Elysium Fields

O Elysium Fields foi fundado em Fevereiro de 2018, com o intuito de ser um jogo entre amigos, mas cresceu para se tornar não um único jogo RPG, mas vários. Desta forma, pode encontrar um jogo para jogar, ou narrar o seu próprio jogo, com as suas regras. A maioria dos nossos jogos são guiados por um narrador, que começa a história, desenvolve, e dá um fim à mesma. Os jogadores são os seus personagens principais.
Joo Ri
Hae Shin
Ji Yeon

Moderação

Últimos assuntos
» You’ve been dreaming of a monster
por Raron Hoje à(s) 7:53 am

» Outros
por The Village Ontem à(s) 9:10 pm

» Lojas Locais
por The Village Ontem à(s) 8:18 pm

» Capítulo 3 - Festival de Primavera
por Joseon RPG Ontem à(s) 7:26 pm

» 02. Date Night
por Kwon Young Jae Ontem à(s) 1:58 pm

» Jun Sun e Tulipay: Awaken
por Nang Eun Kyung Ontem à(s) 1:17 pm

» Mortal Genesis
por Kye Jin Sang Ontem à(s) 4:48 am

» Gyuri: 04. A Princess is Born
por Nam Gyuri Ter Set 17, 2019 10:00 pm

» 02. Yes or Yes
por Shin Jaejin Ter Set 17, 2019 3:30 pm

» Ong: 03. Picture in my head
por Ong Joo Heon Ter Set 17, 2019 1:28 am

» Luna: 03. PaintMe
por Luna Minn Seg Set 16, 2019 11:34 pm

» Jeon Nayoung's Song
por Starry Night Seg Set 16, 2019 7:44 pm

» Klaham Chaiyasan's Song
por Starry Night Seg Set 16, 2019 7:43 pm

» Song Hyemi
por The Village Seg Set 16, 2019 4:03 pm

» Kang Ujin
por The Village Seg Set 16, 2019 3:53 pm

» Ok Beom Seok
por The Village Seg Set 16, 2019 1:22 pm

» Myeong Bokgu
por The Village Seg Set 16, 2019 12:14 pm

» Ahn Yura
por The Village Seg Set 16, 2019 11:49 am

» Hong Seo Ri
por The Village Seg Set 16, 2019 11:33 am

» Kim Hyomin
por The Village Dom Set 15, 2019 11:23 pm

» Soo Kyung Suk
por The Village Dom Set 15, 2019 10:45 pm

» PLANTÃO SN: Salto temporal, desafio da Nari e muito mais...
por Klaham Chaiyasan Dom Set 15, 2019 6:00 pm

» Teste de TPTs
por Klaham Chaiyasan Dom Set 15, 2019 5:47 pm

» 02. Clap Your Hands
por The Crown RPG Dom Set 15, 2019 4:41 pm

» All sink or swim
por Ayleen G Dom Set 15, 2019 10:00 am

» Nari e Suwon: 03. Gossip
por Park Nari Sab Set 14, 2019 9:21 pm

» Cena Coletiva 01: Into The Deep Blue
por Kang Seung Hee Sab Set 14, 2019 5:10 pm

» @chae.kim
por Kim Chaeyeong Sab Set 14, 2019 12:59 am

» 02. Don't Mess Up My Tempo
por Son Ilgook Sex Set 13, 2019 11:34 pm

» Shin Woo Hyun
por The Village Qui Set 12, 2019 9:57 pm

» O Registro
por Ok Beom Seok Qui Set 12, 2019 2:37 pm

» Off-Chat
por Hae Shin Qui Set 12, 2019 1:36 pm

» INSCRIÇÕES
por Lee Su-ji Qui Set 12, 2019 1:26 pm

» Somin: 03. Interlude
por Starry Night Qui Set 12, 2019 2:49 am

» Tori: 03. Me Fisrt
por Starry Night Qui Set 12, 2019 2:32 am

» Game of Survival
por Ayleen G Qua Set 11, 2019 10:08 am

» [DADOS] Onde estrelas nascem ou morrem
por Jeon Nayoung Qua Set 11, 2019 12:50 am

» Capítulo 2 - Velhos conhecidos
por Jeong Sae Rin Ter Set 10, 2019 11:51 pm

» Capítulo 2 - Noivado
por Joseon RPG Ter Set 10, 2019 5:35 pm

» Capítulo 2 - A família real
por Joseon RPG Ter Set 10, 2019 5:19 pm

» The Heirs: Primeiras impressões
por The Crown RPG Ter Set 10, 2019 1:37 am

» Doce Setembro: O Adeus do Crown.
por The Crown RPG Ter Set 10, 2019 12:41 am

» @itswowls
por Shin Jaejin Seg Set 09, 2019 7:59 pm

» @mustlovepetz
por Kwon Soo Jin Seg Set 09, 2019 4:56 pm

» NPCs
por Joseon RPG Dom Set 08, 2019 12:17 pm

» Park Nari's Song
por Park Nari Sab Set 07, 2019 11:10 pm

» Gong Suwon's Song
por Gong Suwon Sab Set 07, 2019 9:22 pm

» Bares e Restaurantes
por The Village Sab Set 07, 2019 7:54 pm

» Park Jun Sun's Song
por Park Jun Sun Sab Set 07, 2019 5:58 pm

» DISTRIBUIÇÃO E GASTO DE XP
por Luna Minn Sab Set 07, 2019 10:04 am

Conectar-se

Esqueci minha senha

Recursos Gráficos

Parceiros

Créditos

A skin foi totalmente criada pela Ross (Ji Yeon), para uso exclusivo no Elysium Fields. A designer agradece à Persephone (Hae Shin) e à Luxi (Joo Ri) pela paciência para a aturar, a Flerex pelos códigos de cores e campos de perfil que tornaram tudo mais fácil e a FontAwesome pelos ícones. Os gráficos para imagens foram obtidas do Google e editadas pela Ross. As tramas são criações originais e de responsabilidade de seus respectivos narradores. O blog Dorama Resenhas é nosso parceiro-irmão e todo seu conteúdo é feito por suas escritoras através de uma pesquisa séria de fontes confiáveis, além da exposição de opiniões próprias. Plágio é crime. Não copie dos nossos conteúdos originais. Se for tomar inspiração, por favor mencione.
Moderação
One Piece
Starry Night
SKIE
The Crown
Joseon RPG
Sokcho's Tale
The Village
Convidados

02. Clap Your Hands

Ir em baixo

Clap Your Handssábado de audição
O novo eu de Park Chin Mae começava a ser moldado dentro da SKIE. Após uma despedida chocante de sua família, com memórias que o rapaz queria esquecer, o distanciamento tinha trazido consigo uma sensação de normalidade e de rotina para a vida do rapaz. Afinal, o foco tinha voltado a ser ele e não os problemas incompreensíveis das pessoas que cercavam sua vida, ainda que, vez ou outra, uma curiosidade despontasse sobre as coisas que sua mãe dissera naquela ocasião.

Ainda que muitas diferenças em relação a sua vida colorida e exclusiva já se mostrassem, como a ausência de seu motorista e as regras do dormitório, podia já sentir que tudo entrava na normalidade, até mesmo dividir o quarto com um psicopata mal educado parecia fazer parte do seu cotidiano agora, desde que o garoto aceitasse não cruzar a linha à esquerda.

A primeira impressão que os colegas de quarto tiveram um do outro manteve-se sem espaço para melhorias. Pelo contrário, Monjae parecia ter piorado muito nos últimos dias, ou talvez fosse a convivência que acentuava seu comportamento. Quando chegava, ele chutava os tênis surrados no canto esquerdo que era uma verdadeira bagunça, e ficava ainda mais gritante se comparado com o excesso de zelo do lado direito do quarto.

Nas últimas noites, o colega ainda botou fones para bloquear a existência de Chin Mae após olhadas ferozes e recolhia-se ao celular. Ficava um bom tempo com o aparelho na mão, na posição vertical, e depois desligava, para dormir. Pelo menos parecia sem energia para brigar.

Outras boas mudanças tinham surgido e o tinham feito sentir-se mais em casa. Sua simpatia contagiante já fazia com que várias pessoas já parassem para cumprimentá-lo, mesmo de longe. Era um progresso considerável para uma pessoa solitária. A uma parede de banheiro de distância, Lee Tae Oh e Lee Yunho também tinham se mostrado bem simpáticos com ele e levantado seu humor. Os encontros continuaram durante aqueles dias, mas Monjae não participou de nenhum deles.

Apesar dos bons ares, um pequeno vazio continuava em seu peito: a ausência da dança. Chin Mae pôde reparar tanto pelo tom da capitã do clube quanto pela quantidade de panfletos jogados no lixo que seu clube não era muito bem quisto no meio. Mesmo assim, ele foi convidado para participar da “audição”. Coincidentemente, ou não, como suspeitava Hwang Garin, o clube de Natação decidiu fazer um grande alarde para seu evento competitivo, de forma que, naquele dia, o rapaz viu-se caminhando praticamente sozinho em direção à sala do velho prédio de Artes.

Todos os cochichos estavam concentrados em curiosos ou participantes do grande evento dos nadadores. Toda a SKIE tinha interesse em saber quem seriam os mais populares daquele ano. Para o rapaz, no entanto, nada brilhava mais do que ocupar seu tempo com a dança novamente.

O jovem pegou o elevador de grades vazadas mais uma vez e caminhou pelo corredor já explorado. O corredor estava estranhamente silencioso para um dia que deveria ser animado. Ao chegar na sala do segundo andar, encontraria uma sala de espelhos modesta, porém limpa, apesar de um cheiro estranho vir das cortinas mais ao fundo. A luz era um pouco forte e uma das lâmpadas estava queimada. O piso tinha algumas marcas, mas era adequado. Só atiçava a mania de arrumação de Chin Mae, pois estava longe de ser perfeita.

02. Clap Your Hands Ives%2080

Lá dentro, sentada no chão olhando para o espelho, havia uma menina com duas trancinhas curtas e moletom vermelho que conversava com uma outra garota com um nariz comprido e um bonito sorriso.

02. Clap Your Hands Large

02. Clap Your Hands 40517466_271505503484165_2466605790956279213_n.jpg?_nc_ht=scontent-atl3-1.cdninstagram



No fundo da sala, perto de um aparelho de som, havia uma mulher mais velha que conversava com Hwang Garin. Perto dela, assim que ele entrou, outra menina com coquinhos na cabeça olhou em direção à porta e juntou as mãos, com um sorriso largo.

02. Clap Your Hands Iactnzy5wg601

- Unnie, chegou mais um! - comemorou ela, fazendo com que Hwang Garin virasse o rosto.

- Então você veio mesmo… Que ótimo. Seja bem-vindo, Chinmae-ssi. Seonsaengnim, este é aquele aluno que eu comentei mais cedo. Esta é nossa orientadora e coreógrafa, Lee Sae Ri.

- Um anjo! - a garota de antes deu um gritinho exaltando-a, parecendo bem confortável, e bateu palma. Era evidente que não era uma novata e estava no lugar, provavelmente, para apoiar o dia de audição.

A mulher era alta e esguia, mas seu olhar não tinha muito brilho, limitando-se a um sorriso de canto quando foi exaltada daquela forma. Parecia que tinha acordado muito cedo ou já estava cansada por algum motivo.  Enquanto isso, todos os olhares estavam sobre ele.

- Annyeonghaseyo. Bem-vindo ao clube de Dança. Fico feliz que tenha vindo. Por favor, sente-se com os outros, já vamos começar.

02. Clap Your Hands 385316_30242_5849

“As” outras, no caso. O clube era dominado por meninas, aparentemente. Assim que ele chegou perto, as duas, que estavam sentadas no chão, reagiram. A de moletom parecia bastante ansiosa e tagarela, enquanto a outra estava um pouco desconfortável no lugar e apenas o observava com certo receio, mas tentando manter a simpatia.

- Oii, tudo bem? Eu sou a Choi Nayoung. É um prazer.  E essa é a Kim Eun Ae - a menina de tranças deu um toquinho na outra, que se encolheu, um pouco tímida, mas sorriu para ele.



SKIE RPG
Capa perfil : 02. Clap Your Hands D6748f0bca6c360bed14951ffa82d59c
Frase : We all lie tell you the truth
Estado Civil : Casado (a)
Idade : 24
Gif : 02. Clap Your Hands 4e5aa53ed72a55791090bc5d5c4ece1f
Apelido : Narrador
Jogo : SKIE RPG
Mensagens : 208
Avatar perfil : 02. Clap Your Hands Gvxws3I
Cabeçalho posts : https://i.pinimg.com/564x/be/7c/a4/be7ca46be1fc07cb3f2a9533757ac145.jpg
Ver perfil do usuário
SKIE

Voltar ao Topo Ir em baixo

On the dance floor


A vida na SKIE tinha privado Chinmae das muitas mordomias que ele tinha em casa, desde ao cuidado com seu espaço até a comida que comia, tudo dependia dele. Ao mesmo tempo que isso ajudava-o a ser uma pessoa mais independente, também contribuía para que percebesse ser inútil na maior parte de sua vida, uma vez que agia como os riquinhos mimados dos doramas que costumava assistir. Bem lentamente, o novo estilo tinha provado que ele conseguiria, sim, viver daquela maneira, então era com alívio que ele recebia o novo China que surgia.  De um modo geral, tudo havia virado parte da sua rotina, desde os “bom dia” não retribuídos, até as escapadas para conversar com os vizinhos de banheiro.

A presença do colega de quarto estava tão indiferente, que ele começara a sentir que o quarto se resumia à sua parte e pronto, acabou.  Quando ele chegava, Chinmae apenas seguia sua vida com suas músicas, seus doramas e seus surtos por alguma coisa de algum grupinho que ele gostava. Sua vida não pararia por causa de um rapaz sem educação e ele sabia disso, suas manias ainda continuavam ali e às vezes sentia a paciência esvair por falta de alguém para conversar e era isso e assim que sua vida seguia.

A mensagem que Yunhyun havia mandado em seu primeiro dia foi respondida com um agradecimento, onde China citava que esperaria o dia em que ele entrasse na SKIE também, mesmo que sua mensagem não contivesse uma parcela muito grande de sinceridade – Yunhyun tinha contatos e Chin os queria, era isso. Vez ou outra, o garoto até sentia falta do estúdio, mas era por todos tratá-lo como a estrela que ele era e ter apenas indiferença naquele quarto tirava o rapaz muito da sua zona de conforto, por isso, aproveitava quando o colega saía para treinar alguns de seus passos para não enferrujar e ter a certeza de sua aprovação no clube.

Garin havia se mostrado alguém muito simpática, mas mesmo assim era preciso ter cuidado com pessoas como ela, que disfarçavam a competitividade com simpatia. O Park era igual a ela nesse quesito e ele queria ser o melhor em tudo, se é que já não era. Viver naquela bolha havia transformado o menino doce em alguém muito superficial e levar a vida daquela maneira já estava tão gravado em si que ele apenas continuou durante os anos e descobriu que era confortável ser assim, mantendo as aparências e seguindo como se nada acontecesse de fato, como se tudo fosse voltado para si e todos orbitavam em volta do sol Park Chin Mae.

Chinmae sentia-se tão ansioso ultimamente e ele apenas queria a chegada do sábado o mais rápido possível.  A audição para o clube de dança foi uma espera quase insuportável para ele, uma vez que dançar fazia muita falta. Como a superior lhe havia prevenido, não se surpreendeu ao caminhar sozinho pelo campus em direção ao prédio de artes, parte de si queria ir para a piscina observar todos aqueles homens de sunga e imaginar algumas fantasias com eles, mas Chinmae ainda não se sentia capaz de trocar a dança por homens. O descaso, porém, com o clube lhe incomodava, já que tinha ciência que o clube fizera aquilo como uma espécie de boicote ao de dança.

Quando entrou no elevador, a tristeza misturava-se à alegria de estar indo para o lugar em que morava seu coração, mas pensar que tudo aquilo poderia ter mais gente deixava-o desanimado. Seu maior medo naquele momento era de que o clube encerrasse as atividades por falta de apoio num momento em que os clubes poderiam coexistir e organizar parcerias que beneficiariam a todos e esse egoísmo que até mesmo o jovem compartilhava era o que atrapalhava tudo o que não passava de pura hipocrisia ou de um sentimento que ele conhecia:  estão fazendo comigo o que eu faço com os outros.

Não se surpreendeu quando chegou à sala tomando o caminho conhecido de alguns dias atrás e viu que ela era simples, era o esperado e não evitou alguns franzires de nariz ao observar a decoração simplória, mesmo que fosse ideal, o piso com as marcações e uma espécie de transe onde todos esperavam por algo sem se aquecer ou fazer pelo menos uma preparação boba para não parecem amadores. Notou duas meninas conversando e abriu um sorriso pequeno para demonstrar simpatia para os que olhassem para ele o que não demorou quando uma garota até então desconhecida lhe anunciou. Chinmae gostava disso, gostava de quando falavam dele sem que ele precisasse.  

O garoto sorriu mais aberto para Garin e para as outras duas mulheres e curvou-se educadamente para cada uma delas. - Eu sou Park Chinmae, calouro de Estudos Internacionais. Eu disse que viria, Garin-sunbae! Nunca que eu faria essa desfeita para você e para mim mesmo. - Sorriu e ajeitou sua postura, dividindo o olhar para todas as três como um bom orador faria.  - Tudo bem, professora. Obrigado! - Agradeceu após receber a orientação para se sentar, após se curvar mais uma vez, direcionou seus passos para junto das meninas que observou primeiro ao entrar na sala. Percebeu que todos o olhavam e isso era bom, felizmente tinha se preparado bem para as audições e sua roupa estava confortável para que pudesse realizar os passos que fossem necessários.

- Oi, estou sim e vocês? Meu nome é Park Chinmae, o prazer é todo meu. - Sorriu para as duas educadamente e tomou lugar ao lado delas. As duas eram bonitas e pareciam simpáticas quando se conhecessem melhor, talvez fosse bom trabalhar com elas no clube. Apenas não teria expectativas tão altas, mas manteria a expressão gentil. - Estou na turma de Estudos Internacionais, e vocês? - Perguntou com um novo sorriso esperando por uma resposta rápida antes que a professora começasse com as orientações para os testes. Elas pareciam gentis, mesmo que uma delas estivesse receosa em falar com ele. Eunae parecia mais tímida do que Nayoung ou talvez fosse apenas o nervosíssimo delas que causasse as reações distintas. Chinmae também estava, mas nada melhor do que as aparências num momento como aquele.
Park Chin Mae
Capa perfil : 02. Clap Your Hands La-vie-en-rose-by-millyta-tecido
Frase : Veneno
Estado Civil : Solteiro (a)
Idade : 20
Gif : Acho que vi um gatinho
Apelido : Gabs
Jogo : -
Mensagens : 22
Avatar perfil : 02. Clap Your Hands Tumblr_ou2czc4h1A1utactko3_250
Cabeçalho posts : https://pbs.twimg.com/media/Dl7OmghW0AEDDOH.jpg
Ver perfil do usuário
SKIE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clap Your Handssábado de audição
O clima naquela sala de treino era um pouco amador para a estrela que habitava o coração brilhante de Park Chinmae. No estúdio, recebeu uma inesperada festa de despedida que apenas coroava sua importância ali dentro. Sua presença fora tão marcante que ele tinha até mesmo ficado nas lembranças de um jovem rapaz que ainda lhe mandava mensagens.

Ali, no entanto, as coisas pareciam diferentes. Não era uma sensação tão gritante quanto o desprezo que seu colega de quarto tinha por ele, mas faltavam os holofotes que ele gostava tanto. O garoto podia perceber que as mais veteranas ali dentro tinha uma aura de “humildade”, inclusive a coreógrafa, o que era bem atípico para o meio. Se batesse as informações que já tinham lhe dado sobre a falta de prestígio do clube e até mesmo o que tinha observado em sua pequena caminhada até lá, poderia entender que, na verdade, essa simplicidade poderia conter sentimentos como frustração, desânimo e conformidade. Cada um interpretado a sua maneira e mascarado por tantas outras formas.  Seu amor pela dança o fazia entender o sentimento que elas carregavam: o medo de que o clube poderia encerrar suas atividades provavelmente já tinha passado pela cabeça delas. Havia uma tristeza adicional: ele também conhecia o sentimento egoísta que motivava o clube de Natação.

As duas novatas não exalavam aquela tristeza, talvez por não terem se dado conta ainda das condições do clube, mas bem comparando, ele era, sem dúvidas, a pessoa mais brilhante ali dentro e poderia sentir-se dono do lugar com pouco esforço, apesar de estar cercado de algumas noonas e saber que precisava respeitá-las, no mínimo, até ver suas habilidades.

Garin retribuiu o garoto com um sorriso de aprovação discreto. Conhecia aquele olhar demorado sobre ele: a veterana tinha expectativas em relação a sua presença ali e estava grata sinceramente com sua chegada. Sim, Chinmae abrilhantou o dia dela, ou pelo menos sentiria-se dessa maneira. Era especial ali dentro, antes mesmo de dançar.

- Eu sou caloura também!!! Faço Artes Liberais - fez sinal de vitória com os dedos. Estava muito empolgada.

A outra menina demorou um tempo olhando bem para ele. Seu olhar contornava seu rosto e ela parecia um pouco tímida com a conclusão que chegava.

- Eu estou no primeiro período de Pedagogia… É um prazer - curvou-se um pouquinho.

- A unnie ali é de Design de Artes   - falou sobre a menina que tinha comemorado quando ele chegou. Agora ela estava em pé conversando baixo com a professora e Garin. -  Será que vão demorar? Poxa, tem pouca gente, não é? - falou mais baixo, mas Eunae não respondeu, um pouco constrangida pelo próprio clube. -  Vocês dançam o quê?

- Eu gostava de copiar alguns vídeos de coreografia …  

- De K-pop? Que legal. Eu fazia parte do clube da escola. Eu queria muito ter ido para uma escola de artes, mas eu não tinha como pagar...  -fez um bico.   - E você?  Uau… Só de olhar esse rosto sem poros eu já acho que...

- Sim!! - concordou imediatamente a menina, corando em seguida.

- Não é?  Como a pele de um nenê. Podia ser uma pessoa famosa…   - cobriu a boca.

02. Clap Your Hands 299d2b4492e2b960005932ba4b60b27f751a618c_hq

Alguns minutos depois, a capitã olhou impaciente para as horas no celular e soltou um suspiro. A garota a seu lado lhe deu um abracinho e falou um pouco mais baixo, mas ele poderia ouvir.

- Tá tudo bem! Não fica triste. Eu sei que você se esforçou muito para vir mais gente. Mas vamos dar todo nosso amor para os hoobaes, está bem? Vai lá, vamos começar!  - incentivou, fez um carinho no braço e sentou-se em uma cadeira ao lado do aparelho de som, enquanto as outras duas foram para o meio da sala, de frente para eles e de costas para o espelho, atraindo a atenção.

- Bom dia, pessoal. Eu sou Hwang Garin, capitã do clube de dança. Sejam bem-vindos! Esta é nossa professora e coreógrafa, Lee Sae Ri. Aquela ali no canto é a Kim Dami, que está com a gente desde o ano passado. Ela veio para torcer por vocês e apoiar o clube. Obrigada.   - sorriu e a reverenciou de leve.   - Podem passar para ela a música que vocês vão apresentar.

Dami acenou de volta e balançou o celular, bastante sorridente.

-  Aqui no clube, vocês vão aprender estilos de dança variados, mas moldamos as aulas de acordo com o nível do grupo. Nem todos aqui chegaram dançarinos incríveis, mas todos vieram com uma paixão em comum. É por isso que temos audições, mesmo que seja para poucas pessoas. Eu espero ver essa paixão em vocês. Para o restante, confiem em mim.

- Podemos ser poucos, mas somos um grupo.  Por favor, impressionem nossa treinadora e a deixem feliz! Comecem por ordem de chegada, por favor.

Algumas pequenas palmas depois, as duas foram sentar-se em pontas diferentes da sala, para observá-los. Nayoung estava levantando-se quando a atenção das pessoas foi roubada pela chegada de um novo candidato.

Com as mãos na frente do corpo e evitando olhar para quem estava na sala, Chinmae sentiria um impacto de deja vu atingi-lo como o primeiro olhar que tinha trocado com ele.

02. Clap Your Hands Cbd9bea0f283915864744969d92fa666

Era aquele rapaz.

SKIE RPG
Capa perfil : 02. Clap Your Hands D6748f0bca6c360bed14951ffa82d59c
Frase : We all lie tell you the truth
Estado Civil : Casado (a)
Idade : 24
Gif : 02. Clap Your Hands 4e5aa53ed72a55791090bc5d5c4ece1f
Apelido : Narrador
Jogo : SKIE RPG
Mensagens : 208
Avatar perfil : 02. Clap Your Hands Gvxws3I
Cabeçalho posts : https://i.pinimg.com/564x/be/7c/a4/be7ca46be1fc07cb3f2a9533757ac145.jpg
Ver perfil do usuário
SKIE

Voltar ao Topo Ir em baixo

On the dance floor


Chinmae sabia e entendia que num país como aquele, a valorização de esportes estava apenas nos que poderiam provir alguma “boa visão” para quem visse de fora. Quando o garoto decidiu que queria dançar, as primeiras pessoas contrárias foram seus avós que na época significavam alguma coisa para ele, até que finalmente deixaram de existir e seus comentários eram respondidos com argumentos polidos e sorrisos falsos. O menino não gostava deles tanto que nem mesmo os considerava família. Isso, porém, não era algo que o motivaria a desistir dos seus sonhos porque por mais que gostasse de ser o centro das atenções fosse positiva, fosse negativamente, China não costumava fazer nada pelos outros a não ser que isso lhe trouxesse algo rentável.

Seu maior incômodo no momento talvez fosse a atenção dirigida que não era tanta quanto ele queria que fosse, mesmo que estivesse sendo significativa. Gostando ou não do que ele conseguia antecipar das veteranas do clube, a condescendência delas era o estopim para que dentro de si uma revolta se instalasse. Oras, se o clube não estava indo bem, que descobrissem maneiras de fazê-los ter algum destaque, porém, usasse de artimanhas limpas. O clube e as pessoas dele não deveriam ser pisadas daquela maneira e isso era ridículo, todos ali poderiam ter algum potencial para algo era só preciso que usassem isso para imporem-se no campus e adquirir maior visibilidade. Perto dele, as meninas não pareciam perceber o clima fúnebre que aos poucos tomava conta das pessoas que estavam ali e o alívio que elas sentiam quando viam alguém passar pela porta era, na verdade, a certeza de que pelo menos um mês a mais o clube teria.

Enquanto divagava sobre isso, Chinmae sentia a satisfação de ser quisto crescer em seu peito e se não tomasse cuidado, deixaria se levar pelo sentimento e logo exalaria arrogância e ele não precisava daquilo no momento, primeiro porque precisava da confiança de Garin e da professora, segundo que não era de seu feitio se deixar levar pelos sentimentos em primeiro momento, pois ele sabia que para que confiassem nas pessoas, era preciso deixá-las confortáveis e com a guarda baixa. Chin não queria ser apenas um rostinho bonito ou o único menino do clube, não, ele queria ser a estrela. O melhor entre todos e, obviamente, o mais popular, brilhante. O verdadeiro astro.

- Artes liberais? Que legal, você parece realmente muito artística. É uma boa escolha, né? - Questionou e por mais que achasse a ideia boa e seus pais fossem muito liberais, escolher um curso como aquele não seria bem visto por eles, não que Chinmae tivesse interesse na área naquela intensidade, mas mesmo assim, ele considerava bem peculiar a aceitação dos pais da garota. - Wooow, pedagogia? Isso é muito incrível, você deve gostar muito de crianças então. - Supôs sem base alguma, já que a garota não parecia fazer o tipo que se soltava facilmente ou que tivesse alguma habilidade com crianças e ele sabia que as aparências enganavam, mas não tanto quanto aquela. - Você gosta de ensinar? - Perguntou para Eunae para fazê-la se soltar mais. Nayoung parecia bem confortável sozinha, então, focaria primeiro em acabar com a timidez da menina também para não atrapalhá-la quando começasse as audições.

Chinmae sentia que precisavam de mais pessoas, mesmo que não aceitassem qualquer um, mas naquela hora, era crucial uma quantidade boa de dançarinos no time. - Talvez eu e Garin-sunbae sejamos os únicos que não estão voltados para as artes, né? - Chin fez um bico pequeno, pressionando os lábios após finalizar as palavras. Era incrível a capacidade da garota de iniciar diálogos, pois logo ela puxou assunto novamente. - Ouvi dizer que o clube de natação organizou seletivas hoje também, deve ser por isso. - Deu de ombros, conformado, de certa forma atribuindo culpa a eles. Em seguida ouviu o monólogo de Nayoung e a tentativa de fala de Eunae sobre a dança e confirmou com a cabeça algumas vezes, até que sorriu após o cumprimento, confirmando com a cabeça, mas negando com as palavras.

02. Clap Your Hands B5467667292d685472d935b7fb5d79b073f9defe_hq

- Aniya, aniya. Eu não poderia ser famoso, acho que não aguentaria a pressão! Mas gosto de dança clássica e estilos contemporâneos. Eu tenho uma música que chamo de mim, babyface, das Cosmic Girls, vocês conhecem? Fala sobre isso mesmo. - Riu baixinho, piscando os olhos por um momento. - Mas obrigado. Vocês com certeza se dariam bem em algum grupo de k-pop também, deveriam tentar! - Sorriu, encorajando-as e sendo sincero, já que, pelo menos visualmente, elas poderiam ser boas idols.

Chinmae poderia dizer que estava triste por Garin, visto que a menina parecia ter se esforçado muito para trazer mais pessoas para o clube e ele mesmo tinha sido um dos que viera pela dança e por ela e obviamente com uma esperança de se encontrar com Minseok...  Mas ele concordava com a outra garota, já que elas não poderiam desanimar os novatos tão rapidamente e diminuir ainda mais a credibilidade do clube. Já pensou? Um clube que desmotiva seus membros, isso daria mais pano para encerrarem-no de vez. E era verdade, mesmo que fossem indivíduos, ali, eram um só e essa unidade Chinmae valorizava, afinal, ele vinha de um estúdio onde o que importava era o time, mesmo que ele buscasse um olhar diferente para si, como se dissesse “estou com eles, mas olhem para mim”.  As palavras serviram de motivação para ele de uma maneira que nem ele acreditava ser possível. Daria seu melhor e entraria para o clube, depois, veria quais fossem seus resultados.

Desejou boa sorte para Nayoung e permaneceu ao lado de Eunae, querendo ou não, era uma das únicas pessoas que conheceu e sentia que estava na hora de buscar por colegas na faculdade para não ficar tanto tempo sozinho. O arrepio antecipou suas ações quando olhou para a porta e percebeu aquele menino do pátio de quando procurou o clube. Chinmae arregalou os olhos, desacreditado. Sentia novamente traços de curiosidade, apreensão e um sentimento estranho de quero me aproximar. - Omo. - O menino era bonito, como ele já sabia ser. China gostava de coisas bonitas e talvez fosse alguma sintoma de fogo, mas queria conhecê-lo mesmo que o arrependimento estivesse gritando em sua cabeça para se afastar. Queria estar perto dele, mas agiria calmamente. Sem perceber prendeu a respiração, tendo seu olhar fixo no rapaz.
Park Chin Mae
Capa perfil : 02. Clap Your Hands La-vie-en-rose-by-millyta-tecido
Frase : Veneno
Estado Civil : Solteiro (a)
Idade : 20
Gif : Acho que vi um gatinho
Apelido : Gabs
Jogo : -
Mensagens : 22
Avatar perfil : 02. Clap Your Hands Tumblr_ou2czc4h1A1utactko3_250
Cabeçalho posts : https://pbs.twimg.com/media/Dl7OmghW0AEDDOH.jpg
Ver perfil do usuário
SKIE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clap Your Handssábado de audição
- Sim, eu gosto, ou melhor, eu acho que vou gostar. Pra falar a verdade, já foi um orgulho enorme só de ter conseguido uma bolsa. Tudo o que vier daqui para frente será muito bem aceito!   - levou a mão ao peito e sorriu.

Aquela resposta dela explicava um pouco os questionamentos de Chin Mae: uma bolsista, cujos pais provavelmente não estavam em um padrão de exigência tão grande quanto um jovem rico como ele. Para a garota, bastava poder estudar em uma boa faculdade. Era mais um motivo para sentir-se ainda mais especial naquele clube.

Seu ego era alimentado por cada momento que passava com aquelas pessoas, embora ele ainda conseguisse controlar-se, já que parecia o mais sensato a fazer.

- Eu gosto… Bem, pelo menos tenho três irmãs pequenas, aprendi a ser babá desde cedo  - a garota sorriu. Era tímida, mas simpática e parecia só precisar mesmo de alguém que a ajudasse a sentir-se confortável. O rapaz tinha acertado.

Se continuasse assim, quem sabe quais mais trabalhos incríveis poderia fazer para melhorar os integrantes do clube? Isso, é claro, se elas dançassem bem.  Nayoung continuou falando. Ela tinha um tipo de “talento” para falar sozinha. O que seria dela em um quarto com alguém como Monjae? Provavelmente teria sido expulsa.

Quando o clube de natação foi mencionado, Eun Ae desviou o lhar momentaneamente, pensativa. Já Nayoung fez um bicão.

- Eles são bem famosos… É natural que lá esteja mais cheio hoje…

-  Poxa, que maldade. Não tinha outro dia? - cruzou os braços.

O clima ficou um pouquinho mais nebuloso. Cada um digeria aquilo de um jeito, mas ficava claro que Eunae seria do tipo que entraria naquela onda de complacência. Nayoung, por outro lado, parecia ter a energia que Chinmae precisava como uma aliada ali dentro e  mudou de assunto, falando sobre as danças deles.

- Conheço! Eu adoro - os olhinhos de Eunae brilharam de leve, feliz por ter um amigo de K-Pop ali dentro, embora ela ainda estivesse um pouco tímida.

- Hahahaha, obrigada. Vamos debutar juntos! Quero ser a rapper - fez uma pose e dedos de vitória.

O papo foi interrompido momentaneamente pela professora e a capitã, que iniciariam as apresentações, porém uma figura apareceu na porta. Toda a aura estrategista de de Chinmae seria soprada para fora com a aura misteriosa e agressiva que emanava daquela expressão sisuda. O rapaz nem ao menos tinha olhado ainda para ele, parecendo bloquear mentalmente a existência de todos os seres humanos ali dentro, mas tinha o efeito completamente oposto: possuía um magnetismo próprio que atraía as atenções do Park.

Opostos, eles diziam.

A capitã cruzou o campo de visão do rapaz momentaneamente, bem na hora que ele virou o rosto para olhar os presentes na sala. Ela aproximou-se da porta e o cumprimentou.

- Olá, seja bem-vindo. Sou Hwang Garin, capitã do clube. Veio para nossa audição? Estávamos prestes a começar. Qual é o seu nome?

- Lee Hongseok - respondeu um pouco sério, mas não mal educado. Também não completou todas as perguntas, dando a entender que tinha acabado.

Garin o olhou por alguns segundos, estranhando o comportamento, mas não o julgou muito. Precisavam de todas as audições possíveis, estava feliz com sua presença.

- Por favor, entre e fique com os demais. Esta é nossa professora e coreógrafa, Lee Sae Ri

Garin deu um passo para o lado, com um sorriso suave no rosto e liberou a área de visão dele para os alunos que estavam sentados. Os olhos dele contaram os membros um por um, evidenciando um aborrecimento. Foram de Nayoung, a Eunae e então pararam em Chinmae, da mesma forma como o menino fez. Ergueu brevemente as sobrancelhas, parecendo lembrar-se de algo. Os lábios de Hongseok viraram uma linha, enquanto seu olhar se esforçava para encontrar algo no rosto dele.



- Vocês se conhecem? - cochichou Nayoung, quase debruçada nele de curiosidade, já que a pausa dele levou mais tempo do que seria o normal.

Não se conheciam, mas reconheciam. E Chinmae sentia aquela vontade de poder responder afirmativamente àquela pergunta.

O rapaz fez um cumprimento genérico para os membros da sala e caminhou em sua direção, piscando bem lentamente e parando a seu lado, mas ficou em  pé, cruzando os braços em seguida. A partir de então, seu rosto permaneceu virado para os espelhos, onde haveria apresentações, sem olhar para o colega ao lado, nem se apresentar para os demais. Nayoung o olhava descaradamente, com a boca em formato de “o”, enquanto Eunae nem se atrevia.

- Oi! Eu sou a Choi Nayoung, caloura de Artes Liberais!!

A cena lembrava um pouco a entrada de Chin Mae no dormitório, a diferença foi que o rapaz não a ameaçou de morte  Só olhou para o lado e assentiu, respondendo.  

- Estudos Internacionais

O mesmo curso. O que era aquilo, destino ou karma?

- Por favor, já pode começar.

Nayoung levantou-se e deu pulinhos até a garota do som, falando baixinho com ela por um tempo bem curto, até chegar até o centro. A garota se posicionou, apresentou-se mais uma vez e logo começaria a tocar Overdose, do EXO.

Caso assistisse à apresentação, perceberia que a menina tinha uma postura muito enérgica. Sua disposição infinita para falar também se aplicava em seu movimentos. Suas expressões faciais não eram de uma profissional, mas havia precisão nos movimentos. Ela fazia algumas pequenas pausas mostrando que estava em um tipo de ensaio, mas mesmo assim, se pudesse ter foco, com certeza poderia estar no nível dos colegas de estúdio de Chinmae.


Se olhasse para o misterioso colega de curso, o pegaria virando o rosto e começando a analisar os movimentos dela. Dos três espectadores, somente Kim Eunae parecia alheia aos dois e uma possível conversa.

- Nayoung-ssi é boa…



SKIE RPG
Capa perfil : 02. Clap Your Hands D6748f0bca6c360bed14951ffa82d59c
Frase : We all lie tell you the truth
Estado Civil : Casado (a)
Idade : 24
Gif : 02. Clap Your Hands 4e5aa53ed72a55791090bc5d5c4ece1f
Apelido : Narrador
Jogo : SKIE RPG
Mensagens : 208
Avatar perfil : 02. Clap Your Hands Gvxws3I
Cabeçalho posts : https://i.pinimg.com/564x/be/7c/a4/be7ca46be1fc07cb3f2a9533757ac145.jpg
Ver perfil do usuário
SKIE

Voltar ao Topo Ir em baixo

On the dance floor

Seus pais sempre o ensinaram a ser uma pessoa boa, independentemente da classe social das pessoas. Ele nunca havia entendido porque seus pais eram tão mente aberta daquela forma, uma vez que seus avós, principalmente da parte de seu pai, eram extremamente cruéis com qualquer pessoa que tivesse qualquer coisa a menos que eles ou que pensassem diferente deles. Gente como Chinmae? Alvo fácil de humilhação. Se sua avó o visse sentado no chão daquela maneira e conversando com as duas meninas – e especialmente uma pobre! – ele poderia considerar-se deserdado e, além disso, ela daria um show completo sobre como “nós somos pessoas diferentes dessa gentinha”.

Chinmae reconhecia também que a grande maioria ali seria exatamente igual a eles e na primeira oportunidade acabariam com a raça da Nayoung apenas por ela receber uma bolsa. Contudo, o maior incômodo eram as baixas ambições da garota, talvez nem fossem tão baixas, mas a maneira como ela se expressou deixou essa interpretação.  Por outro lado, a impressão que ele tinha de Eunae era completamente diferente da de Nayoung. A garota parecia ser o tipo que escolhia o que dizer e quando dizer, algo bem parecido com o próprio Chin, mas que era menos evidente já que ela permanecia mais tempo calada. Do seu tempo na universidade, nunca imaginou que poderia fazer parte de um grupinho como aquele.

- É mesmo? Eu sinto inveja e alívio ao mesmo tempo. - Disse com um bico. - Eu sou filho único, desde sempre, sempre fomos mamãe, papai e eu. - Não era algo que ele de fato reclamava, mas seria diferente se tivesse um irmão? Talvez fosse mais humano ou talvez fosse ainda mais egoísta e fingido. Era impossível dizer quando fora verdadeiro e sincero com alguém pela última vez, também era quase impossível precisar o último amigo que fez. Em suas contas, temia não ter feito nenhum.

China apenas assentiu quando o assunto voltou para o clube de natação. A verdade é que se fosse expressar-se de verdade, falaria demais e toda sua imagem ia para o ralo. Juntar os clubes e potencializar as ações? Tudo porcaria, aquilo era o que eles precisavam ouvir para se sentirem mais motivados, não o que necessariamente deveria acontecer. Todos sabiam que aquela ação tinha sido um boicote e um boicote dos grandes. Aparentemente, toda aquela sabotagem dava resultados quando ele via todos eles tristes daquela forma e a própria líder desanimada. Era difícil. Chinmae suspirou, aquela era sua reação para a situação.

- Você tá brincando? Ah, não, passa o instagram, o twitter o kakao, tudo! Precisamos descobrir quantos gostos temos em comum. As duas, não esqueçam! - Sorriu, aquele era o momento em que o aparente surgimento do colega de quarto era completamente apagado por pessoas mais comunicativas e com gostos parecidos com os seus. Chin não tinha culpa dos problemas do outro e vice-versa, aquela friagem não passava de falta de educação, essa história de pisar em ovos para conviver com ele era ridícula. Os dois eram jovens, livres e deveriam viver, fosse gritando no quarto que dividiam ao descobrir gostos em comuns, fosse para conhecer o campus.

E além de toda essa situação absurda, a presença do novo rapaz novamente trazia aquele desconforto característico. Chinmae engoliu em seco, tentando entender o que acontecia em seu interior para uma reação daquelas e porque a presença do rapaz era pesada. Era como se ele precisasse esconder de todos o que sentia, como se fosse vazio. Chin era tão vazio quanto, mas disfarçava isso com toda aquela gentileza e visão de um espaço onde todos seriam respeitados, mas não seriam e era bem claro o que acontecia naquele momento. Ele estranhou quando o rapaz não respondeu nada mais que seu nome e com certeza Hongseok ficaria gravado em seu pensamento por algum tempo, ele ainda não sabia se seria uma coisa positiva ou negativa.

Porém, a expressão de descontentamento evidenciou algo óbvio: aquela situação também não pareceu tê-lo agradado ou, no máximo, ele estava fingindo e era um infiltrado do time de natação. Garin, por outro lado não pareceu se importar ou reconhecê-lo, portanto foi uma hipótese quase excluída de sua cabeça. As reações de Chinmae foram basicamente as mesmas e em seguida ele tornou a engolir em seco enquanto mantinha seu olhar no do rapaz. Era estranha aquela situação toda e o cochicho de Nayoung em seu ouvido fora respondido com um breve balançar negativo da cabeça. Chinmae só o tinha visto uma vez, mas porque aquela presença era forte?

Nayoung não disfarçava nem um pouco o olhar para o garoto. Chinmae a entendia, o rapaz era bonito. Hongseok tinha toda uma aura bad boy que trazia uma curiosidade no Park, uma vontade de conhecer mais daquilo, mas tinha que ser receoso. O contato com Monjae foi o suficiente para que ele decidisse manter a guarda alta. Eunae parecia a mais sensata no momento, mas pelo que conhecia de pouco sobre ela, ela sempre seria daquela forma até se acostumar. Quando ouviu a pergunta sobre o curso, Chin olhou-o e tão logo obteve a resposta, seus olhos arregalaram e ele rapidamente desviou o olhar. - Mesmo curso? - Interrogou-se num pensamento alto.

O resto aconteceu muito rapidamente, Nayoung teve sua música tocada, Eunae comentou sobre como ela era boa e Chinmae concordou com a cabeça e virou-se rapidamente para o rapaz. - Sou Chinmae, também estou na turma de Estudos Internacionais. - Disse brevemente, apenas numa curta apresentação. Manteria a conversa se o outro quisesse, desde Monjae, desistiu não insistir muito, já que estresse atrapalhava seu rosto de bebê.
Park Chin Mae
Capa perfil : 02. Clap Your Hands La-vie-en-rose-by-millyta-tecido
Frase : Veneno
Estado Civil : Solteiro (a)
Idade : 20
Gif : Acho que vi um gatinho
Apelido : Gabs
Jogo : -
Mensagens : 22
Avatar perfil : 02. Clap Your Hands Tumblr_ou2czc4h1A1utactko3_250
Cabeçalho posts : https://pbs.twimg.com/media/Dl7OmghW0AEDDOH.jpg
Ver perfil do usuário
SKIE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clap Your Handssábado de audição
O clube de Dança em seus poucos minutos já dava a sensação de mundo novo para Chinmae. A pobre, a muda, a conformada… Pessoas muito diferentes de si mesmo e seu histórico familiar, mas que abriam possibilidades de, quem sabe, poder ter seu primeiro amigo. Quem poderia ser? Sentiria por aquelas meninas o conforto e afinidade que se deveria ter em uma amizade com o tempo? Pelo menos, da parte dele, havia esforço.

As duas sorriram com a sugestão espontânea, ainda que Eunae mais tímida que a outra, e abaixaram o rosto por um momento só para trocarem Kakao e redes sociais, passando celulares na mão um do outro, terminando em uma sensação agradável de que poderia ter feito suas primeiras amizades ali dentro.

O que seus avós diriam se o vissem naquelas condições? Provavelmente não ficariam mais chocados com isso do que estava acontecendo internamente com o neto ao ver a nova figura que entrou no ambiente.

O mesmo curso. A mesma brincadeira do destino.

Não era para menos, ele tinha atraído as atenções de todos na sala, fosse por sua presença, aparência ou mesmo chegada de última hora. A diferença foi que enquanto os demais tornaram a fazer suas atividades, como, por exemplo, a apresentação de dança que se propuseram a fazer naquele sábado, aqueles dois pareciam menos focado naquilo do que na aura um do outro, especialmente quando o estudante de Estudos Internacionais ouviu que compartilhava o curso.  O assunto poderia ter morrido com aquele olhar surpreso de um e de soslaio do outro, mas o jovem Park tinha um carisma contagiante e não era do tipo que se calaria diante de uma situação que seu cérebro parecia coçar por mais informações.

Nayoung continuava dançando, enquanto os dois conversavam. Ao revelar seu curso em voz mais clara do que da primeira vez, Lee Hongseok parou de assistir à apresentação e virou o rosto para ele. Abriu a boca para falar, pensou um pouco, e resolveu responder.

- Você é o meu sunbae? - ele o mediu um pouco, querendo saber se lhe devia respeito ou se o outro era um calouro. - Estou no primeiro período

Foi com alguma surpresa que ele descobriria que estavam na mesma turma, pela lógico. Dividiriam o curso, além do clube. Foi por iniciativa do outro garoto que trocaram o assunto.

- Só tem a gente aqui? Isso é uma piada...



Falou baixo, tentando não ser ouvido pela professora e capitã, mas como estava em pé, percebeu que não se comunicaria direito dessa forma.  

O rapaz agachou no chão, ficando ainda mais perto de Chinmae, um tanto confidente, e ignorando a presença da outra candidata. Agora que estava mais perto, podia sentir o perfume amadeirado que vinha de seu pescoço. Os olhos de Hongseok percorreram a pele perfeita do colega e ele foi claramente analisado em cada fio de cabelo naquele momento, até que ele voltasse a focar em seus olhos.

- Aish... Aqui só tem…  Por que só tem mulher nesse clube?

Era difícil de interpretar o que ele realmente queria dizer com aquela pergunta, se era uma ofensa, querendo dizer que ele também era uma mulher, se era apenas uma dúvida, porque por algum motivo tinha odiado a ausência de homens ou ficado frustrado com a pouca importância do clube, mas havia um quê de revolta no fundo de seus olhos. O Park reconheceria com clareza uma pitada de raiva na sua fala. O motivo não estava claro, mas o jovem sentia que precisava responder alguma coisa, pois não era uma simples reclamação ou retórica.

Enquanto isso, Nayoung, ao fundo, finalizava sua apresentação e receberia sua avaliação no centro da sala.



SKIE RPG
Capa perfil : 02. Clap Your Hands D6748f0bca6c360bed14951ffa82d59c
Frase : We all lie tell you the truth
Estado Civil : Casado (a)
Idade : 24
Gif : 02. Clap Your Hands 4e5aa53ed72a55791090bc5d5c4ece1f
Apelido : Narrador
Jogo : SKIE RPG
Mensagens : 208
Avatar perfil : 02. Clap Your Hands Gvxws3I
Cabeçalho posts : https://i.pinimg.com/564x/be/7c/a4/be7ca46be1fc07cb3f2a9533757ac145.jpg
Ver perfil do usuário
SKIE

Voltar ao Topo Ir em baixo

On the dance floor
Aquela situação toda era desconfortável pela simples condescendência de todos ali e sem a presença da falante Nayoung, Chinmae sentia que aquele clube cairia só ladeira a baixo e ia ficar lá, sendo chacota de literalmente toda a faculdade.  Nayoung foi observada pelos olhos críticos de Chinmae que, pelo menos no início, prestou atenção durante poucos momentos que ela esteve dançando, completamente compenetrado  no que ela fazia, porque ele sabia admirar um talento quando via um.



Junto a isso, a despreocupação com o que seus avós achariam divertia-no internamente. Nas raras ocasiões em que os viu, uma vez que seus pais tampouco os toleravam, Chinmae não manteve-se de cabeça baixa e talvez por isso fosse odiado por eles, China não ligava para os que não importava, desde que dessem atenção e ele tinha a atenção deles completamente por fugir dos padrões estabelecidos pelos mais velhos. China não gostava daquela imposição, portanto, não a seguia.

Mesmo que sentisse que desrespeitava Nayoung, a presença de Hongseok era quase como um ímã por si só e ele não conseguia desviar seu olhar nem que fosse por um segundo sequer. E ele agradecia, uma vez que podia visualizar um bom ângulo do rosto dele, mesmo que não fosse exatamente discreta aquela ação. Chinmae queria que ele se abaixasse e ficasse mais perto de si para olhá-lo melhor, talvez conseguisse ler seus olhos – uma habilidade que Chin sentia vir de uma batata quando ele tentava ter algum veredito pensando nisso.  Negou à pergunta e aquilo já dizia por si só que estavam na mesma turma.

A primeira impressão que China teve sobre o garoto era de uma pessoa sombria, como se algo nele contivesse uma ausência de luz e era atraente. Se o dançarino se interessa por ciência o suficiente, poderia comparar aquilo com alguma atração de um buraco cósmico que o puxava sem rumo, mas como ele não sabia uma vírgula do assunto, pensava apenas em Hongseok como uma coreografia difícil, mas instigante, que exigia o máximo de si e um esforço tremendo para que fosse posta em prática, aprendida e repassada.

- Aparentemente, mesmo clube e mesma turma. Você vai tentar a audição, não é? - Questionou, mas não sabia se o outro o teria ouvido primeiro pela música da dança da Nayoung, segundo porque não queria receber uma chamada de atenção pela coreógrafa do clube.  Chinmae percebeu com outra engolida em seco que o garoto se abaixou e a proximidade era o suficiente para que sentissem o perfume um do outro e observassem detalhes ocultos pela distância, como marcas na pela e até mesmo a observância dos cabelos era possível e Hongseok era bonito, até demais.  Com isso, Chin virou apenas o pescoço observando-o de lado com os lábios encostados.



- Há uma rixa com o clube de natação, aparentemente. - Chinmae suspirou, mas manteve-se na posição. - E pelos boatos, isso foi um boicote contra o clube, já que o pessoal do esporte não gosta da dança e querem q encerrem o clube. - Chinmae inclinou-se apenas um pouco, para abaixar a voz o suficiente para dizer. - A maioria das pessoas preferem ver corpos seminus que estar aqui, para falar a verdade. Acho que você sabe como nosso país se preocupa com “esportes de meninas” e “esportes de meninos”. - Voltou-se à posição inicial, observando Nayoung caminhar para o final da coreografia.

A pergunta de Hongseok soou estranha aos ouvidos de Chin, que não entendeu como uma fala tão curta poderia estar carregadas de tantos sentimentos ruins. Era tão esquisita a situação que Chinmae quis retrucar de imediato, mas precisava conhecê-lo primeiro e não precisava de outro colega de quarto em sua vida, portanto, ouvi-lo era importante. Mesmo assim, passaram um pedaço até que bom enquanto China escolhia as palavras e mantinha o olhar nele, não tão enfeitiçado quanto antes, mas pensativo e tentando lê-lo. - Me pareceu esquisita sua colocação, como se odiasse o fato de só ter mulheres e eu. - Disse, umedecendo os lábios rapidamente, mas voltou a sorrir em seguida. - Lembre-se, não querem que meninos dancem, querem que eles joguem algum esporte de contato, isso é bom para explicar sua questão, eu acho.

Parecia até uma brincadeira do destino aquele contato. Considerando que ele viera para a audição, fosse fazer o mesmo curso que Chin e já havia aquela primeira estranheza quando seus olhares se encontraram durante a primeira e a segunda vez que não parecia apenas coincidência, era como se alguém brincasse com eles e moldasse suas histórias numa entrelaçar perversos de suas linhas de vida, como se algum momento elas fossem quebradas e eles saíssem destruídos de alguma forma. China não gostou de pensar naquilo. - Você dança há muito tempo?  - Perguntou e esperou por uma resposta rápida, já que a aparentemente mais nova amiga?, estava finalizando.
Park Chin Mae
Capa perfil : 02. Clap Your Hands La-vie-en-rose-by-millyta-tecido
Frase : Veneno
Estado Civil : Solteiro (a)
Idade : 20
Gif : Acho que vi um gatinho
Apelido : Gabs
Jogo : -
Mensagens : 22
Avatar perfil : 02. Clap Your Hands Tumblr_ou2czc4h1A1utactko3_250
Cabeçalho posts : https://pbs.twimg.com/media/Dl7OmghW0AEDDOH.jpg
Ver perfil do usuário
SKIE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clap Your Handssábado de audição
O garoto podia ficar relaxado quanto a desrespeitar a colega de clube, já que não era o único a dedicar atenção exclusiva para uma pessoa. Lee Hongseok também parecia não enxergar o que acontecia ali após os primeiros segundos de música, virando a atenção, o rosto e o mundo de Park Chin Mae naqueles poucos instantes.

Talvez o rapaz ainda estivesse prestando atenção na dança quando fez aquela pergunta e por isso não respondeu? Talvez a música estivesse realmente alta… Ou Hongseok tinha simplesmente escolhido ficar em silêncio. Porém, ao mencionar ser colega de curso, Chinmae perceberia que os lábios do rapaz (como não notaria aquele detalhe belo em seu rosto?) formaram uma linha e seus olhos desviaram-se dele por meros segundos, até que todo o questionamento a respeito daquela clube falido começaram a vir à tona.

O outro parecia mesmo interessado no que ele tinha a dizer dessa vez. Primeiro, o menino explicou que havia uma rixa entre clubes. Isso fez o colega balançar a cabeça duas vezes, levemente, em concordância. Não parecia estar surpreso, apenas confirmava uma informação que já sabia. Ele abaixou o corpo, ficando no mesmo nível do rapaz e ambos perceberam muito mais um do outro. O cheiro, a aura que cada um carregava em volta de si, os detalhes da pele… Enquanto Chinmae era um bebê príncipe, Hongseok parecia do tipo príncipe rebelde. Lindo, mas com um jeito arisco.

Os dois pareciam estudar-se e poderiam aproximar-se mais, agora literalmente, quando o Park inclinou o rosto para cochichar suas impressões sobre o clube e mencionar o preconceito que a Coreia do Sul ainda tinha com gêneros e supostos esportes que esses deviam participar.

Foi nesse momento que Hongseok decidiu afastá-los agressivamente, primeiro afastando o rosto, e depois com uma frase brusca, curta e aleatória, mas carregada de sentimentos negativos, muitos dos quais o dançarino se recusou a receber calado. Não fez isso nem da primeira vez, com alguém que parecia muito mais perigoso, por que ali, em seu mundo especial, o lugar que poderia ser mais ele deveria calar-se?

Porém, tendo aprendido a lição com aquele brutamontes de seu quarto, Chinmae mostrava-se um lorde da oratória, o verdadeiro príncipe que era, bem educado e “de família”, como orgulhariam-se seus pais. A sua atitude pacífica fez o rosto do rapaz empalidecer-se um pouco e ele conseguiu paralisá-lo. Simplesmente assim, a estranheza só não foi maior porque o silêncio repentino foi preenchido com palmas curtas da professora e capitã e a garota tinha seu trabalho analisado.



“Você dança há muito tempo?”, perguntou o coreano, e isso deixou o menino ainda mais sem palavras, restando só uma reação mais agressiva e pronta.

- Não. Isso é coisa de...

O lábio inferior de Hongseok foi arranhado lentamente e com força por seus dentes, contendo a palavra. Ah, a palavra. Como se Chinmae não soubesse o que era. Porém, a voz dele soou magoada, como se estivesse reproduzindo o discurso de alguém. Seu ouvinte sabia muito bem que havia uma seleção imensa de alguéns possíveis. Além do mais, não fazia o menor sentido que o garoto pensasse assim e estivesse ali, na audição. O que estava fazendo então?

- A próxima, por favor!

A voz da professora ecoou na sala, e Nayoung voltou animada para perto deles. Eunae levantou-se, olhando para a dupla momentaneamente preocupada, trocou um olhar com a colega e caminhou até o rádio.

- Eeeei, me viram dançar? O próximo é você, hein?? - sorriu a menina alegre, sentando-se próximo aos dois.

Hongseok abaixou a cabeça e soltou um suspiro audível e irritadiço.

- Vou embora dessa merda

- Hein?




SKIE RPG
Capa perfil : 02. Clap Your Hands D6748f0bca6c360bed14951ffa82d59c
Frase : We all lie tell you the truth
Estado Civil : Casado (a)
Idade : 24
Gif : 02. Clap Your Hands 4e5aa53ed72a55791090bc5d5c4ece1f
Apelido : Narrador
Jogo : SKIE RPG
Mensagens : 208
Avatar perfil : 02. Clap Your Hands Gvxws3I
Cabeçalho posts : https://i.pinimg.com/564x/be/7c/a4/be7ca46be1fc07cb3f2a9533757ac145.jpg
Ver perfil do usuário
SKIE

Voltar ao Topo Ir em baixo

On the dance floor


Chinmae se perdeu na situação tão logo ela começou, já que há muito tempo não sentia aquele misto de curiosidade e excitação que a presença de Hongseok trouxe. Era como se pudessem viver o melhor de suas vidas e no instante seguinte estarem depois do fundo do poço, mas ririam daquilo e se ergueriam novamente, apesar dos pesares. Mas o que mais o incomodava era que isso era tão unilateral que parecia ter uma barreira entre Hongseok e Chinmae e essa barreira era tão intransponível que abaixava os ânimos do rapaz a um nível quase negativo.

O que o mais preocupava era a intensidade dos sentimentos que sentia naquela universidade e esses sentimentos eram tão avassaladores que Chin às vezes só queria correr para o colo do pai e fingir que ali era seu porto seguro, tal qual fazia quando criança. Ademais, as reações de Hongseok faziam um alarme estalar na cabeça do dançarino como se seu corpo pedisse para que ficasse longe e, ao mesmo tempo, pedia para que conhecesse mais dele, Hongseok não parecia ser o tipo de pessoa favorecida de alguma maneira e sua maneira fechada provava isso para China.

O fato de ter crescido rodeado de carinho e aceitação não motivou que se tornasse quem era, mas pelo menos contribuiu para que China aceitasse as diversidades e as diferenças, assim, ele conseguia ser o melhor que podia – pelo menos no quesito aceitação. China ainda não havia deixado de ser ele mesmo, mas ansiava por isso. Enquanto dialogou com Hongseok, pensou em como os dois eram diferentes. Se fosse comparar, Chin era o príncipe que se preparava para herdar o reino e ganhar os súditos de seus pais, enquanto Seok era o rebelde que renegava suas raízes para ser livre, exceto que não poderia se livrar daquilo se não desprendesse a si mesmo primeiro.  

O afastamento brusco dele provou mais uma vez que Hongseok tinha muito preconceito em si mesmo e isso era ruim. A sociedade coreana não precisava de mais gente de mente fechada, principalmente um jovem que tinha tudo para ser bom e fazer um ótimo serviço. - Não se preocupe, Hongseok-ssi. - Disse, ainda baixo. - Algumas coisas precisam ser ditas baixas, mas, se houver uma próxima vez, não me aproximarei tanto já que isso é desconfortável. Peço perdão. - Abaixou a cabeça num ato solene de reverência, já que não podia fazer isso em pé. Depois, manteve seu olhar no garoto durante poucos segundos e voltou para Nayoung ao ouvir as palmas, seguindo-as também, mas sem conseguir disfarçar a cara de descontentamento causado por Hongseok.



Chin quase conseguia prever a situação enquanto Hongseok falava as coisas. E o que ele mais odiava era incorporação de discursos e o garoto parecia estar cheio disso. Talvez ele sentisse por si mesmo, mas a impressão que passava era de estar apenas repassando as coisas que escutava – onde quer que fosse – e essa fala apropriada era ridícula, retirava-lhe a credibilidade e o mais importante,  tornava-o sem personalidade e o reduzia a um mero influenciado e o dançarino tinha certeza de que ele era mais que um simples pau mandado de quem quer que fosse. Chinmae respirou fundo ao ouvir a frase incompleta e balançou a cabeça negativamente ao ouvi-la.

- Fighting, Eunae-ssi! - Desejou, fechando a mão em punho e torcendo para ela daquela forma. A chegada de Nayoung o deixou levemente distraído da situação anterior, mesmo que por pouco tempo. A presença dela era tão contagiante que Chinmae sorriu sem perceber a sua chegada. - Só as EXO-L online, hein? - Comentou, dando-lhe uma piscada em seguida. - Você foi demais. Tô ansioso demais para me apresentar. - Sorriu novamente, e fez-lhe um gesto com as mãos para atestar sua fala.  



Estava de fato nervoso, mas não a ponto de cometer  algum deslize ou algo assim. Chin tinha plena certeza de seus talentos, portanto, aquilo talvez o deixasse mais próximo das novas amigas. O suspiro que Hongseok soltou depois fê-lo tornar a atenção para ele, onde Chinmae pensou rápido em argumentos para soltar, refletindo sobre a melhor maneira de não fazer sua situação igualar-se à situação de seu quarto devido à estupidez do colega. Era outro que Chinmae decidiu ignorar a existência, mesmo que fosse difícil já que ele estava a poucos passos de si. - Hongseok-ssi. - Chamou-o, baixo.

Chinmae manteve a distância necessária entre os dois porque para convencê-lo a juntar-se ao grupo precisava estar em sintonia com ele. - Eu não sei se você dança ou gosta de dançar, mas não o faz por algum motivo, mas tenho certeza que nosso time seria melhor com você. - Sorriu pequeno, mantendo a postura ereta e as mãos apoiada em seus joelhos, numa posição mais diplomática-relaxada que inquisidora. - Também não sei porque acha que a dança é para meninas, mas você contribuiria para que fôssemos melhores porque você parece forte e também tem um belo visual, como todos as pessoas aqui têm e isso poderia contribuir para nossa imagem.  - Piscou, umedecendo os lábios em seguida enquanto sua cabeça pensava rápido em mais argumentos.

- Além disso, se a dança te fizer bem, você deve investir nela porque a satisfação que sentimos conosco é para ser a melhor do mundo. E comentários terão em qualquer clube que você se inscrever, mas o importante é você se sentir bem. Você percebeu o quanto Nayoung parecia confortável dançando? - Questionou, mesmo que soubesse que os dois tinham prestado menos atenção do que o contrário. - Então, assim, pense nisso e espere mais um pouco antes de ir, talvez você se anime a tentar a audição com a gente. - Sorriu mais uma vez e decidiu deixá-lo pensar sozinho, voltando a atenção para Eunae e perguntando para os dois, mas para si mesmo.  - Será que ela vai dançar um boygroup também?
Park Chin Mae
Capa perfil : 02. Clap Your Hands La-vie-en-rose-by-millyta-tecido
Frase : Veneno
Estado Civil : Solteiro (a)
Idade : 20
Gif : Acho que vi um gatinho
Apelido : Gabs
Jogo : -
Mensagens : 22
Avatar perfil : 02. Clap Your Hands Tumblr_ou2czc4h1A1utactko3_250
Cabeçalho posts : https://pbs.twimg.com/media/Dl7OmghW0AEDDOH.jpg
Ver perfil do usuário
SKIE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clap Your Handssábado de audição
 Seja qual fosse o motivador do alarme que apitava em Chin Mae, tal estímulo também parecia ser fabricado em Hongseok, que ao mesmo tempo que era agressivo em um momento, falando palavrão e querendo deixar a sala, no outro parava e o observava embasbacado, como se tivesse levado um tapa na cara, mas do tipo que não podia simplesmente revidar com um soco. Era delicado e sutil, como o próprio Park.

O príncipe e o rebelde continuaram seu embate e, mais uma vez, a realeza teve a vantagem de ser ouvida com bastante eloquência. Os olhos do rapaz aumentaram e brilharam intensamente quando a voz suave do menino soou pela primeira vez e sua cabeça abaixou por um momento.  Chinmae percebeu o quanto ele estava surpreso por esse gesto, ficando sem reação naquele instante que só não foi mais longo porque a colega do lado levantou-se e um “Fighting” foi correspondido por ela, que trocava de lugar com Nayoung. A garota surgiu interrompendo brevemente o momento e olhava preocupada de um para o outro e, após perguntar sobre sua dança, reparou que algo estava acontecendo.

- Quem nega EXO não é desse mundo! Agora eu que estou ansiosa para ver o que você vai dançar  - respondeu com um sorriso, que sumiu assim que notou o clima ruim.

Hongseok afundou o rosto no próprio pescoço, escondendo parcialmente os olhos naquele momento pensativo, até que declarou que deixaria a sala, em um momento de raiva. Porém, antes de completar seu movimento para levantar-se, seu nome foi dito mais uma vez e sua atenção, chamada. Ele pareceu impactado, pois, assim como em todas as outras vezes, ouviu calado. O rapaz tinha o dom de atrair sua atenção, quase como um professor.

02. Clap Your Hands Tumblr_pajj5jzWj51xt9z23o1_250

- Se um de vocês abrir a boca para alguém lá fora… Eu juro que eu...

Nayoung ouviu o discurso diplomático de Chinmae e deu um sorrisinho, evitando olhá-lo quando o garoto mencionou a beleza do outro, concordando de leve com a cabeça.

- Poxa, você está com vergonha? Na verdade, eu acho que esse clube é pra gente corajosa. Não seria muito mais fácil ir para o clube de natação? - completou ela, tentando ajudar o menino. - Eu realmente me sinto muito melhor dançando… E… Acho que não sou a única, vejam - indicou com a cabeça a menina semi muda que agora estava no centro.



Kim Eun Ae deu um sorriso tímido após expressar seu amor por covers, mas revelar que apresentaria algo diferente, que preparou especialmente para o clube, porque não queria ser rotulada com coreografias de Kpop. O que veio a seguir foi um show de gingado especial. Assim como China tinha dito, a dança a tinha transformado. A mais tímida, porém, outra pessoa no palco.

Nayoung soltou um gritinho e ela bateu palmas com a música, enquanto Hongseok passou a olhar Chinmae com intensidade. No momento seguinte, largou o corpo, e voltou a sentar, derrotado pelo argumento. Seus lábios se mexeram e algo inaudível saiu de lá. Suspirou e fechou os olhos momentaneamente. Parecia tomar uma decisão difícil, mas ali ficou.

- É por isso que você dança?



SKIE RPG
Capa perfil : 02. Clap Your Hands D6748f0bca6c360bed14951ffa82d59c
Frase : We all lie tell you the truth
Estado Civil : Casado (a)
Idade : 24
Gif : 02. Clap Your Hands 4e5aa53ed72a55791090bc5d5c4ece1f
Apelido : Narrador
Jogo : SKIE RPG
Mensagens : 208
Avatar perfil : 02. Clap Your Hands Gvxws3I
Cabeçalho posts : https://i.pinimg.com/564x/be/7c/a4/be7ca46be1fc07cb3f2a9533757ac145.jpg
Ver perfil do usuário
SKIE

Voltar ao Topo Ir em baixo

On the dance floor


A chegada de Nayoung indicara certa quebra de privacidade para que os outros dois conversassem, Chinmae suspeitou que Eunae ouviu o diálogo, mas a garota era elegante demais para se intrometer e isso era alvo de admiração por parte do garoto, uma vez que não gostava tanto de intromissão em suas conversas. O lugar não era propício para segredos, mas China desconfiava que uma aproximação muito brusca espantaria Hongseok de vez e mesmo que ele pudesse se arrepender de ter saído, parecia ter muitos valores encrustados em seu interior para que isso apenas acontecesse e ele pedisse por uma nova tentativa.   - E não é? EXO significa tudo pra mim. - Sorriu para ela, apesar do clima.

O fato de ser fanboy do grupo nunca fora um problema para ele, uma vez que China não tinha vergonha de ser fã deles, mas a visão que seus parentes tinham de seu quarto decorado com imagens dos cantores... Bem, isso seria um problema se ele se importasse. Ele só não escolheu o grupo porque queria tentar um estilo novo e isso deixava-o mais ansioso, por mais que tivesse certeza que iria bem, ele precisava do elogio das pessoas para se sentir melhor. Seu ego necessitava de um agradinho dos outros, portanto, resistir a isso não seria nada fácil. Reparar que ele tinha causado um efeito em Hongseok também era bom, já que se lembrava de uma frase ouvida há algum tempo “arrase-os com bondade” e tornara-a um mantra para si.

Quando Chinmae pensou em falar algo, Nayoung tomou a palavra e ele disfarçou o sorriso, olhando para o outro garoto e voltando a atenção para Eunae. Aquele nível de técnica era bom, porque mesmo num estilo livre, ele conseguia perceber o esforço que ela impunha na dança e como se dedicava a ela, de certa forma, aquilo lembrou tanto de si mesmo que ele não conteve o sorriso ao olhá-la e praticamente torcer para que ela entrasse. As duas meninas seriam uma adição tão boa para o time que novamente uma esperança disfarçada crescia em seu peito e queria tomar espaço para que ele levasse fé na equipe e torcer para o clube ganhar um pouco mais de visibilidade e livrar-se daquele estereótipo ridículo que o perseguia devido ao desprezo dos outros clubes envolvidos.

De certo, teriam alguma dificuldade em manter Hongseok com eles, já que o menino parecia muito arredio para seu próprio bem. Do que ele tinha medo? De quem herdara tanto preconceito? E o principal, por que sua frase era carregada de ódio, mas parecia igualmente triste? Chin havia notado aquilo algum tempo atrás, mas não conseguia entender o porquê daquelas atitudes. Queria questioná-lo, mas estava cedo demais. Para conseguir conversar de igual para igual, precisaria entrar em sua cabeça, conhecê-lo e obter sua confiança, já que seria impossível um diálogo mais sério com aquela mentalidade e seu temperamento explosivo. Desde que a situação com seu colega de quarto acontecera, China tinha voltado àquela vontade de todos admirá-lo independente dos motivos. Teria que se valer de seu discurso para tentar conseguir convencer Hongseok, mas só o fato dele estar pensativo já ajudava alguma coisa.

China soltou um sorrisinho de lado, quando percebeu que o garoto havia ficado com eles. De certa forma, sentia-se ainda melhor porque suas palavras surtiam algum efeito no outro. Aquela foi uma das primeiras vezes que Chin começou a pensar em alguém que não era ele, pelo simples fato de querer ajudar o garoto e fazê-lo entender que, na verdade, não tinha necessidade de pensar daquela maneira, afinal, a dança era apenas dança e não definia nada de ninguém, exceto, claro, talentos artísticos e corporais, mas não passava disso. Sua forma de pensar deveria mudar, o mais rápido possível.

Quando foi questionado, China pensou um pouco antes de responder, até que acenou rapidamente com a cabeça. - Sim, eu acho. - Piscou algumas vezes, direcionando o olhar até o colega. - Eu me sinto bem, livre e sinto que entro em sintonia com quem eu sou de verdade. É uma sensação tão boa que não me deixou desistir em momento algum desde que comecei a fazer aulas. - Suspirou, sorrindo pequeno ao relembrar-se das primeiras aulas. - É libertador, sabe? Como se no mundo existisse apenas eu. - Soltou um segundo suspiro, já que a sensação de dançar era quase inexplicável.

- Eu acho que deve ser uma sensação parecida com voar ou, sei lá, cantar enquanto ninguém está vendo. Sabe? Como se fosse aquela velha sensação do só eu que estou aqui e por isso eu sou livre para ser eu mesmo. - E de fato, naquele momento, Chinmae conseguia se conectar a criança que vivia dentro de si, ao velho Chinmae, doce e gentil e crente em tudo o que fazia, crente no mundo e não alguém que pensava na vantagem que poderia obter se aproximando de alguém. - Você sente algo assim como eu, Hongseok-ssi? - Questionou calmamente, num tom baixo para lhe transmitir confiança e deixar que ele tomasse o rumo da conversa, deixando que ele pudesse ser, talvez, o Hongseok de verdade e não alguém moldado.

Park Chin Mae
Capa perfil : 02. Clap Your Hands La-vie-en-rose-by-millyta-tecido
Frase : Veneno
Estado Civil : Solteiro (a)
Idade : 20
Gif : Acho que vi um gatinho
Apelido : Gabs
Jogo : -
Mensagens : 22
Avatar perfil : 02. Clap Your Hands Tumblr_ou2czc4h1A1utactko3_250
Cabeçalho posts : https://pbs.twimg.com/media/Dl7OmghW0AEDDOH.jpg
Ver perfil do usuário
SKIE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clap Your Handssábado de audição
Chinmae aprendeu a responder ofensas com gentileza e sua bagagem fazia efeito aos ouvidos de alguém acostumado com a rudeza. Hongseok não apenas ficou para ouvir o que ele tinha a dizer, como fez uma pergunta interessado.

Quando o garoto expressou o que a dança significava para ele, o colega observou a menina dançando e pareceu refletir por um minuto sobre suas palavras. Estar em sintonia com o que era de verdade. Parecia o que estava acontecendo ali na frente. As costas dele relaxaram um pouco e ele pesou um pouco, sentando-se confortavelmente. Com certeza ficaria ali para ver mais, para conhecer um pouco daquele universo de Chinmae e comprovar se suas palavras eram verdadeiras.

A importância da apresentação do Park aumentou significativamente. A antecipação era grande, fosse daquele rapaz, ou mesmo de suas duas novas colegas ou a capitã do clube. Após isso, também haveria um momento do menino sério apresentar-se e revelar um pouco mais dele. Será que ele sentia o mesmo?

- Talvez - respondeu com sinceridade. - Eu vou ficar e me apresentar pensando no que me disse, mas antes… Você vai precisar me provar suas palavras.

- Uau. Isso foi forte. Acho que ele quis dizer que está ansioso para te ver dançando. Eu também estou, Chinah~~ - bateu palmas de levinho já assumindo alguma intimidade e sorrindo.

Logo em seguida, novas palmas foram ouvidas, mas dessa vez era por causa da professora e as colegas de turma para uma nervosa e sorridente Kim Eun Ae, que saltitou até o grupo, meio sem graça.

- Obrigada… - sorriu sem graça e sentou-se recuperando o fôlego.

- O próximo.. - chamou a professora.

- Fighting! - falou baixinho a menina.

- Acaba com tudo - brincou Nayoung, empolgada.

Acabe com eles com gentileza. E passos de dança.

Hongseok o observou lentamente de soslaio, mas sua atenção logo voltou-se para o pequeno palco que o convidava para ser o centro das atenções, a verdadeira estrela daquele sábado.

02. Clap Your Hands Tumblr_pms1ths2vT1xbit0ao2_640

Off:
Olar, vamos rolar dados só para brincar. Ele já está dentro, mas vamos ver como os outros vão perceber seu grande momento. Na descrição, pode dizer qual é a música, embedar o que você quiser e descrever como preferir.
Role, aqui mesmo:

3d10 para expressão
3d10 para performance

Dificuldade 5.

Se for dança fofa ou com aegyos, ganha bônus de -1 de dificuldade em Expressão.
Se for dança lenta/coreografia trabalhada em detalhes, ganha -1 de dificuldade pela delicadeza em Performance.
Já ganhou -1 de dificuldade pela consciência corporal.



SKIE RPG
Capa perfil : 02. Clap Your Hands D6748f0bca6c360bed14951ffa82d59c
Frase : We all lie tell you the truth
Estado Civil : Casado (a)
Idade : 24
Gif : 02. Clap Your Hands 4e5aa53ed72a55791090bc5d5c4ece1f
Apelido : Narrador
Jogo : SKIE RPG
Mensagens : 208
Avatar perfil : 02. Clap Your Hands Gvxws3I
Cabeçalho posts : https://i.pinimg.com/564x/be/7c/a4/be7ca46be1fc07cb3f2a9533757ac145.jpg
Ver perfil do usuário
SKIE

Voltar ao Topo Ir em baixo

I just wanna dance


Um estilo para Chinmae seria pensar em como agir se ninguém o estivesse vendo, ou simplesmente, dançar como se ninguém o estivesse assistindo. Muito inspirado por um mito grego de milênios atrás, aquilo era o suficiente para guiá-lo. Aquilo e, óbvio, Babyface. Mas de qualquer forma, essa era a inspiração que usava para ser o melhor dançarino que podia: dançar como se estivesse sozinho e isso o encorajou a seguir em frente sempre que pensou em desistir por algumas dificuldades técnicas e até mesmo esgotamento físico das primeiras aulas para um garoto mais novo totalmente desabituado àquele ritmo. Chinmae decidiu que se arriscar faria parte do que ele era e, portanto, isso o faria melhor que todos e o ajudaria a crescer enquanto outros pudessem desistir.

E ele percebeu que na perseverança que ele teve, Hongseok falhou em se impor ou foi forçado a reprimir sua vontade pela dança, já que se ele não gostasse teria ido embora. O que era muito estranho, não entrava na cabeça de Chin que alguém se diminuía para caber nos desejos de outros. Assim como ele não havia deixado de ser ele mesmo por causa do colega de quarto, não queria que outras pessoas deixassem a individualidade de lado por outrem. De qualquer forma, o diálogo dos três evoluiu para que deixassem as expectativas em China devido às suas palavras, o que, de fato, o deixou nervoso foi a escolha da coreografia e da música.

Vinha trabalhando a ideia desde o estúdio e já até tinha apresentado uma vez, portanto, a ideia de uma performance acrobática não o assustava. O importante ali, era a técnica e a execução. Atentar-se aos seus pés, seu corpo e seu centro, assim, faria os saltos com a perfeição exigida. Não quis se limitar ao kpop também, afinal, não queria ser reduzido a alguém que só dançava as músicas dos artistas favoritos e não dançava de fato. Não, queria ir além e mostrar que sabia. Algumas coisas podiam acabar não funcionando bem, mas a vontade de apresentar uma dança acrobática com raízes chinesas tradicionais.

Apresentar uma dança assim estava firmada na ideia cultural que Chinmae tentava trazer para suas apresentações e, uma vez que ele gostava do objeto, ficava mais fácil para aproximá-lo do que pretendia estudar, não uma coisa fechada à antropologia, mas focada nas percepções que ele tinha sobre o que estava acontecendo, atribuindo e aproximando aspectos tradicionais com contemporâneos de um ritmo que ele havia começado a estudar alguns meses atrás. Tinha facilidade com vários estilos, portanto, pegou com certa rapidez a tecnicidade da arte e precisava impressionar com suas expressões e contar uma história a partir da dança.

Aplaudiu Eunae quando ela terminou e voltou-se rapidamente para os outros dois. - Vou dar o meu melhor! - Sorriu e sentiu novamente a carga de não os decepcionar. Além disso, contudo, estava as expectativas próprias e antes de qualquer pessoa, Chin pensava nele e pensar nele significava dar o melhor de si para e por si mesmo e não por um indivíduo exterior.  

Quando foi chamado, dirigiu-se ao som e sorriu para a garota, entregando sua música e sorrindo para ela enquanto se preparava já no local indiciado para dançar.  Esticou os braços e balançou o pescoço para os lados e logo em seguida ouviu os primeiros segundos da música. Começou lentamente, ereto e com os braços para baixo, cruzados frente ao quadril. Aos poucos, foi mudando a direção para a direita acompanhando o movimento com a cabeça e elevando o braço em 90° para cima. Num movimento mais rápido, girou o braço esquerdo para o lado contrário focando-se numa mini história em sua cabeça criada pela ideia de Hongseok.

Chin se sentia bem dançando porque aquilo fazia parte dele desde muito novo. A ideia de transformar em arte seu dom era bom, pois as aulas de atuação também o ajudaram a criar-se melhor e ser cada vez mais um personagem diferente que se encontrava na música e formava um só com ela. Pensar assim o levava a se superar durante todo o momento em que dançava. E enquanto executava os passos, ele pensava em si mesmo e naquela sala só existia ele. Pensou na técnica, nos ângulos certos dos braços, na expressão que tinha que conectar-se com a música e tinha que ser bom.

Naquele momento, China tinha que mostrar a Hongseok que ele tinha que ser ele mesmo se gostava de dançar.

China tinha que mostrar que não era apenas um rostinho bonito.


Park Chin Mae
Capa perfil : 02. Clap Your Hands La-vie-en-rose-by-millyta-tecido
Frase : Veneno
Estado Civil : Solteiro (a)
Idade : 20
Gif : Acho que vi um gatinho
Apelido : Gabs
Jogo : -
Mensagens : 22
Avatar perfil : 02. Clap Your Hands Tumblr_ou2czc4h1A1utactko3_250
Cabeçalho posts : https://pbs.twimg.com/media/Dl7OmghW0AEDDOH.jpg
Ver perfil do usuário
SKIE

Voltar ao Topo Ir em baixo

O membro 'Park Chin Mae' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'd10' :
02. Clap Your Hands D1010
Resultado : 10, 4, 7, 2, 1, 5
The Crown RPG
Capa perfil : 02. Clap Your Hands %EA%B3%A0%EB%A0%A4%EB%8C%80
Frase : Play with a mask to hide the truth. People cheat each other. right?
Estado Civil : Casado (a)
Idade : 2
Gif : 02. Clap Your Hands Giphy
Apelido : Hae Shin
Jogo : Narrador
Mensagens : 1472
Avatar perfil : 02. Clap Your Hands HE8bwtr
Cabeçalho posts : https://i2.wp.com/hdwallpaper20.com/wp-content/uploads/2016/05/grey-wallpaper-miscellaneous_dark_loneliness_grey.jpg
Ver perfil do usuário
The Crown

Voltar ao Topo Ir em baixo

02. Clap Your Hands Grey-wallpaper-miscellaneous_dark_loneliness_grey
Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum