Fóruns Gráficos
3
Créditos
» Skin obtida de The Captain Knows Best criado por Neeve, códigos acrescentados por Weird e baseado no tema The Walking Dead Theme criado por Hardrock. Graças aos suportes e tutoriais de Hardrock, Glintz e Asistencia Foractivo.
» Versão Elysium adaptada por Hurricane, Rossin e Persephone.
Narradores
3
Personagens Ativos
34 Personagens Ativos
Últimos assuntos
» Capítulo 8
Ontem à(s) 7:01 pm por Won-Bin

» Chat pra chatear
Ontem à(s) 4:55 pm por Luxi

» Seven Wonders
Sab Out 13, 2018 11:27 pm por Starry Night

» [DADOS] Onde estrelas nascem ou morrem
Sab Out 13, 2018 10:16 pm por Starry Night

» I.M MUSIC
Sab Out 13, 2018 9:08 pm por Starry Night

» STARFISH MEDIA
Sab Out 13, 2018 9:02 pm por Starry Night

» KT ENTERTAINMENT
Sab Out 13, 2018 8:55 pm por Starry Night

» [FICHA] Cherry do White Pearls
Sab Out 13, 2018 2:48 am por Starry Night

» [FICHA] Gyuri do Oh My Venus
Sab Out 13, 2018 2:40 am por Starry Night


Capítulo 3

Página 1 de 13 1, 2, 3 ... 11, 12, 13  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Capítulo 3

Mensagem por The Crown RPG em Ter Fev 06, 2018 11:16 pm




Após um início bastante turbulento, uma falsa atmosfera de paz e calmaria se instaurou em WangJo Daehag. Os herdeiros veteranos domaram, ainda que momentaneamente, o plano para expulsar os bolsistas. A verdade é que a resposta imediata do novo diretor mostrou que eles precisavam ser cautelosos, caso quisessem ter êxito sem consequências. Por isso mesmo, todos puderam focar um pouco mais em suas aulas…

E nos problemas além dos muros da escola.

Não faltou emoção nos conflitos que ocorreram e todos parecem evoluir para algo completamente diferente do que esperavam um dia ser.

Won-Bin carregou a consequência de sua inédita impulsividade por alguns dias. O braço engessado foi um convite para olhares que traziam os mais diversos tipos de pensamento. Pena, curiosidade, decepção, foram alguns dos sentimentos que ele causou nas pessoas. Ainda bastante perdido tentando encontrar seu lugar, Won teve que lidar com sua chefe, seu mestre e seu pai.

O emprego no Café Beautiful foi mantido porque Hyesang deu uma segunda chance a ele, graças aos conselhos do próprio Shin-Hee. Já no dojo, Won não experimentou a mesma sorte. O mestre parecia bastante desapontado com os atos do seu discípulo mais querido e deixou claro que ele só voltaria caso o pai permitisse - coisa que garoto sabia que estava em xeque. Já o relacionamento com o policial Hwang estava semelhante a andar numa corda bamba erguida entre os dois maiores prédios de Seul: um passo em falso e a queda seria mortal.

Os dois estavam muito magoados e, quando conseguiram conversar, uma discussão pareceu cortar de modo definitivo, os laços de confiança e companheirismo que os dois tinham o orgulho de nutrir. Muita coisa ruim foi dita.

Mas Won não queria voltar a ser quem era.

Até porque seu mundo tinha mudado completamente. Na escola, continuava tendo um bom desempenho e até participava mais das aulas - como na aula de literatura, dando sua opinião sobre o tema. O verdadeiro desafio para ele, era lidar com os próprios sentimentos. Quando viu Bo-Mi conversando com um dos meninos ricos da turma, Ryu-Ji, Won sentiu uma onda de raiva jamais experimentada antes. Estava tão irritado que foi capaz até mesmo de deixá-la de lado, ainda que ela não tivesse feito nada demais.

Já no Café Beautiful, ele também foi apresentado a uma nova funcionária que, no início, achou tratar de uma ladra de vagas. Lee Ji-Hyun provou ser uma soma para o ambiente e não alguém que o prejudicasse. Curiosamente, a menina também foi capaz de despertar algo em Won. Seu jeito simples de viver lembrava o rapaz como a vida podia ser longe das pessoas do colégio.

Porém, ele não ficou longe por muito tempo.

Demorou apenas uma semana para descobrir que o dono do Café Beautiful era tio de Bo-Mi e que o café ficava no mesmo condomínio que ela morava. Vê-la seria algo bastante recorrente e isso não era ruim. O ruim foi descobrir quem era a mãe dela: A Srª Macchiato, a cliente mais odiosa que já tinha passado por aquele lugar. Ela, inclusive, foi motivo de constrangimento no breve encontro que Won teve com Bo-Mi.

Como se não bastasse, o nome Yoon também se mostrou um tabu para sua família e culminou numa discussão muito feia entre pai e filho - tendo até mesmo agressão física. Tanto mistério só trazia mais dúvidas e angustias para o rapaz. Porém, quando tudo parecia perdido, uma luz surgiu, pois Bo-Mi não era como a mãe dela e parecia querer fazer parte da vida dele. E permitir que ele fizesse parte da dela.

Won não foi o único a se surpreender com isso. Seu amigo, Jae-Ki também se vê preso a um sentimento jamais experimentado antes.

Apesar de não ter sofrido com a ovada - e até mesmo ter conquistado a “simpatia” de Yerin por evitar que ela caísse da escada-, Jae-Ki passou por poucas e boas em seus dois primeiros dias no colégio. Mesmo com a calmaria, ele continuava explodindo com Eun-Bi. Repetidas vezes os dois foram vistos brigando - fosse na entrada ou no corredor - e isso era uma cena bem curiosa, ainda mais por conta das muletas que a garota carregava.

WangJo tinha se transformado num calvário para o garoto. Tudo o que ele mais desejava era a chegada do fim de semana, para poder aproveitar com as pessoas que o entendiam por quem era. Não que a amizade com Won ou Kang estivesse ruim, mas ele precisava colocar sua irritação para fora.

Logo no sábado, ele foi surpreendido com uma ida até o distrito de Jung-Gu, onde Ji-Hoo fez uma aliança com a gangue de lá, conhecidos como Seguidores de NEW0. A gangue de Jung-Gu era formada por pessoas bastante peculiares, todas de cabelos coloridos. Apesar do desconforto, não houve problemas.

O problema surgiu quando Jae-Ki revelou ao líder que estava estudando na melhor escola da Coreia do Sul. O lider pareceu um pouco perturbado e fez uma ameaça velada que passou a preocupar Jae. Como se não bastasse, ele também teve que lidar com a decepção de seu hyung. Os outros garotos apaziguaram os ânimos e, pela primeira vez, ele sentiu como era estar “do outro lado da história”, o do “mentiroso”.

Logo ele que odiava mentiras…

Quando o sábado parecia ter chegado ao fim, Jae-Ki foi surpreendido com um inusitado encontro com Eun-Bi. A garota tinha fugido da Ópera que acontecia no Teatro Nacional da Coreia, localizado em Jung-Gu. Sem dinheiro, bateria no celular, sozinha e lindissima, Eun-Bi precisava de ajuda e o garoto foi incapaz de negar. As brigas no colégio pareciam ter acontecido há muitos anos, de modo que eles puderam ser apenas Jae-Ki e Eun-Bi e não a riquinha e o bolsista do colégio.

Os dois descobriram algo importante naquela noite e compartilharam de momentos e risadas únicos. Se pudessem ter ficado mais tempo juntos, certamente abraçariam a oportunidade.

Porém, assim como todos os contos de fadas, aquela meia noite - ou 1 A.M - também foi o fim deles.

No dia seguinte, Jae-Ki teve que lidar com as confusões do próprio coração. Mesmo sem pedir, ele ouviu conselhos da halmoni, do hyung e precisou prometer algo muito importante à sua irmã: que seria feliz.

E promessas para Soo-Ji era algo sagrado.

Promessas são sagradas como tradições. E uma tradição familiar não pode ser rompida, ainda mais numa família tão unida quanto os Kim. Sunny tinha sido uma das maiores vítimas de WangJo, mesmo que não assumisse esse rótulo. Era claro na forma como ela andava e olhava que não se rebaixaria a nada, nem a ninguém.

Depois de um início tumultuado, a garota encontrou certa paz de espírito. Sua paranoia dizia que algo estava para acontecer, mas enquanto a bomba não explodia, ela aproveitava.

A amizade com Stella, Dong, Chae e os outros estava em ascensão. Parecia que a menina finalmente tinha encontrado seu grupo, ainda que Kim Joo Hyuk fosse sua companhia favorita - pelo menos até domingo, ele foi a companhia favorita. Durante o sábado, os dois tiveram uma conversa bem séria a respeito dos sentimentos dele. No fim das contas, os dois se conheciam tão bem que conseguiram desviar dos pontos mais embaraçosos da conversa. E, mesmo assim, conheciam a verdade escondida nas entrelinhas de suas palavras.

Já no domingo, a família Kim foi até o Festival de Jinhae Gunhangje, onde as cerejeiras ganhavam as ruas e todo o protagonismo do lugar. No meio de um cenário tão belo, Sunny vislumbrou a imagem de, ninguém mais, ninguém menos que Jung-Mi. Durante os útlimos dias - quiçá semanas - o rapaz tinha habitado o imaginário da garota e sido uma presença que lhe transmitia indiferença.

Felizmente, para todos os desentendimentos existe a conversa. Numa onda de coragem, a garota o levou para além festival e, no meio de tantos lugares possíveis, eles encontraram um café pequenino, onde puderam colocar a maioria das coisas à limpo. Jung-Mi ainda era envolvido por uma aura de mistério, mas ela havia descoberto bastante coisas sobre o rapaz.

Sunny não tinha se arrependido daquele encontro, mesmo que tivesse que lidar com a fúria de sua tia - não era para menos, a garota tinha fugido no meio da multidão.

E, fechando o dia com chave de ouro, ela ainda encontrou seu grupo de amigas. No meio de tantas risadas e diversão, Sunny teve acesso às fotos da Ópera. Nelas, além de ver alguns conhecidos da sala, também se deparou com a imagem de duas pessoas que despertavam uma sensação estranha de reconhecimento.

Ela não havia chegado à essa conclusão ainda, mas aqueles dois jovens tão belos, sorridentes e perfeitos nas fotos, eram os mesmos que tinham se encontrado de modo secreto e íntimo em seu café, no meio da semana.

Um caso que podia passar despercebido, como se não fizesse parte de sua vida, mas a verdade é que ela nem fazia ideia do quão envolvida poderia ficar.

Os dias não foram turbulentos apenas para os novos alunos. Os antigos também tiveram que lidar com muita coisa. Mesmo o mais calmo e tranquilo de todos, se viu diante de situações que despertaram nele a vontade de ser diferente, ou melhor, de fazer a diferença.

Quando Stella foi derrubada na frente de Hee-Kyung, o garoto percebeu que precisava fazer aquilo parar antes que aquilo piorasse. A menina não lhe contava tudo, mas ele via pelo olhar triste e acuado dela, como era cansativo e doloroso caminhar por aqueles corredores. A situação tinha mudado um pouco agora que ela fazia amizade com Sunny, mas ainda assim parecia um fardo. Não era à toa que ela pareceu muito feliz em falar com alguém do Canadá.

E Dong sabia que Stella não era a única a guardar coisas para si. Sua prima Hayoung também passava por muitas provações. Após o tenebroso jantar em familia, Hee-Kyung se oferecia como ombro amigo e companheiro para que a prima não se sentisse tão sozinha. Diferente dos outros, o garoto conhecia bem a essência de Hayoung e esperava poder extrair o melhor.

Porque senão...A justiça que estava por vir, também a pegaria. Afinal, ele prometeu aos amigos que não deixaria que laços sanguíneos - que eles não sabiam que não existia - fossem impedir que ele fosse justo.

No sábado, ele se encontrou com Stella para estudar e aproveitou um bom tempo com a amiga. Ela era muito mais leve e feliz longe da escola. Quase uma pintura que o inspirava a fazer o melhor. Já no domingo, em mais uma reunião de seu grupo, Dong teve uma conversa franca com o esquadrão e disse o que planejava: encontrar um caminho para acabar com o bullying na escola. Inicialmente, precisavam montar uma database dos alunos, mas também pensavam em buscar ajuda de meninas que passassem despercebidas pelos outros.

Algo que não seria difícil de encontrar.

Apesar da semana calma que teve no colégio, o foco dele ainda era aquela instituição. Dong amava o seu avô e sabia que ele prezava muito por aquele colégio. Diante de tudo o que tinham feito por ele, ao longo dos últimos onze anos, o mínimo que ele podia fazer era tentar realizar uma limpeza ou, pelo menos, buscar pelo bem. Era o modo que ele tinha de retribuir.

Se a semana foi bastante calma para Dong, o mesmo não podia ser dito para Hyemin. Os dias foram uma verdadeira montanha russa de emoções.

Logo de cara, ela precisou botar seu orgulho de lado e se desculpar com Kim Joo-Hyuk. Seu pai foi bastante específico em suas condições para que ela recuperasse o celular, cartões e evitasse o emprego: precisava fazer um vídeo se desculpando o menino. Para tal, ela teve o apoio de Hayoung.

A tarefa se mostrou um pouco mais árdua do que ela imaginava, porque...era complicado. Hyemin se sentiu pior, mesmo sendo desculpada e, naquele momento, decidiu que Kim estava enterrado para sempre! Que seria a última vez que choraria por ele, ainda que toda aquela conversa tenha brotado lembranças muito mais profundas do que ela imaginava. Naquele dia, Hayoung se provou uma verdadeira companheira e manteve a total discrição.

Passado esse evento, Hyemin pôde se focar na Ópera! Ela odiava Óperas, mas seria sua oportunidade de ouro de encontrar seu amado Mi-Woo. Os dois teriam camarotes próximos e ela precisava estar impecável. Eun-Na se prontificou a ajudá-la na escolha do look que, apesar de ousado, caiu como uma luva nela.

Já no evento em si, Hyemin continuou tendo aquelas oscilações - como ir do céu ao inferno em poucos segundos, ao invés de atos, como a Ópera indicava.

Mi-Woo se provou um perfeito cavalheiro e os elogios foram um bálsamo para seus ouvidos. Para ser ainda mais perfeito, ele usava uma gravata do mesmo tom que o vestido dela, quase como se fossem um casal oficial. Ao lado de sua unnie Sunyoung, a menina teve vários vislumbres do futuro - inclusive uma possível marca entre elas! O que Hyemin não compreendeu era o motivo dos Han compartilharem o mesmo camarote à convite do pai. A mãe de Sunyoung era lindissima, era verdade - e viúva e rica. Mas a associação não foi feita, porque ela tinha coisas mais importantes para se focar.

E fofocar.

Assim que o intervalo veio, Hyemin conseguiu a façanha de iniciar duas grandes fofocas: a primeira era bastante perigosa e envolvia o nome de Wang Myung-Hee. Segundo ela, o garoto era um traidor da família. Já a segunda, era uma resposta de raiva por MiSoo estar tão bela e plena naquele vestido feito sob medida: MiSoo namorava Jung-Mi!! E ela ainda estava prestes a piorar essa fofoca, afinal, Sunyoung disse que MiSoo pareceu se entender muito bem com seu irmão Minhyun, de modo que acreditava que um casal poderia surgir ali.

No meio de tantas fofocas, também houve espaço para uma cena esquisita. Enquanto buscava por seu amado Mi-Woo, ela o encontrou conversando de modo privado com a prima de MiSoo. Apesar de acreditar na fidelidade e boas intenções do noivo, suas fotos foram muito afetadas, pois não conseguiu sorrir de verdade.

No domingo, ela conseguiu deixar a Ópera de lado e teve o início de uma manhã gloriosa ao lado de seu pai. Com as pazes feitas, eles aproveitaram um dia de jogo de tênis e almoço japonês. Parecia até mesmo uma calmaria apenas uma grave tempestade.

E quem a trouxe foi Eun-Na.

Hyemin teve que passar por uma situação muito dificil: lidar com a dor irreparável de uma amiga e não saber o que fazer. Eun-Na tinha passado por algo muito grave e precisaram da presença de Yerin  -que tinha voltado de Hong Kong naquela noite. Mesmo que a situação não tenha machucado seu corpo, sua alma parecia mais enfraquecida.

Havia muita maldade nesse mundo.

E, às vezes, suas mãos estão atadas demais para combatê-lo. A única coisa que Hyemin poderia oferecer à Nana - e ela nem sabia o poder disso  -era o seu amor.

Outros dois que precisavam lidar com as consequências da Ópera foram MiSoo e Hyun-Hee.

MiSoo tinha passado por uma situação constrangedora durante a semana. Eun-Na - a mesma pessoa que agora se encontrava quebrada - tinha humilhado MiSoo publicamente. A aspirante a tenista se sentiu muito mal por ter envolvido seus amigos naquela briga e, como se não bastassem as provocações em sala, também tinha que lidar com sua mãe em casa e a confusão que andava seus relacionamentos.

Após pedir desculpas para Jung-Mi, MiSoo teve que lidar com o silêncio de Gyu-Sik e uma notícia perturbadora: o garoto estava namorando uma ex-aluna do colégio. Sem saber como lidar, MiSoo seguiu os conselhos sacanas de Bo-Mi e, com uma mensagem que misturava uma condição para que Gyu se redimisse e com a necessidade de evitar que o garoto se encontrasse com a namorada, a menina conseguiu que o garoto mudasse os planos para domingo.

Antes, contudo, houve a Ópera e, bom, a garota nunca tinha passado por aquilo antes.

Dentre todas as belas meninas - e mulheres-  que desfilavam pela área VIP, foi MiSoo quem mais brilhou. Recebeu mais elogios do que ao longo de sua vida. Claro que também causou confusão - porque não podia ter um objeto em mãos que atirava em alguem. No caso, ela atirou um objeto em Hyun-Hee - logo nele!. Como se não bastasse, precisou lidar com a fúria de sua mãe que disse palavras venenosas para a menina e a fez chorar mais do que a Ópera em si.

Pelo menos, MiSoo encontrou conforto em suas amigas depois. E também conheceu Sooyeon, a namorada de Gyu - um momento desconfortável que ela conseguiu sair até que bem. A confusão com Hyun também foi resolvida e ela se surpreendeu com o comportamento dele, principalmente o elogio.

O sábado só não foi melhor porque Eun-Bi a deixou preocupada com o sumiço, mas tudo pareceu bem no dia seguinte. Aliás, o domingo foi ótimo porque começou fora de casa! Com a halmoni, o ânimo era outro, a sensação era boa. Ainda que ela tenha tido um momento estranho com o espelho, ela se sentiu feliz.

Precisou, contudo, retornar para casa porque tinha combinado estudar com Gyu-Sik. Estudar foi a última coisa que fizeram, pois eles passaram a maior parte do tempo conversando. No meio de um elogio, MiSoo o abraçou de modo súbito, deixando os dois meio constrangidos. Pior do que isso, foi a chegada da mãe dela e as palavras cruéis que MiSoo ouviu. Para a surpresa da menina, Gyu-Sik a defendeu de novo e, no fim, ela ganhou um abraço de verdade.

Foi tão reconfortante, mas tão confuso!

A garota não sabia lidar com aquele carinho e toda aquela atenção. Mas alguma coisa tinha mudado entre os dois e eles estavam cada vez mais próximos de descobrir que era.

Já para Hyun-Hee, os dias vieram como uma espécie de redenção.

Seu retorno foi estranho, mas agora ele parecia ter encontrado os pontos a trabalhar. Hyun encontrou uma brecha para voltar a ter suas amizades de antes e ascender ao trono novamente. O custo disso acabou sendo a amizade da joaninha.

Para protegê-la das garras de Jong-In, Hyun-Hee passou a ignorá-la no colégio e isso não foi bem recebido por ela. O herdeiro Park estava ganhando seu espaço de novo, era incluído nas conversas, convidado para festas, mas não se sentia completo como antes. A Ópera serviu para afastá-lo de Chaeyoung - principalmente depois que ela se livrou do presente que ele havia dado.

No pós-Ópera, ele ainda foi até a festa de Jong-In. De modo ilegal, eles entraram num clube adulto e  ficaram na área VIP. Com muita música, alcool e drogas, os jovens convidados se divertiram como nunca...Pelo menos a maioria, pois Hyun foi uma das duas exceções.

O garoto sofreu um surto no meio da pista de dança, apanhou e teve uma overdose. Se não fosse pela chegada do Secretário Lee, talvez ele não tivesse acordado no hospital. Fato era que agora ele estava lidando com a ausência de Chaeyoung e a falsidade de Jong-In.

Sabia que tinha sido drogado e precisava tomar ainda mais cuidado com seus passos.

Era difícil identificar os amigos no meio de tantos inimigos.

Só sabia que Chaeyoung fazia falta.








[GINÁSIO]


Segunda-Feira - 8:20 A.M


A segunda semana tinha começado e trouxe consigo uma nova experiência: os tão esperados clubes. Se antes os alunos ainda estavam tentando se ajustar com a carga-horária e a quantidade de exercícios que tinham, agora eles sentiriam o verdadeiro peso de estar no Ensino Médio.

As responsabilidades aumentavam e os clubes não existiam como lazer. Era para melhorar o currículo, atrair olhares, aumentar a competitividade. Alguns alunos ainda trabalhavam depois enquanto outros tinham as próprias atividades pagas pelos pais - geralmente música, língua estrangeira, esporte e administração/contabilidade. Fato era que eles precisavam ser os melhores.

Isso podia pirar qualquer um.

Mas para pessoas que já estavam acostumadas à intensidade, talvez fosse melhor ocupar a mente com tanta coisa ao mesmo tempo. Evitava que eles parassem para pensar em outra coisas, com outras distrações.

A segunda-feira começava com os dois primeiros tempos ocupados com Educação Física. Era um horário horrível para o primeiro ano - logo de cara lidar com educação física, ficar suado, urgh! Por isso mesmo, eles podiam tomar banho nos vestiários, enfim. As turmas eram separadas nas duas quadras. Naquele primeiro mês, eles treinariam atletismo e ginástica - era uma espécie de circuito, mas que, apenas para variar, avivava a competitividade dos jovens.

Do lado dos meninos, Taemin e Jung-Mi foram os capitães dos times.

Jung-Mi: Ryu.
Taemin: Ji-Ran
Jung-Mi: Gyu
Taemin: ...Won-Bin
Jung-Mi: ...Jae-Ki
Taemin: Kang
Jung-Mi: Dong

Taemin deu uma risadinha nessa hora, cruzou os braços e continuou.

Taemin: Beom-Su.
Jung-Mi: Min-Ho.
Taemin: Hyo-Shin.
Jung-Mi: Ui-Jin

Só restavam Kim e Hyun-Hee. Taemin umedeceu os lábios.

Taemin: Joo-Hyuk.




Jung-Mi respirou fundo e apontou para o Hyun-Hee, olhando para baixo. Taemin já deu uma boa risada, mas logo o professor falou algo para desestabilizar ainda mais Jung.

- Tem um a mais no time do Jung-Mi e o Won-Bin não está 100%. Chama mais um pro seu time, Taemin. -  O professor disse.

- Ryu. - Disse sem pensar meia vez.

- Certo, time azul, Jung-Mi, Gyu-Sik, Jae-Ki, Hee-Kyung, Min-Ho, Ui-Jin e Hyun-Hee. Time amarelo, Taemin, Won-Bin, Ryu-Ji, Ji-Ran, Kang, Beom-Su, Hyo-Shin e Joo-Hyuk. O circuito é muito simples…

Mentira, era super cheio de obstáculos e cada um seria responsável por uma atividade. Quem completasse com os 8 membros primeiro - o grupo de Jung-Mi escolheria alguém para fazer 2 vezes, todos os 8 obstáculos - ganhava. Envolvia: passar por cones em ziquezague, abdominais, jump, step, passar por baixo de uma rede, escalar uma rede, se pendurar num macaquinho horizontal e atravessar; e uma corrida pela quadra.

- Começando por 10 voltas na quadra para aquecer. Vamos, vamos.

Cada um teria que fazer todas as atividades, pelo menos uma vez.

Já do lado das meninas, elas estavam jogando queimado, como aquecimento. MiSoo e Mi-Ran foram escolhidas para tirar o time e a garota começou escolhendo Yewon. Eun-Na tinha faltado naquele dia, então o grupo de MiSoo teria menos 1 menina.

(Professor Hyon Dae-Joong)


(Professora Seon Jin-Hee)




Twisted Evil


  • Considerem que a compra do uniforme, engloba: roupa de natação e roupa de educação física. É um short e uma camiseta.
  • Ursa, escolhe seu time, mas da seguinte forma:
    Hyemin ou Yerin
    Eun-Bi ou Bo-Mi
    Stella ou Sunny
    Ye-Ji ou Hayoung
    Ye-Sol ou Sejeong
  • Vocês chegaram e deixaram o material nos armários, não viram o que os outros trouxeram.
  • Relaxem que não vou ficar na educação física pra sempre, só achei que seria engraçado *anjo*

avatar
Dorama
Localização :
Coreia do Sul

Mensagens :
1215

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3

Mensagem por Hyun Hee em Qua Fev 07, 2018 11:53 am

A vida novamente sem moto era uma tristeza. Hyun Hee nem podia reclamar da ação do secretário, mas bem que piscou para ele ao informar que iria de carona com ele. Isso porque ficou dando argumentos pra lá de caras de pau dentro do veículo - estava testando a personalidade do homem e não podia negar que estava muito intrigado em descobrir um segredo que parecia existir ali em toda aquela servidão à família Hong.

Naquele dia, ele tinha voltado ao seu normal: anéis, correntes maquiagem, expressão fechada e confiante. Era quase outra pessoa se comparassem com o pacato jovem depressivo. Apesar de ter os cabelos escuros, ele andava com audácia e botões abertos na camisa.

Os dois primeiros períodos do dia eram educação física e ele queria mesmo gastar energia, mesmo nas condições em que estava. Fazia um tempo que estava apenas definhando em remédios e agora ele queria voltar à ativa (a ironia era que também estava tomando remédios: os analgésicos). Primeiro, porque tinha vontade de socar os amiguinhos de escola. Segundo porque… Bem, era mais a primeira parte mesmo.

O rapaz até se empolgou um pouco por fazerem atletismo naquele período, assim poderia chegar em seu mais novo clube, trocado após as zoações de sexta-feira, sem parecer um completo inútil.

Na quadra, ele não esperava ser escolhido, principalmente depois que ele mostrou faixas nas costelas ao trocar de roupa no vestiário, mas tinha vontade de voltar uns anos atrás no auge de seu físico para mostrar que ele não era um fracote. Ele observava o irmão, ouvindo os nomes ecoando ao longe. Uma ansiedade embolava no peito, mas ele a transmitia com um tipo de desafio no olhar para que o caçula o chamasse e um sorriso debochado para cada vez que ele o evitava. Não que estivesse pronto para encará-lo, mas naquele dia em especial ele estava motivado pelo ódio de estar machucado e por uma energia fora do comum.

Mesmo assim, era digno de ser deixado por último ao lado do nerdão de óculos? Ou pior: depois de todos aqueles moleques fora de forma? Isso era muito irritante. Quando Taemin o deixou para Jung Mi, ele instantaneamente o olhou e soltou uma gargalhada característica. Ah, claro. Obviamente isso ia acontecer. Estalou a língua e caminhou até o irmão, dando um tapinha camarada em seu ombro e sorrindo para ele, mesmo que ele olhasse para o chão.

- Por favor, cuide bem de seu hyung. - e piscou, passando por suas costas e se misturando ao grupo.

Respirou fundo e começou um aquecimento solo antes de começar a correr. Sua aura maníaca do dia queria impedi-lo de descansar e se recusava a ficar para trás. Ele se esforçaria mesmo com aquele probleminha. Afinal, se até o cara do gesso não estava dispensado, ele não seria o chorão no banco.

É, costelas, vocês vão ter que aguentar hoje. O que é um circuitinho para quem levou um chute? Talvez eu me ferre um pouquinho depois desses exercícios forçados, mas o que fazer sobre isso?

Aquele aquecimento servia também para entender o nível de dor. Mas se estava ligando para ela? Não. O corpo talvez não concordasse e fosse travar em algum momento.

Era totalmente improvável que ganhassem, visto o bando de pessoas que estava naquele grupo, mas o desafio o deixava ainda mais pilhado para fazer o percurso. Naquela breve corrida ele olhou os colegas de equipe e analisou quem aparentava um físico melhor. Nessa condição, Jung Mi e Jaeki pareciam os melhores entre eles. Jung Mi era mais forte, mas o seu colega de mesa para quem tinha emprestado uma borracha parecia bem ágil.

- Você. - falou mais alto, olhando para a tag de nome dele. - O “gênio indomável”. Você é muito rápido. Por que não representa a equipe e faz o circuito duas vezes? É nossa única chance. Diga ao meu irmão que você quer fazer. Ou melhor. JUNG MI-YA. Song Jaeki quer ser o que vai correr duas vezes.  - falava alto e sorria como se nunca tivessem brigado.


Última edição por Hyun Hee em Qua Fev 07, 2018 7:55 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Dorama
Localização :
Queria estar nos EUA

Data de nascimento :
04/11/2002

Mensagens :
149

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3

Mensagem por Convidado em Qua Fev 07, 2018 1:07 pm

MiSoo tinha acordado cheia de disposição! O domingo não tinha sido ruim. Na verdade, tirando a parte em que realmente não pôde fazer algum passeio e também o momento em
que a ommoni brigou com ela, o saldo era bem positivo. Depois deste desentendimento, resto do domingo tinha sido bastante agradável, por isso não tinha porque recordar da cena infeliz. Exceto se fosse para lembrar de como tinha sido resgatada e amparada das garras negligentes da mãe. A ajuda que recebeu dos gêmeos foi preciosa e no fim do dia MiSoo tinha conseguido evitar totalmente a vontade de vomitar.

Se a maioria dos dias pudessem ser um pouco como esse…

Mas já estavam na segunda e segunda é dia de aula, só que não uma aula qualquer. Educação física! Finalmente uma matéria na qual não tinha como MiSoo errar! Era meio esquisito ter a matéria como primeira de segunda feira, MiSoo já imaginava que deveria ter um pessoal da turma que mal teria acordado ainda. E no decorrer do ano só deveria piorar. Ela tinha consciência de que não era todo mundo que acordava cedo e bem disposto como ela. Mas MiSoo não era assim. Ela estava bem animada para a aula.

A manhã começava bem normal. MiSoo tomou seu café da manhã, iogurte e cereal e depois disso foi vestir o uniforme da escola e fez tranças no cabelo e as prendeu com pequenas presilhas de flor rosa e dourada.




Referências.

O clube de dança seria o primeiro da semana. A tenista precisava levar consigo tanto a roupa de educação física quanto a de dança para mais tarde. Toda a roupa deixava a mochila de borboletas quase estufada, mas tudo o que a garota precisava coube, felizmente.

MiSoo se despediu do pai, mas saiu sem falar com a mãe. Estava muito bom não terem se falado na noite anterior, preferia manter assim do que arriscar receber outro sermão.

Desta vez iria de carona só com os gêmeos. EunBi não estava com eles. Desta vez foi tagarelando o trajeto todo só com BoMi mesmo.

Quando chegaram à escola tinham ido direto se trocar e guardar seus materiais nos armários sem falar com ninguém. Nunca chegavam muito cedo mesmo pra poder fazer isso direito. Em seguida se dirigiam para a quadra menor, onde ficariam as meninas desta vez.

MiSoo tinha sido escolhida para montar seu time no jogo de queimada. Não gostava muito disso, pois nem sempre conseguia trazer suas duas amigas para seu time, mas quando se tratava de esportes era uma garota competitiva e não estava disposta a perder. Por isso mesmo sua primeira escolha só podia ser uma.

- EunBi-yah!

Para MiSoo, não poderia haver ninguém que fosse melhor que EunBi ali. Só que em resposta, o time adversário tinha lhe tomado BoMi. Mas por que se poderiam ter pego a Hyemin?? A garota não deixaria barato.

- Hyemin.

Tinham roubado um membro do grupo dela, por isso fez o mesmo. Não iria escolher Yerin para seu time.

Depois disso começou a ficar um pouco difícil. Ninguém ali parecia ser muito bom em esportes e não sabia muito das bolsistas também.

- Stella!

Não queria jogar bolas nela, então achou melhor colocá-la em seu time. Talvez até conseguisse evitar que as meninas implicantes do outro time mirasse com tudo nela também.

Em seguida MiSoo apontou para a bolsista que tinha esquecido o nome, mas com a qual também nunca tinha interagido. Não conhecia bem as bolsistas, mas achou que poderia ter pelo menos uma delas. A bolsista em questão era Sejeong. Parecia um pouquinho melhor como opção do que as outras garotas que tinha, sobrado.

- Ye-Ji.

Entre Ye-Ji e Hayoung realmente não sabia quem escolher. Nenhuma das duas parecia uma boa opção, mas já tinha tirado uma pessoa do time das cobrinhas, por isso mesmo acabou optando por Ye-Ji.

- Assa! Time pronto! - se dirigiu às integrantes do seu grupo com entusiasmo.
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3

Mensagem por HyeMin em Qua Fev 07, 2018 1:48 pm

A manhã de Hyemin começou atípica. Ela esqueceu de tirar a música de despertador, mas logo pulou em cima do celular para desligá-la, para que a amiga pudesse dormir - o que foi sem sucesso.  Deu um sorriso sem graça e disse que traria café na cama para ela. Após a higiene básica e deixar o rosto absorvendo os cremes, ela se adiantou para o desjejum, um pouco ansiosa e preocupada, pois queria evitar encontrar o pai por ali, já que nem tinha conseguido encará-lo direito ao voltarem do hospital. Foi breve e pediu que a governanta ficasse à disposição de Nana, levando uma bandeja cheia de itens para a menina comer no quarto.

A cor do dia tinha motivação triste e a menina se arrumou com nenhum entusiasmo. Prendeu uma mecha de cabelos em um clipe de lacinho preto e passou uma maquiagem bastante sóbria, levemente rosada.

Deixou separados em cima da bancada do banheiro os corretivos principais que poderiam ajudar Nana, avisou a amiga que o quarto era dela e terminou com os acessórios de sempre, complementando com um sapato de saltinho com lacinhos pretos. A bolsa que levava tudo isso era um rostinho de gato preto.



(referências)

Naquele dia era necessário levar uma malinha esportiva, com outro par de tênis e uniforme. É claro que ela tinha personalizado o uniforme um pouquinho, costurado a camiseta com jeito de babylook em vez de ficar larga, mas era um detalhe.

O encontro sempre tão alegre das amigas foi um pouco silencioso e Hyemin estava um pouco calada e constrangida, mas forçando sorrisos e tentando parecer normal, seguindo o fluxo de Yerin na tentativa de guardar segredos. Quando colocou os olhos em Yewon, prometeu falar sobre Jung Mi no intervalo e até gostou do fato de que ela tinha algo para se preocupar.





Logo prendeu os cabelos em um rabo de cavalo com um elástico de cabelo também de laço negro, e calçou seus Adidas pretos com estampas de rosas. Ela não desgostava de educação física. Não curtia suar. Mas aquela escola tinha toda a estrutura para não se sentir mal depois. Achava bom terem uma atividade para se distrair e a mente avoada dela logo comprou o jogo de queimada. O unico problema era: formar times?!

Pelo menos as capitãs eram Mi-Ran, de quem torcia ficar no time, e Misoo, que não fazia com que ela tivesse tanto ciúme agora que tinha voltado a se parecer toda moleca. Na verdade, qualquer uma das duas podia ser um time vencedor e a menina já imaginava que ótimo seria jogar ao lado de Yerin, pois ela a defenderia de todas as boladas como uma fiel escudeira e...

- Wae?! - choramingou ao ver sua amiga indo para o outro time - Riiiinn - fez beicinho e esticou as mãos de forma dramática, lamentando a separação.

Aish. Por que tinham separado elas?! Quando viu Stella em seu time, ficou preocupada, mas era muuuuuuuito alivio ter a passarinha do outro lado. Ela só conseguia rir sozinha lembrando do clipe de Russian Roulette e desejando ser um polvo rosa para metralhar bolas em Sunny. Agora definitivamente não podiam perder… Hayoung não. Hayoung não… Hayoung…

- Waaaaa. Ótima escolha, líder!!!! - Hyemin pulou na frente da menina e quase a abraçou, muito empolgada pelo fato daquele encosto não ficar em seu time.

Por outro lado, agora tinha amigas demais do outro lado. Mordeu o lábio preocupada e choramingou, sentindo-se um pouco excluída, então tentou se aproximar da bailarina e sua amiga, de forma amistosa. Tinha muitissimo interesse em ganhar.

- Ahnn… Sua perna está melhor, Eunbi-shi?! - sorriu, simpática, mas queria que a menina estivesse em plenas condições

- Vamos trabalhar duro. Fighting!
Ela queria muito repetir a quadra, mas ativamente, de forma “legal” e sem ovos ou peixes fedidos



Última edição por HyeMin em Qua Fev 07, 2018 7:10 pm, editado 6 vez(es)
avatar
Dorama
Localização :
Terra do Marshmallow

Data de nascimento :
17/03/2002

Mensagens :
181

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3

Mensagem por Jae-ki em Qua Fev 07, 2018 2:02 pm

Para Jae-ki o fim de semana havia sido muito doido e também causador de novas preocupações. Tinha que se preocupar com a confiança da gangue, que ele mesmo tinha abalado. Mas o que mais o inquietava era Eun-bi. Como uma garota podia o tirar tanto do sério? O que foi uma noite perfeita no sábado, tinha se tornado motivo para o surgimento de novas dúvidas. Dava muito valor ao que seu hyung falava, era como se fosse mesmo um irmão mais velho. Por isso quando Jong-Suk tinha falando aquelas coisas, sua mente estava borbulhando de diversas possibilidades, algumas eram bem ruins. Odiava estar apaixonado e ao mesmo tempo gostava disso. Nada mais fazia sentido em sua cabeça... Não queria admitir, mas no sábado tinha se sentido realmente feliz perto de Eun-bi. As palavras de sua irmã também ficaram gravadas, e isso só reforçava ainda mais o seu objetivo. Soo-ji merecia todos os seus esforços, embora ela quisesse só que ele fosse feliz.

Todas essas dúvidas só fizeram Jae-ki entrar na segunda feira de um jeito mais prevenido, suas defesas estavam em alta e o coração preparado para enfrentar qualquer coisa, ao menos era o que achava. Estava decidido a enfrentar Wangjo sem mudar quem era, mas sem brigar. Encontraria um jeito de fazer isso e assim que cruzou os portões nessa manhã prometeu a si mesmo que não machucaria ninguém por mais que fosse provocado. Porque era um preço pequeno a se pagar pela felicidade da irmã. Só que não estava disposto a fazer uma carinha de sofrimento ou ficar calado. Desde que não quebrasse as regras, ninguém podia suspendê-lo por se defender verbalmente, podia?

Nessa manhã não tinha riscado os olhos de preto,porque queria economizar, o lápis estava quase acabando. Tinha ganhado um abraço da irmã que lhe dava força para aguentar o dia. Estava ansioso também para ver como Eun-bi reagiria. Ainda havia o começo dos clubes, Jae estava receoso com os clubes de dança e mecânica, não sabia se aguentaria tanta coisa, só mesmo o de artes parecia ser o mais divertido e tranquilo. Jae-ki não achou tão ruim começar o dia por educação física, isso ajudaria a tirar a preguiça. Mas apesar de gostar de atividades físicas, era meio chato quando tinha que ser obrigado a isso, gostava mais de lutar e não de ter que obedecer um professor chato no meio de vários alunos que o olhavam feio. Além disso, matemática ainda era sua matéria favorita.

Entretanto Jae-ki não esperava que as coisas fossem piorar. Já tinha chegado ao vestiário irritado só por ver a cara do Taemin. Ao menos estava com os amigos não é? Era o que pensava até a divisão dos times. Assim que Taemin disse o nome de Won Bin, Jae-ki arregalou os olhos espantado por perder o amigo. "Ele fez de propósito! Isekya desgraçado! " Logo pensava que talvez Taemin o fosse escolher só pra que ele o obedecesse como capitão, mas Jung-Mi o escolheu primeiro. Parecia menos pior, mas voltou a ficar irado ao ver Kang ir para outro time. Além disso, dando uma olhada no resultado, seu time parecia em grande desvantagem. Embora a risada do Taemin não fosse para ele no final, Jae-ki se irou como se fosse para ele! Não podia perder para esse cara! O professor ainda foi injusto e colocou mais um para o time do Taemin. As aulas tinham que ter começado já tão ruim ? Jae-ki encarou Taemin com o olhar semelhante a um touro enfurecido, não ligava de encarar as pessoas e fazia isso mais instintivamente do que de propósito. Suas mãos se fechavam como se fossem dar um soco em alguém. Depois olhou para o lado da quadra onde estavam as garotas e se sentiu um pouco aliviado por pelo menos Eun-bi não ter que ficar perto do saekki agora.


Jae-ki achava que seu time não aguentaria esse circuito, tinha até um "gordo" no seu time! Lançou um olhar para Kang e Won antes de começar as voltas na quadra. Sua mente explodia de raiva tentando achar uma maneira de vencer o time adversário. Achava que Kang e Won Bin entenderiam se perdessem. Só não podiam perder para o Taemin, esse perseguidor de mulheres! Jae estava com o semblante visivelmente irritado, bufava e suspirava várias vezes. Mas o que o tirou do transe de seus pensamentos destrutivos e raivosos foi Hyun, o garoto que sentava do seu lado.

- Mwo?

Jae manteve suas defesas altas enquanto escutava o que ele tinha a dizer, mas logo notou que faziam muito sentido. Parece que não era só ele que queria ganhar essa disputa. Porém antes que pudesse responder, o ex-ruivo gritou para o capitão deles falando como se Jae já tivesse aceitado. "O que deu nesse ttorayi? *(sem noção)"

- Ya, você nem me esperou responder! Aishh... Eu já ia aceitar! Não tô jogando para perder. - Suspirou zangando mais um vez, porém sorriu em seguida, de um jeito quase psicopata e cheio de ódio, queria muito vencer.

Assim que terminaram o aquecimento e o time se reuniu, Jae-ki foi logo falando impaciente, primeiro para Jung-mi, seu olhar parecia estar pegando fogo:


- Hyun tá certo, deixa que eu faço a parte dos circuitos duas vezes! Eu aguento! Eu pratico algumas coisas fora da escola. É sério! Vou fazer isso como se minha vida dependesse disso!  

Lançou um olhar ao time e isso logo o deixou mais aflito, tinha o cara de óculos e o gordinho. Jae-ki ignorou o fato de que não conhecia ninguém ali, não tinha amigos no time, mas não importava agora, eles tinham que vencer de qualquer forma. Por isso logo saiu falando como se nem fossem completos estranhos e na maior cara de pau:

- Caras, diz que vocês são bons nisso... Se não forem, finjam que são! É sério, a gente tem que ganhar essa! Não podemos perder para aquele cara! Vocês viram como ele riu? Aishh... Eu não sei como fazem aqui, mas hoje corram como se suas vidas dependessem disso! Não podemos perder!! É muito sério! Podem deixar a parte difícil comigo, façam o máximo que puderem, corram como desesperados, ignorem a dor se tiverem... Vocês querem vencer também não querem? Qual é, ninguém quer ser um perdedor fracassado aqui! Vocês não querem poder olhar para aqueles caras se sentindo vencedores? Vamos provar pra eles que não somos fracassados! Então tá combinado, não tem essa de perder... Vamos ganhar hoje, fechou né? Fechou capitão?   

Jae-ki parecia mesmo desesperado e levava isso muito sério. Lançou um olhar para Jung-mi que era o capitão esperando que ele concordasse em fazer o melhor e torcendo para que ele fosse muito competitivo. Também dividiu seu olhar com o Hyun esperando ter apoio. Era estranho estar num time em que não conhecia ninguém, ainda mais sendo o bolsista. Não dava para saber se iam na dele ou se iam ficar com raiva dele.

avatar
Dorama
Localização :
Songpa- gu

Data de nascimento :
07/05/2004

Mensagens :
231

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3

Mensagem por Kim Sun-Hee em Qua Fev 07, 2018 2:54 pm

Às vezes, alguns olhares encaravam Sunny que sequer parecia percebê-los de tão concentrada na tela do celular. Geralmente, ainda mais por conta do horário, as pessoas tiravam esses minutinhos dentro do ônibus para dormir ou apenas descansar um pouco a vista antes de chegarem aos objetivos do dia. Entretanto, pelo menos para aqueles que estavam mais próximos dela, mostrava-se uma tarefa complicada já que a jovem não parava de abafar os risos com a mão livre enquanto assistia de novo os vídeos da noite passada. Quando colocava os fones de ouvido... o mundo, de repente, pufff. Desaparecia.

Não tinha como calcular o quão maravilhoso e perfeito foi o domingo, apesar da titia prolongar o bico zangado por causa da pequena escapulida.

Mas... sem arrependimentos, certo?

Certo!

Continuava naquela aura de alegria e encantamento contagiantes... como se nada tivesse a capacidade de tirá-la das nuvens. Era o início de uma nova semana, ou seja... uma chance de recomeço também. Havia sim desconfianças em relação a inércia de ataques, mas... talvez... depois da chamada do diretor, as meninas tenham entendido a situação inédita, ou algo perto disso. Não significava que parariam de olhar os bolsistas com narizes empinados e caras de nojo, porém se não usassem mais de violência para intimidá-los... Já era o suficiente. Sunny poderia conviver com a raiva e ranço porque, no fim, a opinião dessas pessoas não carregava qualquer nível de importância.

Outra risada ecoou no transporte e, agora, o menino que estava sentado ao seu lado a fitou de modo irritado conforme fechava o livro bruscamente. Mas, a expressão animada de Sunny ao se desculpar pelo barulho o constrangeu, fazendo com que se limitasse em balançar a mão num ‘tá bom, tá bom’.

Ela estava feliz, feliz, feliz!!!

O riso diminuiu de intensidade até pairar num sorriso meigo. Naquele instante, ela observava uma foto das cerejeiras, claramente tirada por uma amadora: ela própria. Todavia, as lembranças impressas nas delicadas flores “neutralizavam” as imperfeições da imagem meio desfocada.

Então, sentindo os olhos pesarem devido ao pouco tempo de descanso, Sun-Hee colocou na sua playlist favorita e deixou as músicas fluírem.

Nesse intervalo até o colégio, a mente de Sunny começou a revirar determinados aspectos e algumas coisas acabaram se destacando, como os rostos do casal vistos na revista online. Aquilo insistia em perturbá-la, pois a sensação de “já te vi em algum lugar” era extremamente chata... e estranha. Afinal, não existiam remotas chances de ter cruzado o caminho com os dois desconhecidos membros da elite coreana.

[...]

A primeira aula do dia era educação física, para a profunda tristeza de Sunny. Não gostava de exercícios que pediam por coordenação entre pernas e braços, além de velocidade, agilidade... coisas com as quais não foi abençoada. Na verdade, por anos, tratava-se da oportunidade perfeita das meninas a usarem como alvo... Suas experiências no queimado se resumiam em correr de um lado para o outro ou na sua vez de tacar, não simplesmente DAR a bola de presente para a adversária contra-atacar. Enfim... detestava. Mas, não tinha escolha, né? Era só ficar quietinha e esperar aquela tortura terminar logo. Até porque, precisava reunir forças para o restante da semana. A rotina, de fato, começava hoje com os clubes.

Assim que chegou no colégio, ela procurou Stella e choramingou com a amiga, da entrada até o vestiário feminino, resmungando sobre a falta de jeito e etc.

Desanimadamente trocou o uniforme pelo short e a camiseta, e por excessiva precaução, deu um nó reforçado nos cadarços do tênis branco. O cabelo estava preso num rabo de cavalo “trançado”, já que dessa maneira impediria que as mechas lisas escapassem do elástico e ficassem atrapalhando a visão do jogo. E nada de brincos e pulseiras. Só a prejudicariam mais.


Quando terminaram de se preparar, as duas seguiram juntas para a quadra. Sunny evitou encarar as garotas... Conversava assuntos banais com Stella – Olha, Eun! – de repente, apontou na direção da outra quadra – Os meninos, haha... Preferia assisti-los do que brincar – ela cruzou os braços, chateada. No entanto, os rapazes do seu “grupinho” não foram os únicos que Sunny discretamente bisbilhotou... Também avistou Jung-Mi... Porém, antes do rosto ficar vermelho e quente, ela voltou a atenção para Stella.

Logo a professora reunia todas e separava as capitães dos times.

Sunny só tinha dois pedidos:

1 – Ficar na mesma equipe de Stella;
2 – NÃO ficar na mesma equipe da Gremlin Nojentinha.


E estava de ótimo tamanho!

No final, o resultado foi meio a meio.

- Ahhh, Stella... – mostrou beicinho e apenas observou a amiga se afastar – Poxa...

Não possuía intimidade com ninguém do seu time, então preferiu permanecer próxima das meninas que não participaram da brincadeira maldosa. No caso, bem longe daquela Bruxa e da prima de Dong.

Estava planejando não fazer feio.

Não, não ia!

Cara, ela aguentava passear com CINCO CÃES! Fácil... Só precisava aproveitar suas vantagens particulares, e pronto! Tudo no esquema! Mas existia um probleminha:

Descobrir quais eram elas, as tais """""vantagens""""".
avatar
Dorama
Localização :
Seul

Data de nascimento :
20/04/2002

Mensagens :
157

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3

Mensagem por The Crown RPG em Qua Fev 07, 2018 8:25 pm

[MENINAS]


Segunda-feira era um dia temido pela maioria das pessoas - era o primeiro dia da semana, que carregava todo o estigma por ser o destruidor do fim de semana. As pessoas acordavam cansadas porque sentiam que não tinham descansado o suficiente e se arrastavam por boas horas até conseguir ganhar o pique. Pelo menos era o que acontecia com a população média.

Os alunos do 1º ano não podiam se dar ao luxo. Além de já terem que lidar com uma escola exigente, nos dois primeiros tempos de segunda-feira, eles se deparavam com a aula de educação física.

Aquela disciplina era uma que nunca passava batido ou de modo indiferente: amada por muitos, detestada por outros, ela sempre levantava muita discussão se era mesmo necessária. Porém, no fim das contas, todos estavam lá, completamente entregues à atividade - era impossível não ser inundado pela adrenalina ou o espírito de competitividade uma vez que a bola entrava em jogo ou a professora apitava.

Os alunos se aglomeraram nas duas quadras e havia alguns grupinhos bem distintos ali.

Hyemin, Yerin, Yewon e Hayoung ocupavam um espaço à direita. A líder estava com os braços cruzados e a expressão mais séria do que o normal. Por motivos que apenas a herdeira Seo conhecia, a mente da Rainha do Gelo estava muito distante e seu corpo parecia prestes a explodir. Queria muito que aquelas horas voassem para chegar no intervalo e resolver certas pendências.

Todas as quatro usavam preto em seus acessórios. Hyemin estava com uma meia ¾ preta, tênis preto e o cabelo preso num rabo de cavalo, cujo elástico também seguia a mesma cor. Hayoung e Yewon também seguiam o mesmo padrão delas, mas os principais elementos escuros que elas tinham eram: mochila, estojo e capinha do celular, mesmo.

Uma coisa curiosa era que Mi-Ran, uma das membros honorárias do grupo, não tinha sido avisada da cor e, apesar de próxima do quarteto, parecia um pouco excluída, como se não fosse bem-vinda.

Já numa vibe completamente diferente, MiSoo, Bo-Mi e Eun-Bi estavam se mexendo. O trio com certeza era o mais esportivo dali. MiSoo amava se exercitar e as amigas também eram bem agitadas. O que Eun-Bi não tinha paciência para as aulas, ela descontava completamente nas aulas de educação física - seu físico era muito bom, ela era forte e rápida na medida certa para uma menina. Aceitava todos os esportes e competia como se a vida dependesse disso. Bo-Mi não era boa em todos os esportes, mas também compartilhava daquele gosto pelo momento, pela brincadeira. Levava bem mais de boa todo aquele evento, mas também gostava de ganhar.

Stella e Sunny não pareciam muito animadas com isso. Stella não tinha coordenação nos braços e pernas - o que era boa no videogame, era péssima correndo e afins. Perto delas, outras duas duplinhas também estavam ali no meio termo entre gostar ou não. Nayeon e a bolsista Sejeong conversavam baixinho enquanto Ye-Ji ficava enchendo suas bochechas que já eram naturalmente grandes. Ye-Sol fazia uma expressão de incômodo.

Sunny se distraía enquanto as capitãs eram escolhidas e apontava os meninos para Stella. A amiga olhou na direção deles, sorrindo também.

- Será que teremos que fazer o circuito depois? - Fez uma expressão preocupada. - Eu odeio queimado. - Admitiu, falando baixinho e revirando os olhos. - Certeza que vão mirar em mim.

Cruzou os braços, suspirando.

Quando MiSoo foi escolhida junto de Mi-Ran, Eun-Bi logo bateu palmas e falou.

- Bora, Misoo-yah! Fightning!

E então Mi-Ran começava escolhendo Yewon. MiSoo escolhia Eun-Bi. A garota ia saltitando, mexendo o rabo de cavalo e bateu na bunda da amiga antes de baterem as mãos no código delas.

- Easyu peasyu - Falou em inglês com sotaque e começou a dancinha da vitória ao lado dela. Mas quando Mi-Ran chamou, Bo-Mi, ela fez uma cara feia. - Ridicula, chama tuas amigas! Tá com medinho?

- Choi Eun-Bi…Olha o respeito. - A professora chamou a atenção.

Mi-Ran revirou os olhos dela e Eun-Bin deu de ombros, olhando as outras meninas. Hyemin foi a segunda adição do time.

- Boa! Vem, Minmin - Bateu as mãos nas dela também, mas não bateu na bunda por falta de intimidade. - Tô ótima e você? Ta bem?

Bo-Mi fazia um beicinho e virou um pouco a cabeça na direção dos meninos - nem foi discreta, porque parecia a menina do exorcista, virando a cabeça na direção de lá. Tinha perdido um pouco do interesse naquele time, ainda mais agora que ficaria contra as amigas - e sabia como Eun-Bi era insuportável como adversária.




Yerin viu Hyemin sendo chamada para o time de MiSoo e lançou um olhar mortal para Mi-Ran quando viu que ela foi capaz de separá-las. Fez uma cara de nojo e caminhou até ela com os passos contatos. Era muito ruim competir com a melhor amiga, mas todos ali tinham aquela gana por vencer, então...Não poderiam se poupar completamente. Diferente de Bo-Mi, continuou olhando para as divisões.

No fim, os times foram divididos da seguinte forma.

- Time Vermelho é o tima da Mi-Ran. Coloquem os coletes - os coletes novos e cheirosos foram distribuídos para Sunny, Hayoung, Yerin, Ye-Sol, Yewon, Bo-Mi e Mi-Ran. - O Time Verde é o da MiSoo. - E o mesmo foi entregue para MiSoo, Hyemin, Stella, Nayeon, Eun-Bi, Ye-Ji e Sejeong.

Yerin olhou para Sunny com desdém por um tempo, mas esperava que a garota não fosse um estorvo. Tirando MiSoo, Hyemin e Eun-Bi, o outro time era fácil de lidar, o time das excluídas. Deu para ver as intenções de MiSoo de proteger as meninas.

- Funny. - Resmungou.

No par ou ímpar, MiSoo ganhou e escolheu a bola enquanto Mi-Ran escolheu o lado. As regras do queimado eram muito simples.

- Se você não segurar a bola ou passar de raspão, você foi queimada e vai para o outro. As queimadas ficam nessa linha atrás e até aqui na lateral. Uma vez queimada, você pode passar para o time ou tacar em alguém. Vence o time que queimar todas do time adversário. Certo?

- Siim… - Responderam quase animadas.

- Ótimo. Comecem! - Assoprou o apito.




A primeira troca de MiSoo não foi das melhores. Ela queria um efeito melhor, mas acabou errando na dose e Mi-Ran não teve problemas em pegar. As meninas se mexiam - ou pelo menos as mais espertas faziam isso - e Stella era uma delas apenas porque sabia que geralmente era o alvo.

Como havia previsto, Mi-Ran fez um lançamento forte contra ela e Stella conseguiu desviar quase que como no filme matrix, jogando o corpo para trás enquanto a bola batia no fim da quadra e voltava. Fez um barulho forte quando bateu na grade e Mi-Ran carregava um sorriso desafiador e cretino, como se dissesse que era uma pena aquela bolada não ter acertado a cabeça de Stella.




- Boa, boa! Calma, Seok-shi… - Eun-Bi tentou acalmar.




Mas Stella não pediu muito bem e quis tacar na sonsa da Hayoung. Hayoung segurou a bola com as duas mãos e fez aquela carinha terrível. Foi então que tudo deu errado, porque a prima de Dong devolveu com muita força e a bola bateu com tudo no ombro de Stella. A garota sentiu, levando a mão na região e sentindo os dedos dormentes. Estava queimada, mas MiSoo, tentou agir como uma líder e capitã, pegando a bola - assim salvaria Stella. Porém, a bola estava com efeito e escapou da mão dela também.

MiSoo estava queimada.

Primeira troca:
Mi Soo efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
4

Mi-Ran: pega ou toma bolada?

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
8

Mi-Ran acerta Stella?

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
9

Stella foge?

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
10

Stella acerta Hayoung?

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
3

Hayoung defende?

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
9

Hayoung acerta Stella?

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
9

Stella foge?

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
1

MiSoo defendendo a Stella! (E falhando!)

Mi Soo efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
4

- YAAAAAA!! - Yewon e Mi-Ran faziam escandalo do outro lado.

- Aish! Joga de volta, MiSoo-Ya! - Eun-Bi aconselhou.

Porém, quando MiSoo passou por Yerin, ela ouviu uma risada tão debochada da Rainha que ela não pensou muito em quem atirar. Dessa vez, MiSoo acertou com mais força, mas Yerin estava esperta no lance e segurou. A Rainha deu uma piscadinha e virou-se, acertando, de surpresa, a primeira pessoa que estivesse ali. Não era muito boa com esportes, mas era forte.




Para sua surpresa, a bola bateu nas mãos espalmadas de Hyemin. Yerin arregalou os olhos na mesma hora, se sentindo super culpada. Yewon escondeu o riso junto de Mi-Ran enquanto Hayoung fazia beicinho. Até esse momento, Sunny era “protegida” por Bo-Mi que ficava em sua cobertura e Ye-Sol só andava de um lado para o outro.

Traição do Mozão:
Bola na Yerin.

Mi Soo efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
7

Yerin defende ou toma bolada?

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
8

Yerin ataca Hyemin, sem querer

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
8

Hyemin apunhalada pela melhor amiga? çç

HyeMin efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
5

- Meu!! Joga de volta!!!! - Eun-Bi começava a se aborrecer.

Novamente, ela foi ignorada. Assim que Hyemin colocou os olhos em Sunny, aquela carinha dela despertou o seu pior lado. Como ela podia andar tão tranquila, tendo tomado tantas coisas que lhe pertencia? Será que era boa no esporte também? Foi então que se iniciou…


A Primeira Guerra Queimada WangJo Daehag.



This is...WANGJO:


Hyemin tenta pelo menos tirar uma orelha da Sunny ja que perdeu Sad
HyeMin efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
9

Estou ferrada, dadinhos, ou Jesus me empurrou???

Kim Sun-Hee efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
8

DADOS, CONFIO EM VCS!
Não me decepcioneeeeeeeeeeeeeeeeeeem!

Kim Sun-Hee efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
7

Boladaaaaaa na Hyemin: sim ou com certeza?????

Hyemin consegue sobreviver com algum orgulho?
HyeMin efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
4

Hyemin consegue rebater sua algoz com lagrimas de odio nos olhos?
HyeMin efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
4

Sunny consegue segurar a bola com um sorriso que vai de orelha a orelha???

Kim Sun-Hee efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
8

Sunny VAI acertar as pernas da Hyemin??? Vai, né?????

Kim Sun-Hee efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
5

Ainda bem que vim de meia longa pra esconder os hematomas

HyeMin efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
8

Luta na lama. ultima tentativa de eliminar a Sunny
HyeMin efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
1

VINGANÇA DIVINA, EU ESCOLHO VOCÊÊÊÊÊÊÊÊÊ!
PEGOOOOOOO!

Kim Sun-Hee efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
4


A bola cheia de efeito, bateu em Sunny, que não conseguiu fugir à tempo e Bo-Mi também não conseguiu cobrir. As meninas do time verde comemoraram com o retorno de Hyemin...por menos de 1 segundo.

Sunny mal chegou na linha e tacou a bola em Hyemin. Hyemin ainda sorria voltando como uma deusa vingada quando recebeu a bolada.

- ?!!?!? - Foi a cara das meninas.






Foi a vez de Sunny voltar triunfante e Hyemin não ouviu mais nada. Chegou ao lado de MiSoo e tacou a bola em Sunny de novo. Porém, Sunny defendeu de modo triunfante. O problema foi que ela estava tão confiante e com tanto ódio de Hye que tacou nela de novo…

Nas pernas.

Mas Hyemin já tava queimada!

- O QUE VOCÊ TÁ FAZENDO?!?! - Yewon perguntou aborrecida.

- Qual é o seu problema, garota?! - Yerin disse num tom agressivo.

Bo-Mi se encolheu. Stella acabou rindo do outro lado - mais pela bolada do que pelo erro da amiga. Eun-Bi escondeu o rosto com as duas mãos. Hyemin ficou tão atordoada com aquilo que quando pôde acertar, também errou. E Sunny, dessa vez acertava na direção certa...E QUASE fez mais uma vítima.








Voltando ao normal:
* Ajeita o cabelo e beijin no ombro *
Jogo na Nayeon (?) e... acerto?

Kim Sun-Hee efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
2

Nayeon, desvia?

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
2

- ABAIXA!! - Eun-Bi gritou e o grito foi o que assustou Nayeon para que ela não acabasse indo de encontro à bola. - ISSO! GRAÇAS A DEUS! JOGA PRA MISOOO!! PRA MISOOO




Apontava extremamente irritada e a menina começou a se tremer toda. A professora já trincava os dentes no apito, tentando conter as gargalhadas. Nayeon foi caminhando toda sem jeito até a linha e fez um esforço hercúleo para que a bola chegasse do outro lado. MiSoo pegou com facilidade e não pensou duas vezes.

O retorno de MiSoo:
Bola vai pra Hayoung!

Mi Soo efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
6

Hayoung segura?

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
2

PAAAF

A bola bateu nas coxas de Hayoung. A garota fez uma manha e foi mancando com charme na direção do queimado. MiSoo estava livre e Eun-Bi já saltava no ar, agarrando a amiga quando ela chegou.

PAFFF!!

Aqui é CANADÁ:
Hayoung acerta Stella?

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
7

Stella defende?

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
9

A bola voou de novo enquanto elas comemoravam, mas dessa vez, o impacto encontrou fim nas mãos de Stella. Nem a menina acreditava que tinha conseguido pegar tantas bolas numa partida. Com as mãos meio trêmulas, ela tacou na direção de Yewon. Se arrependeu no instante seguinte, porque Yewon pegou com muita velocidade.

Na mesma hora, a bola voltou para Stella. Parecia que para cada vez que ela segurasse a bola, ela seria acertada em algum ponto dolorido. Yewon parece ter decorado o lugar que a bola de Hayoung a acertada há alguns instantes. Stella gemeu de dor, levando a mão até o ombro, mas pegou a bola mesmo assim e, com a dor, veio a força para acertar Ye-Sol.

Erros de calculo:
Stella acerta Yewon?

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
2

Yewon acerta Stella?

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
5

Stella defende?

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
1

Stella acerta Ye-Sol?

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
6

Ye-Sol desvia?

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
4

Ye-Sol acerta Eun-Bi?

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
5

A menina não conseguiu defender. Stella mal foi para o queimado e pôde voltar para seu lado. Ye-Sol, sem mirar direito, acabou jogando na direção de Eun-Bi.

- NÃÃÃÃO!!!! - Mi-Ran e Yewon se desesperaram. - SUA ANTAAAAA SAPAAAAAAA

A professora apitou para as duas. Eun-Bi sentia o poder em mãos e quicou a bola uma, duas vezes até.

CORRE, NEGADA:
Eun-Bi: minimo 5, pega a bola.

Eun-Bi acerta Yerin?

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
10

Yerin morreu?

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
4

Yerin acerta Eun-Bi? (é o ódio cego)

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
3

Eun-Bi, minimo 5, pega de boa

Eun-Bi acerta Sunny?

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
4

Sunny consegue se esquivar da The Monia?

Kim Sun-Hee efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
4

Poxa vidaaaaa!
Hyemin, vem cá e traz minha sorte de voooolta T_T

Sunny acerta Sejeong?

Kim Sun-Hee efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
3

Sejeong segura?

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados  (d10.) :
9

VRUUUUM

PAFF.






Yerin só teve tempo de virar a cara e erguer as mãos. Todas ficaram em silêncio enquanto a bola quicava algumas vezes no chão. Yerin olhou para a mão vermelha e Eun-Bi a encarava de modo desafiador. A Rainha a encarou de novo, franzindo as sobrancelhas e pegou a bola. Parecia que a vingança era certa, mas a mão estava doendo e ela errou o peso. Eun-Bi fez até um drama para pegar a bola. E, ainda por cima, tirou onda, porque ela girou o corpo e antes de cair feito pivô de handball, tacou a bola nas pernas de Sunny. Sunny foi surpreendida, mas por pouco não escapou.

Eun-Bi levantou-se na mesma hora e pulou nos braços de MiSoo.

- CAMPA MAIS A SEOK-SHI, CAMPA MAIS! Quero ver jogar em mim, suas…

- CHOI EUN-BI - A Professora chamou a atenção.

Eun-Bi ergueu as mãos, pedindo desculpas, mas logo cutucou MiSoo para acompanhá-la na dancinha enquanto ela cantarolava.




“Somebody stop me, I'm boutta pop off. Too busy, you know my body ain't enough” - enquanto fazia esse passo de MIC Drop.

Enquanto ria e perturbava as outras, Sunny errava a bolada em Sejeong, que pegou com bastante tranquilidade e jogava para Hyemin ao invés de atirar em alguém.



(Yewon puta)


Última edição por The Crown RPG em Qua Fev 07, 2018 8:57 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Dorama
Localização :
Coreia do Sul

Mensagens :
1215

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3

Mensagem por Won-Bin em Qua Fev 07, 2018 8:55 pm

Aquele breve momento de conversa tinha iluminado o resto daquele dia turbulento mas quando a conversa parou de fluir já não havia mais a distração.
Won tinha de encarar o que havia feito e decidido e como queria agir de forma diferente: entendia que tinha de ser homem e não fugir das consequências.

Mas mesmo assim o silêncio de seu pai doía tanto quanto aquele golpe. Won fechou o punho e imaginou a estrada a frente.

”O novo Won...eu não posso voltar atrás. Vou dar um jeito”

Passou algum tempo dividido entre um pouco de estudo, música e talvez escrever um pouco no diário.
Deixaria para falar do dia com os amigos pessoalmente, talvez não tudo, mas pelo menos a maioria dos acontecimentos.

O dia tinha sido tão cansativo que não levou muito tempo deitado para cair no sono.





Despertou sem a empolgação de sempre mas com um certo otimismo: não havia como prever como seria o dia de qualquer forma, bastava se esforçar pelo melhor.

Quando viu quais aulas seriam hoje...seus olhos brilharam.

Acordem dragões, hoje é dia de Educação Física! Estou empolgado, será que eles pegam pesado na Wangjo? comentou no grupo dos amigos, o desanimo se diluiu e ele prontamente começou a se arrumar e arranjar o café da manhã.

Não veria o pai naquele horário, claro, então saiu sozinho novamente com seus fones de ouvido.

Era claro que não seria fácil sendo Wangjo, mas só a possibilidade de poder se exercitar de qualquer maneira colocava uma vontade em Won que o fazia esquecer um pouco dos problemas.



A semana que começava a valer de verdade: clubes, as tarefas dos professores, as novidades iam começar a dar lugar aos desafios da Wangjo. Won não consegue deixar de imaginar que até agora estiverem no período pacífico: se fossem aprontar, começariam nessa semana.

Apesar disso encontrar os amigos Jae-ki e Kang ainda era uma visão muito boa.

-Yo Jae-ki, Kang! Sobreviveram ao fim de semana? - comentou um tanto bem-humorado - Viram que hoje é educação física?

O brilho no ar deixava claro que Won adorava a matéria.

Talvez não tivessem tanto tempo para colocar a conversa em dia, mas iria conversando com os amigos enquanto se dirigiam a escola.

Quando visse Bo-Mi, provavelmente entre as amigas, a cumprimentaria com um gesto simples e um “Oi” um tanto sem graça, mas corajoso o suficiente para cumprir a promessa que havia feito de parar de ignorá-la na escola.

”Aish, como eu chego e falo com ela casualmente, assim?”



Won viu o circuito e os obstáculos.

”Ótimo, posso correr. Mas droga, a mão zoada vai me atrapalhar aqui” pensou ao ouvir as instruções do professor. ”Não importa, vou dar tudo de mim”

Adorava esse tipo de competição. Pena que os capitães eram um cara que não ia muito com a cara e outro que definitivamente odiava.
Olhou de soslaio para Jae-ki, tentando ver como ele reagia a aquilo.

”É uma situação horrível dos dois jeitos. Se ele vai pro time do Taemin tem que aguentar ele do lado dele, se for contra tem que competir com o cara…”

No fim acabou escolhido para o time de Taemin e ia competir contra o amigo Jae-ki.

-Melhor não pegar leve Jae, quero ver se corre rápido - disse só ao amigo, tentando anima-lo e distraí-lo do fato de que tinha que competir contra seu inimigo.

”É a sua chance de provar que é melhor Jae-ki. Manda ver”

A diferença entre os dois grupos era notável: seu grupo tinha com certeza os caras com aparência de melhor físico que o grupo de Jae-ki. Desbalanceados, o grupo deles eram os perfeitos underdogs daquela competição.

E esse fato coloca um sorriso em Won.


”Eu não vou me segurar nem um pouco. Jae e os outros vão tirar o sorrisinho do Vassoura Humana e isso tem de rolar pra valer

Assentiu com a cabeça para Jae-ki e se aproximou de Kang. Ignoraria Taemin e os outros e se negou a dar alguma dica tática.
Queria ver aquele grupo em ação e a competição poderia trazer algo...diferente.

”É competindo que um homem mostra como ele é de verdade. Tá na hora de ver como são meus colegas, pra valer”

Se preparou para correr, calado e compenetrado.
avatar
Dorama
Localização :
Seoul

Mensagens :
195

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3

Mensagem por HyeMin em Qua Fev 07, 2018 9:23 pm

A menina estava muito confiante e empolgada. Eunbi e Misoo eram colegas de Tênis. Sabiam o que estavam fazendo. É claro que a presença da força de Yewon do outro lado e da própria Mi-Ran a preocupavam, sem contar que não queria atacar Yerin de jeito nenhum, mas a forma como foi bem recepcionada por Eunbi a fez sentir-se um pouco em casa e feliz pelo apelido. Assentiu com um sorriso, dizendo que estava bem, embora isso a fizesse lembrar, por um breve momento que tinha um segredo.

O jogo começou. Hyemin já dava pulinhos excitados na quadra quando o tiro sempre certeiro contra ela e Hayoung errou!

- WAEEEE????!  - Hyemin gritou, desolada. Como assim Misoo tinha errado? Mordeu o lábio, tensa e olhou as colegas, especialmente preocupada com Stella. Nossa, ela era bem alta né?! Isso era horrível para queimada, mas torcia para que ela não fosse uma songa e de repente viu aquele sorriso de patricinha maligna em Hayoung. Ficou boquiaberta, mas encheu-se de orgulho. Sem querer, acabou soltando uma torcida.

- Waaa...Hayoun-ah! - estava sinceramente surpresa com aquela jogada. A menina às vezes a surpreendia positivamente quando não era simplesmente um fantoche babando atrás dela (embora ela existisse no grupo para ser isso mesmo), mas quando olhou para trás, quem tinha sido atingida era Misoo.

-  QuÊ?! Nãããão! Por que você fez isso, Misoo-shiiiii????? - choramingou, batendo os pés no chão.  Tinham perdido uma das melhores atiradoras por causa de uma defesa por um membro que não merecia!!! -  AISHHH - pisoteou o chão, incomodada e arregalou os olhos quando a menina estava mirando sua melhor amiga.

-  YAH!!! A RIN NÃO! Escolhe outra - resmungou, quando de repente viu a bola vindo em sua direção e esticou os braço em um reflexo atraso. -  Eh?! … WAAAAAAE???? Riiin… - fez um beicinho arrasado.




- Aaaaaa - pisoteou o chão como uma criança, nervosa por ter sido desatenta pela amiga, mas quando passou por ela, olhou com carinho e fez um gesto que estava tudo bem.

Sim, porque… ela queria fazer bom uso da bola. Apertando os olhos, a menina observou apenas uma pessoa naquela quadra toda. A menina ridícula com sua trancinha balançando. Era uma das poucas chances que teria de descontar sua raiva sem que Joo Hyuk viesse com discursinho ridículo. Estavam, afinal, em uma partida justa e controlada!

- YAA!!!! - berrou e jogou a bola com toda força em direção ao rosto da menina, mas ela conseguiu se defender de forma que não se machucasse, mas saísse do jogo. -  HAHA! UHUL. É! Yayayay - Pulou várias vezes em seu lugar, comemorando antes da hora. Ela desfilou toda metidinha de volta para quadra, praticamente esquecendo que quem era eliminado, como ela, podia jogar de volta.

Pois bem… Antes que tivesse chance de se preparar, sentiu a bola no corpo, engolindo o sorriso na mesma hora. QUÊ???? Não tinha valido!!! Podia jogar rápido assim??

- YA! - reclamou e olhou a professora, mas estava tudo certo. A menina respirou com ódio nos segundos que levou para marchar para o lugar dos queimados. Ela nem pensou em nada. Foi só chegar ali que fez a mesma coisa que a menina e tacou a bola de qualquer jeito nela. Mas não adiantou.

-  AAAAAAAA - berrou frustrada, com a voz fina e balançando o rosto. Estava tão irritada quanto quando Hayoung estragava uma jogada após várias rebatidas bem sucedidas. Interrompendo seu grito, sentiu as pernas falharem um pouco, quando a garota arremessou a bola novamente nela, mas ela conseguiu se equilibrar. -  EH!!?? SUA RATA. CHUGULE???? (Quer morrer?)

Um ardor subiu à cabeça da menina, que tinha vontade de chorar de raiva. Suas mãos tremeram quando ela segurou a bola. Como ela era atrevida! Essa passarinha depenada! Sentia a unha quase fincando na bola, que acabou escapando de seus dedos em uma jogada bem ruim e torta. Hyemin estava descontrolada, com mechas colando em seu rosto. Quando errou novamente, berrou de novo com vontade e dessa vez cerrou os punhos, fincando as unhas na pele e sentindo os olhos se encherem de lágrimas de raiva. Bateu o pé direito no chão como uma criança e sacudiu o corpo. Queria era largar aquela brincadeirinha idiota!  Como não tinha conseguido acertar aquela anãzinha? Ela retorceu o rosto com toda força que tinha para não chorar ali, mas seu bico era maior do que tudo e ela estava evidentemente infeliz.

Quando o jogo continuou, ela nem estava mais se importando. Cruzou os braços. Tinha ódio só de olhar para aquele lado da quadra e ver aquela desgraçadinha toda feliz e pulante. Queria poder furar o rosto dela. Nem quando podia acabar com ela em um jogo LIMPO ela podia? Isso nem era justo!!! Ela que jogava no clube de Tênis! Devia ter sido melhor do que isso. Não queria mais jogar. Por ela, ficaria mofando naquele lugar dos queimados, e olhava para o chão de vez em quando, derrotada. Só levantou a cabeça quando Yewon começou a gritar. Eunbi jogou a bola com força em Yerin, o que fez a menina ficar indignada.

- EUNBI-SHI!!! NÃO JOGA COM FORÇA!!!! - pediu, toda preocupada. Não deveria supostamente ficar feliz que estavam ganhando? Ela acompanhou a amiga com o olhar para se certificar de que ela estava bem, mas de repente ela soltou outro grito, comemorativo, porque Eunbi eliminou Sunny. - AAAAAAAAAAAAAAAA. DAEBAAAAK! - comemorou, mas no fundo no fundo, sua alegria não foi restaurada. Afinal, não foi ela quem tinha vencido.

Como um passe de mágica, de repente a bola estava de seu lado de novo… Só que ela não queria mais jogar. A graça tinha ido para o outro lado, e tinha desviado de todas as suas bolas. Não queria jogar a bola Yewon ou Mi-Ran e… bem, não ligava para Bomi. Seu único alvo tinha sido vitoriosamente eliminada. Com um bico do tamanho do mundo, ela arremessou de volta a bola para Eunbi, que ainda estava toda no pique da partida.




A menina tornou a fazer cara de poucos amigos e cruzar os braços. Não tinha conseguido descontar sua raiva no jogo. Pelo contrário, tinha parecido inferior até em esportes, que era boa. Isso a estava matando por dentro. Odiava olhar o sorriso da passarinha e mais ainda como ela era atrevida. Ela estava realmente muito infeliz com aquela partida e só queria ir para o vestiário de novo. Estava arrasada por dentro.
avatar
Dorama
Localização :
Terra do Marshmallow

Data de nascimento :
17/03/2002

Mensagens :
181

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3

Mensagem por Kim Sun-Hee em Qua Fev 07, 2018 11:18 pm

Sunny e Stella ainda tiveram um tempinho para comentar a respeito de uma opinião compartilhada: a falta de amor pelo queimado. Acenava de modo positivo para cada posicionamento de Eun e sobre virar alvo, Sunny mostrou um sorriso de canto – Seremos dois faróis fluorescentes no meio dessa quadra. Mas vamos fazer assim... Eu te protejo e você me protege, okay? – piscou para amiga, acreditando que o plano ia funcionar, mas o mesmo desabou no momento que elas foram separadas. Sun-Hee continuava a olhando com uma carinha super triste enquanto mantinha-se perto de Bo-Mi. Não lembrava o nome dela, mas a reconheceu das fotos. Além disso, a garota fazia parte do grupo de amigas de MiSoo e parecia ser uma pessoa legal. Até acenou de levinho para ela.

Com os times divididos, a professora começou a distribuir os coletes. Conforme vestia o seu, sentiu a encarada de Yerin e fingiu que não tinha notado. Até agora, estava funcionando, pois não passava disso. Olhares que a menosprezavam, carregados de raiva e arrogância.

Depois das explicações, era a hora do jogo e Sunny já procurava um lugar aparentemente seguro. Só precisava correr e desviar. Correr. Desviar. Desviar. Correr. E tudo ficaria bem!

MiSoo iniciou a partida e errou. Por enquanto, sem boladas. Todavia, também estava preocupada com Stella. Ahhhhh, não! Ela... Escapou! Leeegal! Ótimo! Queria gritar “fica no canto!!!” ou “corre em zigue-zague!!!”, mas os conselhos seriam inúteis. Diante da força usada por Mi-Ran, Sunny encarou a líder com cara feia, irritada – Que babaquice, infantil – resmungava em tom audível porque a intenção não era disfarçar mesmo. Mas Stella respondeu, apesar da escolha diferente de alvo. Mirou em Hayoung e... Putz, errooou. Errou não! A prima mentirosa de Dong segurou a bola e devolveu o golpe. Pela expressão da amiga, aquilo doeu. MiSoo até tentou salvar, mas acabou sendo queimada também. Caraca!Qual é a necessidade de lançar forte desse jeito?!?! – falou enquanto Mi-Ran e Yewon comemoravam. Já Sunny... Tsc. Nem ficava feliz. É um jogo besta, sempre foi chato e oportunista.

No rebate, MiSoo tentou acertar Yerin e Sunny revirou os olhos quando a Bruxa pegou a bola. O que essas meninas botavam nos dedos??? TEKBOND???? O humor oscilava junto da adrenalina. Sentia o rosto quente de raiva. Mas... quando Yerin atacou, Sun-Hee não conteve o sorriso de satisfação ao visualizar a vítima em câmera lenta.

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!
TOMA, DISTRAÍDAAAAA!!!!!!!!!

Para a sorte de Sunny, Bo-Mi a protegia durante os arremessos e Deus a abençoe!

Hyemin flutuava pelo lado inimigo e Sunny a encarou descaradamente.

Vai pro castigo e... ops.

- AAAAAARGHHHHHHHHHHHHHH! – gritou mais por conta da raiva já que a bolada nem doeu – Drooooooga. Não, tô legal, tô ótima! – disse para Bo-Mi, mesmo que a menina não tenha perguntado absolutamente nada – A gente viraaa! - estavam perdendo? Tanto faz!

Pegou a bola e marchava para o lado dos queimados.

O sangue ferveu nas veias.

TUDO VEIO NA MENTE!

T-U-D-O!


Sunny curvou o corpo para trás, assumindo o ângulo ideal e jogou a bola, chegando a dar um pulinho na busca de uma maior distância e... e... eeeeeeee...

ACERTOU! ACERTOU! ACERTOU A NOJENTINHAAAA! NOCAUTEEEE!

IMPOSSÍVEL, MAS ACERTOU!

Engasga com essa felicidade precoce, Gremlin insuportável!!!!!!!!!


Comemorando e com um sorriso enorme, Sunny voltou para o seu campo e, de propósito, passou pertinho de uma Hyemin chorona, buáááá.

O ataque direto da Srta. Seo não foi surpreendente. Surpreendente mesmo foi o fato de Sunny conseguir que a bola não escapulisse das mãos assim que tentou segurá-la. E Sunny... devolveu, óbvio. O problema era que a criatura já estava queimada! Porém, ela nem se incomodou – QUÊ???? RATAAAAAAA?!?!?! - esperou alguma reação da professora graças as reclamações de Hyemin e como nada aconteceu... sorriu, prosseguindo – Não sabe jogaaaaaar e inventa desculpa!!!

Agora, para Yerin e Yewon...


- Opa, errei.

Quase sentia pena da tentativa falha de Hyemin. QUASE. Porque ela não teve pena na hora de sujar a cabeça de Kim!

Que dia lindo. Que dia maravilhoso. Segunda-feira, eu te amo!

Nem se chateou com a jogada errada na outra menina. Nada estragaria seu humor. Pelo contrário... Com a bolada nas coxas de Hayoung, Sunny riu. Bem feito! Vaza daquiii. Mas, após agarrar a bola, Stella não se deu bem. Além de errar a bolada, tomou de Yewon. Com força e no mesmo lugar.

- Você está doida??? – berrou com Yewon.

Compostura disse tchau há tempo.

Já era odiada mesmo, e daí?

Então...

EunBi tinha a próxima jogada nas mãos. E a vítima foi... YEEEEERIN!

JOGA COM FORÇA SIM!

Joooogou.

Dói, né, Hyemin???????

Humpf.

Porém, em seguida, tomava também, mas por pouco. Chateada? Nem pensar! Queria mandar beijos para a garota, toda serelepe. Comemora, Gremlin... Comemora, porque desse lado, você não tem chance de acertá-la mais. No outro espaço, tacou em Sejeong e a maré de sorte chegou, definitivamente, ao fim. Essa jogada retardada era digna da Sunny de sempre, parabéns. Limitou-se em cruzar os braços e aguardar o desfecho daquela batalha pessoal.
avatar
Dorama
Localização :
Seul

Data de nascimento :
20/04/2002

Mensagens :
157

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3

Mensagem por Dong Hee Kyung em Qui Fev 08, 2018 12:33 am

O começo desta segunda fazia Dong sentir um pouco o penso do cansaço, ele ainda veria como seu corpo irá reagir aos clubes e novos afazeres que viriam, além dos deveres que ficou de finalizar até os prazos estipulados. Ele não era muito bom em atividades físicas, só de olhar uns poucos segundos para seu corpo e qualquer um perceberia isso, seu animo decaiu um pouquinho em lembrar que logo de cara teriam dois tempos de Educação Física, atividade que lhe seria um martírio. Uma demonstração desnecessária de um lado, mas importante por outro.

Não bastando isso e os trajes que deveriam vestir expondo ainda mais os físicos, a competitividade foi colocada em pauta, separando times como se aquilo fosse um tipo de gincana, que não era divertida por sinal, seria engraçado só para quem fosse assistir a cena. Havia até gente machucada lá, e o time que tivesse os nerds, claramente seria o que teria mais prejuízo em termos eficácia física. A preocupação de Hee-Kyung era evidente, fazendo uma certa ansiedade ser mostrada, com ele levando as unhas da mão até a boca, roendo algumas vezes.

Quando Dong foi olhar bem a situação onde havia se metido, ele realiza depois das escolhas de grupo que aquilo não era educação física, e sim a premissa o alistamento militar para servir as tropas de frente da Coreia do Sul. Por que todo esse treino só podia significar isso ou então a preparatória paras as próximas Olimpíadas.

- Eu acho que eles querem matar alguém. - Você no caso, Dong. - Tem um asmático aqui, um cego e outros
distintos competidores.


Por um instante imaginou Ha-Neul se estivesse ali presente, provavelmente dançaria oppa gangnam style pelos cones e tiraria a tensão que se formou rapidamente no local mas... não quis pensar em mais besteiras. Chega! Precisava de foco, de coragem!

- Cuidado com as assaduras se correrem muito rápido. - Falou para Ui-Jin e Min-Ho num falso tom discreto, quem não estava habituado a esses atritos acabaria pegando certas brotoejas. Hee-Kyung inicia um alongamento discreto e começa a correr pela quadra.

"Correr"

Jae-ki parecia muito determinado, parece que as risadinhas e deboches o afetaram mais do que aos outros, havia uma aura de fogo que facilmente seria vista por todos, mas Dong imaginava que nem todo mundo se inflamaria junto dele, até por que, não era nem pessoal para ele.

- Certo vamos dar nosso melhor senhores, vocês ouviram não ouviram?!

"Será que existe mesmo uma chance? Um milagre divino? Agora sei como a Seleção de futebol coreana se sente, cruzes."

Usualmente era mais otimista mas nesse tipo de situação a lógica era muito mais simples. Pensou isso enquanto lançava um genuíno olhar de apoio, mesmo que não fosse bom nessas atividades, Hee-Kyung não jogaria baldes de água fria em quem estava disposto competiria até onde seu corpo suportasse, com isso ele começa sua corrida para ver até onde o aquecimento iria lhe beneficiar.

avatar
Dorama
Localização :
Seul, Coreia do Sul

Data de nascimento :
09/09/2003

Mensagens :
104

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3

Mensagem por Convidado em Qui Fev 08, 2018 2:15 am


MiSoo tinha sido escolhida para fazer um dos times, estava contente com isso e ficaria ainda mais se conseguisse por suas duas amigas no grupo.

MiSoo se colocou na frente e ouviu EunBi lhe batendo palmas e a incentivando. MiSoo virou-se de volta para a amiga e deu um pulo bem entusiasmado enquanto jogava as mãos para cima, quase como se já estivesse ganhando algo.

- YEEEEEEEE!!!!!


E logo depois dos pulinhos e gritos escolheu a EunBi, toda cheia de entusiasmo. Quando levou o tapinha na bunda MiSoo fez uma careta para a amiga, mas no instante seguinte já estava acompanhando EunBi no código das palminhas nas mãos uma da outra.


MiSoo começou a rir da frase em inglês de EunBi e chegou a começar a dancinha com ela, mas quando viram escolherem BoMi, fez outra careta e imediatamente escolheu HyeMin para se vingar.

A tenista deu uma puxada no braço de EunBi após vê-la levando sermão da professora e fez uma careta irritada ao time adversário, indo na onda de ódio de EunBi.

- Nós vamos vencer esse jogo, Hyemin!! - exclamou de modo bem energético, dando mais um pulinho e imitando o gesto de EunBi de bater as mãos nas de Hyemin.

Podia estar meio incomodada com Hyemin, mas o que importava ali era vencer aquele jogo contra as cobras ladras de amigas!! E ter Hyemin no grupo era bem mais coerente do que qualquer uma das outras do grupo dela.

MiSoo continuou montando seu time enquanto estava envolta naquele entusiasmo que parecia não ter fim.

A garota arregalou os olhos quando Hyemin comemorou que Hayoung tinha ido para o time adversário. A observou por um instante, mas logo começou a rir, achando graça da reação dela.  MiSoo também sabia que Hayoung não era a pessoa mais atlética de lá.

- Ha! Komawo, Hyemin-shi!!! - exclamou alto, dando um tapa no ombro dela.

O time estava pronto e elas recebiam os coletes verdes.

- Yeee!! A cor da sorteee!!!! - continuava elétrica enquanto vestia seu colete.

Todo mundo já sabia que MiSoo era uma pessoa escandalosa, principalmente quando estava praticando algum esporte competitivo.

MiSoo também comemorava ter ganhado o par ou ímpar enquanto a professora explicava as regras do jogo aos grupos.

- Aishhhh!!! - exclamou, enchendo as bochechas de ar ao ver MiRan pegar a bola que tinha jogado.

Tinha dado a bola de graça pra MiRan jogar nelas!! Pelo menos Stella tinha conseguido desviar!

- Uwaaaa!!!!! Muito bom, Stella-shi!! - enquanto Eunbi tentava lhe acalmar, MiSoo quase parecia tentar obter o efeito contrário, com toda sua agitação.

Mas a alegria durava pouco. Hayoung tinha segurado a jogada de Stella e arremessou de volta. MiSoo tentou ajudar Stella, tentando agarrar a bola após o impacto com a garota. Só que a tenista não tinha sido rápida o suficiente e a bola quicou em sua mão.

MiSoo começava a resmungar com irritação, inflando as bochechas mais uma vez e fazendo um bico ao ver as adversárias comemorando.

- Aishh!!- começou a respondeu à Hyemin em meio à expressão carrancuda - Temos que proteger as pessoas do nosso time! - era clara a irritação na voz.

Irritada e de papo com Hyemin, MiSoo acabou nem prestando atenção no que EunBi tinha lhe dito. Ouviu a risada debochada de Yerin e, enfurecida, jogou a bola nela, mas não conseguiu toda a força que queria, a bola tinha lhe escapado cedo demais das mãos, dando a chance de Yerin pegá-la e tirar MiSoo do jogo por hora.


MiSoo deu um grito irritado, esfregando as mãos na cabeça e começando a bufar quase como um touro enquanto se afastava do seu time e ignorava as reclamações de Hyemin quando à jogar a bola na melhor amiga dela. Tinha conseguido ser a primeira eliminada! Por isso mesmo estava começando a se irritar demais.

O mau humor logo sumiu ao ver Yerin jogar a bola em Hyemin e fazer aquela cara de quem tinha errado sem querer. Tinha acertado em um membro do time de MiSoo, era verdade, mas saber que Yerin tinha acertado a amiga e se arrependido deixava a tenista contente. Ela só cobriu o rosto para esconder a risadinha, mas esperava que Hyemin se recuperasse agora E DESSE A BOLA PARA EUNBI, que estava bastante agitada pedindo que lhe passassem a bola.

Tinha acertado na menina baixinha!!!

E MiSoo continuava no canto dela comemorando algo e pulando com o acerto da colega no time adversário.


- AHSAA!!!!! - mas enquanto comemorava, a bolsista se aproveitava da Hyemin distraída e lhe jogava a bola, acertando em cheio!

- QUE ROUBO!!! - gritou de onde estava, colocando as duas mãos em volta da boca para amplificar a voz já alta e depois sacudindo os punhos cerrados em frente ao corpo, mordendo o lábio inferior.

E mais uma vez Hyemin, aparentemente também bem irritada e já gritando também, jogava a bola na bolsista e perdia de novo! MiSoo praticamente bateu com as duas mãos no próprio rosto, cerrando os dentes e quase gritando como Hyemin, mas em seguida respirou fundo e pousou a mão no ombro da colega.

- Aish. Tudo bem, HyeMin-shi. - era uma resposta meio sem humor, quase irritada, mas a tentativa de consolar a garota era verdadeira, só era muito difícil se fazer isso quando se estava tão estressada quanto a outra pessoa - Foram boas jogadas. - tentava incentivá-la, como um líder provavelmente deveria fazer.

Só que enquanto falava com Hyemin, a bolsita resolveu jogar a bola nela MAIS UMA VEZ e MiSoo se irritou de novo e começou a reclamar logo depois de Hyemin chamar a outra garota de rata!

- MAS O QUE É ISSO!!!!?? ELA JÁ ESTÁ FORA!!!! - gritou com a garota, não gostando nem um pouco da atitude de jogar a bola em alguém quem nem estava mais na partida - QUE GOLPE SUJO! - podia ter um pouco de pena dessa menina do vídeo das ovadas, mas assim como Hyemin era sua parceira no time, Sunny era uma adversária e a trataria como uma - QUEM NÃO SABE JOGAR É VOCÊ!! - Ainda defendeu a garota mais uma vez, pois Sunny não tinha direito nenhum de dizer isso, pois era ELA quem tinha errado!!


MiSoo viu Hyemin, também muito incomodada, jogar a bola de qualquer jeito e errar feio. A tenista acabou fazendo uma careta com aquilo. Estava até sentindo pena de Hyemin já.


Vendo a garota começar a gritar, MiSoo ficou um pouco nervosa por ela e pousou as mãos em seu ombro, entanto lhe acalmar um pouco.

- Calma! Calma, Hyemin-shi! Nós vamos vencer! Ela teve sorte!! Tenho certeza que vai perder rapidinho! - falou com convicção, tentando consolar a garota e também já irritada com a bolsista depois do jogo totalmente impróprio que ela fez - Fighting!! - inflou as bochechas em mesmo à uma expressão quase séria e cheia de determinação.

A bolsista jogava a bola de novo e mirava em Nayeon, que graça aos gritos de EunBi, a garota se abaixava no último instante. MiSoo dava um pulo de alegria e sacudia um pouco Hyemin.

Tá vendo!! - exclamava com um sorriso enorme nos lábios.

- Yee!!! - quase saltitava ali, enquanto quicava a bola após a receber de volta.

- Bom trabalho, Nayeon-shi!! - a cumprimentava com outro sorrisão no rosto de onde estava, fazendo um V de vitória com o dedos da mão livre.

Foi só ela terminar o elogio à Nayeon, que no mesmo instante a determinação queimou no rosto, ela estreitou os olhos na direção de Hayoung, a garota que tinha ido com tudo contra Stella e colocado MiSoo junto em uma posição ruim, e jogou a bola com força contra as pernas da garota.

Mais pulinhos, gritinhos e comemorações exageradas. MiSoo saiu correndo para o lado de EunBi e devolveu o abraço entusiasmado, quase sendo derrubada pelo gesto da amiga.

- Vamos acabar com isso agora, EunBiyah!!!! - exclamou em meio ao abraço.

MiSoo só viu a bola quando estava nas mãos de Stella outra vez.

-Yeee!! Acerta elas, Stella-shi!!!! - comemorava com entusiasmo, tentando lhe incentivar, mas fez outra careta quando Yewon pegou a bola - AAAAISHHH!! - reclamou e viu a adversária jogando de volta com força, mas dessa vez nem estava perto o suficiente para tentar ajudá-la, o que deixou MiSoo irritada de novo.

- Está muito ruim o ombro, Stella-shi?? - se aproximou da garota e perguntou cheia de preocupação.

Stella tinha ido para o queimado, mas já voltava ao lado do seu time, após acertar Ye-Sol. E MiSoo já estava comemorando de novo e elogiando a canadense, sempre cheia de entusiasmo com as colegas de time.

MiSoo só pôde fazer uma careta à gritaria do time adversário com a menina que pertencia ao lado delas antes a professora apitar para que ficassem quietas.

A bola finalmente tinha ido às mãos de EunBi!! E MiSoo já vibrou só por isso! A bolada que a amiga tinha dado na rainha do gelo tinha sido épica!! Uma pena que não tinha acertado na cara, mas com certeza tinha doído, pelo som super alto que o impacto tinha causado.

MiSoo já se tremia, segurando a agitação e o sorriso gigante que se se formava no rosto, enquanto via a amiga encarando sua vítima de modo desafiador. EunBi era demais mesmo! Tinha as melhores amigas do mundo!!

Tentava se conter enquanto Yerin pegava bola para revidar, torcendo para que a Rainha do Gelo errasse feio!

E tinha jogado bem mal mesmo! EunBi pegou com direito a uma ceninha dramática, que MiSoo aplaudiu fazendo umas caretas de incredulidade para ajudar no drama.

- YEEEEEEE!!!! - comemorou alto quando EunBi acertou a bolsista que não sabia jogar direito, pulando para abraçar a amiga ao mesmo tempo que ela fazia o mesmo.

Um abraço super apertado, energético e exagerado.

- EU DISSE!!! - gritou para Hyemin, enquanto ainda abraçava a amiga.

- Ninguém tira a Stella daqui! - falou logo após EunBi tentar xingar o time adversário, mas fez isso com a voz mais baixa, pois a amiga tinha acabado de levar outro sermão da professora.

Em seguida EunBi cutucava MiSoo e começava a dançar e cantar MIC Drop. A garota prontamente seguia a amiga e executava o mesmo passo em sincronia com EunBi, tentando a frase seguinte à dela. Estavam super animadas enquanto dançavam na quadra e morriam de rir depois.


Mal se importaram quando Sunny jogou a bola, mas MiSoo comemorou alto outra vez quando a bola da garota foi segurada por Sejeong.

Sejeong retornou a bola para Hyemin, mas a garota não quis e devolveu para EunBi. MiSoo só curvou os lábios em uma expressão triste com a atitude da garota, mas tudo bem, iriam vencer mesmo que Hyemin já tivesse desistido do jogo!!
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3

Mensagem por The Crown RPG em Qui Fev 08, 2018 9:55 pm

[MENINOS]




À primeira vista, aquela divisão não parecia justa, mas a verdade é que ela só foi desbalanceada depois que Taemin pegou Ryu. Antes disso, os dois lados estavam equilibrados. Julgar os competidores apenas pela aparência era um equívoco, visto que a tuma do primeiro ano era formada, basicamente, por jovens que usavam mais o cérebro do que o corpo em atividades físicas.

Apenas Taemin, Ji-Ran e Won-Bin tinham um condicionamento físico mais avantajado, tanto que os dois primeiros faziam parte de clube de atletismo. Contudo, Jung-Mi não escolheria Ji-Ran, ainda mais depois da cisão do grupo - antes do ano letivo começar, o grupo Taemin e Ji-Ran andavam com Jung, Gyu e Ryu, mas durante uma briga nas férias, eles cortaram as relações. E agora lidavam com esse tipo de provocação.

Quanto a Won-Bin, Jung-Mi só não escolheu porque Taemin foi mais rápido. Mas até mesmo Won estava com a mão comprometida - e uma parte do circuito precisava da força dos braços mesmo.

De todo modo, a divisão não estava tão ruim.

O problema eram as provocações. E tudo começou com a presença de Hyun-Hee no mesmo time de Jung-Mi e a saída de Ryu. O sempre paciente e tolerante Park junior, não conseguiu disfarçar o dissabor que era ter o irmão no mesmo time. Gyu-Sik até chegou dando um tapinha no ombro dele e incitando a correr para se aquecerem antes de se aborrecerem.

O próprio Hyun começava um aquecimento prévio e Jae-Ki ainda estava tentando sorver aquela novidade. Para completar, ainda havia o grupo completo de Dong ali - com exceção de Kim que estava do outro lado. Ui-Jin estava incrédulo, mas não reclamava - sua expressão desesperada já dizia tudo. Min-Ho, por incrível que pudesse parecer, era bom com exercícios físicos. Sendo filho de militar, ele teve que lidar com muita atividade física quando mais novo, pelo menos até ter um pouco mais de liberdade e o apoio do avô para seguir com clubes de ciências e afins. Nas atividades extracurriculares, contudo, ele continuava com as atividades físicas. Dong, por outro lado, começaria a ouvir a voz de seu pai na mente, reclamando sobre o sedentarismo dele. Talvez ele pudesse ouvir o eu te disse...disse...disse...disse…” ecoando em sua mente.

Do outro lado da quadra, Taemin não conseguia conter a expressão vitoriosa e as risadas com Ji-Ran. Won estava ao lado de Kang. O amigo era muito magro, tinha as pernas finas, era alongado, mas não tinha coordenação. O garoto tinha cumprimentado Hwang mais cedo e comentou apenas por algo como foi o fim de semana, mas disse que não estava animado com educação física não. Queria saber da dança, isso sim.


Perto deles, estavam quatro pessoas um pouco mais misturadas. Beom-Su, o menino com uma cara afetada e que usava gírias com nomes estrangeiros que Won, provavelmente, não conhecia - eram do mundo da moda - fazia uma cara de morte. Odiava educação física, odiava aquelas roupas! Mal feitas, mal costuradas! Ai que pavooor!! Hyo-Shin estava quieto, como sempre - era um menino nerd, sem muito talento ou trato pra isso. Já Ryu, ele tinha porte e postura. O olhar dele era sério porque preferia ficar com seus amigos e não fazer parte daquilo.




Won não sabia o quão baixo Taemin tinha jogado, mas Ryu sim, Por isso o menino não parecia muito feliz.


E, proximo a Ryu, havia Kim. O menino calmo da ovada - e que lhe deu o primeiro arquivo que alimentou o mural mental de Won - retirou os óculos de grau e limpou com bastante tranquilidade. Retirou, então, um elástico, pegando uma ponta a outra para fixá-lo à cabeça. Era um óculos feito para atletas com alta miopia e essas coisas. Por que não uma lente? Alguns podiam se perguntar. Porque Kim gostava dos óculos e fim.


O garoto estava com os olhos fechados, mas assim que abriu, houve uma aura diferente. Won já tinha visto o suficiente de filmes e animes e podia JURAR que ao redor de Kim havia uma energia vermelha e uma voz grossa de dublador japonês falando o nome dele e alguma alcunha que misturasse morte e carnificina.

Porque era essa a aura competitiva que Kim revelava quando colocado em desafio. Dava até para ver o sorrisinho “huhuhu” dele. Bom para Won.


Após o aquecimento - as dez voltas na quadra - já tinha gente morta dos dois lados. Ui-Jin e Dong já estavam suando de verdade e quase desmaiando. Hyo-Shin e Beom-Su quase não se aguentavam em pé.

O grupo de Jung se juntou para discutir a estratégia e ver a ordem. Hyun-Hee logo se manifestou, antes mesmo do capitão falar e recebeu uma bela duma encarada séria do irmãozinho. Havia ali o primeiro indício de que o grupo ia se ferrar: o irmão mais velho demandava respeito, mas não respeitava o título de capitão do irmão mais novo. Jung-Mi cerrou os olhos para ele e respondeu num tom irritado.


- Quando foi que você começou a decidir as coisas, hyung? - Disse num irônico a palavra, não fraternal. - Ao menos perguntou para ele?

Mas antes que a discussão começasse, Jae-Ki assumia a responsabilidade. Dizia ter atividades por fora. Aquela competição já tinha irritado Jung-Mi e ao olhar para as expressões dos outros - e ter escutado, por alto, Dong falando que queriam matar alguém com aquele circuito, ele avaliou que era o melhor mesmo. Também podia assumir o risco, mas Jung era melhor nadando do que correndo.

- Pode ser.

- Ya! Jung-Mi-YA! - Taemin gritou, de repente, do lado amarelo. - Deixa o Jae-Kiye começar! Nós temos um desafio para resolver, não é, Jae-Kiye?!


O loiro riu de modo divertido para Jae. Jung-Mi respirou fundo e impediria Jae de sair dali.

- Não precisa cair na dele, hm? Ele faz isso para provocar.


Mas, no fim das contas, ele acabou sendo o primeiro. Tendo mais ou menos noção de quem estava do outro lado, eles decidiram que seria: Jae-Ki, Jung, Hee-Kyung, Gyu-Sik, Min-Ho, Ui-Jin, Hyun-Hee e Jae-Ki de novo.

Já para Won-Bin, bom, ninguém perguntou o que ele queria. Taemin era um cara muito seguro de si e do time que tinha escolhido. Depois da corrida, ele simplesmente uniu o grupo e foi falando.

- Eu começo. Depois vai Ryu. Você… - Apontou para Kim, arqueando uma das sobrancelhas com aquela aura assassina dele. - Você. - Fez uma cara de “pff” pra Kang. - Você, você. - Hyo-Shin e Beom-Su - Ji-Ran e...Senhor Talas. Como vai a mão, por falar nisso?


Mesmo que Won-Bin fosse do time, ele não perdeu a chance de provocá-lo. Deu de ombros e foi bem direto.

- Se a gente ganhar, vocês não farão mais do que a obrigação e eu pouparei os nerds de provocações por um mês. Se a gente perder, vocês vão apanhar. Yeee, timeee!! - E deu um “soquinho” no braço de Beom-Su.

O garoto fez uma cara de choque, massageando a região. Kang já deu meio passo para o lado de Won, olhando meio preocupado.


- Prometo correr como se minha vida dependesse disso. - Falou baixinho.

Decididos os colocados, os meninos se posicionaram na largada. Havia dois circuitos idênticos, com 8 obstáculos. A quadra era bem grande e o último obstáculos era uma corrida ao redor da quadra.

Jae-Ki e Taemin tomaram seus lugares. Na frente deles, na outra quadrinha, Eun-Bi estava de costas para ele, fazendo um escândalo naquele momento, pedindo a bola. As meninas estavam gritando bastante também. Taemin olhou para Jae-Ki por um instante e sorriu.


- Vai perder de novo, Isekya. - Murmurou só pra ele.

Apitou dado e Taemin realmente disparou. O garoto era bom em atletismo e o único momento que falhou um pouco, foi na rede e na escada vertical, fora isso ele mandou super bem. Em pouquíssimo tempo, ele tinha concluído sua corrida e dava a ver para o próximo. Jae-Ki estava no 5º obstáculos quando Ryu começou. O problema era que Ryu parecia inspirado naquele dia e acelerou DEMAIS, Jung-Mi tinha acabado de começar quando Ryu-Ji já estava retornando.

Jung-Mi ficou um pouco balançado com aquilo e não foi nada bem também. Assim como Jae-Ki, ele se enrolou bastante em alguns momentos e acabou completando a prova quando Kim, como um louco, já estava na metade do percurso.

Ou seja, havia 1 pessoa na frente.

E foi aí que Dong precisava ser o salvador da pátria, aproveitando que Kim parecia um inseto preso na teia de uma aranha - estava todo enrolado na maldita rede e gritava de ódio.

Dong se enchia de inspiração e…

Na primeira partida, tendo que fazer o ziguezague, ele virou o pé e caiu. Não chegou a torcer nem nada, mas o pé escorregou de um jeito muito estranho e caiu, bagunçando os cones todos. Os meninos fizeram um “oooh”, mas alguns - Taemin e Ji-Ran estavam rindo, não apenas por maldade, mas porque tinha sido engraçado. O pé de Kim enrolou e ele também ficou de cabeça para baixo, pendurado na rede.




- OY!??!!? YAAAA!! - Tentou se soltar dali, mas não estava dando certo.

- VAI LOGO!!! - Taemin gritou pra Kim.

Kim tentou se levantar. Enquanto isso, Dong provava que um raio de azar, as vezes, cai duas vezes no mesmo lugar, porque ele não sofreu um acidente apenas no 1º obstáculo. A perna deu cãibra no segundo, o óculos entortou no terceiro - e ele não enxergava nada. Ele precisou se esforçar muito na escada vertical e quase escorregou também. Enfim, quando ele estava lá na rede, indo para os últimos, eles já tinham perdido a conta de quantas pessoas do time amarelo tinham ido.








Kang e Hyo-Shin já tinham passado. Também foram atrapalhados, porém, ninguém parecia superar Dong nesse quesito.

Derrotado, ele voltaria até seu time. Alguns tinham cara de raiva - como Min-Ho que era muito competitivo. Mas outros como Ui-Jin e até mesmo Jung-Mi, o capitão que também tinha falhado, apenas bateu no ombro dele de modo amistoso.


- Relaxa, Hee-Kyung-shi. Você tá bem? - Jung-Mi falou e suspirou, meio cansado.

- E AÍ, JUNG-MI-YA?! VAI QUERER REVANCHE?! - Taemin gritava do outro lado, rindo.


Gyu-Sik não se deu por vencido e fez o melhor que pode - foi o melhor da equipe. Por um instante, parecia que eles teriam alguma chance, porque Beom-Su, do time amarelo, era muuito ruim. Chegou a vez de Min-Ho e Beom-Su ainda estava lá sofrendo, porém, depois que Min-Ho acabou, foi a vez de Ui-Jin.

E aí...já era Ji-Ran correndo.

Ji-Ran não era bom...ele era excelente. Ui-Jin teve medo dele, mesmo que não fosse seu competidor direto e se enrolou mais do que o normal. Eles já tinham perdido, isso era certo - Ji-Ran acabou a prova em tempo recorde e aquilo agradou muito o professor. Enquanto isso, Ui-Jin estava lá, sofrendo como Dong tinha sofrido, até porque tinha a desvantagem de ser asmático. Precisou parar várias e várias vezes.

Era triste de ver e Jung-Mi e Gyu-Sik começaram a estimular dizendo que ele conseguiria - já tinham perdido mesmo e sofrido com Dong. Ui-Jin se sentia péssimo porque Taemin e Ji-Ran ainda estava brincando.

Won foi o último - e ele não deu todo o seu melhor porque a mão estava machucada e, bom, eles já tinham ganhado! Não tinha lá muita graça correr feito um louco pra competir com um Ui-Jin super desestabilizado. Nao valia o esforço físico. Won acabou para sua equipe e eles ficaram esperando a tortura acabar.


Ui-Jin estava com os olhos cheios de lágrimas quando voltou para o time, mas terminar era uma questão de honra. Hyun-Hee parecia não se importar em fazer os outros esperarem. Ele também foi mal e, embora tivesse a desculpa dos ferimentos na costela, ele também podia ter feito aquilo por empatia, para colaborar com Ui-Jin. Fato é que demorou muito mais do que o seu padrão.

Jae-Ki, por outro lado, quis acabar rápido e, uma vez conhecendo o circuito, foi muito mais rápido do que antes.

Como esperado, o time de Taemin ganhou.

O que o time dele tinha demorado 13 minutos, ao todo, o time de Jung-Mi demorou meia hora. O professor mandou que deixassem o circuito daquele jeito porque as meninas iam fazer também e foi ver se Dong, Ui-Jin e Beom-Su precisavam de ajuda. Os garotos perdedores pagariam uma prenda na quadrinha: meia hora de exercicio militar mesmo. Mas Dong e Ui-Jin não participariam por condições físicas, colocariam gelo na perna, enfim. Caso Hyun-Hee falasse das costelas - coisa que o professor não fazia ideia - também seria poupado.

Já os vencedores, começariam a trocar arremessos - ainda era um suspense se treinavam para baseball ou handball, visto que estavam usando os dois tipos de bola para arremessar. Fariam duplas ou trios e ficariam nessa enquantos outros sofriam.

Não haveria muita disposição para falarem com as meninas, por enquanto.

Meninos:
1º Jae x Taemin

Jae-ki efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
2

Taemin (fisico 1, minimo 5).

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
6


2º Jung-Mi(fisico 2, minimo 3) x Ryu (fisico 2, minimo 3)

Jung
The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
2

Ryu
The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
10



3º Dong(fisico 3) x Kim (fisico 3)

Dong Hee Kyung efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
1

Kim
The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
3


4º Gyu (fisico 3)x Kang(fisico 3)

Gyu
The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
9

Kang
The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
2



5º Min-ho (fisico 2, minimo 3) x Hyo-Shin(fisico3)

Min-Ho
The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
3

Hyo-Shin
The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
4



6º Ui-Ji (fisico 3)x Beom-Su(fisico 3)

Ui-Ji
The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
2

Beom-Su
The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
2



7º Hyun-Hee (fisico 2, minimo 3, porém machucado, sem minimo) x JiRan (fisico 1, minimo 5)

Hyun Hee efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
3

JiRan
The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
10



8º Won(fisico 1, porém, machucado, minimo 3) x Jae (físico 2, minimo 3)

Jae-ki efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
7

Won-Bin efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
5

[MENINAS]


Era para ser apenas uma partida de Queimado, uma atividade física normal para as meninas. Porém, aquilo virou questão de honra e guerra!

Depois de muita gritaria, o time de MiSoo virou o jogo. Hyemin, sem o mínimo de paciência, devolveu a bola para Eun-Bi e ela não pensou meia vez antes de atirar nas pernas de Mi-Ran. A garota foi queimada e tentou devolver, batendo em Nayeon. Nayeon estava esperta, dessa vez por conta dos gritos de Eun-Bi e desviou. Yewon pegou a bola e tacou com tudo em MiSoo.

MiSoo devolveu na mesma moeda e só sobrava Bo-Mi do outro lado.

Bo-Mi fazia um beicinho, mas, de todas, era a que mais estava de boa, tentando levar aquilo na esportiva, por mais dificil que fosse.

No fim das contas, fizeram Bo-Mi de bobinha até que finalizaram aquela tortura, acertando as pernas dela. O time de MiSoo venceu. Obvio que Eun-Bi e ela comemoravam como loucas e até tentaram animar Hyemin, mas a herdeira estava realmente puta! Independente de ter vencido, ela tinha perdido a guerra particular com Sunny!

As meninas tomaram uma água e trocaram de lugar com os meninos - entraram e saíram por lados diferentes, porque as quadras tinham duas entradas.

Dava para ver os bicos aqui e ali, mas a educação física não permitia maiores interações entre eles. O circuito foi explicado para elas e tinha um obstáculo a menos - não fariam a escada vertical. Então, só precisavam decidir quem correria e estava tudo certo.

O time de MiSoo seria: MiSoo, Hyemin, Eun-Bi, Sejeong, Ye-Ji, Stella e Nayeon. O time de MiRan seria: Mi-Ran, Bo-Mi, Yewon, Sunny, Yerin, Hayoung e Ye-Sol. Para a tristeza - ou sorte- de Hyemin, Sunny não seria sua competidora direta.

A professora deu o apito inicial e MiSoo nem deu tempo para Mi-Ran pensar. Mi-Ran, assim como muitos, teve problema com a rede e quase caiu. MiSoo voltou e foi a vez de Hyemin. Hyemin, contudo, ainda estava um pouco distraída e irritada com o que tinha acontecido. Para seu desespero, Bo-Mi estava mais atenta e ela veria a garota passando a frente dela e chegando antes dela, porque correu feito uma doida.

Yewon disparou e fez uma prova lindíssima na frente de Eun-Bi. Eun-Bi estava irritada com aquilo e acabou caindo no desempenho. Sunny foi logo em seguida e conseguiu ter um desempenho muito bom, apesar dos esforços de Sejeong. Sunny acabou terminando primeiro e, cada vez mais o resultado era deixado nas mãos das meninas que não eram tão boas assim.

Duelos pessoais começaram a ocorrer. Havia equilíbrio e uma disputa tensa entre Ye-Ji e Yerin; e Stella e Hayoung. As duas duplas foram bem, mesmo tendo erros e acertos.

O time de Yewon estava ganhando e a pressão foi deixada nas costas das mais fracas: Ye-Sol e Nayeon. Ye-Sol estava tão nervosa que caiu e deu esperanças para o time de MiSoo. O problema foi que a sempre invisível Nayeon não soube lidar com os gritos e foi ruim como Ye-Sol. Porém, elas perderam porque os tempos de Sunny, Bo-Mi e Yewon tinham salvado o time.

No fim das contas, as duas equipes empataram.

Ambas sentiam o gosto amargo da derrota, mas alguns não sabiam lidar MESMO com aquilo.

A tortura, pelo menos, tinha acabado.

MENINAS:


1º MiSoo (fisico 2) x MiRan (fisico 2)

Mi Soo efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
7

MiRan

The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
1


2º Hyemin (fisico 2) x BoMi (fisico2)

HyeMin efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
2

Bo-Mi
The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
9

3º Eun-Bi (fisico 1) x Yewon (fisico 1)

EunB
The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
6
Yewon
The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
10



4º Sejeong (fisico 2) x Sunny (fisico 3)

Sejeong
The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
9

Kim Sun-Hee efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
6

5º YeJi (fisico 3) x Yerin (fisico 3)

Ye-Ji
The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
2

Yerin
The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
2


6º Stella (fisico 3) x Hayoung (fisico 3)

Stella
The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
6

Hayoung
The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
6


7º Nayeon (fisico 3) x Ye-Sol (fisico 3)

Nayeon
The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
1

Ye-Sol
The Crown RPG efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
1

[TODOS]


Os vestiários logo seriam ocupados por meninos e meninas. Eles ficavam frente a frente, divididos por uma série de bebedouros - pelo menos cinco, mostrando um bom espaço entre os dois.

Os vestiários eram limpissimos e feitos de um material caro. Quando os alunos chegavam no colégio, deixavam seus materiais em seus respectivos armários, no prédio central, mas seguiam com a bolsa de educação física - ou sabe-se lá como levavam isso - até o vestiário, onde trocavam de roupa. Os uniformes ficavam pendurados e alinhados, aos moldes dos vestiários profissionais - cada um tinha seu espacinho e, como as turmas eram pequenas, não tinham mais do que vinte espaços ali. Era em cada espaço escolhido que meninos e meninas guardavam, em seus respectivos vestiários, as roupas, necessaire, toalhas e afins.

Existiam dez chuveiros e dez toilettes em cada vestiário, de modo que rolava uma fila. Os mais timidos acabavam ficando por último, mas os banhos não costumavam ser demorados.

Eles tinham apenas quinze minutos até irem para o intervalo e ninguém gostava de perder.

Os inspetores e ficavam atentos às portas do banheiro e não deixavam os alunos ficarem demorando muito ali, quando saíam, tinham que se afastar, mesmo que fosse para sentar nos dos bancos.

No banheiro das meninas, Stella esperaria por Sunny - mesmo que fossem as últimas. Bo-Mi e Eun-Bi tinham sido rápidas para pegar chuveiro, assim como Yerin, Yewon e as próprias MiSoo e Hyemin, caso quisessem.

Eun-Bi disse que ia esperar lá fora porque ia aproveitar para pegar as coisinhas delas no prédio central. Bo-Mi esperaria por MiSoo.

Yewon queria sair logo e não esperou pro Hyemin, saindo com Mi-Ran. Yerin estava séria, de braços cruzados e um palmo de bico enquanto Hayoung penteava o cabelo. A Rainha do Gelo tinha planos para aquele intervalo e não queria demorar, mas ficaria, se Hyemin pedisse.

No banheiro dos meninos, Jung-Mi, Gyu-Sik e Ryu logo saíram. Taemin e Ji-Ran não demoraram muito também e evitavam conflitos, apesar de ainda zoarem. Kim, Ui-Jin e Min-Ho ficariam com Dong. Kim estava, inclusive, preocupado com o novo amigo e queria saber se ele estava bem.

Kang também ficou esperando por Won e Jae-Ki, mas não estava lá muito feliz com a aula. Aquilo o esgotou um pouco.




> Dêem uma ideia geral (ou descrevam bastante, como preferirem) dos objetos que vocês tem no banheiro. Necessaire, bolsa, mochila, enfim

> Se quiserem sair, digam para onde pretendem ir. No caso de irem ao Refeitório, NÃO CHEGUEM LÁ AINDA, digam que estão à caminho. Os outros lugares estão liberados
avatar
Dorama
Localização :
Coreia do Sul

Mensagens :
1215

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3

Mensagem por HyeMin em Qui Fev 08, 2018 11:39 pm

Ganhar não significava mais nada para Hyemin naquela altura do campeonato, no entanto, ela gostou do carinho com que foi tratada por Misoo, por dar tapinhas em seu ombro e tentar animá-la. Parte dela ficava um pouco envergonhada por tê-la xingado em seu diário. No fundo no fundo, ela era uma boa “cunhadinha”... Desde que ela e Jung Mi se entendessem e ela ficasse bem longe dos holofotes da próxima vez. Agora, molecona e sendo tão legal com ela, respeitava e ficava feliz, era um bichinho fácil de agradável. Afinal, se não fosse por aquela atenção, teria deixado a quadra antes mesmo de ter a chance de jogar a bola de volta para EunBi. Respondeu aos incentivos com leves acenos e biquinhos. Desanimada, mas pelo menos estava reagindo e tentando ser fofinha de volta. Adorou quando a garota a defendeu do ataque de Sunny que esqueceu que ela estava queimada. Sentiu um calorzinho no peito por ser defendida por alguém que não fosse Yerin e as amigas, e por isso não precisou responder a rival.

O sorriso da namorada de Joo Hyuk era irritante e ela a tinha ferido profundamente no ego por tê-la superado em uma área que ela achava que era boa. Teria sido infinitamente pior se fosse na culinária ou na moda, sem dúvidas, mas a menina não esperava ser superada e ser incapaz de atingi-la de nenhuma maneira. Sunny esfregava na cara dela a vitória, o discurso estúpido que tinha feito mesmo suja de peixe, forçando-a a pagar por aquele uniforme e também a pedir desculpas ao macaco, que não apenas a tratou com frieza como tentou protegê-la naquela ocasião. A maior vitória de todas que a garota possuía, no entanto, era a mais dolorosa e era a que lhe dava mais sorrisos e proteção, no período que ela ainda tinha esperanças de retomar contato. Hyemin sabia muito bem disso e tinha vontades primitivas. Até o fim da partida não conseguiu desgrudar os olhos da imagem dela, tendo a atenção roubada somente quando Misoo gritou para ela que tinham vencido.

A patricinha fez um esforço para fazer um “v” com os dedos e um beicinho fofo, com um sorriso falso, mas não estava nem um pouco animada. Não queria ser forçada a conviver com aquela menina. Nunca tinha sentido isso antes, aquela escola era um parque de diversões agradável, no qual ela caminhava com a personagem principal e suas súditas, de vez em quando se divertindo com umas traquinagens, mas era a primeira vez que estava oprimida de verdade no ambiente da Wangjo e não era porque a garota tinha status, poder ou dinheiro, ela não tinha nada que Hyemin conseguisse destruir e isso a incomodava completamente. Lembrava da missão e da sogra e torcia muito para que ela fosse expulsa logo. Só que gente como o príncipe Wang estava atrapalhando tudo.

Era curioso como na semana anterior ela tinha pedido para Yerin para que elas pegassem leve, mas em sua defesa, seu celular estava sob custódia e ela estava fragilizada. Foi isso que a fez fraquejar. Mesmo assim, ela realmente tinha respeitado o pedido doloroso de Joo Hyuk e odiava muito a si mesma por aquela trava invisível que aquele garoto tinha colocado de controle nela, por algum motivo que ela não conseguia explicar. Ela imaginava sim Sunny caindo da escada e queria ter acertado com força a bola nela, mas era um jogo. Fora disso, ela estava andando na linha e guardando o ódio. Esse era o problema. Agora, ela via todo aquele sentimento borbulhando nela, incapaz de ser descontado mesmo numa partida que “permitia” isso.

Aproximou-se de Yerin, verificando se ela estava machucada, mas estava nítido como estava abalada com aquilo, principalmente porque passaram pelos meninos e ela olhou para o chão ao passar e não ver o que não queria, como comemoração e gracinhas entre aqueles dois. Observou as meninas correndo e o péssimo desempenho das colegas começava a deixá-la nervosa.

Ela tentou correr e dar o seu melhor, mas seu melhor não estava focado e ela ficava olhando para o lado o tempo todo, ficando nervosa ao notar que BoMi estava bem à frente. Tinha vontade de largar o circuito ali mesmo e sair.  Quando acabou sua parte, só botou as mãos na cintura e continuou assistindo, infeliz e se segurando por perceber onde aquela partida estava indo.

Quando foi a vez de Sunny, a menina acabou lambendo os lábios em um tique nervoso, porque a desgraçada era boa mesmo. Por um momento perguntou-se se ela jogava Tênis e pensou se a menina estaria ali para usurpá-la em todas as coisas.




Quando acabou, a menina nem esperou as duas tontas espatifadas voltarem direito para os grupos e já saiu meio cabisbaixa rapidamente para o vestiário. Ali, foi até sua área, pegou sua mochila rosa com a necessáire, a bolsa normal e os sapatos e colocou para fora o kit com shampoo e secador.




A menina estava meio atrapalhada em retirar os itens da mochila porque estava nervosa. Tanto que ela começou a tirar o tênis, meio sem saber o que estava fazendo e depois voltou para soltar o cabelo. Seus olhos arderam um pouco mais e ela precisou esfregá-los porque lágrimas começaram a escorrer. A garota começou a soluçar e chorar feito uma criança e quando Yerin apareceu, ela sentou-se no banco mais próximo de suas coisas e puxou a amiga para ficar ao lado dela, quando começou a sessão de soluços.

- E-e-ela.. Jogou a bola em mim… Você viu o que ela f-f-f-fez?? E-e-eu perdi ...e eu não consegui jogar uma..b..b.ola… Ela ficou...rindo de mim…E-eu não consegui fazer nada…  eu..e.u.. Odeio essa menina, Yerin…. TIra ela da escola… eu não gosto dela… eu estou com tanta vergonha… ela veio pra escola só pra me humilhar… ela quer que eu saia daqui… não é justo...




Falava embolado em soluços, como se relatasse uma coleguinha do pré primário que roubara um pirulito. Abraçou a amiga e só quando sentiu dedos da rainha secando suas lágrimas é que pararia de chorar.
avatar
Dorama
Localização :
Terra do Marshmallow

Data de nascimento :
17/03/2002

Mensagens :
181

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3

Mensagem por Jae-ki em Sex Fev 09, 2018 12:04 am

A provocação de Taemin sobre eles terem algo para resolver só deixou Jae-ki mais cego de raiva! Ainda bem que Jung-mi o segurou, foi bom, antes que fizesse alguma besteira. Ouviu o conselho do capitão, mas as palavras não entravam na sua mente, Jae-ki já estava pilhado na do Taemin. Estava explodindo por dentro. A sorte é que pelo menos os garotos do seu time até que não pareciam ser do tipo que destrava as pessoas. Depois do que falou para o time e o capitão, Dong pareceu confiante ao concordar com ele, ao menos foi o que Jae pensou. Mas é claro que não dava para conhecer ninguém direito em um jogo, nenhum deles era bolsista e nem deviam tá interessados que isso fosse mais que um jogo. Mas não importava, Jae-ki só queria muito vencer.

Logo no começo cerrou os dentes ao ouvir o comentário de Taemin.

- Tuejyeo...*(vai pro inferno) - Respondeu baixo a provocação dele quase no mesmo instante.

Mas pena que não deu para xingar mais, porque já iam para suas posições, mas era visível o olhar de fúria de Jae-ki. "Isekya é você saekki!" Assim que apitou, Jae também disparou, mas estava tão irritado e era a primeira vez fazendo esse circuito, acabou se enrolando, quando viu Taemin já tinha infelizmente completado na sua frente.Não estava acostumado a fazer circuítos assim, talvez por isso se atrasou tanto. Assim que terminou, se juntou aos outros do time suspirando de raiva e pisando forte no chão, seu rosto estava até vermelho e não era de vergonha, era de raiva mesmo! Estava pegando fogo, não dava para saber se estava ofegante do circuito ou da irritação. "Jiral!! Ani! Ani!!! Perdi de novo!!" Seu coração ardia de tanto ódio, tinha vontade de socar alguém, socar alguma parede, qualquer coisa! Mordeu a boca quase arrancando a pele da boca. Sabia que Taemin tinha adorado isso e o zoaria mais tarde! Pelo menos precisavam ganhar a disputa! Jae-ki se virou para assistir os outros, estava pingando de suor já e muito nervoso. As mechas de cabelo da sua franja já grudavam da testa praticamente molhados.


Mas assistir era terrível! Até o capitão que parecia mais atlético tinha se enrolado. O coração de Jae-ki batia acelerado e tenso torcendo para que eles se saíssem bem! Quando foi a vez de Dong então, Jae tentou incentivá-lo:

- Vai cara!! Acaba com eles!! Vai na coragem!

Porém depois mal se mexia frente a tamanha derrota que assistia ao vivo. O garoto tinha tropeçado no próprio pé! Tinha que acontecer tanta desgraça de uma só vez? Pior era ouvir as risadas de Taemin isso, era como adicionar lenha a fogueira de ódio que ardia no seu peito.

- AINDA NÃO ACABOU! - Gritou em resposta a risada de Taemin.

Teve um momento que Jae achou que Dong não sairia mais de lá. Arregalava os olhos com desespero por ver quantos do outro time já tinham passado. Apesar do Min-ho parecer melhor, não era o bastante. Novamente a voz de Taemin agrediu seus ouvidos. A frase não tinha sido direta para Jae, mas ele considerou novamente que sim. " É claro que vai ter revanche isekyia!" Gyuk fez surgir uma pequena esperança, mas o time amarelo já estava muito na frente, só um milagre. Na vez do gordinho foi só tristeza. Jae-ki não falava nada e nem se mexia mais, os olhos ficaram petrificados em direção a competição, estava paralisado enquanto assistia sua derrota chegar cada vez mais perto.


Nem Hyun que não parecia ruim, tinha ido bem. No fim chegou a vez de competir com Won, Jae-ki não queria fazer feio de novo e se esforçou, apesar de saber que a derrota já estava praticamente declarada. Queria terminar com tudo e provar que sabia fazer o circuito bem ao menos. Foi mais rápido que o amigo, mas nada foi suficiente para que vencesse. Pior ainda era ter perdido com tanta diferença de pontos.

Soltou muitos "aishhh" e cerrou os dentes, tinha sido humilhado de novo! Mas isso era injusto! Seu time estava em desvantagem! Pior é que ainda teriam que pagar uma prenda. Os outros ficaram lá se divertindo. Jae-ki lançou um olhar ao seu time, não podia reclamar com eles, até porque ele mesmo tinha vacilado no começo.

- Aishh... Não acredito que esse saekki ganhou! Não... Nãooo.... - Suspirou se jogando de joelho no chão, sentou no chão e olhando para o capitão lamentou - Precisamos de uma revanche! Isso não pode acabar assim...

Depois, meio desesperado se levantou e saiu fazendo várias perguntas, como se isso o pudesse preparar para a próxima vez, só queria ter algo para se apegar, uma esperança. A primeira pergunta foi para Hyun:

- A educação física aqui é sempre assim?

Em seguida também fez pergunta para Jung-mi, estava muito afoito e mal por ter perdido, nem pensava muito no que fazia, só queria ter informações para ir pensando na próxima vez:

-  Você vai ser sempre nosso capitão?

Hyun até tinha tentando vencer quando o colocou para fazer os circuítos, não parecia tão ruim, nem Jung-Mi parecia.  Também não podia exigir que garotos não atléticos se tornassem bons em alguns segundos, ele mesmo tinha ido mal. Só não foi consolar eles porque não eram amigos e Jae-ki não era do tipo amigo de todos como Won Bin, ele tinha suas defesas e motivos bons para não ser assim. Se ao menos tivesse vencido Taemin naquela primeira etapa... Além disso, tinha notado a cara de choro do Ui-Jin, era estranho ver como mesmo sendo ricos, Taemin ainda conseguia ser ruim com eles. Eles não deveriam ser intocáveis também? O que tinha nesse loiro demônio para ele vencer tanto?  Para ele isso era tão pessoal, parecia tão injusto que Taemin tivesse tudo, o dinheiro que praticamente o tornava intocável e agora a segunda vitória. Talvez ele fosse mais rico que os outros, ou talvez fosse a força que fazia os outros ricos o temerem. Mas o pior era que nada apagava aquele maldito sorriso do rosto dele que tanto fazia Jae-ki ficar irritado.

Depois de pagar a prenda, foi para o vestiário, mas nem a água fria seria capaz de aplacar sua fúria e o sentimento de derrota que latejava dolorosamente no peito. Podia perder pra qualquer um, menos para o Taemin, pelo menos pode se juntar aos seus amigos de novo, porém Jae-ki não tava muito afim de falar da sua derrota, até porque eles tinham ficado no time inimigo.

- Não quero falar sobre o que aconteceu! Não agora...  - Disse assim que os viu, dava para ver que estava alterado.

Estava de péssimo humor. Pegava suas roupas com brutalidade, jogando-as para o lugar com raiva, batia a porta do armário com ódio também e suspirava ainda. Suas coisas eram todas muito básicas, não tinha nada especial, nenhum perfume, nenhum creme, só as roupas que tinha que vestir mesmo depois do banho e uma toalha que tinha levado, um pouco gasta e rasgada numa ponta. Jae nem tinha escolhido direito antes de arrumar seu kit. Nem sabonete tinha levado, só jogou mesmo uma água bem fria no corpo para tirar o suor. Não era como se tivesse que tomar banho mesmo, né? Ao menos Jae pensava assim. Quando enfim saíram, estava com os cabelos úmidos ainda, nem os tinha penteado. Logo percebeu que a cara de Kang não era das melhores, mas Jae não queria saber os detalhes dessa disputa. Agora teriam que decidir para onde iriam. "Preciso ver a Eun-bi, mas para onde ela iria?" Jae-ki sentia um estranho frio no estômago, nunca se sentiu assim antes, talvez estivesse um pouco nervoso para ver a reação dela. Será que seu dia seria todo ruim ou teria algo bom? Pelo menos ver ela de perto de novo parecia bom, ela o devia ainda, devia se lembrar disso. Não teve tempo de conversar com os amigos direito antes, mas faria isso melhor no intervalo.

- Aishhh... Vamos pro refeitório? Tô com muita fome, vou só verificar uma parada aqui.

Jae-ki estava mesmo com fome e muita sede também. Talvez o frio no estômago fosse isso, fome!! Será? Mas antes de ir pegou o celular e mandou as fotos para Eun-bi todas de uma vez aproveitando o wi-fi ótimo da escola. Em seguida colocou a seguinte mensagem:

"Vai pro refeitório?"

Depois de digitar, guardou o celular no bolso, levantou o rosto para os amigos, tocou no primeiro assunto que veio na mente só para não ter que falar da derrota, ao menos por enquanto, precisava de um tempo para digerir isso. Por isso disse:

- Vamos, vamos... Conta aí direito Won, como foi no seu emprego... E voltou ao dojo?


Última edição por Jae-ki em Sex Fev 09, 2018 12:31 am, editado 6 vez(es)
avatar
Dorama
Localização :
Songpa- gu

Data de nascimento :
07/05/2004

Mensagens :
231

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3

Mensagem por Convidado em Sex Fev 09, 2018 12:11 am

Mais uma vez MiSoo vibrava como uma louca quando viu a bola de EunBi acertar as penas de MiRan e Nayon ainda tinha conseguido desviar quando a garota devolveu a bola.

Estavam quase ganhando! Faltava só Yewon e… BoMi…

Yewon jogou a bola com força em MiSoo, mas ela agora estava cheia de energia e pegou a bola, retornando a bolada com força à Yewon e tirando ela do jogo.


Depois da gritaria de comemoração, só restava BoMi do lado adversário. Acabaram brincando um pouco com ela nos arremessos da bola, mas quando MiSoo tinha que arremessar nem usava muita força. Machucar a amiga era a última coisa que queria e depois BoMi nem tinha tentado machucar ninguém do time de MiSoo mesmo.

Quando a brincadeira cansou o grupo verde ganhou o jogo e é claro que EunBi e MiSoo eram as criaturas mais escandalosas daquela quadra, principalmente para comemorar a vitória! Era uma pena que Hyemin continuava desanimada.

Agora era a vez delas de correrem na quadra maior. No trajeto passaram mais ou menos perto dos garotos e MiSoo acenou com animação para elas, mas ao ver aquelas caras tentou incentiva-los como tinha feito com seu time.

A primeira a correr era MiSoo e novamente estaria contra a capitã do time adversário. Foi só a professora apitar que MiSoo já tinha disparado lá na frente da adversária. Ao terminar o percurso, a garota já estava comemorando outra vez. Não era vitória do time, mas era sua vitória contra uma das garotas chatas do grupo das cobras.

Mas depois disso, MiSoo bem que tentou incentivar todas suas colegas, mas nem mesmo EunBi tinha conseguido se sair bem. MiSoo sentia quase as bochechas doendo de tantas caretas que fez inflando-as. Do tanto que gritava, poderia quase ficar rouca também.

Bem que queria que BoMi pudesse ter pertencido ao seu grupo!!

Infelizmente o time verde tinha perdido dessa vez, o que significava que tinham ficado empatadas no score final.

Depois de fazer uma gritaria em conjunto com EunBi, lamentando terem sido derrotadas em algo que MiSoo gostava de fazer, estava na hora de deixar a educação física de lado e ir para os vestiário. MiSoo agora deixava o papel de capitã do time verde para se juntar às suas amigas e assim irem juntas até o vestiário. O trio tinha entrado logo na área dos chuveiros para serem as primeiras a usar os chuveiros.

MiSoo tinha deixado sua bolsa de esportes com os tênis para a educação física, sabonete, toalhas e produtos para o cabelo já em seu armário outro dia, temendo que os sapatos que estava usando naquele dia em específico lhe causasse dor depois de horas de uso. Por isso mesmo tinha carregado o uniforme da educação física e o da dança na mochila que usava para o material normal da escola. Mas estava com a bolsa esportiva agora e tinha colocado tudo de volta dentro dela antes de se irem para o vestiário se trocar para a educação física. Da mochila convencional tinha trazido o pouco de maquiagem. A parte ruim de tomar o banho rápido na escola pé é que não dava tempo de refazer o penteado depois de secar o cabelo. Deixaria o cabelo preso e trançaria os cabelos de novo para a aula de dança.

MiSoo demorou um pouco mais que as amigas à sair do vestiário e por estar apressada nem percebeu o choro de Hyemin. Do lado de fora só encontrava BoMi. Nem sinal de EunBi.

- Uwa! Que bom que me esperou, BoMi-yah! -já deu um abraço apertado na amiga como se nem tivessem se visto à pouco tempo - Você correu muito bem no circuito!! Uwaaa!! Daebaek!!! - segurava a amiga pelas mãos dando pulinhos, mas ainda estava agitada e nervosa pela derrota do seu time na corrida - Aish!!! Mas a EunBi-yah já desapareceu!! E ela nem me falou quem tinha acompanhado ela no sábado!! - reclamou, o assunto já tinha comentado com BoMi no domingo - Estou curiosa… - curvou os lábios em uma careta exageradamente tristinha - Otokeeee… - abraçava de novo a amiga como se pedisse consolo.



Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3

Mensagem por Hyun Hee em Sex Fev 09, 2018 1:16 am

Jaeki era um garoto irritadiço. Ele logo notara no primeiro dia em que chegou no auditório - uma entrada que poderia ter sido mais triunfal, admitia, mas pelo menos por causa disso tinha conseguido reparar um pouco mais nas pessoas em volta. O garoto não combinava em nada com aquele ambiente e ele queria vê-lo irritado de verdade algum dia. Isso poderia trazer uma expulsão, sentia, mas que seria uma cena interessante, ah, seria!

Como esperado, Jung Mi se irritou com seu ‘desrespeito’. O irmão nunca seria para ele um capitão (quem dirá o chefe da empresa da família). Para ele, seria sempre o pivetinho que o admirava, mesmo agora o odiando daquele jeito.

- Acho que o tempo o fez esquecer com quem está falando, maninho, aprendeu maus modos em casa? -  sorriu feito raposa e então a expressão virou cínica com o sabor da voz de Jaeki não só aceitando a missão, mas respondendo com entusiasmo, de forma que o caçula não podia ignorar. Sorria se aquilo tivesse sido calculado.

Quando Jaeki começou a falar, ficou um pouco admirado pela habilidade de carisma que ele teve e um pequeno sorriso surgiu no canto dos lábios, assentia, dando aquele apoio psicológico que ele precisava

- Vocês ouviram. Ainda tem esperança. Aja, aja. - finalizou o discurso do colega de mesa e Dong e tentou instigar um grito coletivo entre os nerds. Era uma cena um pouco engraçada e rumo ao quase óbvio fracasso.

Poderia ser um dorama no qual os oprimidos tinham um momento glorioso de pura sorte, mas a tragédia surgiu como o anúncio e até Jaeki foi péssimo contra Taemin.

”Aish, o que ele tá fazendo?”

Notou que só podia ser richa pessoal. O menino não tinha controle nenhum de suas emoções e isso era problemático. OK que ele não era, assim, um professor de ioga, mas ele culpava os parafusos a menos na cabeça pelos descontroles. Ele tinha consciência que estava sendo louco. No caso de Jaeki parecia mais imaturidade mesmo. Ele genuinamente estava nervoso com as coisas, não simplesmente desproporcionalmente descontando em pormenores as dores internas, mas verdadeiramente afetado por elas. Era um dongsaeng interessante que tinha muito a aprender ali dentro no meio daqueles lobos manipuladores, especialmente Taemin, que conseguiria manipulá-lo muito facilmente e com certeza já tinha notado aquela característica estourada do menino.

Jung Mi também tinha ido muito pior. Hyun Hee perguntava-se o quanto era o culpado pela desconcentração do irmão. Não estava feliz com aquilo. Balançou a cabeça negativamente. Será que aquele pivete não tinha crescido? Ele não tinha que ficar afetado pela presença dele, isso o atrapalharia no futuro… O instinto de irmão mais velho o fazia querer dar uns cascudos nele e dar bronca sobre aquele comportamento. Não mais uma criança! Jung Mi tinha que saber se concentrar em vez de agir de forma emburrada. Era uma pena que não eram mais próximos para poder dizer essas coisas a ele…

Foi a vez de Dong. Pela postura neutra dele, parecendo pouco amedrontado, achava que ele conseguiria um circuito satisfatório, mas ele acabou se enroscando e passando um senhor vexame ali na frente. Não riu. Geralmente soltaria uma gargalhada se fosse qualquer um dos boyzinhos ali, mas sentiu um pouco de raiva de Taemin e JiRan. Não era o defensor dos oprimidos, mas não era nem um pouco justo ou ético se sentir superior daquele jeito por vencerem em um time tão mal formado. Os caras obviamente não eram atletas. Duvidava até que algum deles conseguisse correr e bater palma ao mesmo tempo.

Hyun Hee cruzou os braços, sério e observou analiticamente se Dong estava machucado de verdade, apesar de não falar nada. Ah, como queria estar saudável e bem treinado. Cada vez mais achava isso necessário.

- UHHH. TÁ TUDO BEM, FOI BOA, BOA. DONG HEE-KYUNG. VALEU - apesar de parecer irônico, ele não estava fazendo aquilo para deixá-los para baixo, mas estava tentando falar mais alto que as provocações de Taemin.

Então foi a vez de UIjin, que virou um espetáculo a parte para todos, mas não para ele. Estalou a língua, incomodado e notou como o garoto saiu arrasado do lugar. O garoto começou a bater palmas efusivamente e gritou.

-  EI.  LEE UIJIN-SHI!  Aquela dor, no joelho… - tentava acobertá-lo com uma desculpa qualquer por seu fracasso que não fosse seu tipo físico. - Cuide dela! - fez um positivo com a mão.

Quando Jaeki quis comentar a tragédia que estava acontecendo, Hyun quis tirar um sarro.

- Não é sempre assim não. Às vezes eles deixam umas armas de tortura da era Joseon. Você conhece aquela da cadeira?

Na sua vez, espreguiçou-se e andou olhando bem para cara de Taemin. De repente queria pintar o cabelo dele da cor preta de limo de quadra. Então correu. Ele queria dar o seu melhor e correr feito um louco, mas a verdade é que suas costelas começaram a pegar. A cada pontada ele usava um palavrão mental. Não conseguiria ir bem nem que quisesse ir muito então aquele disfarce social de apoio ao grupo pareceu cair como uma luva.

Assim que foi anunciada a vitória, já chegou escandaloso aplaudindo enqunato voltava.


- UAU. Ganhou do grupo dos “necessidades especiais”.  PARABÉNS.  Que honra. Que homão. Parabéns. PALMAS PARA O REI DA WANGJO    - abriu os braços, meio que ‘apresentando’ à plebe e deu de ombros. - As mocinhas vão jogar tênis enquanto os homens de verdade vão fazer flexão. Tá ótimo.

Hyun Hee não iria parar. Não ia falar que estava debilitado. Sabia que isso iria ferrá-lo, mas ia fazer a droga da flexão e do treinamento militar. Ele foi mais lento do que gostaria, mas precisava gastar aquela energia de alguma forma, suou mais do que deveria fazendo isso e pareceu mais cansado, desgastado pelo esforço.

Em seguida, foi direto para o vestiário. Sua mala era simples e ele se meteu direto no chuveiro, para esfriar um pouco a cabeça. Tinha falado besteira para o reizinho merda do primeiro ano. Mas foda-se. Ele era, teoricamente, do segundo. Taemin não era Jongin. Não deveria ter o menor cuidado com aquele projeto de vilãozinho.

momento que vocês todas esperavam:



Terminado isso, só ia dar um jeito no cabelo para sair. Palhaçada aquela configuração do primeiro ano.


Última edição por Hyun Hee em Sex Fev 09, 2018 11:15 am, editado 1 vez(es)
avatar
Dorama
Localização :
Queria estar nos EUA

Data de nascimento :
04/11/2002

Mensagens :
149

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3

Mensagem por The Crown RPG em Sex Fev 09, 2018 2:37 am

[HYEMIN]

Yerin não gostava de educação física porque o único esporte que a interessava de verdade era Hipismo - arqueirismo e tênis vinham em seguida, sendo o último apenas para assistir Hyemin jogando e torcendo por ela. Mas essa coisa de coletivo e fazer parte de uma equipe que não podia ter controle, não fazia em nada seu estilo.

Porém, ela fez seu papel e cumpriu até que bem. Quando retornou para seu lugar, manteve aquela expressão indiferente, sempre séria - ela nem ao menos comemorava quando marcavam pontos no queimado ou, agora, na corrida, ganhavam da outra equipe. Ela realmente não queria estar ali, por isso tanto faz. Não ria, não falava, só ficava ali com os braços cruzados e a cara de pouquissimos amigos.

Ela tinha tanta coisa mais importante para lidar e teve que ficar ali.

Assim como Hyemin, ela nem esperou para sair da quadra e ir até o vestiário. Por não ter se desgastado muito - o único momento que “se animou” foi no queimado, mas perdeu a vontade depois que Min perdeu a guerra contra Sunny - ela não estava lá muito suada, mas tomaria um banho mesmo assim.

Sua bolsa preta da Adidas estava logo abaixo do uniforme impecável e Yerin teria seguido com tranquilidade até ela, se não visse o modo como a melhor amiga agiu. A Rainha parou por um instante, observando toda aquela cena e confusão mental dela. Tinha sido a segunda a entrar ali, mas não demoraria até que outras entrassem também. Aproximou-se e mal teve tempo de falar até ser puxada para aquela sessão de soluços.

Permitia que Hyemin começasse a chorar enquanto ela “vigiava” a porta. Por enquanto, nada de anormal, MiSoo e as amigas chegavam e iam para seus armários e banho, sem se preocuparem com elas, Mi-Ran e Yewon seguiam o mesmo caminho. Hayoung olhou meio preocupada, mas diante da encarada de Yerin, só abaixou a cabeça e tomou seu rumo.

Nada de Sun-Hee ainda, mas já tinha gente o suficiente ali. Virou-se para a amiga e secou as lágrimas dela, daquele jeito normal.

- Não vou dizer “é só um jogo” porque também estou irritada. - Comentou. - Mas o que fazemos quando alguém nos machuca? A gente revida. - Falou baixinho e com cuidado. - Ela está merecendo um lembrete, não acha? Discreto, claro, poupe o uniforme dessa vez.

Dizia sem mexer os lábios direito, mas Hyemin entenderia perfeitamente cada palavra, Ajeitou o cabelo dela e a encarou.

- Me avisa se ela deixou alguma marca porque eu resolvo isso, se for necessário. Posso tacar algo nela também. - Nem parecia brincar, mas logo esboçou um sorriso. - Vamos tomar banho, sim? Tirar esse suor e esse choro. Tenho certeza que a água vai ajudar a clarear a mente.

E Hyemin podia pensar no conselho que a amiga tinha acabado de dar: se vingar! Mas como ela podia fazer isso e ser discreta? Será que queria mesmo ser discreta? Bom, de todo modo, ela teria aquele momento para isso. Enquanto tinha mais gente pra culpar também, depois podia ser tarde demais.

[MISOO]

MiSoo comemorou muito com Eun-Bi e depois foi a vez de Bo-Mi de comemorar por ter vencido. O empate não foi nada ruim, para o grupo e, no fim, Eun-Bi nem estava chateada. Tinha sido um jogo legal - pelo menos para quem gostava de exercícios, como ela. As três chegaram até o banheiro e nem repararam muito no choro de Hyemin. Estavam mais preocupadas com seus respectivos banhos, por isso cada uma pegou um chuveiro. Uma ficou do lado da outra, mas tomaram seu próprio momento.

Eun-Bi foi a primeira a sair porque tinha um pouco de pressa. Enrolada na toalha, guardou as coisas dentro da bolsa - que era da marca de sua família - e logo se enfiou numa cabine para terminar de trocar de roupa. Saiu alinhando o uniforme e foi retocar a maquiagem - bem básica, só um pouco de bbcream, rimel, batom rosado centralizado nos lábios e o blush contido. O cabelo prendeu numa trança mesmo, sem se incomodar em secar e logo saiu.

Bo-Mi tinha acabado de se vestir quando a viu partir, mas também foi outra que seguiu para o lado de fora, para esperar. MiSoo não teve muitos problemas no vestiário - só as provocações de sempre que as meninas faziam. Mas nada absurdo, justamente porque estava muito cheio, com muitas testemunhas.

A tenista não teria problemas em achar Bo-Mi do lado de fora - a amiga estava com o cabelo molhado e solto, ajeitando o blazer enquanto deixava a bolsa no banco. Virou-se para MiSoo e sorriu para ela vendo a animação.

- Ah, eu sou boa pra correr! - Respondeu com um sorriso animado. - Vocês foram ótimas no queimado. É engraçado como ficamos doidas na educação física, né? - Riu ao lembrar das caras.

Olhou ao redor e então viu o irmão saindo do vestiário com Ryu-Ji e Jung-Mi. Nenhum dos três estavam com uma cara boa, mas eles se aproximavam delas, porque Gyu-Sik meio que foi automaticamente para lá.

- É, ela disse que ia buscar o presente, mas também estou curiosa para saber quem ela encontrou. - Soube da história por conta de MiSoo, no domingo.

- Ah, nem me lembre. - Jung-Mi respondeu meio irritadinho para Ryu-Ji que deu de ombros. - Bom dia.

Olhou para elas, mas desviou o olhar, segurando a alça de sua bolsa atravessada. Gyu-Sik estalou a língua no céu da boca e cutucou a bochecha da irmã, recebendo um tapa no dedo.

- Agressiva.

- Não fura minha bochecha!

- Por que? É bonitinha. - Resmungou e olhou pra MiSoo - Olá.

- Oi… - Ryu-Ji disse para as duas, de modo mais contido e tímido. Bo-Mi o cumprimentou com um sorrisinho e acenando.

- Oi, Jung-Mi-shi, Ryu-Ji-shi, como foi o fim de semana?

- Foi bom. - Jung respondeu. - E o de vocês? Vi as fotos da Ópera, estavam muito elegantes. Até o Gyu-Sik parecia gente.

- Um pinguim gigante. - Ryu-Ji brincou e Bo-Mi deu uma risada mais gostosa. Gyu revirou os olhos para os dois, achando a mínima graça na palhaçada.
[/color]


[JAE-KI]


Apesar dos esforços de Jae-Ki, a derrota foi inevitável. O garoto - assim como a maioria ali - estava muito irritado com toda a situação e as coisas que acabou vendo. A cena de Ui-Jin e Dong foi de dar pena mesmo, mas pelo menos os meninos do time foram legais - até mesmo Hyun-Hee e Min-Ho que pareciam emburrados na maior parte do tempo, foram legais naquele momento.

No fim, os derrotados acabaram se aproximando um pouco - pelo menos Jae-Ki teve algumas respostas. A primeira pergunta dele foi respondida de modo irônico por Hyun e, como Jung-Mi estava próximo, ele só fez uma careta irritada. No entanto, não foi grosseiro com Jae-Ki - seu problema era com o hyung, não com ele.

- Não. Não sei porque o professor me escolheu, deveria ter escolhido o Ji-Ran, mas enfim. Não se preocupe com isso.

Jung-Mi respondeu num tom meio decepcionado. Porque, afinal, ele tinha falhado na formação de equipe por conta de um erro de logística. Muito embora as provocações de Hyun tenham mexido com Taemin, Jung ainda se sentia mal para com seu grupo. Seguiu para o vestiário, deixando o garoto para trás.

Jae-Ki estava tão revoltado que nem falou muito com os amigos vencedores - ainda que Kang não se comportasse como um, parecia chateado com as coisas que viu.

Uma vez que saíssem do banheiro, Jae-Ki tentava guiar o grupo para o refeitório, mas pediu um tempo antes. Como eram mais simples com banhos e arrumações, os três saíram antes da primeira menina deixar o banheiro - e esta menina foi Eun-Bi. Eles estavam no meio do caminho enquanto Jae-Ki parava por um instante. Kang ouviu a pergunta para Won, mas logo uma imagem à vista, chamou sua atenção.

Eun-Bi tinha saído e estava parada, mexendo no celular e olhando para as costas de Jae-Ki.

Mais do que isso, ela estava dando um sorrisinho.

Jae-Ki sentiu o bolso da calça vibrar e a mensagem vinha.


“Vou, mas já te vi. Olha para trás, se me esperar, eu te alcanço =p”


E, caso olhasse para trás, ela daria um tchau discreto para ele. Estava há alguns metros de distância, segurando o celular e a bolsa pesada dela.


[HYUN-HEE]


Casa?

Hyun realmente tinha coragem de falar sobre [i]casa com o irmão? Aquela resposta imbecil foi o que faltava para tirar qualquer chance de Jung-Mi mandar bem naquela competição idiota. Agora o irmão estava mais furioso do que nunca e sua vontade era partir para a agressão.

Porém, diferente de Hyun, Jung era mais controlado. E talvez esse fosse seu problema. Se ele explodisse mais vezes como gostaria, as pessoas passariam a enxergá-lo de verdade e não como a falsa imagem de bom moço que tinham.

O olhar dele já dizia tudo e Hyun teria que lidar com aquela expressão amarga e odiosa por algum tempo. Tinha conseguido grandes avanços nos últimos dias - ainda que domingo tenha sido uma desgraça - mas seu irmão ainda era um obstáculo que ele tinha saldo negativo. Mal havia respeito ali.

Uma onda de empatia invadiu Hyun-Hee naquela manhã e ele realmente abraçou o time - fosse por odiar as risadas de Taemin e suas provocações, fosse por pena dos garotos ou de si mesmo - ele fez a diferença sim. A cena toda podia ser muito pior do que estava sendo, mas graças aos esforços dele, Jung, Jae-Ki e Gyu, as coisas se acalmavam. Eles se preocuparam mesmo com o bem estar de Dong e se compadeceram da carinha de Ui-Jin.

Hyun até inventou uma dor de joelho que o gordinho o encarou com uma cara de “como ele adivinhou que meu joelho dói?”.

Mesmo que aquela não fosse sua intenção, ele começava a ganhar uma simpatia de algumas pessoas, porque parecia quebrar aquela má impressão inicial. Não era como se estivessem morrendo de amores também, mas foi algo legal de ver.

Ele até mesmo chegou a provocar Taemin que só deu uma risada ainda mais debochada e fez um “valeu”.

- Boa sorte da próxima vez, hyung. Vê se não esquece as pernas em casa. - Piscou e deixou os garotos com seu castigo.

Apesar de tudo, o exercício fez bem - à mente dele, porque as costelas estavam doendo muito agora. Hyun precisava pegar os analgésicos para aliviar aquela dor e eles estavam na bolsa, no armário do prédio central. Precisaria lidar com o banho e passar todo um caminho até chegar lá.

Quando saísse, veria que seu irmão e os dois amigos dele estavam falando com duas meninas. O grupo não era difícil de reconhecer - as duas meninas e o menino que fazia careta, estavam na Ópera. Mesmo sem os vestidos de gala e com os cabelos molhados, elas duas eram muito lindinhas. E o garoto, bom, ele foi a vítima da joaninha e tinha resolvido a pendência antes que ele brigasse com MiSoo.

Jung-Mi estava meio de costas e não via o irmão, mas os outros quatro teriam a visão dele, ainda assim.






> Caso não tenha ficado claro, a ordem de saída foi: Jae-Ki, Won e Kang; Eun-Bi; Bo-Mi; MiSoo; Jung, Ryu e Gyu; Hyun-Hee
> A Ordem de entrada foi: Hyemin, Yerin; grupo da MiSoo; Yewon, MiRan, Hayoung. Sunny chega depois, ok?
> A Ordem entrada pros meninos, vocês decidem, mas a saída foi essa.
> Jae-Ki, espera as respostas do Won
> Não respondi muito com o Kang pra complementar depois com o turno do Won!
avatar
Dorama
Localização :
Coreia do Sul

Mensagens :
1215

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3

Mensagem por HyeMin em Sex Fev 09, 2018 9:26 am

Poderia ser dito que os olhos de Hyemin praticamente sugaram as lágrimas para dentro de novo ao sentir o toque de Yerin, que a acalmava em seu momento de descontrole e lhe iluminava a mente.

O brilhos de lágrimas agora era de ideias. A menina olhou para o lado, sentindo o coração acelerar. Algumas meninas começaram a aparecer. Ouvia a voz de Misoo e suas amigas conversando para irem tomar banho. Observou a amiga. Ela estava sugerindo o que achava que sim?

Um demoninho interior brotou em sua cabeça como uma pipoquinha estourada, conforme a mente criativa começava a trabalhar em favor do mal.




Sorriu demônia, olhou uma vez para porta, de certa forma fazendo um sinal para reforçar que a amiga cuidasse para não serem pegas e, aproveitando os banhos do trio, a menina correu até a bolsa de Sunny e abriu afoita, em busca de qualquer coisa.  (*consultei Karol)

”Calma. Calma. Não pode ser pega. Cuidado onde mexe. Cuidado…”

As mãos espalmadas acima dos pertences da garota tentavam conter a ansiedade de revirar tudo que tinha ali A visão da tia com seus ensinamentos embaralhados sobre não ser pega, recuar e ter calma aparecia como Mufasa para acalmá-la. Os olhos vasculharam roupas e coisas sem graça de banho. Fez uma careta por não encontrar um sapato. Aquela sem noção queria usar uma tendência de moda de 2015 e tentar tornar tênis de corrida uma opção real fora das quadras?

Revirou os olhos. A ansiedade não correspondia em nada ao conteúdo daquela mochila. Foi com um balde de água fria. Não tinha absolutamente nada de interessante. Bufou. Por que ela era tão absolutamente sem sal?  Que pessoa mais comum e sem graça era aquela garota! Quão “senhorita perfeita” aquela sonsa queria ser? Tão intocada e inatingível. Mesmo em um jogo de queimada.  Não seria dessa vez que poderia ir contra ela. Na verdade, achava que tudo conspirava em seu favor e isso era ainda mais triste. Logo a ideia de Yerin não pareceu ser tão boa assim.

Ergueu os olhos para o uniforme. Ah. Aquele lindo tecido que foi pago pelo dinheiro DELA… Era tão irritante não poder fazer nada ali também. Era triste como havia aquela redoma especial em volta da passarinha.

Fez um bico, invejosa, e em um rompante agarrou a alça da mochila da menina e marchou até o banheiro, onde balançou todo o conteúdo para dentro da privada, com uma expressão de repulsa, como se estivesse carregando a caixa de peixes do dia da ovada.




Estava com raiva da garota por não ter nada interessante para ela e essa era sua grande punição. Esquecia da sutileza que deveria ter em surrupiar um ou dois itens para que a menina não reparasse agora. Só queria feri-la. Eram só roupas, trivialidades. Não tinha o uniforme ali dentro e provavelmente os danos seriam mínimos, mas foi a única forma que teve para revidar um pouco do que estava sentindo. Ela bateu as mãos, limpando a “sujeira”, e a mochila vazia foi parar no lixo.

- Cuida das minhas coisas? - pediu com algum carinho, mas havia algo errado com o rosto dela.

A menina estava séria como pedra, uma bebê aprendiz da própria Yerin com anos pela frente. A diferença é que diferentemente da frieza da melhor amiga, o rubor do rosto dela  indicava afobamento e culpa misturados em uma raiva mais grave do que as traquinagens que ela costumava pregar na Sapo, por exemplo. Tinha muito mais envolvido ali do que uma queimada ou um “item fofo igual” que alguém copiou dela. No entanto, também ficava claro que todo o potencial daquele ódio não estava exposto. Ela parecia extremamente frustrada apesar da travessura, por isso logo deu as costas e foi tomar uma ducha bem rápida. Queria sair logo de lá e não atrapalhar o banho de Yerin.

Quando saiu, arrumou-se com alguma pressa, sempre olhando para si mesma e suas coisas, em vez das pessoas que chegavam. Deixou as mochilas da Adidas dela e da amiga bem ao seu lado enquanto fazia uma escova no cabelo com seu próprio secador e o  penteava lentamente, uma distração necessária para fingir-se de inocente. Mais uma vez ela mal olhava para trás, embora pudesse ver pessoas pelo espelho, mas concentrava somente em seu cabelo e no próprio rosto, que parecia cantar para ela uma certa música da Taylor Swift.
avatar
Dorama
Localização :
Terra do Marshmallow

Data de nascimento :
17/03/2002

Mensagens :
181

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3

Mensagem por Kim Sun-Hee em Sex Fev 09, 2018 1:15 pm

A intenção era apenas sobreviver a aula de educação física, mas Sunny jamais imaginou que aquilo se transformaria num verdadeiro confronto. Não era uma garota vingativa e maldosa... no entanto, não abaixaria a cabeça para aquela patricinha nojenta que tinha a capacidade de despertar os piores instintos dela. Até porque, o gênio esquentado não ajudava muito na hora de se controlar. Quando Hyemin tacou a bola - LITERALMENTE - também marcou o início de uma guerra. E claro que a mesma não terminaria na quadra. Na verdade, as meninas mal tinham começado, certo? Apesar de todo o contexto envolvendo bolsistas e ricos “intocáveis”, aquela rixa entre as duas era extremamente particular e, talvez, o único ponto que compartilhavam.

Não foi sua intenção agir contra as regras da brincadeira, só que seria extremamente hipócrita em dizer que estava arrependida da atitude impulsiva. Além do mais, no fim do jogo, o outro time conseguiu virar, porém Sunny realmente não se importava com a vitória. Estava mais do que satisfeita diante do andamento das circunstâncias. Sim... Passou um pouquinho da dose, mas ok. Não era uma surpresa – ao menos para quem a conhecia desde sempre.

Andou até Stella, sorrindo alegremente. O humor estava radiante, mas não comentou nada a respeito do que aconteceu minutos atrás durante o queimado. Naquela altura, a adrenalina já cedera bastante e depois de se refrescarem, Sunny sentiu o corpo esfriar e não havia qualquer ânimo em voltar à quadra para completar a segunda parte das atividades.

Circuito.

Nossa, não... por favor.


Sunny suspirou.

Estava exausta!

Na hora da corrida, agradeceu mentalmente por ter prendido bem os cadarços, pois não desejava estatelar de cara no chão. Assistiu o desempenho de todas, mas na vez de Hyemin, a atenção redobrou, todavia... não sorria mais. Somente a observava, refletindo acerca dos detalhes que Joo-Hyuk não contou na última conversa de sábado. Mesmo que ele negasse e encarasse Hyemin, escondendo a mágoa... isso era sinal de que, independente das mudanças, a garota ainda tinha a capacidade de afetá-lo. E o fato dele não dividir esse “passado” só dava mais certezas sobre a profundidade que existia na relação dos dois. Não gostava dessa... exclusão, embora precisasse respeitar.

"Respeitar", né?

Distraída, tomou um susto quando ouviu seu nome. Ao contrário do imaginado, ela venceu a disputa, mas no final, não aguentava mais sequer levantar o braço. O peito ardia por conta do esforço exagerado enquanto puxava o fôlego, sentindo momentaneamente a sensação de agulhadas espetando o coração. Conforme se recuperava, o resultado das equipes era declarado: um empate.

Novamente juntou-se a Stella e no instante que a professora liberou o grupo, elas – diferente da maioria – não tiveram pressa para seguir ao vestiário. Pegariam fila mesmo, então não adiantava mais.

Aproveitou para beber mais água e assim que entrou no lugar, se encaminhou até os pertences. O uniforme, para o alívio de Sunny, mantinha-se lindamente pendurado, sem amassados ou sujeiras. Impecável. Entretanto, ao verificar o seu espaço, onde deixou a segunda bolsa com os pertences gerais de higiene, ela sentiu um embrulho no estômago por não encontrá-la. Quê? Mas... Tinha certeza que deixou perto do uniforme! Meio nervosa, começou a vasculhar nos locais mais próximos, já que existia a possibilidade de ter feito confusão – Eu... perdi minha bolsa – comentou com Stella enquanto continuava a procurar, muito nervosa – Eun, você lembra que coloquei aqui, não lembra? Ou... deixei no armário com a mochila? – coçava a nuca, inquieta, olhando para os lados. Ainda não tinha passado pela cabeça de Sun-Hee que alguém... mexeu. Alguém.

Havia outras meninas atrasadas ou que terminavam de se arrumar, inclusive Hyemin. Sunny a encarou indiscretamente e pelo reflexo do espelho, a Srta. Seo enxergaria o olhar da passarinha atrevida. Mas Sunny não disse nada – não para ela, pois logo mudou a direção do foco.

- Olá... Vocês... – falava com Nayeon e Sejeong ao mesmo tempo, tentando ser simpática, mas a expressão aflita indicava problemas – Vocês, por acaso, viram uma bolsa azul-marinho, com chaveirinhos coloridos? Ela não é grande e...

De repente, escutou Stella a chamando. Pediu licença para as garotas e se aproximou do lugar que a amiga fitava de forma... preocupada?

Era uma lixeira.

E foi dentro dela que Sunny achou a bolsa vazia.

Ela prendeu a respiração conforme arrastava os dentes para calar o grito de espanto. Como??? Como parou ali? A mente bugou por segundos até os pensamentos concluírem o óbvio. O silêncio era absoluto para não atrapalhar os movimentos de pegá-la e checar o estado... Não estava suja, porém a sensação de enfiar a mão no lixo era horrível. A vontade de chorar queimou os olhos devido ao controle absurdo de não oferecer esse gostinho besta para aquelas odiosas e o tamanho da força usada em cerrar os maxilares provocou fisgadas nas têmporas.

Num rompante, Sunny invadiu o espaço pessoal de Hyemin, pairando atrás da Gremlin, e embora a vontade fosse de enfiar os dedos no cabelo maravilhoso e puxá-lo, apenas falou com uma frieza cortante enquanto jogava a bolsa na pia – Onde.Você.Escondeu? – ainda graças ao espelho, Hyemin enxergaria perfeitamente o rosto delicado de Sun-Hee contraído na mais pura irritação.

- Economize na cara de sonsa e desentendida! Cadê?!?! Eu sei que foi você!!!


O bico projetou-se na hora errada.
avatar
Dorama
Localização :
Seul

Data de nascimento :
20/04/2002

Mensagens :
157

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 13 1, 2, 3 ... 11, 12, 13  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum