Dia
De repente, o terrível humor nem mesmo fazia presença sobre os traços... Pelo contrário: a jovem esbanjava uma expressão quase angelical, se não fosse pelo olhar tão obscuro quanto um poço de infinitas possibilidades. Perderia parte do dia dentro de casa, recebendo pessoas, de fato, importantes, mas que... Aigo. Ela preferia o dia de sol, sentir a sensação fresca contra a pele e acompanhar o desabrochar lento da bela paisagem. Contudo, engoliria a seco apenas para não alimentar o prazer de Lee Sun. Então, por mais que a desagradasse o papel de enfeite, Sae Rin manteria-se impecável frente aos convidados - não pelos motivos corretos, mas eram os resultados que importavam, não?

Sorriu toda boazinha, esperando convencer os pais e nada incomodada com a opinião do irmão.

A primeira a se manifestar foi a omoni e Sae Rin finalmente esboçou uma reação sincera, curvando os lábios de maneira mais carinhosa e até disfarçadamente melancólica... Pobre omma... Ela merecia uma filha melhor e que pudesse realmente lhe dar um sólido orgulho. Arranjar bom casamento, ser exemplo e possuir modos convenientes, porém não. Não Sae Rin. Qual crime a Sra. Jeong cometeu no passado para merecer tamanha punição? Embora Sae Rin sofra as consequências, a família não detém de qualquer imunidade... Tudo se reflete neles, como se a primogênita segurasse um espelho em direção aos Jeong.

Ela era o sinônimo de desgraça, independente do caminho que adotasse.

Não havia como contestar as diretrizes do próprio destino.

Lee Sun não demorou a também responder o comentário da noona, no entanto, a chance de argumentar de volta acabou suprimida quando um dos funcionários veio comunicar a chegada do Ministro acompanhado por esposa e filha.

E nada de Rae Dong...

Apesar de defendê-lo, já era muito grave que ele não estivesse presente e junto de todos para receber os convidados do aboji.

Onde essa pestinha se meteu, afinal?

Sae Rin permaneceu no mesmo local, ainda com as mãos sobre o abdômen, meio que já se preparando para iniciar os cumprimentos de praxe. O appa, obviamente, adiantou-se, seguido da omma e de Lee Sun. A última foi Sae Rin. Ela curvou-se respeitosamente, imitando os três familiares. Assim que as saudações terminaram, todos ocuparam os respectivos lugares ao redor da mesa e Sae Rin pairou sentada ao lado de Lee Sun. Não tinha sido uma escolha estratégica, mas permitia uma boa visão do Ministro e das mulheres próximas a ele. Além de educados, não transbordavam a prepotência característica do status elevado, embora não houvesse como negar a riqueza que os cercava. Não somente nos tecidos finos lindamente desenhados, mas igualmente nos trejeitos.

Todavia...

Claro que notou.

Os olhares... Precisou habituar-se a tais. Entretanto, não podia devolver de modo atravessado, não nessa situação.

A moça limitou-se a crispar os lábios suavemente, ignorando os dentes que ameaçavam iniciar um atrito incômodo.

O pai retomava o discurso grato ao Ministro e aproveitava para adicionar Lee Sun à conversa, abrindo uma brecha com o intuito do irmão demonstrar inteligência e evolução ao longos das aulas. Ensaiando uma modéstia que ele estava longe de possuir, Lee Sun começou a citar uma frase de Confúcio... Só ela que achava aquilo forçado e entediante? Sae Rin encarou o Ministro após a reação e até que não foi difícil concordar... Esses exames não tinham muita utilidade na concepção dela. Só serviam para avaliar quem era o mais esperto e aplicado, porém isso deveria estar inserido nas vontades dos alunos. Aprender por aprender era só... memorização. Existia fundamento nisso?

Eles riam... Sae Rin refletia a respeito, até que a pergunta atraiu o seu interesse e preocupação. Provavelmente o desconforto da omoni e as constantes fitadas à porta despertaram a lembrança do Ministro sobre um terceiro filho.

Excelente pergunta, Senhor Ministro.

- Oh... Rae Dong? Ele estava bastante ansioso para conhecê-los e de certo que preparou durante à noite inteira algo para agradá-los. Ele é um rapaz aplicado e muito esperto. Imagino que deseja os surpreender.

Se Rae Dong estivesse DORMINDO...

- Aboji, caso deseje, posso verificar o motivo do atraso – disso num tom polido e solícito.

E, talvez, arrancar um pedaço da orelha do caçulinha com aquelas unhas afiadas.  

Ahhhh, e agora ele teria que se virar!

Não pagaria de mentirosa na frente do Ministro, nem da esposa e filha dele.

Seja o que for, Rae Dong inventaria alguma coisa para satisfazê-los... Discurso, uma citação gravada... Que ficasse de cabeça para baixo!

Ele daria um jeito.
Jeong Sae Rin
Capa perfil : Capítulo 1 - Comemorações Lua-de-sangue
Frase : I'm a soldier to my own emptiness...
Estado Civil : Solteiro (a)
Idade : 24
Gif : Capítulo 1 - Comemorações Tumblr_otaoa1aEPA1r1fzv0o2_250
Apelido : Karol
Jogo : Joseon's Chronicles
Mensagens : 17
Avatar perfil : Capítulo 1 - Comemorações GG9OstH
Cabeçalho posts : https://i2.wp.com/hdwallpaper20.com/wp-content/uploads/2016/05/grey-wallpaper-miscellaneous_dark_loneliness_grey.jpg
Ver perfil do usuário
Joseon's Chronicles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 1

Mês da Cobra - Dia 1
Sae Rin podia sentir o olhar diferenciado da filha e da esposa do ministro. Era uma situação difícil, a maioria sabia de sua reputação, pelo menos entre os nobres, fofocas corriam rápido.

Além disso, era bem tedioso ficar de espectadora, ainda mais de uma conversa em que tentavam enaltecer Lee Sun. Confúcio dizia que deveriam estudar pela sabedoria, mas será que a maioria fazia isso? Sae Rin indagava quando o ministro notou a falta de Rae Dong. O aboji logo ficou preocupado e trocava olhares com sua esposa. Mas Sae Rin se adiantou e respondeu defendendo o irmão, até se ofereceu para ajudar a verificar.

O ministro lançou um olhar sobre Sae Rin como se estivesse a analisando, e até fez um comentário:

- Vejo que sua filha preza por defender a família, é uma qualidade que aprecio.

O aboji parecia preocupado, mas sorriu agradecido:

- Ye, Sae Rin é muito apegada a família - Em seguida se virou para ela e disse - Jebal, filha, vá ver se o Rae Dong está bem.

Os pais de Sae Rin estava bem preocupados, com certeza pensava o mesmo que ela, e se Rae Dong só estivesse dormindo? Aquele menino... Mas agora Sae Rin tinha a chance de ver o que havia acontecido.

Depois de se retirar da sala, ela saíria pela entrada da frente, pois a sala não tinha conexão com os quartos por dentro. Após sair, não precisou ir longe pois lá vinha Rae Dong!

Capítulo 1 - Comemorações 1d10f12daf9ee8899c8b152dfe45248c

- Eles já chegaram? - Perguntou Rae Dong a irmã.  

Mas como ele tinha a cara dura de perguntar isso? Não havia ouvido a agitação dos funcionários?

@Jeong Sae Rin

Joseon RPG
Capa perfil : Capítulo 1 - Comemorações DIowPZd
Frase : "Só o destino dirá quem será o próximo Rei"
Idade : 28
Gif : Capítulo 1 - Comemorações 5f88af7a2528453bf006d1b12670eab5
Apelido : Joseon RPG
Jogo : The Name of King
Mensagens : 105
Avatar perfil : Capítulo 1 - Comemorações 3b2832df45698cfb356efc3756abce6e
Cabeçalho posts : https://i.imgur.com/uOdsc1t.png
Ver perfil do usuário
Joseon's Chronicles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sae Rin

Primeiro Dia
Realmente não era uma situação muito fácil de lidar, apesar de que, em aparência, a esposa e a filha do Ministro não estavam fazendo nada de ofensivo. Mas Sae Rin quase que podia ler os pensamentos das mulheres e sabia que os mesmos reproduziam o que todos diziam a seu respeito. Contudo, prometeu não envergonhar os pais... E não, não o faria. Limitou-se a manter o rosto levemente erguido e a expressão neutra – menos os olhos... sempre eles... A família acusava a língua grande de ser o maior dos problemas, porém a jovem Jeong tinha certeza do equívoco. Se suas palavras machucavam, o jeito que usava para encarar as pessoas... Poucos se atreviam a ultrapassar os limites que os dois poços negros impunham majestosa e perigosamente. Talvez a fama seja um elemento adicional, só que antes desta, Sae Rin já possuía o temperamento digno de uma Rainha – mas, de certo que o fato de ainda ter que se curvar para o Rei a incomodaria bastante.

Além disso, precisava aguentar as qualidades – qualidades? – de Lee Sun sendo enaltecidas frente aos convidados. Bem... Se for assim, logo terminará, porque o irmão não tinha tantas coisas excepcionais a oferecer... Tsc. Sae Rin controlou as vontades de revirar os orbes apenas uma infinidade de vezes. Como esperado por parte da primogênita, alimentou o silêncio e até tentava mostrar alguns sorrisos falsos para comentários que não via qualquer graça.

Detalhe que mudou diante da fala do Sr. Ministro sobre conhecimento – algo que, enfim, a interessava. Ela continuou a refletir enquanto todos soltavam risinhos de novo. Entretanto, quando o assunto colocou o caçulinha em evidência, a moça tratou de defendê-lo, não hesitando, e também desejava poupar o aboji e a omoni de estresses desnecessários. Inventou uma desculpar boba para justificar o atraso dele e agora o irmão teria que comprar a ideia.

Sae Rin encarou o Ministro ao receber o elogio e abaixou a cabeça suavemente como maneira de agradecer.

Estranhamente o appa mantinha um olhar preocupado...

Aish, culpa daquele moleque!

Guardou o respiro aliviado ao obter permissão para procurar Rae Dong. Ela ergueu-se e se curvou, pedindo licença antes de sair completamente. A postura mudou num piscar das pestanas... Fitou ambas as extremidades do corredor e decidiu seguir pela correta, pois no meio do caminho, não tão distante, avistou Rae Dong se aproximar, todo agitado.

Estava com pressa, é?

A garota interrompeu os passos e o aguardou, as mãos circulando a cintura. Todavia, rapidamente, a destra voou até a orelha e ela puxou sem nenhuma piedade – O que você acha, hein?! – media o tom de voz porque uma cena não ajudaria em nada – Evidente que eles chegaram! E perguntaram por você! O próprio Ministro, inclusive!... Aigoooo... Menino irresponsável! O que aconteceu?

Capítulo 1 - Comemorações Tumblr_otaoa1aEPA1r1fzv0o3_400

Só o soltaria depois de ouvir lamentos – de arrependimento e um pouquinho de dor. Cruzou os braços e começou a acertar o pé esquerdo no chão, marcando os segundos para que ele explicasse a razão da demora.

- Eu tive que mentir! Mas você, rapazinho, dará o seu jeito de inventar uma SURPRESA para o Ministro e a família dele! Algo que vá agradá-los porque foi a justificativa que encontrei. Entendeu, Rae Dong? Lee Sun escolheu uma citação de Confúcio... O Ministro apreciou e espero que seja mais criativo.

Ao término da bronca, ela o observou inteiramente e o ajudou a alinhar as partes bagunçadas da veste.

- Pronto, pronto... Tente se comportar direitinho... O festival da primavera está perto de acontecer... Caso o appa comece a calcular suas atitudes, será mais complicado sair de casa com a atenção pesada, não concorda?

Acertou um peteleco entre as sobrancelhas do irmão, “acordando-o” e, tão logo, sorria no cantinho dos lábios.
Jeong Sae Rin
Capa perfil : Capítulo 1 - Comemorações Lua-de-sangue
Frase : I'm a soldier to my own emptiness...
Estado Civil : Solteiro (a)
Idade : 24
Gif : Capítulo 1 - Comemorações Tumblr_otaoa1aEPA1r1fzv0o2_250
Apelido : Karol
Jogo : Joseon's Chronicles
Mensagens : 17
Avatar perfil : Capítulo 1 - Comemorações GG9OstH
Cabeçalho posts : https://i2.wp.com/hdwallpaper20.com/wp-content/uploads/2016/05/grey-wallpaper-miscellaneous_dark_loneliness_grey.jpg
Ver perfil do usuário
Joseon's Chronicles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 1

Mês da Cobra - Dia 1
Depois de receber permissão para procurar Rae Dong, Sae Rin deixou a sala em busca daquele "moleque".  E quando o viu e ele perguntou daquele jeito tão despreocupado, Sae Rin voou na orelha dele, Rae Dong soltou uns "Aish" baixinho, curvando a cabeça para o lado que ela tinha puxado enquanto ouvia as reclamações da irmã.

- Aigoo, já? E perguntaram por mim? - Repetiu ficando nervoso.

Fez uma careta por ter sua orelha presa, sua irmá sabia como vir com tudo, como aquela carinha delicada conseguia ser tão brava quando queria? Se perguntava Rae Dong, para ele que a conhecia bem, sua irmã não era nenhuma flor...

- Aigoo, miane noona, miane... Eu posso explicar... Mianeee... - Disse ele com uma voz de choro forçada,

Mas Rae Dong estava mesmo preocupado. Ouviu a irmã contando sobre ter tido que mentir, e que ele ia ter que ser virar! Mas Rae Dong não tinha ideia do que fazer. Seu olhar estava arregalado tentando pensar em alguma coisa enquanto a irmã o ajudava a alinhar a vestimenta. Coçou a cabeça preocupado e olhou meio constrangido para irmã. Respirou fundo antes de responder:

- Eu tinha me arrumado noona... É que... - Disse sem graça - Tive um chamado da natureza...

Em seguida suspirou nervoso ficando alguns segundos em um silencio constrangedor até voltar a falar:

- Aigooo... Otokke? O últimos livros que li não dão pra citar...

De repente parou aí e se consertou:

- Porque são de história... E não de Confúcio....  Aishh...

Ninguém podia saber que tipo de história Rae Dong lia, não mesmo. Agora ele precisava pensar em algo, mas ele era péssimo nisso, o que faria? Cantar? É talvez pudesse fazer isso! Apesar de cantar muito mal.

- E se eu cantar noona? Eu não sei tocar nada... Posso cantar arirang!

Quando voltassem para perto da porta, para entrarem novamente na sala, Rae Dong respirava fundo. Sae Rin podia dar alguns conselhos para o irmão, mas assim que chegaram perto da porta, ela conseguiu ouvir parte da conversa que acontecia ali dentro:

- E se a maldição passar para toda a família? Lee Sun nunca tentou se casar, não é mesmo?- Disse a esposa do ministro.

-  Tenho certeza que não estou amaldiçoado... - Respondia Lee Sun - Se eu estivesse, o mestre saberia. Somos os estudantes mais inteligentes de toda Joseon.


Rae Dong também ouviu e lançou um olhar preocupado para a irmã antes de cochichar baixo:

- Kaja? Eu vou cantar... Preciso que fique comigo... Para eu ter onde olhar...


@Jeong Sae Rin
Joseon RPG
Capa perfil : Capítulo 1 - Comemorações DIowPZd
Frase : "Só o destino dirá quem será o próximo Rei"
Idade : 28
Gif : Capítulo 1 - Comemorações 5f88af7a2528453bf006d1b12670eab5
Apelido : Joseon RPG
Jogo : The Name of King
Mensagens : 105
Avatar perfil : Capítulo 1 - Comemorações 3b2832df45698cfb356efc3756abce6e
Cabeçalho posts : https://i.imgur.com/uOdsc1t.png
Ver perfil do usuário
Joseon's Chronicles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sae Rin

Primeiro Dia
A cara de pau de Rae Dong ultrapassava os limites do humanamente aceitável. Por conta disso, ela não teve a menor piedade na hora de cravar as unhas naquelas orelhas para puxá-las d.o.l.o.r.o.s.a.m.e.n.t.e. Era bem provável que o menino acabasse ganhando alguns novos centímetros das mesmas. Vai que desse jeito não começa a prestar atenção nos chamados, por exemplo? Além de não calcular a força utilizada nele - não que fosse tanta assim… -, Sae Rin apenas se preocupou em controlar o tom de voz, pois não queria armar uma cena e atrair a atenção indesejada dos convidados. Contudo, não diminuiu o peso do esporro. Na verdade, isso tornou mais assustadoras as caras e bocas dela.

- Aiiiish, eu já disse que sim e que o próprio Ministro perguntou!

Aumentou a dose da puxada - uma saideira - antes de definitivamente soltá-lo. De fato, Sae Rin era durona e mesmo que fisicamente fraca, estava longe de ser uma criatura frágil. Fugia do estereótipo de donzela indefesa, apesar dos traços finos. Sae Rin não era uma flor… Ela era os espinhos.

Rae Dong sabia perfeitamente.

A carinha de sofrência e os pedidos de desculpas não a comoveram e nem convenceram. Já estava mais do que acostumada a lidar com ele - sendo que, na maioria das vezes, a jovem quem os colocava em confusão.

- Ah, ééé? - exclamou enquanto o ajudava a arrumar a roupa - Então pode começar a explicar. Onde você se meteu? Para alguém tão medroso, o senhor gosta de testar a paciência do appa e da omma…

Olha quem fala, né, Sae Rin?

-- Chamado da natureza? Eu acho que sou estúpida, Rae Dong, porque ainda não entendi! É o que pretendia dizer quando o aboji te perguntasse? Sério? Você é… inacreditável!

O silêncio que imperou entre eles a fez revirar os olhos e continuar o discurso, apontando as possíveis consequências da suposta desfeita – e péssima impressão, caso o irmãozinho não seguisse as “recomendações” da primogênita... Afinal, como ela afirmou claramente ali, a fama não era boa... Não precisava adicionar um “mentirosa”. Observou Rae Dong se desesperar e sem querer, o garoto soltou informações curiosas... Até tentou consertar, mas tarde demais... A encarada da irmã se tornou mais afiada conforme aproximava-se de um jeito intimidador, obrigando-o a chegar para trás – De história... Talvez o Ministro goste de uma boa história e pelo visto, você é um excelente contador, não? O que você anda lendo, hein? – estreitou os orbes, desconfiadas – Não seriam coisas impróprias... ou seriam?

Pela carinha...

- Ani, não quero nem ouvir e já até me arrependi de perguntar.

Os dois reiniciaram a caminhada em direção a sala e durante o percurso, Rae Dong teve a ideia de cantar para o Ministro... Aquilo arrepiou a alma da Jeong. Cantar... arirang? Ele queria assustar as visitas? Sae Rin o encarou com uma enorme interrogação no meio da testa – Ahn... Tem certeza? Bom... Certo. Deve funcionar... Só não exagere na entonação e mantenha a calma... É, acredito que funcionará.  

Ela o mediu dos pés à cabeça e suspirou.


- Que seja arirang, então.

Assim que pararam diante da porta, Sae Rin esticou a mão, mas interrompeu o gesto no momento em que ouviu o “maldição” da esposa do Ministro. Aquilo a congelou por inteiro e embora não fosse correto bisbilhotar, não conseguia se mover. O coração de Sae Rin vacilou diversas batidas... Surpresa? Nem um grão de areia... – Hm? – fitou o irmão por cima do ombro.

Rae Dong a estressava, porém também lhe aliviava os sentidos. Ela sorriu e acenou lentamente.

- Não vou deixá-lo sozinho. E perder a diversão? – arqueou as sobrancelhas de uma maneira irônica – Ani, ani. Pronto...?

Não esperou a resposta e, enfim, empurrou a porta, entrando primeiro e, de propósito, para cortar a fala de Lee Sun.

Havia um sorriso diferente sobre os lábios dela.  

Capítulo 1 - Comemorações Fa9ecd722ba52793749cefd4c15d91b4

- Encontrei.
Jeong Sae Rin
Capa perfil : Capítulo 1 - Comemorações Lua-de-sangue
Frase : I'm a soldier to my own emptiness...
Estado Civil : Solteiro (a)
Idade : 24
Gif : Capítulo 1 - Comemorações Tumblr_otaoa1aEPA1r1fzv0o2_250
Apelido : Karol
Jogo : Joseon's Chronicles
Mensagens : 17
Avatar perfil : Capítulo 1 - Comemorações GG9OstH
Cabeçalho posts : https://i2.wp.com/hdwallpaper20.com/wp-content/uploads/2016/05/grey-wallpaper-miscellaneous_dark_loneliness_grey.jpg
Ver perfil do usuário
Joseon's Chronicles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 1

Mês da Cobra - Dia 1
Rae Dong teria que ser mais convincente, sua irmã parecia quase ler sua mente quando perguntou que tipo de história ele estava lendo, Rae Dong logo fez uma cara de culpa, ia tentar contornar, mas a essa altura, Sae Rin nem queria ouvir.

Mas era verdade que não podia dizer na frente do ministro que tinha se atrasado porque precisou ir na casinha, ou seja, no banheiro. A ideia desesperada dele era cantar, o que mais poderia fazer pelo ministro? Não se lembrava das citações e a irmã até concordou por fim.

Porém na porta ouviram comentários que não eram agradáveis, infelizmente a família estava marcada pelos últimos acontecimentos. Rae Dong teve receio que sua irmã não fosse entrar junto com ele, mas ela logo lhe respondeu irônica. Sua noona era mesmo diferente, apesar de tudo ela parecia forte em enfrentar tudo isso.

Rae Dong foi empurrado para entrar na sala, em seguida chegou Sae Rin com um sorriso um tanto misterioso. O ministro olhou com curiosidade para Rae Dong, enquanto este estava branco como se tivesse visto um fantasma. O aboji logo perguntou preocupado:

- Onde estava, Rae Dong? Kwenchana?


- Estou curiosa para ver o que o mais novo preparou, se ele se atrasou, deve ser importante.
- Essa menina parecia destilar veneno a cada vez que falava.

Rae Dong gelou, olhou para a irmã e no desespero, fez uma reverência, quando se levantou disse vacilando o olhar:

- Estava ensaiando... Uma... Uma peça... Uma música! Uma música...

Os pais dos dois olharam para Rae Dong e a irmã com o semblante confuso, preocupados e surpresos. Lee Sun já levava a mão na testa, sabia como o irmão era péssimo cantando.

- Jebal, pode começar, quero ouvir o que vai cantar - Pediu o ministro.

Rae Dong engoliu a seco, deu mais uma olhada para a irmã antes de começar a desafinar:

- Ariiiiiinraaaanng aaa aaarariiioyyy - Começou a cantar Rae Dong.

Os pais deles não sabiam onde enfiar a cara, a omoni que teve que parar o filho:

Capítulo 1 - Comemorações 66fa49c31f9a65634c765233b139cde7

- Já está bom meu filho, continue treinando para a próxima vez...

O ministro sorriu e foi sincero:

- Seria melhor que nunca cantasse... Melhor mudar a habilidade que está treinando.


A filha dele no entanto cobria a boca para esconder que estava rindo com essa cena.



@Jeong Sae Rin
Joseon RPG
Capa perfil : Capítulo 1 - Comemorações DIowPZd
Frase : "Só o destino dirá quem será o próximo Rei"
Idade : 28
Gif : Capítulo 1 - Comemorações 5f88af7a2528453bf006d1b12670eab5
Apelido : Joseon RPG
Jogo : The Name of King
Mensagens : 105
Avatar perfil : Capítulo 1 - Comemorações 3b2832df45698cfb356efc3756abce6e
Cabeçalho posts : https://i.imgur.com/uOdsc1t.png
Ver perfil do usuário
Joseon's Chronicles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sae Rin

Primeiro Dia
Não era nem uma questão de ser mais convincente, mas de minimamente discreto. Rae Dong não conseguia esconder as coisas – ao menos, não de Sae Rin... Afinal, ela enxergava além daquela carinha bonitinha porque conhecia a peça desde sempre. Apesar de todo esbaforido e preocupado, o caçula da família Jeong sabia agir com bastante esperteza. Se conseguisse administrar mais cuidadosamente as próprias emoções... Aish, não queria nem imaginar o tamanho do perigo. Agora, por exemplo, bastou um mero conjuntinho de palavras para que a culpa desabrochasse nele. Contudo, ambos concordavam que ele – de jeito nenhum – poderia dizer ao Ministro que se atrasou por conta de um “chamado da natureza”. Ao inventar a desculpa, Sae Rin não mediu as consequências, porém, ainda assim, foi com a intenção de proteger o irmãozinho e evitar, inclusive, que Lee Sun começasse a agir de modo sonso, arranjando alguma maneira de prejudicá-lo – e de se sobressair com tanto blábláblá que parecia agradar a figura importante. Ela o tirou de uma enrascada para colocá-lo em outra... Mas Sae Rin não realizava milagres, né? Aí já seria demais... Os dois seguiam adiante, discutindo opções, até concluírem que, de última hora, cantar arirang era a saída “menos pior”.

Entretanto, diante da porta...

Lá estavam os comentários.

Sae Rin não mentiria para si mesma em admitir que incomodavam, pois independente de todo o ceticismo, não se negam fatos verídicos. Ela era amaldiçoada e foi condenada a trazer grande desgraça.

Mas odiava aquilo, que envolvessem os familiares – até o idiota do Lee Sun – em aspectos que não tinham nada a ver com eles.

A expressão aflita de Rae Dong a tirou das reflexões densas... Sae Rin podia ter um gênio durão e cortante, fazendo o irmãozinho sofrer circunstâncias inimagináveis, porém não o abandonaria quando ele nitidamente precisava... Nesse ponto, ela era protetora e mesmo que nem um pouco carinhosa, tratava-se de uma forma em oferecer aconchego - por meio da presença, funcionando como porto seguro. Enfim, após garantir que permaneceria lhe apoiando, Sae Rin abriu a porta, avisando que encontrou Rae Dong... Havia sim um sorriso estranho moldando os lábios.

Um sorriso que segurava a vontade de responder os comentários ditos no conforto de sua ausência.

A primeira pergunta veio do appa e, em seguida, a filha do Ministro teve o prazer de aplicar mais pressão ao já nervoso caçula. O rosto de Sae Rin se fechou de leve conforme repuxava o canto da sobrancelha num tique antigo. Contudo, suavizou olhar para que o irmão não fosse contaminado... Sobre venenos, oh... Ela era uma verdadeira especialista... Entendia a respeito das dosagens...

E essa cobrinha...

Doses pequenas executam sérios efeitos à longo prazo.

Quando ele explicou que “””ensaiou””” uma música para apresentar aos convidados, Sae Rin recebeu as encaradas dos pais com uma bela expressão de paisagem. Todo mundo antecipava o desempenho de Rae Dong...

Sae Rin voltou a se acomodar no mesmo lugar de antes e manteve a atenção inteira no irmão, balançando o queixo de modo sutil, tentando encorajá-lo – principalmente no momento em que o Ministro pediu que ele começasse a canção.

Na primeira desafinada, Sae Rin prensou um lábio contra o outro, um erro, pois o riso saiu pelo nariz, obrigando-a cobrir a boca com as pontas dos dedos e fingir uma tosse repentina, disfarçando a reação de puro choque.

A omma interveio, impedindo que a tortura auditiva se prolongasse...

No entanto, claro que a cereja no bolo foi o conselho do Ministro.

Realmente, um homem muito sábio.

Sae Rin sentiu pena do irmão, mas admirou a coragem de se expor assim.

Por culpa dela, diga-se de passagem.

Porém, a postura mudou ao notar a filha do Ministro zombar de Rae Dong. Aquilo irritou a Jeong... Apenas ela podia rir da falta de jeito do garoto, e não uma estranha sonsa.

- Tenho certeza que meu irmão cantou com a melhor de todas as intenções... Também é uma atitude válida... – de repente, olhou para a bonita cobrinha, sorrindo – A Srta. Choi certamente é uma moça de qualidades distintas... Será que dentre elas, sabe cantar? – perguntou, tocando o queixo enquanto a fitava inocentemente, curiosa.
Jeong Sae Rin
Capa perfil : Capítulo 1 - Comemorações Lua-de-sangue
Frase : I'm a soldier to my own emptiness...
Estado Civil : Solteiro (a)
Idade : 24
Gif : Capítulo 1 - Comemorações Tumblr_otaoa1aEPA1r1fzv0o2_250
Apelido : Karol
Jogo : Joseon's Chronicles
Mensagens : 17
Avatar perfil : Capítulo 1 - Comemorações GG9OstH
Cabeçalho posts : https://i2.wp.com/hdwallpaper20.com/wp-content/uploads/2016/05/grey-wallpaper-miscellaneous_dark_loneliness_grey.jpg
Ver perfil do usuário
Joseon's Chronicles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 1

Mês da Cobra - Dia 1
Rae Dong passava um vexame na frente ministro, mas tinham que admitir que pelo menos ele teve certa coragem. Ou era o medo dele que o fez cantar? A omoni rapidamente tratou de acabar com isso antes que o ministro ficasse estressado, ou qualquer um da sala.

Lee Sun também tentava disfarçar o riso e o ministro deu seu sábio conselho, estava surpreso como alguém podia ser tão ruim em cantar. Mas o que deixou Sae Rin irritada foi ver Choi Chung-Jo rindo também. Para Sae Rin ninguém podia mexer com o irmão assim além dela! Então sem segurar a língua, Sae Rin defendeu o caçula e ainda fez um pergunta "inocente" para Chung-Jo. A filha do ministro sorriu educada e respondeu:

Capítulo 1 - Comemorações D3d2f71e6071f7e8ae50339034b5b282

- Cantar não é uma das minhas habilidades mais fortes, mas dizem que tenho uma voz suave.

O olhar esnobe de Choi Chung-jo era constante. Mas o resto da reunião correu sem problemas, Rae Dong enxugou o suor do seu nervosismo e o aboji conversou sobre política com o ministro.

...

Após a visita ir embora, os pais aproveitavam para conversar com os filhos, principalmente o aboji que estava bem irritado com Rae Dong:

- Não posso contar com vocês nem para uma visita! E Rae Dong, nunca mais cante, araso? Está proibido!!! Por causa desse vexame vai fazer aulas para tocar haegeun. Depois desse constrangimento, tem aprender alguma coisa! Não sei onde estava com a cabeça para querer cantar... Ultimamente parece que está pensando em tudo, menos na sua família!

Rae Dong abaixou a cabeça temeroso e se sentindo culpado:

- Joesonghamnida! - Pedia desculpas Rae Dong.

A omoni ficou em silêncio, seu marido era o chefe da casa, então precisava respeitar como uma boa esposa as broncas que ele dava nos filhos.  

...

Depois do sermão, a omoni foi atrás do marido deixando os três filhos na sala sozinhos para que pensassem sobre o que tinha acontecido. Lee Sun soltou um "tsc" e reclamou:

- Só faltava essa, não conseguir casar por causa da minha noona...

Rae Dong não gostou desse comentário e tentou defender a irmã:

- Hyeong, não fale assim da noona, não é culpa dela...

Mas Lee Sun não tinha a menor pena da irmã, estava chateado também, queria uma reputação limpa e se sentia revoltado pela possibilidade de acharem que ele também tinha a tal maldição.

Capítulo 1 - Comemorações Tumblr_p9c0cgE1RJ1r3hugwo5_250

- Não é culpa dela?! - Repetiu Lee Sun irritado e em seguida continuou insensível -  Abobji e omoni vivem preocupados, mas a noona nem faz nada para resolver isso! Devia casar com qualquer para vê se prova que isso não é verdade ou procurar um shaman e sei lá o que....

Capítulo 1 - Comemorações Tumblr_pvvz1b4tHW1y2yyhyo1_540

- Hyeong! Você estuda em Sungkyunkwan! Como pode falar de shaman?! Se alguém souber que nossa família procura shamans... Isso é contra as leis...
 



Joseon RPG
Capa perfil : Capítulo 1 - Comemorações DIowPZd
Frase : "Só o destino dirá quem será o próximo Rei"
Idade : 28
Gif : Capítulo 1 - Comemorações 5f88af7a2528453bf006d1b12670eab5
Apelido : Joseon RPG
Jogo : The Name of King
Mensagens : 105
Avatar perfil : Capítulo 1 - Comemorações 3b2832df45698cfb356efc3756abce6e
Cabeçalho posts : https://i.imgur.com/uOdsc1t.png
Ver perfil do usuário
Joseon's Chronicles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sae Rin

Primeiro Dia
Coragem? Corajoso ele seria se não cumprisse direitinho com o que Saerin falou ou, no caso, não tão direitinho, pois aquilo que ele fazia certamente estava longe de ser algo relacionado a canto. Parecia, na verdade, um animal passando por enormes sofrimentos.  Quando o primeiro grunhido escapou, Saerin precisou cobrir os lábios para não rir do irmão caçula. Como ele era péssimo naquilo... Quase sentiu pena, mas então lembrou-se do que motivou o atraso.

Tsc...

Chamado da natureza...

Contudo, ainda assim, isso não permitia que a filha do Ministro tripudiasse de Rae Dong. Que fosse filha do Rei, mas ele era seu irmãozinho... E Saerin o protegia, até dessas situações aparentemente pequenas.

Até dessas cobras elegantes.

A pergunta “inocente” veio com a intenção de mascarar a verdadeira razão e quando a menina respondeu que não sabia cantar, bláblábláblá, a Jeong ensaiou um sorriso tão falso quanto aquele que enfeitava o bonito rostinho redondo de Chung-Jo.

Se não possuía a habilidade de cantar, então porque diabos estava rindo de Rae Dong?!

Prestes a usar de toda a falsidade do mundo – e cara de pau também – para fingir que não acreditava que alguém culta como a moça não conseguia cantar uma musiquinha, acabou cortada pela continuidade da reunião/comemoração. Estalou a língua no céu da boca e não acrescentou novos comentários ao longo da presença deles. Saerin comia e bebia em profundo silêncio, bastante desconfortável com as interações, porém nada podia fazer além de esperar o término. E quando este, enfim, surgiu... Controlou a vontade de suspirar aliviada. Até porque, de alívio, nem chegou a desfrutar a sensação, pois bastou as visitas partirem depois de outros cumprimentos educados por parte de toda a família, para que o aboji começasse os esporros.

Saerin engoliu as broncas com certo desgosto, mas Rae Dong mereceu.

Claro que não entregou o caçulinha, só estava consciente do que ele andou aprontando... Como imaginou, o pai aplicou um castigo – bem menos severo que as opções calculadas pela jovem.

Ao terminar, tanto ele quanto a omma deixaram os três na sala, refletindo sobre o que aconteceu. Saerin apenas esperava um pouquinho para sair e respirar o ar fresco da primavera. Porém, Lee Sun obviamente precisava valorizar a sua ausência de utilidade. A frase solta não a pegou necessariamente de surpresa, mas era desagradável o suficiente para capturar a atenção da primogênita. Lentamente Saerin se virou em direção a ele, encarando-o enquanto Rae Dong a defendia das insinuações cruéis. Todavia, Lee Sun continuava a destilar veneno...

Em quantidades nada sutis.

Ele passou dos limites... como sempre.

Saerin tocou o ombro de Rae Dong e continuou a fitar duramente Lee Sun.

- É uma bela desculpa, não? Me usar para justificar sua incapacidade... Ora, querido irmão, as pessoas pensam certo ao acreditarem que você é amaldiçoado – arqueou a sobrancelha – Você tem a maldição do tédio, mas combina com você, seu insosso. Estuda, estuda e estuda, e não adquire conteúdo nenhum.

Aproximou-se dele, devagar e...

De repente, Saerin seguraria o queixo de Lee Sun, as unhas quase lhe furando as bochechas.

- Como tem coragem de exigir provas? Ahn?! Olhe bem para mim... – pressionou mais... – Eu.nunca.me.casarei. E se isso te condena a ser solitário... Penso que é uma generosidade de minha parte impedir que alguma pobre alma se una a você.

Largou o rosto do irmão.

- Cuidado com o que diz... Para um futuro sábio, ainda é tão tolo... Tão, tão tolo...

Jeong Sae Rin
Capa perfil : Capítulo 1 - Comemorações Lua-de-sangue
Frase : I'm a soldier to my own emptiness...
Estado Civil : Solteiro (a)
Idade : 24
Gif : Capítulo 1 - Comemorações Tumblr_otaoa1aEPA1r1fzv0o2_250
Apelido : Karol
Jogo : Joseon's Chronicles
Mensagens : 17
Avatar perfil : Capítulo 1 - Comemorações GG9OstH
Cabeçalho posts : https://i2.wp.com/hdwallpaper20.com/wp-content/uploads/2016/05/grey-wallpaper-miscellaneous_dark_loneliness_grey.jpg
Ver perfil do usuário
Joseon's Chronicles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 1

Mês da Cobra - Dia 1
Agora que os três irmãos estavam sozinhos, Lee Sun aproveitava para destilar o que havia guardado antes, jogava a culpa na irmã pelas desgraças da família. Mas Sae Rin não era de abaixar a cabeça e já respondia o irmão.

Lee Sun fez um bico irritado e surpreso por ela o responder dessa forma.

- Aishh, como pode falar assim de mim?!

Ficou surpreso quando sua irmã segurou o seu queixo, machucando suas bochechas, fez uma careta enquanto ela falava. Isso o deixou ainda mais irritado. Ele não estava disposto a aceitar a ser solitário como a irmã, nesse momento queria até que Sae Rin sumisse.

- Ya! - Reclamou.

Sae Rin soltou o rosto dela, e Lee Sunr espirava com forçava enraivecido:

- Eu não vou ter minha vida estragada por causa da minha noona... Não sabe nem se comportar como uma dama! Por isso te deram essa maldição, nenhum homem merece ficar com você, noona.

Lee Sun saiu da sala batendo a porta antes que desse tempo para respondê-lo. Rae Dong respirou fundo preocupado com essa discussão. Se aproximou da irmã, pelo menos ela era forte ou parecia ser.

- Não se importe com ele Noona...

Rae Dong sabia do que tinha acontecido, aquelas mortes... Entendia porque a irmã não queria se casar. Mas achava muito triste ela ser solitária para sempre, queria poder ajudar a irmã de alguma forma, mas procurar um shaman era tão impuro e ele morria de medo dessas coisas.

Sae Rin poderia decidir se continuaria a conversar com o irmão, se iria para o seu quarto ou algum cômodo da casa. Decida as próximas ações dela.



Joseon RPG
Capa perfil : Capítulo 1 - Comemorações DIowPZd
Frase : "Só o destino dirá quem será o próximo Rei"
Idade : 28
Gif : Capítulo 1 - Comemorações 5f88af7a2528453bf006d1b12670eab5
Apelido : Joseon RPG
Jogo : The Name of King
Mensagens : 105
Avatar perfil : Capítulo 1 - Comemorações 3b2832df45698cfb356efc3756abce6e
Cabeçalho posts : https://i.imgur.com/uOdsc1t.png
Ver perfil do usuário
Joseon's Chronicles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sae Rin

Primeiro Dia
Saerin não mostrou qualquer arrependimento diante das exclamações aborrecidas e surpresas de Lee Sun. Era uma troca bastante justa, afinal... O irmão também não parecia com a intenção de voltar atrás para desfazer as injúrias. Ela não esperava isso. Por tal razão, não recuou; pelo contrário, a jovem avançou e lhe segurou de um modo nada gentil, mas não tão agressivo quanto mandava os instintos. Contudo, sabia que o que dizia a ele doeria mais do que as unhas pressionando a pele. Se o toque afiado não fosse suficiente em transmitir o recado, o olhar acentuado seria um meio de avisá-lo...

Ela não estava brincando.

E que Lee Sun memorizasse cada vírgula.

Mas aparentemente não.

Após soltá-lo, Saerin limitou-se a observá-lo, calada e expressando uma ausência de emoções conforme o irmão destilava uma nova quantidade de veneno. Naquele momento, entretanto, ela assemelhava-se a uma princesa no mais alto pedestal. Aquele idiota não tinha condições de alcançá-la... Ninguém tinha. Ela ergueu o queixo e a encarada de puro desdém continuava intensamente presente. Porque... ah, ele não precisava saber como doía escutar aquilo.

Escutar que a maldição era uma questão de merecimento.

Não que Saerin discordasse.

Depois de vomitar o que quis ali, o rapaz não permaneceu para ouvir outra réplica. Saiu pisando duro e batendo a porta. Já Saerin ainda demorou a mudar de posição. Quase não percebeu a aproximação de Rae Dong, somente o fitando quando escutou o baixo chamado. Ele tentava minimizar os efeitos da discussão, mas estes adentravam nas defesas da moça, independente dela demonstrar ou não. Saerin o tocou na altura do ombro e balançou a cabeça bem lentamente. Não desejava que o caçulinha se preocupasse – Ne... Mas, apesar de tudo, eu entendo as frustrações de Lee Sun. E... Farei o que estiver ao meu alcance para que não prejudicá-lo, moleque. Sua noona vai dar um jeito... Confie em mim. Agora... Comporte-se. Não dê mais motivos para o aboji se aborrecer... ao menos, por ora.

Brincou, soltando um riso sarcástico.

- Será que consegue...?

Será?

Boa pergunta.

Ela terminou sorrindo, porém o gesto era... frágil.

Não falso, apenas típico de alguém que não possuía a menor ideia de como mostrá-lo.

- Ahhhhh, que manhã cansativa. Irei me retirar... A família do Ministro, o próprio Ministro, Lee Sun... Aiiiiigo... E você! Você sim, sim senhor... Humpf... Sugaram toda a minha energia. Até breve e, jebal, leia conteúdos apropriados para a sua idade, garoto – revirou os olhos.

Despediu-se do irmãozinho e seguiu para o quarto, onde finalmente permitiu-se... liberar a tristeza que as acusações reais de Lee Sun trouxeram à tona. Ela caminhou em direção a uma espécie de baú – local em que guardava pertences valiosos e antigos – e de lá, ajoelhada, procurava um pertence insistentemente, pegando uma delicada caixa de madeira em seguida cujo formato quadrado fora trabalhado de um jeito extremamente cuidadoso.

As íris assumiram linhas melancólicas quando abriu o recipiente e com as pontas do dedo indicador e polegar... Saerin pegou um objeto dourado e circular...

Um belo anel, bruto e velho.

Especial...

A peça ficava enorme em todos os dedos finos.

Não a pertencia, ou melhor, não originalmente.

Foi um presente.

Devagar, deixou a joia repousar no centro da palma e permaneceu a admirando por um tempinho...

Amaldiçoando-a também.

...

Durante o restante do dia, preferiu a tranquilidade do aposento, limitando-se a aparecer nas vezes que a presença era solicitada – o que ocorreu em poucas ocasiões, pois a principal tarefa havia sido realizada.
Jeong Sae Rin
Capa perfil : Capítulo 1 - Comemorações Lua-de-sangue
Frase : I'm a soldier to my own emptiness...
Estado Civil : Solteiro (a)
Idade : 24
Gif : Capítulo 1 - Comemorações Tumblr_otaoa1aEPA1r1fzv0o2_250
Apelido : Karol
Jogo : Joseon's Chronicles
Mensagens : 17
Avatar perfil : Capítulo 1 - Comemorações GG9OstH
Cabeçalho posts : https://i2.wp.com/hdwallpaper20.com/wp-content/uploads/2016/05/grey-wallpaper-miscellaneous_dark_loneliness_grey.jpg
Ver perfil do usuário
Joseon's Chronicles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 1

Mês da Cobra - Dia 1
Depois da discussão com o irmão, Sae Rin tentou evitar que o caçula se preocupasse. Rae Dong suspirou quando ela pediu que confiasse nela. Já sobre aborrecer o aboji, era difícil , não fazia de proposito:

- Araso... - Respondeu.

Quando a irmã se referiu ao caçula como um dos culpados, esse arregalou os olhos:

- Euuuuuuuu???

Mas então ficou nervoso quando ela falou sobre seus hábitos de leitura e até tentou mudar de assunto, mas não demorou para Sae Rin se despedir do irmão e ir para o quarto. Quando estava sozinha podia liberar a tristeza. Aquela manhã... Aquela filha do ministro... O que tinha feito para receber uma vida assim? Por que tinha que passar por essas coisas e receber esses olhares? Pior era ainda aqueles que não podiam voltar...

Secretamente ela abriu uma caixa do armário, retirando um anel de ouro, o presente... Será que poderia ficar livre desse tormento um dia? Quem a poderia entender? Se fazia de forte para combater os olhares e as acusações, mas até quando teria que aguentar?

Fim do capítulo

Joseon RPG
Capa perfil : Capítulo 1 - Comemorações DIowPZd
Frase : "Só o destino dirá quem será o próximo Rei"
Idade : 28
Gif : Capítulo 1 - Comemorações 5f88af7a2528453bf006d1b12670eab5
Apelido : Joseon RPG
Jogo : The Name of King
Mensagens : 105
Avatar perfil : Capítulo 1 - Comemorações 3b2832df45698cfb356efc3756abce6e
Cabeçalho posts : https://i.imgur.com/uOdsc1t.png
Ver perfil do usuário
Joseon's Chronicles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 1 - Comemorações Grey-wallpaper-miscellaneous_dark_loneliness_grey
Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum