Afiliados Hermanos
0 de 5
Créditos
» Skin obtenido de Captain Knows Best creado por Neeve, gracias a los aportes y tutoriales de Hardrock, Glintz y Asistencia Foroactivo.
» Demás Créditos del Foro.
Directorio
0 de 9
Afiliados Elite
0 de 33
Últimos assuntos
» Regras e orientações
Hoje à(s) 1:00 pm por Akagetsu Sentai

» [Proposta] Akagetsu Sentai
Sex Ago 17, 2018 8:28 pm por Luxi

» Akagetsu: a cidade da lua vermelha
Sex Ago 17, 2018 8:12 pm por Akagetsu Sentai

» Capítulo 1
Sab Ago 11, 2018 9:41 pm por Alicia Lewis

» Personagens
Qua Jul 25, 2018 11:22 pm por Alicia Lewis

» [Hit the Road]
Ter Jun 12, 2018 4:33 pm por Tellurian

» [Samuel] - Da Lama ao Caos
Seg Jun 11, 2018 10:02 am por Convidado

» [Maeve] - Entre as Sombras
Sab Jun 02, 2018 11:16 am por Tellurian

» [O Barril Verde] - Irish Pub
Qua Maio 30, 2018 11:09 am por Tellurian


[O Barril Verde] - Irish Pub

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[O Barril Verde] - Irish Pub

Mensagem por Tellurian em Sex Abr 13, 2018 2:39 pm


A mãe de Owen não soube dizer exatamente quem era Thomas Henessy, ela tinha ouvido aquele nome em algum lugar, mas não conseguia se lembrar onde ou por quê. Mas disse que não tinha problema que Owen trouxesse mais gente.

[...]


Barril Verde, localizado próximo à Orla de Bray era um lugar relativamente pequeno. Não era um dos maiores ou mais frequentados Pubs da região, mas tinha lá seu charme. Sua fachada era detalhada e charmosa a sua maneira, na simplicidade das coisas e dos detalhes. Do lado de fora, àquela hora, era possível encontrar uma placa que determinava os horários para o dia. Ele estava aberto, mas o movimento era pouco.

Ao entrarem, o primeiro impacto talvez fosse o olfativo: o cheiro forte de cerveja e temperos numa estranha e interessante mistura os recebia. O lugar por dentro parecia maior do que se via de fora. O bar era próximo a entrada, onde cadeiras se espalhavam em volta do balcão, estava 'fechado' áquela hora, indo mais a fundo, era possível ver mesas e mais mesas, a maior parte ainda estava vazia àquela  hora. Assim que entraram, eles foram recebidos por uma jovem de cabelos ruivos/alaranjados, umas das atendentes do local. Owen a conhecia de vista, tinham conversado uma vez ou outro, mas nada muito profundo.


Ela sorriu, seus grandes olhos verdes fitando os recém chegados. Olhou de Owen para Donovan e Seren, assim como para Grace e Thommy. Então fez um gesto, indicando que eles a seguissem. A jovem os guiou para mais dentro do lugar e até um lance de escadas que dava na parte de cima do lugar. Owen sabia que aquela parte do pub não era aberta aos fregueses, para ser mais exato, o terraço/varanda era onde os funcionários costumavam tirar alguns minutos de descanso.

Mas aparentemente sua mãe tinha arrumado o lugar para recebê-los. A jovem os deixou lá, com os cardápios, avisando que voltaria em breve para pegar os pedidos.

Donovan puxou um cadeira para a Parente e se sentou, olhou em volta por um breve instante antes de se focar nos demais, ele voltou a sorrir: o mesmo sorriso de antes, amistoso e carismático.

- Então... - Donovan disse, quando se sentou à mesa, seu olhar focou-se em Thommy, Donovan pôs as mãos nos bolsos, sentindo o celular vibrar. - Como é que vocês conhecem minha família? - Direto ao assunto, no final das contas.
avatar
Convidados
Mensagens :
94

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [O Barril Verde] - Irish Pub

Mensagem por Convidado em Qua Abr 18, 2018 11:29 pm

OWEN
Barril Verde || Donovan, Grace, Seren e Tommy
Achou um pouco estranho quando sua mãe não reconheceu aquele nome. Não era como se ela fosse obrigada a conhecer todo mundo, mas ela era uma das donas de um Pub. Isso só confirmava que o rapaz tinha ficado muito tempo ausente.

Owen tinha suas desconfianças à respeito do motivo, principalmente pelo modo como ele falou. Ser forçado. Poucas coisas eram capazes de deter homens como Tommy, na visão de Owen, pelo menos. Prisão, serviço militar, coma, tratamento...Mas qual delas se encaixava, ele não sabia ainda. E nem achou que devesse usar de seus dons para saber. O Parente estava interessado em Donovan e parecia saber bastante coisas. Coisas que Owen também gostaria de saber.

Porque achou estranho alguém daquela família voltar assim, de repente. Não achava mera coincidência.

Quando disse isso mais cedo, sua mãe o achou um pouco paranoico, mas bem...Era o jeito dele de ficar procurando motivo para tudo. Queria provas, argumentos, nexos causais, liames. Enfim, não usou muito do celular enquanto dirigia e focou em chegar logo até Bray.

Só voltou a mexer no aparelho quando saiu do carro. Dessa vez para dar uma olhada nos contatos de sua matilha. O pessoal estava bastante quieto, mas ele também esteve ausente. Resolveu, então, mandar uma mensagem geral para todos eles. Talvez Grey fosse o único a não receber, mas o motivo seria bastante óbvio. Ele era um lobo.

“Pessoal, estive ausente pela manhã porque fui buscar minha prima e o companheiro dela. O MacEvans está na cidade. E um Parente chamado Thomas Henessy também chegou à Bray. Alguém conhece o nome? Estou no Barril Verde, mas podemos nos ver depois, se quiserem”.

Deu seu recado para Maeve, Nádia e Samuel.

Guardou o celular no bolso e esperou pelo grupo. Sorriu para eles, anunciando.

- Chegamos! Não deve ter mudado muito desde a útlima vez, não é Thomas? - Sorriu e liderou o caminho para que seguissem Pub adentro.

Trocou um breve olhar com a garçonete, mas não chegou a dar sinais de nada. Gostava dela, mas estava sempre tão ocupado e tenso que raramente demonstrava o que sentia ou queria. Seguiu até o segundo andar, deixando que o grupo escolhesse a mesa e sentou-se entre a Seren e Grace. Tommy ficaria mais próximo de Donovan, desse modo.

Ao ouvir a pergunta, fez sinal para que trouxessem cinco cervejas.

∆ LYL - FG
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [O Barril Verde] - Irish Pub

Mensagem por Convidado em Qua Abr 18, 2018 11:30 pm

SEREN
Barril Verde || Donovan, Grace, Owen e Tommy
Como já era previsível, o caminho até Bray teve como trilha sonora o motor da moto. Seren estava agarrada à cintura de Donovan e, apesar de se manter em alerta por não estar muito confortável com aquela situação, em determinado momento ela se rendeu à paisagem da região.

As imagens que ela viu da Irlanda não chegavam nem perto de retratar a verdade. Virou a cabeça na direção da Orla de Bray quando passaram por ela e simplesmente se deixou levar pelo que seus olhos viam.

Era tão...diferente de tudo o que ela já tinha visto.

Seren era uma mulher viajada. Já tinha morado em várias cidades ao longo de sua vida, quase como se fosse uma necessidade dela. Uma busca pessoal, talvez, muito embora a resposta para o vazio que sentia fosse bem óbvia. De todos os lugares que ela já tinha visitado, Quebec era seu favorito, mas estava correndo sérios riscos de ser substituído pela Irlanda. Tinha visto bem pouco, era verdade, mas o pouco já estava valendo toda uma experiência.

O caminho ajudou a relaxar a mente e ficar menos aborrecida com Donovan. Pelo menos por enquanto. Quando chegaram em frente ao Pub, ela sentiu uma certa expectativa pelo que estava por vir. Owen estava liderando o caminho, como o “dono” da casa. Ficou admirada com a fachada e foi inevitável não se lembrar do Trevo. O pub deles em NY que, posteriormente, mudou de lugar, era bem característico, mas se comparado com o Barril Verde, parecia muito urbano. O Barril era bem mais rústico.

O cheiro de cerveja e temperos foi bem recebido. Abriu ainda mais o apetite dela e ela se deu conta do quanto estava com fome, no fim das contas. Chegou até a massagear um pouco a têmpora, mas manteve sua expressão suave e carismática. Olhou para a atendente ruiva, a cumprimentando com um sorriso e agradeceu numa mesura quando foram levado para o segundo andar.

Era algo comum, até. Não se surpreendia com o fato dali ter horários e pontos especiais. Continuou observando o lugar, tomando nota de seus detalhes - com certo encantamento, mas tentando usar o lado racional também - até que finalmente chegaram à mesa deles. Agradeceu por Donovan puxar a cadeira, mas antes de se sentar, tirou a camisa jeans, amarrando na mochila e a pendurou na cadeira. Ficou só com uma blusa longa branca e cavada, mostrando um pouco da blusa de alça fina que usava por baixo. Soltou o cabelo, deixando que o mesmo caísse num baque só até a cintura e o enrolou várias vezes, jogando para trás também. Ajeitou as mechas da franja e tombou um pouco para trás, encostando as costas na cadeira e quase encostando o braço em Donovan.

Ouviu a pergunta do Garou e, pela proximidade, também sentiu o celular dele vibrando perto da coxa dela. Não demonstrou nada, esperando pela resposta de Tommy.

Teria que esperar um pouco mais para ver sua tia porque assuntos mais urgentes pareciam prestes a surgir.

∆ LYL - FG
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [O Barril Verde] - Irish Pub

Mensagem por Tellurian em Ter Abr 24, 2018 2:29 pm

Um clima estranho parecia se apropriar do local, não que Donovan demonstrasse, mas ele parecia tenso ao seu jeito, tinha ignorado o celular - o que era raro - e os olhos focaram-se nos dois ali frente a eles. Quando Seren se aproximou, ele passou os braços por sobre os ombros da Parente, para que ela conseguisse ficar ao menos mais confortável, sentia uma vontade quase incontrolável de acender um cigarro, mas forçou-se a não fazê-lo.

Tommy estava prestes a abrir a boca quando o celular de Grace tocou, ela pegou o aparelho, curiosa, afinal não estava esperando uma ligação de ninguém o atentou rapidamente e começou a responder e conversar em gaélico. Falava rápido, o que talvez dificultasse o entendimento para Seren e Donovan. Quando desligou, sua expressão era de frustração, olhou para Tommy e ambos olharam para os presentes.

- Infelizmente vamos ter que deixar essa conversa para depois. Temos um problema. - Grace afirmou, começando a se levantar, ela pegou um cartão na bolsa e pôs na mesa, Tommy se levantou também. - Basta ligar para a gente ou nos encontrar nesse Pub aí. Desculpe por isso, mas poderemos esclarecer as coisas com você em breve. Foi um prazer conhecê-los. - Tommy se despediu também e tão rápido quando apareceram, eles se foram.

Donovan fez silêncio... Aquilo tinha sido... Estranho, ele tirou o celular do bolso, observando a mensagem, antes de respirar fundo.

- Bom, acho que você quer ir ver sua tia agora, não? - Perguntou, tateando os bolsos atrás do cigarro. Olhou para Owen, movendo os ombros. A jovem tinha trazido as cervejas e deixado na mesa, mas parecia confusa com a saída dos outros dois.

[...]

Enquanto aquela coisa toda acontecia, Owen recebeu uma mensagem no celular:

COÉ RAPAZIADA! Sammy na área  Sussura-no-vento tá chamano nóis pro Caern hj a noite  VAMO BOTA PRA QUEBRÁ OU NEM?

「R」
avatar
Convidados
Mensagens :
94

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [O Barril Verde] - Irish Pub

Mensagem por Convidado em Qua Abr 25, 2018 12:31 am

SEREN
Barril Verde || Donovan e Owen
Apesar de não ter demonstrado que sentiu o celular de Donovan vibrando, ela estranhou, em partes, o fato dele não ter atendido como sempre fazia. Soltou um discreto suspiro e se acomodou melhor nos braços dele, dobrando o braço para segurar a mão dele.

Muito embora a posição fosse confortável, era um pouco difícil relaxar naquele momento. As perguntas começaram a ser feitas, mas não havia uma resposta ainda. A Parente franziu um pouco o cenho quando a mulher disse que eles precisavam sair.

Tinham acabado de chegar…

- Oh...Lamento. - Soltou a mão do Garou e se ajeitou. - Foi um prazer conhecê-los. Até a próxima…

Tentou ser educada, mas a verdade era que ela só respirou um pouco mais aliviada depois que eles foram embora. Tudo tinha sido tão estranho. Eles não tinham sido indelicados, nem nada disso, mas foi uma surpresa perceber que tinham uma comitiva. Assim que eles se foram, ela deu uma encarada em Donovan.

Ao invés de começar a explicar o que tinha acontecido, ele dizia que ela queria ver a tia. Seren manteve a sobrancelha ligeiramente arqueada e meneou positivamente. Owen falou com a mocinha, pedindo para que a acompanhasse até onde a tia ficava.

- Claro, é verdade. - Levantou-se e deixou a cerveja ali. Jogou o cabelo longo para trás e olhou de modo mais amistoso para a atendente. - Pode me acompanhar, por favor? Aliás, eu sou Seren, muito prazer.

As duas se afastariam da mesa, deixando os homens à sós.

∆ LYL - FG

Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [O Barril Verde] - Irish Pub

Mensagem por Convidado em Qua Abr 25, 2018 12:31 am

OWEN
Barril Verde || Donovan e Seren
- Já? Mas você acabaram de chegar…

Quis soar amistoso, lamentando pela partida deles, mas a verdade era que isso só alimentava a desconfiança de Owen a respeito dos dois.

- O prazer foi todo nosso. Espero vê-los em breve. - Acenou.

Enquanto Donovan e Seren pareciam voltar ao normal ou se resolverem, Owen olhou para a atendente.

- Não se preocupe com o excesso de copos. Tenho certeza de que Donovan e eu daremos conta disso. - Não haveria desperdícios. E ele deu um sorriso um pouco mais simpático e relaxado, como se finalmente estivesse baixando sua guarda.

Ouviu o Garou falando com sua prima a respeito da mãe dele. Trocou um olhar com a mocinha e falou.

- Será que pode levá-la até a Sra. Murray, por favor? Logo vamos ao encontro de vocês…

Pediu de modo gentil e a prima pareceu entender o recado. Enquanto elas se retiravam, ele sentia o celular vibrando com uma mensagem. Inicialmente, achou que fosse alguém da matilha com alguma resposta, mas não. Era Sammy. A pergunta que ela fazia só podia ter uma resposta, afinal, eles não negariam ao pedido de Sussurra-no-Vento. Olhou da tela para Donovan e colocou o celular para baixo.

- Então, você não conhecia esses dois? Não consegui muita informação sobre eles e acho estranho nunca ter ouvido falar dele. Bray não é tão grande assim… - Ponderou. - Talvez esse seja o ônus de ter um nome conhecido, no fim das contas. Não serão os primeiros a falarem de você, na verdade, de muitas formas, estão curiosos com a vinda de um MacEvans.

Pegou a cerveja e deu um gole.

- Quando vai se apresentar à Seita? Talvez seja bom descansar um pouco antes de ir. Foi uma viagem cansativa, imagino.

∆ LYL - FG

Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [O Barril Verde] - Irish Pub

Mensagem por Tellurian em Qua Abr 25, 2018 12:53 pm

Donovan ficou em silêncio, observando Seren, lhe deu um sorriso calmo, quando ela compreendeu o recado: sabia que a Parente não gostava muito de ser excluída das coisas daquele modo, mas às vezes ele não podia fazer muito para mudar a situação. Apenas moveu a cabeça para ela, dizendo que logo se juntaria as moças, piscou um dos olhos e aguardou.

Quando Owen voltou sua atenção para ele, Donovan tinha tirado o celular do bolso e dado uma olhada na mensagem que receberá. - Não conheço ninguém aqui. - E era verdade, ao seu modo, ele guardou o celular e voltou os olhos para Owen.  - Vim para a Irlanda duas vezes, das duas vezes tive que usar outro nome e fui direto do aeroporto para o Caern e vice versa. A verdade é que, alguma coisa aconteceu aqui quando minha mãe veio e isso não deixou ela muito feliz e se tem uma coisa que não é bom para a saúde é Deixar Evelyn MacEvans Winston puta da vida. - Suspirou, pegando uma das cervejas, abriu e de um gole, então a deixou na mesa e tateou os bolso atrás dos cigarros.

- Ela é a última. - Ele disse, depois de um trago fundo e pesado, voltou o olhar para cima, pensativo. - A última MacEvans pura. Quer dizer, tem a minha prima, mas ela é uma Parente e se enrabichou com um Prata... Então... - Moveu os ombros de leve. - Ela quer o que é dela de volta... E sinceramente, acho bom não tentarem impedir.

Moveu os ombros de novo, como quem não se importa muito. - Em breve, acho eu. Estou esperando uma coisa.

[...]

Seren não teria problemas em seguir a jovem, claro que ficar fora da conversa que aconteceria em sua ausência seria sim um incomodo... Será que Donovan compartilharia com ela o que estava acontecendo? Era frustrante que ele lhe excluísse daquela forma... Tinha alguma coisa a ver com ela? Achava difícil, a família MacEvans era... acolhedora na maior parte do tempo, Eve era um ponto problemático, a mulher nunca pareceu realmente gostar dela, mas ao mesmo tempo não parecia desgostar. Era difícil ler Evelyn, mais difícil ainda saber o que se passava na cabeça da Ragabash.

Enquanto pensava nessas coisas, ela notou que o ambiente tinha mudado, estava na cozinha do lugar, naquela hora o movimento ainda era pouco, o lugar tinha três "cômodos", no que estava agora, parecia ser o principal, onde estavam os fogões - um à lenha -, freezers e afins. Ao fundo ela pode identificar o que parecia uma despensa e ao lado o que parecia uma sala de "escritório" a jovem apontou para essa sala, dizendo a Seren que encontraria a tia lá.

Quando se aproximasse, a porta estaria aberta, lá dentro encontraria a mulher que observava alguns papéis, mas pareceu ter o rosto iluminado por um grande sorriso quando viu a jovem.

- Olha só! Aí está você! - Disse, já se aproximando e lhe abraçando - muito diferente de Owen - então se afastou, dando uma boa olhada na Parente. - Como foi a viagem, querida? E onde estão seu namorado e Owen?

「R」
avatar
Convidados
Mensagens :
94

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [O Barril Verde] - Irish Pub

Mensagem por Convidado em Qua Abr 25, 2018 2:51 pm

OWEN
Barril Verde || Donovan e Seren
- Você pode não conhecer ninguém daqui, mas aparentemente muita gente te conhece. Aposto que os próximos a procurá-lo serão os donos de Bray.

Disse de modo mais enfático, porém irônico. Não era mentira que os Senhores das Sombras tinham dominado política e economicamente aquela região. A maioria dos prédios comerciais pertenciam à família Smirnov. Porém, para um Fianna, era um pouco - bastante - irritante ter que admitir isso. Owen não tinha nada contra eles, diretamente, tanto que até tinha uma Garou da tribo em sua matilha.

Porém, a fama deles os precedia e todo cuidado era pouco com eles.

- Entendi. Acho que estava no meu tempo de reclusão quando sua mãe esteve aqui da última vez. Passei muitos meses fora de Bray e quando voltei, algumas coisas estavam...diferentes mesmo.

Franziu um pouco as sobrancelhas ao dizer isso.

- Não sei até onde isso pode acabar nos ferindo. - Os Fianna, ele dizia - Mas é sempre bom ter cautela e saber com quem lidar e como lidar.

Deu um gole em sua cerveja como, de certa forma, o líquido o ajudasse a refletir um pouco melhor. Ajeitou a sua postura com aquele comentário de Donovan e tombou a cabeça para o lado.

- E o que, exatamente, foi tomado dela? Onde podemos ajudá-la a recuperar?

Naquele momento, ele não estava falando pela matilha dele como um todo. Até porque, não era líder. Porém, ele era fiel à sua tribo e, considerando a proximidade das familias até por conta do relacionamento dele com sua prima, a disposição para ajudar era muito maior do que prejudicar.

∆ LYL - FG
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [O Barril Verde] - Irish Pub

Mensagem por Convidado em Qua Abr 25, 2018 2:52 pm

SEREN
Barril Verde || Donovan e Owen
Seguindo a jovem atendente, Seren mantinha a expressão tranquila e até mesmo ingênua, como se não estivesse ciente das coisas que aconteciam ao seu redor. Porém, diferente do que acontecia com o exterior, seu interior estava fervendo.

Ela era uma pessoa curiosa. Não perigosamente curiosa, de modo que fosse um defeito, mas não gostava de ter as coisas escondidas. Não gostava de surpresas. Sabia que a ida de Donovan tinha história, mas não esperava que já fossem chegar tendo que lidar com os problemas.

Talvez aí ela tenha sido um pouco boba mesmo.

O que será que Eve queria?

A relação delas era bastante...estranha. Ou normal, se considerar o conflito milenar que existe entre “sogras” e “noras”. Oficialmente, elas não se intitulam assim. Mas Seren sempre sentiu que havia uma animosidade entre elas. Porque a Parente era uma intrusa no ninho e o filhinho querido de metia em muitos problemas por conta dela.

Recordando das enrascadas que eles se enfiaram entre os 16 e 18 anos, dava até para concordar por Eve achar que ela fazia mal. Porém, os anos tinham se passado e mesmo que eles ficassem distantes, acabavam voltando um para o outro.

Não dava para negar.

O problema era que Eve também sempre parecia ajudá-la. Foi assim com a faculdade, com o emprego. A resposta sempre era “os Fiannas se preocupam com seus Parentes” ou “os Fiannas se ajudam” ou ainda “Porque somos Fiannas”. Mas, no fundo, Seren sentia que havia algo mais.

Ou talvez fosse aquela sua carência.

De todo modo, ela não estava culpando a Garou dessa vez. Só queria entender o que estava acontecendo. Em outro momento, conseguiria perguntar com mais afinco.

Porque agora seu foco realmente mudou de contexto. Depois de passar pela cozinha e cumprimentar quem encontrou por lá, a garota continuou seguindo até o “escritório”, após as despensas. O coração dela começou a bater um pouco mais rápido. Para ela, encontrar aquela parte de sua família era muito importante.

O sorriso veio fácil e os olhos brilharam quando a mulher se aproximou. Era verdade que elas não tinham se falado por muito tempo, nem eram tão íntimas como Seren era da falecida tia, mãe de Dian e Nolan - a mãe que ela realmente conheceu, pois foi quem a criou. Mas nessas horas, o sangue falava mais alto. E para a mãe de Owen também era uma espécie de viagem.

Seren tinha muitas coisas de Kyle. O cabelo, o sorriso gentil, o tom de pele, além da aura e alguns trejeitos, mesmo que ele tenha morrido quando ela ainda era um bebê.

- Oooi, tia…- Abraçou com bastante vontade também, apertando um pouco mais.

Afastou-se e também a encarou com bastante atenção, querendo decorar os traços. Seren era muito parecida com o pai e com a mãe também. Apesar de tudo, ela tinha sido uma mulher muito bonita.

- Foi tudo bem! Pouca turbulência, um vôo tranquilo. Deu para ver um pouco do caminho enquanto Owen nos guiava. Aqui é tão, tão lindo. Estou apaixonada. - Secou o cantinho dos olhos, limpando as lágrimas. - Eles estão lá fora. A viagem foi mais cansativa para eles, parece.

Não diria que saiu para que conversassem, mas ela como Parente também deveria entender.

∆ LYL - FG
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [O Barril Verde] - Irish Pub

Mensagem por Tellurian em Qui Abr 26, 2018 10:38 am

Donovan sorriu de leve quando Owen fez aquela pergunta: o que haviam retirado de Eve? Ah, ele achava que muita coisa. Não que a mãe falasse muito a respeito do seu tempo na Irlanda - ele achava que Eve até mal se lembrava de sua infância naquelas terras - ela tinha o quê? 5 ou 6 anos quando se mudaram? Mas tinha muitas questões ali que nem mesmo Donovan entendia bem.

- Acho que ela ficou meio ofendida de não poder vir até a própria terra sem se preocupar com a retaguarda, sabe? - Não era apenas isso, no fim das contas, mas achava que Owen entenderia onde Donovan queria chegar. Quando Owen falou sobre os ShL, Donovan ficou em silêncio, observando. Nunca teve realmente que lidar com um ShL em Nova Iorque, não era exatamente onde eles gostava de estar no fim das contas, mas conhecia a fama dos sujeitos. Também teve que entrar em contato com os tais, para avisar sua ida à Bray, afinal, era território deles e você não entra no território de outro Garou sem avisar.

- E o que você pode me dizer sobre os "donos" de Bray? - Quis saber o Galliard.


[...]


Ela notou, é claro que notou, porém preferiu não falar muito sobre a semelhança de Seren aos pais, pelo menos não por enquanto. Entendia que às vezes, certas coisas eram melhores não ditas. A mulher sorriu de leve para a jovem e indicou uma das cadeiras do lugar para que se sentasse e foi à porta, onde pediu para que trouxessem um chá gelado para as duas. Ela deu a volta na mesa e se sentou na cadeira à frente de Seren.

- Ah é sim, muito bonito. Se gostou daqui, provavelmente vai adorar as regiões mais rurais da Irlanda, é como se tivéssemos parado no tempo em alguns locais. - Ela voltou a sorrir, como se relembrasse por si só desses cenários. - E tem Dublin também... Não é nenhuma Nova Iorque, mas tem seu charme. Vocês já sabem onde querem ir ou o que querem ver?

「R」
avatar
Convidados
Mensagens :
94

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [O Barril Verde] - Irish Pub

Mensagem por Convidado em Qui Abr 26, 2018 8:48 pm

SEREN
Barril Verde || Donovan e Owen
- Eu gostei bastante. - Seren concordou. - Provavelmente porque seja algo completamente fora da minha realidade. NY é bonita, ao seu modo, mas acho que aqui tem muito mais vida.

Ponderou por um segundo.

- Lá pode ter mais gente, porém, eles não parecem que estão vivendo, entende? Aqui o tempo...é diferente. As pessoas parecem mais felizes e aproveitar melhor. Pelo menos até agora, foi a impressão que tive.

Ajeitou-se na cadeira também.

- Ah sim, tem uma lista no meu celular com os lugares. Aqui em Bray eu queria ver Head Cliff Walk, Kilru…- Mordeu os lábios porque a pronúncia era difícil. - Killruddery House & Garden...Não sei como se pronúncia. National Sea Life, o Centro de Artes com nome de Sereia. Tem muita coisa legal para ver, pelo que andei pesquisando. Mas eu também queria muito ir a Dublin de novo e visitar outros locais históricos, ver os castelos e tudo mais.

Disse bem animada, com um sorriso extremamente gentil. Porém, a verdade era que ela nem sabia se Donovan iria com ela. Provavelmente não. Ele tinha outros interesses ali, agora ela tinha certeza. Contudo, não tentou corrigir a tia, dando a entender que fariam essas coisas juntos.

Antes que o sorriso morresse com os pensamentos, ela completou.

- Mas também devo ir à Londres. Lá eu tenho interesse acadêmico, talvez um mestrado.

∆ LYL - FG
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [O Barril Verde] - Irish Pub

Mensagem por Convidado em Qui Abr 26, 2018 8:49 pm

OWEN
Barril Verde || Donovan e Seren
- Sei…

Owen respondeu àquela pergunta retórica apenas para mostrar que ainda estava atento ao que dizia. Voltou a atenção para sua caneca e deu outro gole relativamente longo em sua cerveja.

Sua família não possuía Raça Pura, mas eles eram Irlandeses desde os tempos antigos. Pelo menos ele achava que sim, visto que as histórias eram passadas boca a boca e não de modo escrito - assim, muito se perdia, obviamente, mas a essência era a mesma. Tradição era importante para sua família assim como a Tribo. Se para ele, um Fianna normal, era incômodo ver o território sendo tomado pela política, imagine para uma raça pura.

Mesmo que a Garou não tivesse crescido naquelas terras, aquele era o seu lar.

Repousou a caneca sobre a mesa de novo e suspirou diante da pergunta dele. Qualquer outro lugar seria muito perigoso para responder aquele tipo de coisa, mas ali, ali no Barril, eles podiam falar sobre isso.

- O que posso dizer? - Ponderou. - Isso aconteceu enquanto eu estava fora, então, só posso dizer o que ouvi. Os donos da cidade estão aqui há muito tempo, mas sempre tiveram um problema com a “Realeza”. E a Realeza ainda era forte e presente aqui em Bray...até que…

Coçou a nuca.

- Começou com o mais velho. A mãe dele era uma heróina de guerra, mas o filho mais velho, o único Garou, arranjou problemas com os Crias e, além de ser proibido de se aproximar das Parentes deles, também não era bem-vindo à Bray. Para completar, ele tem duas irmãs mais novas, gêmeas. Uma delas se envolveu com o Yure Smirnov ou Ruge-Como-A-Tempestade. Claro que todos ficaram sabendo e o pai nem teve mais forças para reverter aqui e acho que foram embora. Fato é que não tem mais um contra-peso para os Senhores. E eles tem conquistado alianças importantes na Alemanha. Parece que aqui também.

Ajeitou a caneca e cruzou os braços.

- Eles fizeram algo com sua mãe? São eles que incomodam? Porque se for...Vai ser bem mais difícil do que parece. E ela te deu uma missão quase impossível…

∆ LYL - FG
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [O Barril Verde] - Irish Pub

Mensagem por Tellurian em Sex Abr 27, 2018 11:52 am

A mulher riu de leve e esperou que a jovem que entrava com o chá gelado e uns biscoitos colocasse tudo na mesa, agradeceu e aguardou ela sair.

- Talvez, talvez. Acho que a gente sempre acha a grama do vizinho mais verde, não é? - Moveu os ombros. Não se imaginava numa cidade como NY, claro, mas achava que se ela ou qualquer Irlandês que tivesse passado a vida na Irlanda fosse até ela, a acharia tão fantástica quanto Seren achava agora. - Vamos com calma, você só viu Bray até agora e apesar de não gostarmos de admitir, somos quase uma cidade de interior. Acho que o povo de Dublin provavelmente vai pensar igual a você sobre existir e não viver. - Ela piscou um do olhos e tomou um gole do chá.

Então escutou com calma o que a jovem Parente falava. Sorriu aqui e ali, antes de começar a falar. - Bem, para o Cliff é bom que alguém vá com você. É bem bonito, mas também tem seu grau de perigo por lá. Os outros locais, as meninas podem te acompanhar se aquele loiro enorme que você trouxe na bagagem não puder ir.

Ela sorriu de novo, dessa vez observando bem Seren, moveu a cabeça. - E por que não mestrado na Irlanda?


[...]


Donovan escutou com atenção e movia a cabeça aqui e ali para mostrar que estava acompanhando.

- Se tem uma coisa de se admirar nos Crias de Fenris, é que eles tem um grande cuidado com os Parentes deles. Não é muito saudável mexer com isso. - Comentou, por alto. Em verdade, não era muito saudável mexer com os Crias num geral. Donovan sabia que muito tempo atrás as duas Tribos poderiam ter se considerado irmãs... Mas hoje em dia os Crias se afastavam cada vez mais, aquilo era preocupante, mas não era exatamente problema dele.

- Eles são fortes aqui? Os Fenris? Quero dizer... Em relação à Seita. Imagino que são minorias.


Moveu a cabeça.

- Não só a Alemanha. Boa Parte da Europa está nas mãos do Magraiver Konietzko. - Quando a pergunta veio, Donovan olhou para Owen, então tomou um gole da cerveja e sorriu de canto. - Não que eu saiba. O que quer que tenha acontecido com os MacEvans aqui, anos atrás, morreu em segredo com meu avô. Mas é o que a Eve quer descobrir.

「R」
avatar
Convidados
Mensagens :
94

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [O Barril Verde] - Irish Pub

Mensagem por Convidado em Sex Abr 27, 2018 8:00 pm

OWEN
Barril Verde || Donovan e Seren
- Sim, é verdade. Mas não é muito saudável mexer com um Cria, em geral. - Deu um meio sorriso amistoso. - Uma das minhas irmãs é Cria de Fenris, uma ahroun. - Falava dos membros da matilha como se fossem uma extensão de sua família mesmo. - Convivo o suficiente para saber como são. O curioso é que também tem uma Senhora das Sombras. Ragabash, uma combinação deveras perigosa, mas...Família é família.

Deu de ombros e pegou a caneca que seria de Tommy ou Grace. Disse para a atendente que as cervejas não seriam desperdiçadas e estava falando sério. Até porque, a bebida parecia dar o tom da conversa que, por enquanto, era amistosa.

- São minorias, mas isso não significa que não tenham peso. Um dos Líderes é Cria, Justiça Primeva, eu o admiro bastante. Lembro que meu pai não gostava muito dele, mas até ele reconheceu a honra de Justiça Primeva. - Suspirou. - É justo, maleável, porém, implacável ao seu modo. Também existem outros nomes de peso, dentre eles, a herdeira da Dama da Guerra, Mayla Bäumler. Talvez eu goste dos dois porque ambos são philodox. De todo modo, são muito honrados e respeitáveis.

Olhou para a bebida, mas não a levou até a boca dessa vez. Meneou positivamente sobre os Senhores das Sombras, fazendo um bico aqui ou ali. Até que ele falou sobre o que tinha acontecido com os MacEvans, anos atrás.

- Compreendo. Você deveria procurar Sussura-no-Vento, então. Ainda que ela talvez não passasse de um filhote ou não tivesse ao menos nascido, nessa época, os espíritos falam. Não existe nessas terras, uma Theurge mais ligada aos espíritos e aos mistérios da Umbra do que ela. Talvez possa ser um bom inicio ou talvez ela o confunda mais. No que eu puder ajudar a sondar e investigar, estarei à disposição. Porém, só posso falar por mim. Minha matilha é mista e, apesar de sermos irmãos, não sei até que ponto eles iriam por uma questão dessas.

∆ LYL - FG
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [O Barril Verde] - Irish Pub

Mensagem por Convidado em Sex Abr 27, 2018 8:01 pm

SEREN
Barril Verde || Donovan e Owen
- Bom, pode ser verdade. É tudo uma questão de perspectiva mesmo. - Ainda assim, a menina parecia bastante animada.

Deu um sorriso contido sobre a história de Bray ser considerada uma cidade do interior. Se comparado com NY, Dublin também era - era a capital, porém, não era tão cosmopolita como a cidade onde Seren vivia.

Tombou um pouco a cabeça ao ouvir sobre Cliff.

- Que tipo de perigo? - Perguntou por curiosidade. - É violento ou…outro tipo de perigo[?

Não sabia como era a situação dos inimigos dos Garou ali. Olhando num primeiro momento, a Irlanda podia ser totalmente terra de Gaia, mas agora que a tia tinha falado, imaginava que não era nem perto disso. Era bom saber os lugares que deveria evitar.

Quando ouviu sobre o loiro enorme, ela soltou uma risada um pouco mais alta. Levou a mão até a boca, pedindo desculpas.

- Ai, tia… - Riu com as bochechas coradas. - O Donovan realmente se destaca, não é? Se não pelas tatuagens, pelo tamanho mesmo. Todos da família dele são assim, grandes. A mãe dele é enorme…E linda… - Fez uma caretinha, mas tinha que dizer a verdade. Dava para ver que, apesar da “implicância”, gostava da “sogra”.

De todo modo, quando ela parou para pensar nos passeios, ela sentiu um certo grau de ansiedade. Porém, não a boa. Seren tinha hidrofobia e, muito embora Aquários fossem bonitos em fotos, ela não sabia como reagiria ali. Por mais seguro que fosse, ela começou a imaginar os vidros dos tanques quebrando e a cortando enquanto a água e os animais dominavam o ambiente. Meneou negativamente, tirando essa visão da mente e ajeitou-se.

- Também não sei se ele poderá me acompanhar. Sabe como são, né? Cheio de compromissos para resolverem.

Suspirou, mas apoiou as mãos nos joelhos cobertos pela calça jeans. Ponderou sobre aquela pergunta.

- Na verdade, eu não tinha pensado nisso. Não conheço muito sobre Direito aqui da Irlanda...Mas quem sabe eu não visite as universidades daqui também para dar uma olhada? Pode ser bem interessante…

Podia mesmo.

∆ LYL - FG
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [O Barril Verde] - Irish Pub

Mensagem por Tellurian em Sab Abr 28, 2018 1:35 pm

A mulher pareceu rapidamente captar o que Seren talvez tivesse achado. - Oh! Não, não! Nada assim. Só é uma caminhada longa e cansativa e pode ser um pouco perigosa para quem não está acostumado. - Ela sorriu de novo e deu uma risada leve. - Você não vai encontrar muitos grandes perigos desse tipo por aqui. Antes havia certa animosidade entre os Fenris e os Presas... Mas os Presas parecem ter desistido dessa área da Irlanda depois de um pequeno deslize por parte de uma das Parentes deles. Agora somos só nós, Fiannas, Fenris, Roedores e os Senhores. - Ela fez uma outra pausa. - E todos esses tentam parecerem educados uns com os outros. Os Fenris estão mais afastados da área urbana. Eles tem umas terras lá pro interior, acho que a parte mais Rural da Seita pertence a eles. Tem algumas fazendas por lá e uma pequena comunidade. Nós também temos algo assim, mas é um pouco mais distante de Bray. A cidade em si está nas mãos dos Senhores.

Ela deu uma risadinha leve. - Qual é das tatuagens? - Perguntou como quem não quer nada, mas moveu a cabeça. - Ah, eu conheci a mãe dele na primeira vez que ela veio aqui. Ela entrou no Pub praticamente no horário de pico e fez a clientela masculina virar a cabeça para olhá-la e a feminina furiosa de inveja. - Deu uma risada alegre. - Vou te dizer que eu também senti um pouco. Aquele mulherão de cabelos vermelhos, com quase quarenta, três filhos, parecendo uma mulher de trinta. Maldita genética Garou.

Outra pausa, enquanto observava Seren. - Você sabe se ela vem também? Muita gente anda com a orelha de pé, após o aparecimento dela por aqui depois de tantos anos.


[...]


- Ah, eu sei bem. Conheci um deles em NY. Eu a apelidei carinhosamente de Angry Blond, e olha que ela é uma Ragabash. Não quero imaginar um Ahroun. - Riu de leve, movendo a cabeça.

Escutou o que Owen falava sobre a Seita e sobre a tal Theurge anciã, achava que já tinha ouvido falar sobre ela. A seita que Donovan e sua mãe tinham contatos não era muito perto de Bray - achava que talvez fosse praticamente do outro lado da Irlanda -, mas era ali onde sua família tinha, ao menos por um tempo, vivido. Era importante saber como as coisas estavam acontecendo e como estavam indo. - Farei isso, mas primeiro preciso passar na velha casa MacEvans. - Comentou - era uma das coisas que Eve queria que ele fizesse - e precisava fazer isso logo.

- Não se preocupe com essas coisas. É um assunto de família. - Donovan sorriu: Duvidava que Eve fosse querer qualquer um de "fora da família" envolvido naquilo. Conhecia bem a ruiva para saber que era uma questão de orgulho pessoal. Podia não concordar completamente com isso, mas entendia. Se os ancestrais MacEvans tinham se enfiado em alguma coisa, cabia aos descendentes dar um jeito na situação.

「R」
avatar
Convidados
Mensagens :
94

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [O Barril Verde] - Irish Pub

Mensagem por Convidado em Qua Maio 02, 2018 1:52 pm

SEREN
Barril Verde || Donovan e Owen
A expressão de Seren ficou um pouco mais aliviada quando a tia explicou que o perigo que havia citado não era do tipo “sobrenatural”. NY era uma cidade ótima, mas também cheias de tensões para pessoas como ela. De alguma forma, eles sempre pareciam flertar com a morte - mais do que um humano, visto que eles tinham conhecimento de coisas que aquela raça não fazia ideia, em geral.

- Ah, então tudo bem! Eu vou falar com o Donnie, mas acho que ir com as meninas já será o suficiente. - Sorriu, mas prestou bastante atenção no que ela disse.

Hm...Então, então antes havia Presas de Prata e Senhores das Sombras no mesmo território. Só ouvia falar das histórias, mas nunca conviveu com um deles para dizer como era de fato. Sua mente montava uma imagem, mas a convivência deveria ser diferente. Contudo, ela conhecia a história dos Parentes dos Pratas.

- Um pouco desgastante isso, não? Eles são um pouco rígidos com essa questão dos Parentes, imagino que deslizes não sejam incomuns. Particularmente acho que não aguentaria seguir as ordens assim. O problema é quando descobrem os deslizes… - Suspirou. - Foi algo muito sério?

Indagou mais por curiosidade mesmo. Era uma história da cidade que ela podia ouvir algumas vezes, mas bem, não havia problemas se a tia não contasse. Mentalizou as tribos que conviviam ali e também fez um mapa mental sobre as regiões de cada um.

- E nós, Fianna? Somos maioria ou donos de onde? - Questionou.

Depois disso, a conversa rumou para Donovan e sua família. Seren ponderou sobre as tatuagens.

- Eu acho que é mais aquela história de: quem tatua uma vez, não consegue mais parar. Também passo por isso. Já estou na segunda. E é um pouco pior quando sua prima-irmã é uma excelente tatuadora. Nolan, a filha da tia Brienne. Ela mandou presentes, aliás. - Deu uma volta, sem explicar o motivo exato das tatuagens, mas parecia plausível.

Não achava que Donnie ficasse confortável dela contar coisas pessoais para a tia dela. Podia ser parente de Seren, mas havia questões que não dava para sair assim, de uma hora para outra. Elas ainda estavam se conhecendo, afinal. Quanto à Eve, ela só pode concordar e deu uma risada quanto a genética.

- Sim, é muito injusto! - Riu mais um pouco. - E não, eu não sei se ela vem. Pelo menos não me disse nada. E imagino que sim...Até tinha gente esperando por ele no aeroporto. - Comentou. - Um casal aqui de Bray. Nenhum dos dois era Garou, mas enfim, eles pareciam otimistas demais com a chegada de Donnie, sabe? Como se vissem...esperança ou algo assim.

Podia soar fantasioso demais, mas foi isso que ela acabou sentindo, no fim das contas.

- E você, tia? O que achou do retorno deles?

∆ LYL - FG
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [O Barril Verde] - Irish Pub

Mensagem por Convidado em Qua Maio 02, 2018 2:00 pm

OWEN
Barril Verde || Donovan e Seren
- É um pouco complicado mesmo. Quer dizer, nunca tive problemas diretos com ela, mas digamos que na lua cheia, as coisas ficam tensas porque todos ficamos mais irritadiços. A diferença é que ela sempre está mais esquentada, independente da lua. - Deu uma risada. - Mas ela é gente boa…

Definiu assim e então começaram a falar sobre a Seita local. Owen comentou sobre Sussurra, que ela talvez poderia ajudá-lo, caso quisesse. Porém, Donovan meio que optou por encerrar aquele tópico.

Owen não se ofendeu por isso. Achou até que conversaram bastante, pelo menos para seus parâmetros. Não imaginava que fossem acabar conversando desse modo. Bebeu a cerveja e então disse.

- Bom, quer conhecer a Sra. Murray. Acho que ela é um pouco sua “tia” também. O que faz da gente…”primos” ou algo assim. Quer dizer, vocês namoram sério, né?

Caso ele aceitasse ir até o escritório da mãe dele, se levantaria para guiá-lo naquela direção. Caso não, ficaria no mesmo lugar.

∆ LYL - FG

Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [O Barril Verde] - Irish Pub

Mensagem por Tellurian em Sab Maio 05, 2018 12:06 pm

A tia sorriu de leve, imaginava que Seren realmente pudesse se divertir em companhia das meninas, mas também achava que talvez ela gostasse de ir a alguns lugares na companhia do jovem Galliard, infelizmente para elas - tanto Seren quanto a mulher com quem falava - nem sempre seus desejos em relação aos seus parceiros podiam se realizar. Suspirou de leve, mas retornando rapidamente a atenção para Seren. Riu, uma gargalhada gostosa.

- Tinha esse rapaz, Yuri, o mais velho dos filhos do Smirnov. Era um garoto problema na adolescência, então passou pela mudança e sumiu. Dizem que foi para a Rússia. Voltou há alguns meses, com mulher e filhos e umas histórias estranhas. Mas é um daqueles homens que você gosta de virar a cabeça para olhar, sabe? Em contra partida tinha essas moças, gêmeas de uma família importante dos Pratas nessa região. A mãe tinha sido uma heroína, mas caída. A moça problema encontra o rapaz ex-problema e você pode imaginar o resto. Diante disso, outras histórias bem ruins começaram a surgir e a família resolveu retornar para a Irlanda do Norte, onde a maior parte dos Pratas está realmente acomodada. - Deu de ombros levemente.

- Dá maior parte da coisa toda.- Ela disse. - Tirando a Irlanda do Norte e algumas Seitas mistas, a maior parte da terra ainda é nossa e não tem quem mude isso. - Ela sorriu de leve,  movendo os ombros. Não falou nada sobre as respostas de Seren em relação as tatuagens,  mas prestou atenção a respeito da última parte. - Os MacEvans foram uma família bastante importante para nosso povo, Seren. Seus ancestrais lutaram contra os Vikings e garantiram que a Irlanda não fosse tomada por eles antes mesmo de sonharmos e nascermos. Assim como também fizeram parte de outros acontecimentos, como a defesa do nosso maior Caern. O nome que eles carregam é mais que um novo. Bray era dos MacEvans, por exemplo. Quando eles saíram como saíram... Deixando para trás família, terras, aliados e uma história mal contada, as coisas mudaram muito. Eve ter retornado pode significar algo para todos que tiveram a ver com isso, entende? Para os Fiannas, tê-los de volta é algo extremamente importante... Para os outros? Não sei.


[...]


Donovan sorriu, aquele mesmo sorriso que dava em situações em que não queria ter que falar muito. Não era nada com Owen, mas o jovem Galliard tinha muito o que pensar agora. Não entendia muito bem o que Eve estava planejando e sentia-se um tanto quanto fora d'água naquela situação. Concordou com o rapaz, a respeito dos Crias, mas diferente da maioria, não alimentava muito aquela velha rivalidade entre eles.

- Por mim tudo bem. - Disse, começando a se levantar. Quando a pergunta veio, ele riu de leve. - Éééé... Não sei. É complicado. Temos altos e baixos e resolvemos que era melhor irmos com calma e ver no que dá.

「R」
avatar
Convidados
Mensagens :
94

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [O Barril Verde] - Irish Pub

Mensagem por Convidado em Ter Maio 08, 2018 10:05 pm

OWEN
Barril Verde || Donovan e Seren
Owen levantou-se com Donovan quando o mesmo concordou em seguir pelo pub para conhecer a dona do lugar. Acabou dando uma risada com o comentário dele sobre o modo como levavam aquilo.

- E que relacionamento não é complicado? Mas se funciona, acho que tudo bem, não é? - Deu de ombros.

O próprio Owen não tinha nenhum relacionamento fixo. Até porque não tinha tempo, por conta de toda a confusão que tinha tomado Bray e os arredores. Toda aquela tensão política e a necessidade de encontrar um alfa para a matilha dele, tornavam os dias um pouco mais estressantes. Claro que havia diversão, mas esses dias pareciam cada vez mais distantes.

Os dois seguiram pelo caminho que Seren fizera alguns instantes atrás. O Garou guiava e comentava o nome de algumas pessoas. Não viu sua irmã Lavena por ali e isso fez suas sobrancelhas franzirem um pouco. Provavelmente Donovan faria as meninas da cozinha e outras atendentes virarem a cabeça conforme ele passava. Owen reparou se uma, em específico também olharia - a que levou a cerveja para eles. Não demoraria para que chegassem até o escritório.

A porta estava fechada e a acústica era boa o suficiente para que não ouvissem o que estava sendo dito lá dentro. Felizmente, também, eles chegaram após as palavras finais de Hazel Murray. Owen bateu na porta com os nós dos dedos e abriu a mesma.

Seren estava bem focada em tudo o que ouvia. Parecia bastante entretida com a história, boa demais para se desligar.

- Com licença! Interrompemos?

- Ah não.. - Seren pigarreou e levantou-se, voltando-se para os dois. Olhou para Donovan e então para a tia. - Tia, este é o Donovan. Donnie, esta é a minha tia Hazel. Ela estava me contando sobre os melhores pontos de Bray para visitar. Mal posso esperar para começar.

∆ LYL - FG

Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [O Barril Verde] - Irish Pub

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum